44 cartas do mundo líquido moderno

44 cartas do mundo líquido moderno Zygmunt Bauman




PDF - 44 cartas do mundo líquido moderno


Nos dias de hoje, somos bombardeados por informações de todos os lados. Como separar o que é importante e significativo do que é supérfluo e descartável? Essa foi a intenção do sociólogo Zygmunt Bauman ao ser convidado pela revista italiana La Repubblica delle Donne – publicação de caráter cultural dirigida sobretudo ao público feminino – a escrever cartas comentando aspectos do que o sociólogo chama de “mundo líquido moderno”.

Foram dois anos (de 2008 a 2009) em que Bauman escreveu quinzenalmente para os leitores italianos sobre temas como iPod; Twitter; Facebook; Barack Obama; cartões de crédito e gripe suína. Esse livro apresenta uma seleção de 44 desses textos.

Poucos eventos escapam ao olhar atento de Bauman, que apresenta breves e brilhantes análises da vida contemporânea. Surpreende a capacidade do sociólogo em descobrir significados sob atos aparentemente simples – uma chamada ao celular, a exposição de uma foto no Facebook, um outdoor, a lista de gastos do cartão de crédito. Todos esses fatos que parecem casuais e desconectados se unem para reforçar a aflição do homem no mundo líquido: buscar sua identidade. E o sociólogo faz um alerta: apenas unidos poderemos combater os “males sociais”, optar pelo individualismo seria o mesmo que nos preparar para nossa própria biodegradação e reciclagem.





44 cartas do mundo líquido moderno

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para 44 cartas do mundo líquido moderno (7)

ver mais
Não tá muito líquido demais, não?


É um livro fascinante, provocativo e perturbador. Eu não tinha a dimensão da liquidez o mundo moderno em nosso cotidiano onde Bauman procura dissertar em suas cartas ou, como ele mesmo comentou na introdução deste livro, "um relato de viagem" sobre o mundo líquido na modernidade Contudo, há alguma coisa que fica no senso comum e/ou muito complexo o seu entendimento. Ademais, a sua leitura vale a pena....