Sra. Poe

Sra. Poe Lynn Cullen




PDF - Sra. Poe


Um escritor e seus demônios, uma mulher e seus desejos, uma esposa e sua vingança

1845: O Corvo, de Edgar Allan Poe, alcança os padrões de perfeição literária e está no auge da moda – sucesso com o qual uma poetisa esforçada como Frances Osgood só pode sonhar. Apesar de não ser grande fã dos escritos de Poe, ela vê com entusiasmo a chance de conhecê-lo e, em um sarau literário, fica atraída por sua magnética presença – e pela surpreendente revelação de que ele admira o seu trabalho. Flerte e sedução culminam em um romance proibido. Mas quando a frágil mulher de Edgar insiste em se tornar amiga de Frances, o relacionamento se torna tão ambíguo e tortuoso quanto um dos contos de Poe. Inspirado na vida e na escrita de Poe e Osgood, e baseado em autênticos detalhes históricos, Sra. Poe é uma história de tragédia e perda envolta em uma aura de paixão e vitalidade.





Sra. Poe

Leia o PDF do primeiro capítulo de Sra. Poe

Visualizar

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Vídeos Sra. Poe (1)

ver mais
[Resenha] Sra. Poe - Lynn Cullen | Ju Oliveira

[Resenha] Sra. Poe - Lynn Cullen | Ju Oliveira


Resenhas para Sra. Poe (13)

ver mais
Finais felizes não combinam com Poe!


"Porque estávamos condenados a almejar com todas as forças o que não podíamos ter?" Baseado em fatos reais da vida de Edgar Allan Poe, conta a história dele com a sua amante Frances Osgood, relacionamento questionado por uns e acreditado por outros! Quanta tristeza e desgraça! Realmente finais felizes não fizeram parte nem da literatura nem da vida de Poe! O romance é baseado nos documentos e poemas originais encontrados, foi tão bem escrita que não duvido que tenha acontecido tudo ...
Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR