O realismo impossível

O realismo impossível Andre Bazin




PDF - O realismo impossível


André Bazin nos mostra como ver, ouvir, sentir, compreender filmes e escrever sobre eles. Lições de coisas e de estilo. Ensina que filmes não “falam” disto ou daquilo, nem “abordam” este ou aquele tema. Filmes se “fazem com”: sobreimpressões, panorâmicas, reflexos em vitrinas, o barulho de uma descarga sanitária, posições de corpos no espaço, músicas, profundidades de campo, as peculiaridades dos sotaques das pessoas, reenquadramentos para a esquerda e para a direita, luzes e sombras. Os recursos da cozinha e do gosto cinematográficos.

No cinema, a realidade é aquilo em que acreditamos, e não o que “de fato é, ou foi”, crença criada por regras do jogo (do discurso) articuladas como sistema internamente referido e supostamente coerente, propostas implicitamente pelo filme e inferidas pelo espectador. Devemos sempre falar de efeitos de realidade, em vez de reprodução do real.

Para Bazin, Jean Renoir descobriu, reinventou, estendeu e exemplificou as muitas possibilidades do realismo no cinema, para que este fosse fiel à sua vocação. O filho de Auguste Renoir se afirmou como homem do futuro, que nenhum progresso técnico incomodou, e foi um dos mestres do realismo cinematográfico.

Ronaldo Noronha





O realismo impossível

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para O realismo impossível (1)

ver mais


O livro reúne textos do pensador, teórico e crítico de cinema André Bazin, inéditos em português e editados após a sua morte em 1958 pelo discípulo e amigo François Truffaut. A primeira parte do livro é formada por artigos do livro Jean Renoir, em que ele analisa a filmografia do cineasta francês (que herdou a genialidade do pai, o pintor impressionista Pierre-Auguste Renoir). Os artigos que formam a segunda parte do livro foram retirados da coletânea Le Cinéma de l’occupation et de la...