A Dupla Vida de Dadá

A Dupla Vida de Dadá Moema Vilela


Compartilhe


A Dupla Vida de Dadá (1 #1)





Moema Vilela faz uma escrita plural, cosmopolita, no sentido de conseguir, sinteticamente, trazer para suas formas breves, de minificções, uma abrangente variedade de temas, de personagens, de criatividade.
Não existe pudor e limites para os seus “escolhidos”, seus protagonistas, narradores. Uma pomba marginalizada e discriminada, pode ter o direito a contar a sua história, o menino que é técnico de informática, a mulher que em meio a folia perde o seu sentimento de vergonha.
Esta flexibilidade e, esta quase ambição, atenderam e cumpriram o desafio de mostrar quantas são as vozes no mundo, e como elas podem, ser percebidas na simplicidade das narrativas breves. Este livro é fascinado por temas e várias perspectivas, permeado por intertextualidades.
Alguns dos seus contos curtos, são tão incomuns que chegam a falar até mesmo das sopas, mas não de maneira ingênua, e sim, aproveitando a inusitada protagonista para ensinar ideias, teorias criativas e distintas, neste caso, “a sopa” pode referir-se ao processo de produção de textos, “casca-se ali, corta-se aqui, mistura-se tudo”.
Este toque flexível, humorístico, grave e plural demonstra que, muito se pode falar, desde que se observe o andamento da natureza e do mundo, sendo que, tendo esta ideologia em mente, alcança-se os mais diversos objetivos: traz-se alegria, reflexão, crítica e opinião.

Contos

Edições (1)

ver mais
A Dupla Vida de Dadá

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam1

LUX LIBRIS
cadastrou em:
20/06/2018 12:09:43
LUX LIBRIS
editou em:
22/06/2018 16:32:38