Janelário

Janelário Rodrigo Ornelas


Compartilhe


Janelário (1 #1)





Rodrigo Ornelas por meio de uma linguagem saborosa, fluída apresenta o seu cotidiano, o qual não é um lugar “comum”, pelo contrário, é um ambiente cheio de movimento do qual se capita sons, gritos vindos das ruas, das casas, dos becos e, isto aliado a experimentos ora estéticos, ora temáticos se une para formar um cotidiano não meramente mecânico, mas pensado e imaginado; criado. Para a professora Cássia Lopes, os contos de Ornelas são catedrais de emoções, instantes fugazes diante do espanto da paisagem, das veredas sociais e da face agônica de um transeunte, o que é, em partes, propiciado e, facilitado, pelo impulso de uma narrativa tão fluída, capaz de construir uma fusão entre percepções, entre situações, banais ou não; entre emoções.O autor diz que o que se abre em seu “Janelário” são imagens rápidas que na ânsia do imediatismo captam toda uma avalanche de possibilidades, o que é construído também com o auxílio da linguagem e sua criatividade, empenhadas em construir contos inovadores do ponto de vista, estético, autobiográfico e principalmente temático. O cotidiano é satirizado com uma leve pitada para o imaginário, como na árvore e na amizade expostos no conto “Um presente para Nani”, o vegetal, representado na árvore, se une ao simbólico, metaforizado na emotividade do envolvimento afetivo entre os personagens; um verdadeiro experimentar; mas muito bem-sucedido.

Contos

Edições (1)

ver mais
Janelário

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 1
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

100%

LUX LIBRIS
cadastrou em:
29/08/2018 09:37:52
LUX LIBRIS
editou em:
31/08/2018 14:57:42