As Virgens Suicidas

As Virgens Suicidas Jeffrey Eugenides




PDF - As Virgens Suicidas


Num típico subúrbio dos Estados Unidos nos anos 1970, cinco irmãs adolescentes se matam em sequência e sem motivo plausível. A tragédia, ocorrido no seio de uma família que, em oposição aos efeitos já perceptíveis da revolução sexual, vive sob severas restrições morais e religiosas, é narrada pela voz coletiva e fascinada de um grupo de garotos da vizinhança. O coro lírico que então se forma ajuda a dar um tom sui generis a esta fábula da inocência perdida. Adaptado ao cinema por Sofia Coppola, publicado em 34 idiomas e agora em nova tradução, o livro de estreia de Jeffrey Eugenides logo se tornou um cult da literatura norte-americana contemporânea. Não por acaso: essa obra de beleza estranha e arrebatadora, definida pela crítica Michiko Kakutani como "pequena e poderosa ópera no formato inesperado de romance", revela-se ainda hoje em toda a sua atualidade.





As Virgens Suicidas

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos As Virgens Suicidas (12)

ver mais
Voce? Escolheu #26: As Virgens Suicidas (Jeffrey Eugenides)

Voce? Escolheu #26: As Virgens Suicidas (Jeffrey E

VEDA #02: Resenha do livro As Virgens Suicidas, do Jeffrey Eugenides

VEDA #02: Resenha do livro As Virgens Suicidas, do

As virgens suicidas - Jeffrey Eugenides

As virgens suicidas - Jeffrey Eugenides

Resenha As virgens suicidas - Jeffrey Eugenides

Resenha As virgens suicidas - Jeffrey Eugenides


Resenhas para As Virgens Suicidas (159)

ver mais
Pós graduação em melancolia


Quando este livro caiu pela primeira vez em minhas mãos custou uma tarde, uma noite, metade de uma madrugada e uma manhã de férias escolares para que eu chegasse à última página. Assim como o narrador, eu também não conseguia tirar as garotas Lisbon da cabeça. Dividimos o calor do mês de julho, o tédio de passar dias dentro de casa, a ânsia de achar que não está vivendo e a raiva de saber que isso ocorre por motivos alheios à nossa vontade. Eu também me senti muito próxima daquelas g...