Culpa e Graça

Culpa e Graça Paul Tournier




PDF - culpa e graça


Constrangimento, remorso, consciência pesada, vergonha, timidez e até modéstia: há um elo entre esses termos e não há fronteiras bem definidas. A culpabilidade está presente no relacionamento com os outros, nas críticas e no sentimento de inferioridade.
Como lidar com a culpa inevitável que experimentamos nos relacionamentos?
Como experimentar a graça, quando estamos cercados por críticas, censuras e indiferença?
Em Culpa e Graça, Paul Tournier aborda as várias dimensões da culpa, o ensino bíblico e o eficiente caminho para a cura.
Para o autor, a verdadeira culpa está ligada ao fato de não ousarmos ser nós mesmos. É o medo do julgamento dos outros que nos torna estéreis, que nos impede de produzir todos os frutos que somos chamados a produzir: “Fiquei com medo” – diz, na parábola dos talentos, o servo que escondeu o seu talento na terra (Mt 25.25).
Culpa e Graça – uma análise do sentimento de culpa e o ensino do evangelho é uma edição ampliada do mesmo livro publicado no Brasil pela Aliança Bíblica Universitária (ABU Editora), em 1985.
Esta edição, publicada pela Editora Ultimato e ABU Editora, mantém a íntegra do clássico em francês Vraie ou Fausse Culpabilité, originalmente publicado na Suíça, em 1958.





Culpa e Graça

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para Culpa e Graça (3)

ver mais
Culpa e Graça...


Como está escrito no inicio da quarta parte do livro, na primeira parte determinamos a extensão da culpa humana. Na segunda parte reconhecemos o perigo de discutir objetivamente e de imaginar que podemos julgar quem é culpado e quem não é. Na terceira parte vimos como Cristo recebeu com uma palavra de perdão aqueles a quem o mundo despreza e estão conscientes de sua culpa e por outro lado como falou com severidade aqueles satisfeitos em si mesmo e quem reprimem qualquer sentimento de c...