DAKOTA

DAKOTA MICHAEL FRANZÃO




PDF - DAKOTA


Brasil, 1635. Um mundo totalmente novo. Uma colônia instaurada a pouco tempo. Guerras contra nativos e colonizadores. Famílias sendo formadas, entre nativos e invasores. Outros povos descobrem a riqueza das terras vermelhas da América do Sul. A península ibérica comanda a colonização e os portugueses mantém a terra brasileira sobre domínio, guerreando contra os Holandeses que teimam tomar o nordeste da nação.
Elliot Stefano, um garoto português, com sangue mestiço, nascido pouco depois da batalha contra os nativos acabar. Mas agora uma nova guerra se aproxima: a batalha prometida por territórios contra os Holandeses. Embora ele seja um excelente guerreiro com sua fiel espada, ele não consegue entender a guerra. Não consegue engolir o fato de acabar com vidas inocentes por ordem de um Rei ausente, que se esconde na Europa, enquanto mata e manda matar por pura ambição.
Ele está convicto de fugir de tudo, buscar algo além das fronteiras. Ele sempre quis mais. Estava cansado de ser um soldado português, com sangue nas mãos pelos nativos dizimado pelo seu povo e que só poderia seguir um caminho: a morte na guerra.
Durante uma cavalgada, Elliot cogita por em ação o plano que a tanto tempo ronda sua mente conflitada, mas então ele avista algo estranho no céu e não consegue deixar a curiosidade de lado. O que Elliot vê, deixa tudo a sua volta pequeno, mudando sua trajetória para sempre.





DAKOTA

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para DAKOTA (6)

ver mais
DAKOTA


Se tem uma palavra que descreve esse conto é: INCRÍVEL. Com uma escrita super envolvente que mistura fatos do Brasil colonial com um Brasil futurista, somos apresentados a uma história que você começa a ler, não quer parar mais e quando acaba fica: MEU DEUS EU PRECISO DE MAIS! Achei sensacional que, além da exploração do período colonial e suas guerras por terras, poder e o açúcar, temos ainda a representatividade indígena por meio da Dakota (que é uma garota apaixonante de perso...