O Abolicionismo

O Abolicionismo Joaquim Nabuco




PDF - O Abolicionismo


O Abolicionismo dá início a um projeto da Editora UnB de reedição de obras já conhecidas e outras inéditas de Joaquim Nabuco. Por que principiar a publicação de escritos deste autor por este livro? Quais traços personalizam esta edição? A escolha se justifica por ter sido este o texto que destacou o autor e conferiu originalidade ao seu desempenho na primeira fase de sua carreira, dessa forma dando início à periodização mais divulgada da história do movimento abolicionista no Brasil. Registrou-se, assim, na memória a imagem política definitiva de seu autor, aquela que o identifica como o mais atuante e "radical" abolicionista brasileiro, por ter sido um insistente defensor da supressão do cativeiro no Império, sem qualquer indenização pecuniária por parte do Estado para os proprietários de escravos. A edição ora lançada se singulariza basicamente por dois traços. Por um lado, mantém integralmente as características formais da primeira versão que circulou em 1883, quando o livro foi impresso na Inglaterra e de lá enviado para o Brasil: a sequência das páginas iniciais, o prefácio integral, bem como a ortografia da época.





O Abolicionismo

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos O Abolicionismo (2)

ver mais
Joaquim Nabuco

Joaquim Nabuco

AUDIOLIVRO: O Abolicionismo, de Joaquim Nabuco

AUDIOLIVRO: O Abolicionismo, de Joaquim Nabuco


Resenhas para O Abolicionismo (6)

ver mais
A escravidão impediu o progresso brasileiro


Joaquim Nabuco, diplomata brasileiro do Segundo Reinado, escreveu O Abolicionismo em 1883. Fiquei surpresa com a lucidez dele sobre os problemas que a escravidão gerava para o Brasil. Ele defende a abolição da escravatura, justificando que a escravidão impedia o desenvolvimento do país, além da vergonha social de ser o único país onde a escravidão ainda era legal e da questão humanitária. Ele usa os Estados Unidos como exemplo, que, após a independência e a abolição, viviam um grande p...