Da Noite sem Fim

Da Noite sem Fim Thiago da Silva Prada


Compartilhe


Da Noite sem Fim


Poéticas sobre tristezas e assombros




Thiago da Silva Prada "[...] não tem medo de mergulhar em águas profundas. Ele encara a própria noite, e se coloca face a face com muitos abismos: temores, sonhos, frustrações, desejos, pesadelos, quereres. Ele olha o abismo e o abismo o olha de volta, sem espanto, sem atração. Espreitam-se mutuamente, como velhos conhecidos, que já sabem o resultado do embate: o autoconhecimento". - Trecho do prefácio de Renata de Albuquerque para o livro.

"E aqui é onde nos encontramos, eu e você, defronte a nossos fantasmas e demônios, naquele momento em que desejamos encontrar outro ser na noite que esteja nessa insônia febril, procurando uma saída no labirinto de dentro. Quero lhe dizer então que eu não estou só e você também não. Mas aqui e agora, seguro sua mão, e, juntos, entraremos neste meu labirinto, minha casa, meu mundo, e você perceberá, lenta e vagarosamente, a minha transformação em minotauro e quimera, a guiá-lo por estes corredores". - Thiago da Silva Prada.

Literatura Brasileira / Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Da Noite sem Fim

Similares


Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.4 / 5
5
ranking 40
40%
4
ranking 60
60%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

50%

50%

Bia Machado
cadastrou em:
15/12/2015 01:56:59