Diferentes, desiguais e desconectados

Diferentes, desiguais e desconectados Néstor García Canclini


Compartilhe


Diferentes, desiguais e desconectados





"Diferentes, desiguais e desconectados? Formular os modos da interculturalidade em chave negativa é adotar o que sempre foi a perspectiva do pensamento crítico: o lugar da carência. Mas colocar-se na posição dos despossuídos (de integração, de recursos ou de conexôes) ainda não é saber quem somos. Imaginar que se podia prescindir deste problema, foi, ao longo do século XX, o ponto cego de muitos campesinistas, proletaristas, etnicistas ou indianistas de feministas que suprimiam a questão da alteridade, de subalternistas e quase todos aqueles que acreditavam resolver o enigma da identidade afirmado com fervor o lugar da diferença e da desigualdade. Ao ficar deste lado do precipício, quase sempre se deixa que outros - deste lado e daquele - construam as pontes. As teorias comunicacionais nos lembram que a conexão e a desconexão com os outros são parte da nossa contribuição como sujeitos individuais e coletivos. Portanto, o inter é decisivo. Ao postulá-lo como centro da investigação e da reflexão, estas páginas buscam compreender as razões dos fracassos políticos e participar da mobilização de recursos interculturais para construir alternativas"

Edições (1)

ver mais
Diferentes, desiguais e desconectados

Similares


Estatísticas

Desejam16
Trocam1
Avaliações 4.6 / 14
5
ranking 64
64%
4
ranking 29
29%
3
ranking 7
7%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

35%

65%

Tania
cadastrou em:
25/10/2009 22:22:02