Voláteis

Voláteis Paulo Scott




PDF - Voláteis


Fora dos Eixos é uma coleção que pretende buscar a qualidade literária que floresce, em termos geográfico, fora do eixo Rio/São Paulo - e sob o aspecto da construção da linguagem, o autor que luta contra o banal para encontrar a originalidade, o vigor, a transgressão narrativa. Em Voláteis, seu romance de estréia, o gaúcho Paulo Scott nos apresenta personagens intensos, que no entanto flutuam, sempre voláteis, como se estivessem à beira de voar ou de pegar fogo. A trama se tece como carros que disparam em alta velocidade, vai nos conduzindo rapidamente a um mundo bizarro e ao mesmo tempo por demais humano, tenso. Um noir brasileiro, triste e contemporâneo, que encontra paralelos na obra de autores como Dashiel Hammett. Fausto, Sabrina, Lara e Machadinho - eles formam o quarteto, a máquina que move este livro em ondas vertiginosas, tontas de luz e calor, impossível não se inquietar, impossível também não perdoar. Para começar, Fausto precisa de álcool, muito álcool, enquanto loucamente se esforça para interromper o fluxo, conter a vontade e parar de beber. Planeja assaltos, no início apenas roubos pequenos, com seu parceiro Machadinho, a quem provoca e domina sem compaixão. Fausto encontrará Sabrina assim no meio desse turbilhão, ninguém está pensando em nada naquele instante, só fugindo, os dois buscando por refúgio. Desse encontro vão nascer possibilidades diversas, que eles viverão na medida do impossível, enquanto Lara tenta controlar sua inquietude, seu ciúme, seu medo do sol. O final é imprevisível, como os bons finais sabem ser.





Voláteis

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para Voláteis (3)

ver mais
Voláteis, por Joanne Ferreira


"(...) posso dizer que ele é simplesmente delicioso de se ler. Com parágrafos curtos, narrativa veloz e viciante. Posso dizer que ele é viciante, pois sou uma pessoa que, geralmente, demora para terminar um livro, mas que, nesse caso, não demorei nem um dia - eu simplesmente não consegui parar de ler. Esse é mais um daqueles livros que, quando você chega ao último parágrafo, tem pena de ler e acabar com a “magia” (...)" Leia o texto completo em: http://opsquebrou.blogspot.com.br/201...