Laranja mecânica

Laranja mecânica Anthony Burgess




PDF - Laranja Mecânica


Clássico eterno da ficção científica, Laranja Mecânica é um verdadeiro marco na história da cultura pop e da literatura distópica. Narrada pelo protagonista, o adolescente Alex, esta brilhante e perturbadora história cria uma sociedade futurista em que a violência atinge proporções gigantescas e provoca uma resposta igualmente agressiva de um governo totalitário.
A estranha linguagem utilizada por Alex, conhecida como Nadsat, merece destaque na obra, criada pelo próprio Burgess, fornece ao romance uma dimensão quase lírica.
A trama, que conta a história da violenta gangue de adolescentes que sai às ruas buscando divertimento de uma maneira um tanto controversa, incita profundas reflexões sobre temas atemporais, como o conceito de liberdade, a violência – seja ela social física ou psicológica – e os limites da relação entre o Estado e o Individuo.
Ao lado de 1984, de George Orwell, e Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, Laranja Mecânica é um dos ícones literários da alienação pós-industrial que caracterizou o século 20. Adaptado com maestria para o cinema em 1972 por Stanley Kubrick é uma obra marcante: depois da sua leitura, você jamais será o mesmo.





Laranja mecânica

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos Laranja mecânica (29)

ver mais
Laranja Mecânica (Anthony Burgess)

Laranja Mecânica (Anthony Burgess)

Laranja Mecânica, de Anthony Burgess | Pilha de Leitura

Laranja Mecânica, de Anthony Burgess | Pilha de Le

Leituras do Mês | Outubro | Pilha de Leitura

Leituras do Mês | Outubro | Pilha de Leitura

[Resenha] LARANJA MECÂNICA | Anthony Burgess

[Resenha] LARANJA MECÂNICA | Anthony Burgess


Resenhas para Laranja mecânica (398)

ver mais


Certo. Acho que sou doente. É a única explicação plausível para explicar o tamanho do carinho desenvolvido por Vosso Humilde Narrador, Alex. Tudo me prendeu nessa história, a forma como é escrita, os acontecimentos em si, o jeito que Alex compreende e reage às coisas, o vocabulário utilizado e até a ultraviolência. Minha mais profunda admiração a Anthony Burgess por tamanha criatividade e por uma história tão "horrorshow". Uma ótima pedida para quem está cansado de historinhas comuns. ...