O Diabólico Cérebro Eletrônico

O Diabólico Cérebro Eletrônico David Gerrold



PDF - O diabólico Cérebro Eletrônico


Um robô de equivalentes vitais humanos, Harlie era o computador mais avançado do mundo, com circuitos tão similares ao cérebro humano que se revelava capaz não somente de resolver os mais complexos problemas, como também de fazer julgamentos, propor questões e pensar independentemente.

Este propunha a construção de um novo computador chamado G.O.D. (Deus) (Graphic Omniscient Device), uma máquina que se tornaria parte de si e o capacitaria a estudar o próprio significado da existência. Harlie desejava ser o computador difinitivo, o oráculo que respondesse a todas as questões de todos os homens, e Auberson foi tomado pelas implicações daquilo. Tinha o homem finalmente criado uma supertecnologia que numa reviravolta iria governá-lo?

Combinando ciência pura e imaginação fértil e brilhante, esta obra constitui uma ficção científica arrebatadora e totalmente persuasiva e trata de uma máquina construída pelo homem que é virtualmente humana - mas na verdade mais do que humana. Significaria isso a deificação da tecnologia já venerada de uma certa maneira pelo homem? Uma máquina assumindo atributos divinos não levaria o homem fatalmente à sua deificação, seguida por um culto sistemático e obstinado? G.O.D. é a prefiguração terrível de tal coisa.
====
http://www.cienciamao.usp.br/tudo/exibir.php?midia=fic&cod=_odiabolicocerebroeletronico





O Diabólico Cérebro Eletrônico

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para O Diabólico Cérebro Eletrônico (2)

ver mais
Análise do Livro O Diabólico Cérebro Eletrônico


Adorei ler o livro. Bem instigante. Reflexivo, também. Instiga-te a refletir sobre questões essenciais, como quem somos, qual o propósito da existência, o que é, realmente o amor. Quando se sabe que, realmente, amamos alguém. O que nos faz sermos seres humanos e nos diferencia de qualquer outro cérebro eletrônico. O livro me fez sentir uma inusitada afeição por um cérebro eletrônico, um computador construído pelo homem que é virtualmente humano....