Dom Casmurro

Dom Casmurro Machado de Assis...




PDF - Dom Casmurro


Dom Casmurro é uma obra polêmica até os dias atuais. Nesse romance, as perguntas sem respostas sobre adultério, suicídio e religião são apresentadas ao leitor que é convidado a interpretar o mundo que o cerca. Publicado em 1899, Machado de Assis analisa a sociedade do rio de Janeiro do século XIX. A narração, feita em primeira pessoa, dá ao leitor a possibilidade de mergulhar na mente complexa de um protagonista que, aos poucos, revela seu interior. Assim, a narrativa dúbia, parcial e unilateral transfere para quem lê a responsabilidade de decidir quem é o inocente ou o culpado. Para isso, Machado de Assis utiliza alguns aspectos fundamentais na linguagem de Dom Casmurro: reflexões metalinguísticas, ironias às expectativas do leitor e digressões. Por meio delas, o Otelo brasileiro nos revela não só o lado sombrio de sua personalidade, mas também a própria disposição do romance.





Dom Casmurro

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos Dom Casmurro (38)

ver mais
Dom Casmurro - Machado de Assis

Dom Casmurro - Machado de Assis

Preconceito literário | VEDA #9 | Um Livro e Só

Preconceito literário | VEDA #9 | Um Livro e Só

Dom Casmurro

Dom Casmurro

Dom Casmurro - Machado de Assis

Dom Casmurro - Machado de Assis


Resenhas para Dom Casmurro (972)

ver mais


Não é Capitu que trai. É Bentinho!!! Só mesmo um escritor com toda a genialidade de Machado de Assis poderia ter criado esse que é um dos maiores enigmas da nossa literatura. Por traz do narrador casmurro ele manipula o leitor. O que Bentinho conta? A história de Capitu? É o que ele quer dar a parecer: a história de Capitu e sua traição. Mas o livro se chama "Dom Casmurro", referindo-se a ele próprio como sendo o desprezado e excluído da boa convivência, quando, na verdade, ele é que ...