Você nasceu para isso

Você nasceu para isso Michelle Sacks


Compartilhe


PDF - Você nasceu para isso


Se perguntarem a sua versão da história, você vai contar a verdade. Ou não?

Sam Hurley, professor, e sua esposa Merry, cenógrafa, trocam os confortos de Nova York por um estilo de vida completamente diferente em uma casinha isolada na Suécia. Apesar do quadro idílico que o casal com um bebê recém-nascido em paisagens de contos de fada representa, problemas com raízes muito profundas ameaçam o relacionamento. Sam, que nunca contou à esposa que na verdade foi demitido da universidade, também mente sobre seu dia a dia na nova cidade. Merry, por sua vez, sempre escuta do marido que nasceu para ser dona de casa, mas não sabe o que fazer com o ódio que alimenta por todas as tarefas cotidianas: a jardinagem sem-fim, a arrumação da casa, o preparo de refeições para a família e os cuidados com um bebê que por ora só parece dar trabalho.
O instável equilíbrio da família se perde por completo com a visita da melhor amiga de Merry, a glamourosa Frank. Ela conhece Merry muito bem, conhece sua história, e agora, com a proximidade, é capaz de ver quem Sam realmente é. Mas Frank tem os próprios segredos, e, à medida que sua narrativa se junta à história do casal, fica claro que ela sofre pelos próprios pecados e talvez não seja capaz – ou não queira – salvar ninguém.
Você nasceu para isso retrata a escuridão que há no cerne dos relacionamentos mais íntimos. Sem heróis e permeada por uma teia de segredos, obsessão e inveja, é um relato violento de vidas que quase nunca são o que parecem e das partes de nós que não somos capazes de admitir.





Você nasceu para isso

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para Você nasceu para isso (1)

ver mais
Um é pouco, dois é bom e três é demais!


Aproveitando a vibe dessa penca de livros com títulos como “A mulher do meu marido”, “A amante do meu marido”, “Amiga do meu...” e por aí vai... o título desse livro deveria se chamar “A amiga da minha esposa”, nada criativo mas seria perfeito rs Ao longo da leitura eu fiquei muito incomodada com o trio formado por Mary, o marido Sam e a “melhor amiga” dela Frank porque eles tem um relacionamento muito estranho, o Sam ele não é confiável, a Frank aparenta ser invejosa e a Mary é mui...