Espelho Mágico

Espelho Mágico Mario Quintana




Espelho Mágico





Espelho Mágico, de 1951, sublinha de modo ainda mais intenso a decifração e a transcendência da leitura poética proposta por Quintana. A edição original da coleção de quartetos Espelho Mágico trazia na orelha apresentação e comentários de Monteiro Lobato. A Editora Globo relança dentro da coleção que reeditará toda a obra poética do autor, coleção que marca o centenário de nascimento do escritor. Espelho Mágico é formado por 111 quadras de grande variação métrica, escritas em 1945, conforme indica o autor. Cada uma delas, distintamente numerada, tem seu próprio título que, além de anunciar, muitas vezes também trata de explicar o significado dos poemas. O tom de humor - marcante na personalidade do poeta - faz-se claro nesta obra, em versos de fina ironia que também dão espaço à preocupação acerca do fazer poético. "Na aparente ingenuidade da forma, oculta-se uma tessitura de sentidos, omissões, referências, agudezas verbais e rítmicas que revelam a grandeza do poeta", afirma Lúcia Sá Rebello, que assina o prefácio da nova edição.

Edições (1)

ver mais
Espelho Mágico

Similares

(1) ver mais
Gaveta Aberta

Resenhas para Espelho Mágico (1)

ver mais
on 18/7/14


Quintana. Sou um tanto parcial para falar de seus livros. Gosto muuuito dele. Mas, ok, vamos lá. Até hoje, esse é o melhor dos livros dele que já li. Ele se estrutura em 111 poemas, quadras, sobre os mais diversos assuntos. É impossível descrevê-los em resumo, a ironia e ceticismo é frequente em vários, mas não é tudo. Li em algum lugar que é um livro para se ter na mesa de cabeceira. Não posso discordar. Me pego relendo esses curtos poemas, vezes e vezes. E é sempre uma leitura gostos... leia mais

Estatísticas

Desejam42
Trocam8
Avaliações 4.3 / 335
5
ranking 54
54%
4
ranking 29
29%
3
ranking 15
15%
2
ranking 1
1%
1
ranking 1
1%

31%

69%

Lais Machado
cadastrou em:
12/01/2009 20:30:22