Antes de dizer adeus

Antes de dizer adeus Susan Spencer-Wendel...




PDF - Antes de dizer adeus


Em junho de 2011, Susan Spencer-Wendel teve o diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica (ELA). Também conhecida como doença de Lou Gehrig, essa condição degenerativa é progressiva e destrói sistematicamente todos os nervos que estimulam os músculos do corpo. Ela tinha 43 anos, um marido dedicado, três filhos – e apenas um ano de vida saudável pela frente.



Determinada a viver esse último ano com alegria, Susan deixou seu emprego como jornalista e decidiu passar o tempo que lhe restava ao lado da família. Ela construiu um espaço de convivência para receber os amigos no quintal de casa e planejou sete viagens com as pessoas mais importantes de sua vida.



Apesar de não ter controle sobre o rápido declínio de seu estado de saúde, Susan se recusa a desistir. Com sua força extraordinária e seu espírito indomável, ela está determinada a transformar cada um de seus dias numa experiência significativa, cada momento numa celebração da vida, da amizade e do amor.



Antes de dizer adeus é o relato emocionante de um ano vivido em sua plenitude, uma história de alegria, companheirismo, otimismo e aceitação.



Embora seu corpo esteja se enfraquecendo, Susan Spencer compartilha conosco o processo de fortalecimento de sua mente – uma lição de serenidade e bom humor frente aos percalços da vida, um ensinamento comovente que nos leva a refletir sobre o que realmente importa, um reconhecimento do milagre que é estar vivo.





Antes de dizer adeus

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para Antes de dizer adeus (7)

ver mais
Não chore porque acabou. Sorria porque aconteceu. (pag 33)


O livro conta a história real de Susan que aos 43 anos foi diagnosticada com uma doença degenerativa que rapidamente vai avançando e destruindo as células nervosas fazendo com que a pessoa perca os movimentos do corpo e da fala. Eu me emocionei muito e me identifiquei com ela pela proximidade da idade, o apego aos filhos e a família. Fiquei imaginando o que faria numa situação destas? Será que teria esta força e coragem que ela teve pra enfrentar a doença? É lindo o esforço que ela ...