Ensaio Sobre a Cegueira

Ensaio Sobre a Cegueira José Saramago




Resenhas - Ensaio Sobre a Cegueira


1600 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Talita.Andrade 18/10/2021

" Só em um mundo de cegos as coisas serão o que verdadeiramente são".

É um livro super incrível e super pesado.
Ler ele em meio a uma pandemia é assustador. Várias partes me causou angústia, incomodo e a reflexão constante " o que eu faria?"
Ele evidência nossa cegueira. É necessário uma situação extrema para notarmos o quanto vivemos sob um sistema frágil.
No livro, a medida que as coisa vão ficando críticas, passamos a ver como as pessoas realmente são e no final o que realmente importa é a sobrevivência.

E como ter organização em meio ao caos?

Não tem como finalizar o livro quando terminamos de ler, porque ele continuará com a gente...
comentários(0)comente



onedgirl17 15/10/2021

Um bom livro para quem quer começar a ler clássicos
"Ensaio sobre a cegueira" é um clássico da literatura portuguesa, mas um clássico que não exige esforço por parte do leitor para a compreensão da narrativa, mas demanda atenção para com o texto. O não uso de pontuações faz com que a história de Saramago te faça prender a respiração do começo ao fim.
comentários(0)comente



lara rayssa 14/10/2021

?Se podes olhar, vês. Se podes ver, repara.?
Saramago consegue descrever as cenas e acontecimentos de uma forma tão verdadeira e visceral que se torna impossível ler e não sentir. As críticas sociais foram bem retratadas, principalmente a desumanidade e o caos instaurados após a ?cegueira branca?
comentários(0)comente



Eni 14/10/2021

Um pra nunca esquecer
Denso, pesado, forte, lento, maravilhoso, lindo, encantador, desafiante, esse livro apesar de difícil é pura poesia, uma poesia densa e crua, algo despido. Não sei nem como descrever, só dizer que amei, leiam!!!

(Só de 4.5? por causa da linguagem difícil. Mesmo assim foi um favorito)
comentários(0)comente



Vini 14/10/2021

Gostei da mensagem do livro e como nos leva a fazer uma autoanálise mas achei a história difícil de ler em alguns aspectos. Não pelos gatilhos mas pelo formato dos diálogos.
comentários(0)comente



Michele.Gomes 14/10/2021

Muito bom...
Livro maravilhoso! Nós traz uma reflexão muito forte sobre os medos de algo desconhecido. Principalmente em época de pandemia.
Leitura, intensa, que exige muita concentração, principalmente pela forma que é escrito o resto.
Mas a história é muito bom.
comentários(0)comente



Jess 13/10/2021

Intensidade...
Intensidade é o que resume esse livro! De início me prendeu demais, acredito que também seja porque sou da área da saúde, assim essa epidemia me deixou super interessada em saber mais sobre a tal cegueira. Para além disso, fiquei completamente envolvida pela trama que foi até difícil ler em alguns momentos, me senti na pele das mulheres como um todo, em como somos afligidas pela "desumanidade". Acredito que esse livro busca retratar o quanto não temos nada de humanos, mostra o mais profundo das pessoas, dos ideais, da maldade! É um verdadeiro convite para o exame de consciência.
comentários(0)comente



Fernanda.Landiosi 12/10/2021

Qual é o peso de enxergar?
Cada página eu tinha mais certeza que ensaio sobre a cegueira era uma obra prima da literatura portuguesa.
Saramago escreve com maestria uma ficção que é completamente próxima da realidade, é impossível não pensar como faríamos se estivéssemos no lugar dos personagens e a resposta que eu cheguei é que não saberíamos porque o medo nos cega e nos impede de pensar que isso poderia acontecer
comentários(0)comente



julia 12/10/2021

Esse livro é genial! A escrita do Saramago é totalmente diferente de tudo que já li e demora um pouco pra se acostumar, mas vale a pena, a maneira como nenhum personagem possui nome é super pertinente considerando a situação dos personagens da história. Falando sobre a história, ela é muito forte e visceral mas ao mesmo tempo mt necessária, com certeza um livro atemporal.
comentários(0)comente



Mouraci 11/10/2021

E se nós fossemos todos cegos?
Este foi o primeiro livro que li do Saramago. Notei que sua escrita é bem peculiar:
- Mistura de discurso direto e indireto, sem o uso de recursos como o travessão e as aspas. O narrador em 3ª pessoa abre espaço para que os personagens falem, apenas separando com uma virgula e letra maiúscula.
- Regras de pontuação bem particulares e avessos à norma culta. Não há sinas de exclamação ou interrogação.
-Parágrafos enormes.
No início, pode causar estranheza, mas à medida que a leitura vai avançando, você se acostuma com essas particularidades.

Com relação à história, algumas pessoas são atingidas por uma cegueira não explicada pela ciência e devido ao alto grau de contágio, são isoladas em um manicômio inativado. A ação não surte o efeito desejado e em breve descobre-se que a pandemia está descontrolada.

Saramago parte de uma questão hipotética (E se nós fossemos todos cegos?) para nos mostrar como são frágeis os alicerces que sustentam a nossa sociedade. Sem eles, nós perdemos completamente a noção de coletividade e o que passa a valer é a lei da selva, onde somente os mais fortes sobrevivem.

O livro é uma alegoria que nos faz refletir sobre o egoísmo em nossa sociedade. O que mais choca é que as situações de violência, barbárie e desesperança soam palpáveis e reais.

Não é dito quando e nem em que cidade se passa a história, o que nos dá a impressão de que pode ser em qualquer lugar e período.

Os personagens não possuem nomes. Eles são identificados por características físicas, graus de parentesco e até profissões: O menino estrábico, a rapariga de óculos escuros, o doutor, a mulher do primeiro homem, o homem da venda negra, etc.

A personagem mais interessante é a mulher do doutor. Como ela é a única que não ficou cega, se torna testemunha ocular do inferno que se instaura naquele confinamento.

Numa entrevista, Saramago disse que queria que as pessoas, ao lerem o livre, sofressem tanto quanto ele ao escrevê-lo. Missão cumprida! Não acho que é um livro para todos, mas quem se dispuser a lê-lo, terá uma experiência muito rica e se pegará lembrando de trechos e situações do livro por muito tempo!

A pior cegueira é não querer ver a realidade...


comentários(0)comente



Renata.Grasiele 10/10/2021

Reflexivo.
No começo, a leitura é bem difícil. Com faltam parágrafos e as falas é separadas por vírgulas, um mínimo de atenção perdida é se perder na história. Superando isso, a história é interessante, gera reflexões sobre como as pessoas se comportam em circunstâncias extremas (não surpreendente, tendo em vista a pandemia). Primeira experiência com Saramago e me interesso de conhecer outras obras dele.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bia 08/10/2021

" Nós já estamos todos cegos."
É um livro impossível de não sentir milhares de emoções.
Fala de um lugar onde todas pessoas ficam cegas.
Inicialmente o governo coloca os primeiros cegos em quarentena, mas com o passar do tempo todos vão ficando cegos, inclusive os governantes, toda a sociedade.
Na história apenas uma pessoa não fica cega uma mulher.
Então o caos é instalado, e as pessoas começam a viver de maneira completamente primitiva.
É uma leitura densa, impossível de largar.
Nos trás reflexão, de como não vemos as coisas embaixo do nosso nariz entre outras.
Uma das melhores leituras por enquanto.
comentários(0)comente



Nathy 08/10/2021

Esse livro foi bemmmm difícil. Ele tem inúmeras partes pesadas que me deixaram extremamente mal, mas sinto que foram necessárias.

A escrita do autor foi uma tremenda de uma novidade para mim, então demorou um tempo para eu me acostumar, mas depois você pega o jeito.

Eu senti ódio de todos os personagens em pelo menos um momento do livro. A única que se livrou disse foi, obviamente, a mulher do médico. Eu não faço a menor ideia de como essa mulher conseguiu sobreviver por todo o livro, se fosse eu, já teria surtado há MUITO tempo.

Não tenho mais nada para falar, sinceramente. Não sei se vocês entendem, mas tem uns livros que são tão incríveis que eu sinto que não tenho como descrever KKKKKKKKK. É um livro muito bom, com reflexões incríveis, mas ele tem VÁRIOS gatilhos, então, tomem cuidado..
Matheus 08/10/2021minha estante
Incrível esse livro




Tatu 07/10/2021

Acho que todo mundo já ouviu que em terra de cego quem tem um olho é rei. E depois de ler esse livro não sei se concordo com isso. Uma cegueira branca atinge a todos, e nada se sabe desse mal misterioso e só ente uma mulher está imune. Saramago mostrou nosso lado animalesco, desnudou a alma humana, mostrou o quando a dita civilização pode perder a civilidade em momento de dificuldade.
Naiana 07/10/2021minha estante
Tenho muita vontade de ler esse livro, só conheço o filme que me marcou demais, imagino que o livro fará muito mais.




1600 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR