Delenda

Delenda Amanda Reznor
Amanda Reznor




PDF - Delenda


Vale dos Segredos é um lugar. Tão real quanto eu ou você e o que habita o nosso imaginário. E, como todo lugar, preserva as digitais dos séculos que o tempo em vão tenta apagar. Mas elas, como impressões virtuais refletidas num ponto qualquer do universo, perseveram. Delenda é uma dessas histórias que rega o Vale. Cláudia Blaise é uma garota quase comum: vive com sua avó em um bairro nobre, sustentada por uma gorda pensão deixada por seu avô. A única coisa que a difere de seus colegas da faculdade é que ela não conhece a mãe, que sumiu após o parto, e o pai, que foi assassinado no mesmo dia em que ela nasceu. No seu décimo oitavo aniversário, porém, uma surpresa está para alterar todo o rumo de sua vida. Mas o que vem disfarçado de um presente tentador pode ser, na verdade, uma cilada de encantos, mistério e morte... Será que ela descobrirá os importantes enigmas do Vale dos Segredos e, mais importante, saberá como escapar desse terrível labirinto? Viaje em um mundo no qual superstição e ceticismo se encontram, morte e vida dão as mãos, espelho e reflexo dançam. O Vale esconde muitos segredos e você está prestes a desvendar alguns deles, junto à jovem protagonista Cláudia, que estará tão perdida quanto o leitor, num ambiente hostil e entre pessoas estranhas. Suspire, reflita, sofra – ao final de tudo, você verá, a profecia pode se mostrar mais real do que a ficção...





Delenda

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos Delenda (2)

ver mais
#4 Papo com o autor- Amanda Reznor ? Sexta Literária

#4 Papo com o autor- Amanda Reznor ? Sexta Literár

Delenda & o Vale dos Segredos - teaser da página no Facebook

Delenda & o Vale dos Segredos - teaser da pági


Resenhas para Delenda (21)

ver mais
Trecho do Capítulo VIII - Na Fechadura Errada...


"Ventania. Um vento passou por aí? É a brisa adocicada e laguna que encharca pela manhã. É o frio sólido que rola das montanhas feito neve, enroscando-se nas pás do moinho velho. E ele gira... Lento, carcomido, grunhindo, moendo... A madeira lascada soltando farpas pelo chão até alçar velocidade, enlevada pelo abraço do vento, que gira com o moinho, frenético, desfiando ar pelas beiradas, arrastando-se até as casas, e atingindo o rosto de Eduardo em cheio [...]" Esse trecho é um dos m...