Terra Sem Lei

Terra Sem Lei John Sandford




PDF - Terra Sem Lei


Em um raro momento de paz, o detetive Virgil Flowers começa a se preparar para um torneio de pesca em um lugar paradisíaco. No entanto, seus planos são arruinados quando ele recebe uma ligação do chefe, Lucas Davenport, informando-o do assassinato da presidente de uma famosa agência de publicidade. O cenário do crime não podia ser mais improvável: uma bela pousada junto a um lago, que hospeda apenas mulheres interessadas em relaxar e aproveitar o contato com a natureza. A vítima foi baleada durante seu passeio matinal de caiaque e as evidências apontam para um crime passional ou por dinheiro. Com seu estilo despojado e brincalhão, Virgil chega à cena e dá a impressão de que não deve ser levado a sério, porém não descansará enquanto não solucionar o caso. Ele descobre que a morte de Erica não foi a primeira da região e que a pousada está ligada a diversas histórias de ciúme, traição, orgulho e cobiça. Todas elas parecem ter conexão com uma banda country feminina e sua cantora de voz poderosa que almeja o estrelato. Nessa terra sem lei, o investigador precisa desvendar o mistério antes que o assassino faça mais uma vítima - e ninguém, nem o próprio Virgil, está a salvo.





Terra Sem Lei

Leia o PDF do primeiro capítulo de Terra Sem Lei

Visualizar

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para Terra Sem Lei (13)

ver mais
Vale a pena a leitura


O livro traz uma investigação de um assassinato específico, mas que no decorrer das investigações, outros assassinados vão surgindo, nos fazendo pensar se eles estão relacionados ou não. O personagem principal muito simpático e engraçado, faz a gente te um carinho por ele desde o começo. Eu, particularmente, as vezes parava de ler pra tentar ligar os pontos, são muitos os suspeitos. Mas no final, surpreendentemente, vi que a verdade sobre os assiadsinatos vai muito além do que eu havi...