Um homem de sorte

Um homem de sorte
4.15955 11633




Resenhas - Um Homem de Sorte


458 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Momentos da Fogui 22/09/2016

Momentos da Fogui
Leia a resenha no blog:

http://foguiii.blogspot.com.br/2014/12/um-homem-de-sorte-nicholas-sparks.html

site: http://foguiii.blogspot.com.br/2014/12/um-homem-de-sorte-nicholas-sparks.html
comentários(0)comente



Van der Laan 21/09/2016

Uma filme cheio de clichês.
Um home de sorte, e uma historia seu de clichês, começando pelo personagem principal, um heroi de guerra e cheio de qualidade, a mocinha da historia que é solteira e mãe, que vive uma dilema com seu ex, já o vilão e o oposto do mocinho, que já serve como descrição completa, mas se você gosta de historia romântica com final feliz...
comentários(0)comente



Jhully 18/09/2016

Muito arrastado
Demorei muito pra termina esse livro, não pelo o fato dele ser muito grande e sim por ser muito arrastado, muita coisas ali que nao precisava, detalhado demais.
Ja li outros livros do autor e esse é o pior
comentários(0)comente



Cinthia 05/09/2016

Nicholas Sparks fazendo o que faz de melhor: romances que nos fazem suspirar!
comentários(0)comente



Stephanie.Santos 04/09/2016

Um romance para encantar
Para amantes de romance, esse é o típico livro que vai fazer você suspirar pelos momentos fotos, sofrer nos momentos dramáticos e sorrir nos relatos de diversão. Uma história fascinante, de superação e perseverança.
comentários(0)comente



Paula Sesterheim 31/08/2016

Outro livro de Nicholas Sparks que não gostei. Livro cansativo e que apenas traz boas frases.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana Clara 29/08/2016

Um Homem de Sorte
É o primeiro romance de Sparks que eu leio que não tem uma coisa trágica com os personagens principais como é de praxe do autor, podemos ver que ele até tenta sim colocar alguns elementos que podem causar esta impressão, mas não exatamente tem algo trágico na história. Bom na verdade acontece sim alguma coisa “impactante”, mas não do jeito que esperamos como é típico do autor.

Outra coisa que achei bem legal foi as piadinhas indiretas (ou diretas) que ele foi introduzindo ao longo do livro, isso deixa o livro bem mais descontraído. Ele tem uma narrativa simples e gostosa, mas não é aquele simples ao ponto de nos fazer pensar que foi uma criança que escreveu, não, é um simples gostoso, relaxante. Os flash-becks presentes no livro é uma ótima maneira de introduzir alguma coisa do passado que será importante no futuro. Os capítulos ora narrado por Thibault, ora por Beth e ora por Clayton nos proporcionam uma melhor visão da história e dos sentimentos dos personagens.

Os personagens são bem construídos (às vezes até construídos demais, pois eles descobrem coisas em um segundo que seriam impossíveis). Beth (a mulher da foto) é uma ótima mãe, preocupada com tudo na vida de seu filho e de todos os quais ela ama. Beth ou Elisabeth é bem ingênua e sempre tem um julgamento positivo de todas as pessoas, porém ela é bem madura e não parece ter a pouca idade que tem.
Thibault não me encantou tanto quanto os mocinhos do Sparks normalmente me encantam, eu o achei bem irritante (que fique bem claro que eu Ana Clara é que não gostei do estilo dele). Logan Thibault é muito “certinho” com as coisas (é claro que ele é um bom moço e tal, mas não encantou), ele esta sempre disposto a ajudar, sempre dá o melhor de si para ajudar a todos, é (para Beth) o homem perfeito, só que não foi bem assim que o enxerguei. Pelo que entendi ele ficou com um pouco de “sequelas” do tempo em que era fuzileiro naval, pois ele tem visões e esta sempre muito pensativo, soltando alguns fatos do passado, mas o que mais me irritou nele foi a maneira como ele conversa com as pessoas, tá que ele não gosta de falar, mas ele responde muito vagamente tudo que todos perguntam para ele... ah melhor mudar de personagem.

Keith Clayton é o ex-marido de Beth e também pai de seu filho, primeiramente ele encontra com Logan Thibault na estrada e é ai que já começa a raiva por este estranho que de repente começa a trabalhar no canil da avó de Beth. Clayton é bem “mauricinho” e metido a valentão, ele é muito imaturo e irresponsável, tendo vezes em que o próprio filho de 10 anos chega a ser mais adulto do que ele. Por ser assim tão imaturo ele não aceita muito bem Ben (filho dele) como ele é. Keith esta sempre tentando ser um pai melhor, mas a forma que ele faz não é a melhor, mas podemos perceber nos capítulos dele que ele não faz por mal, mas sim por achar que o que esta fazendo é o melhor. Na verdade gostei mais de Clayton que de Logan.

Nana a avó de Beth e dona do canil, é uma personagem mais secundária, mais sempre é citada no livro, pois ela é parte importante da vida de Beth além dela morar na mesma casa que a avó. É a avó que todos nós gostaríamos de ter, uma ótima observadora e muito divertida com suas várias metáforas.

Bem o filho de Elisabeth e Clayton eu achei bem maduro para ter só 10 anos, mas como eu não sou a melhor pessoa para falar de crianças, pois não tenho muita paciência com elas, então melhor deixar o Bem em aberto.
Eu estava caminhando junto com o livro com uma linha de pensamento e chegando ao final ele me surpreendeu totalmente, voltando a ser o velho e bom Nicholas Sparks (e não falo isso com ironia). Gostei do final, nas últimas páginas do livro eu fui ficando sem folego pensando que ia acontecer uma coisa e de repente acontece outra totalmente inesperada (para mim). Todas as questões que ficam um tempo no ar sempre são solucionadas, só fiquei com uma pulguinha atrás da orelha sobre como a foto foi encontrada por Logan já que ele não teve nenhuma relação com quem a perdeu, se alguém que já leu souber me explicar ficaria muito grata.

Paralelo com o filme: Bom os filmes sempre serão um pouco modificados e às vezes eles vão modificar partes que gostamos, mas o filme ficou muito bom, recomendo que leiam e depois vejam o filme, no final do filme me deu até um nó na garganta, eu não costumo chorar em filmes, e nesse uma lágrima QUASE escapuliu.

Por hoje é só, esta resenha saiu maior do que eu esperava, mas acho que consegui passar para vocês um pouquinho do que eu senti.
comentários(0)comente



Priscilla 29/08/2016

Um homem de sorte
Este livro é simplesmente perfeito. A história que ele narra, é algo que acontece muito nos dias de hoje. Nicholas Sparks, como sempre, mais uma vez, arrasando em seus livros.
comentários(0)comente



Sara.Matos 28/08/2016

Muito bom.
Muito bom.
comentários(0)comente



Bru 17/08/2016

Um Homem de Sorte - Nicholas Sparks // instagram:@beeslivros
Nicholas Sparks é famoso por seus livros repletos de dramas e lágrimas. Mas este é completamente diferente. Esse é o primeiro livro que eu li do autor do qual não derramei lágrimas ou precisei de uma barra de chocolates para afogar as mágoas. O livro conta a história do fuzileiro naval Logan Thibault, que é realmente “Um Homem de Sorte”. Sorte essa que veio em forma de uma fotografia de uma mulher desconhecida. Após ser salvo algumas vezes por este singelo amuleto, Logan resolve ir atrás dessa mulher misteriosa para lhe agradecer. Então Logan descobre que essa mulher é Beth, divorciada e mãe de um menino. No livro acontecem alguns fatos que impedem Logan de contar a verdade para Beth, e nisso eles acabam se envolvendo emocionalmente, o que faz o assunto se tornar ainda mais difícil de ser esclarecido. Claro que como todos os livros do autor, existem muito drama e muitas dificuldades para o casal, mas também existe muito amor. Amor é o que transborda de cada página desse livro, amor de uma mãe por seu filho, de uma irmã por um irmão morto na guerra, de uma avó que só quer o melhor para sua neta, de um fuzileiro pelo seu cão e melhor amigo, e de um homem por uma mulher. Recomendo muito esse livro, eu me apaixonei a primeira vista pela capa, e depois pelo personagem do Logan. Vale a pena conferir também o filme, interpretado pelo Zac Efron, que na minha opinião é o melhor filme da carreira do ator.


site: instagram.com/beeslivros
comentários(0)comente



Cris Gasparetto 16/06/2016

Descubra do que é capaz a força avassaladora do destino.

Essa magia que Nicholas Sparks tem de transformar coisas improváveis em realidade ainda vai acabar comigo....
Se tivesse que escolher qual o melhor até hoje ficaria em duvida mais acabaria optando pelo Querido John, mas esse vem com diferença mínima.
Como não acreditar no destino.... como não acreditar que uma força maior nos orienta e nos permite escolher o caminho a seguir. E no livro o Thibalt escolheu o mais improvável.... procurar uma agulha em um palheiro....
Mas como o destino nos rege, foi só acreditar nele que foi como uma estrada se iluminasse a sua frente.
E não é necessário ficar se perguntando onde vai nos levar... o que deve acontecer.... o que acontecer já estava marcado para acontecer. E não é preciso uma razão porque a razão esta em apenas seguir o destino.
Isso foi o que aconteceu quando Thibalt resolveu procurar o anjo da foto que lhe salvou em varias ocasiões na guerra e mesmo quando não conseguiu evitar a morte do seu melhor amigo numa tarde calma de pescaria.
Mesmo sem entender o porque... e simplesmente seguindo as vontades do seu coração ele colocou o pé na estrada apenas com seu amigo Zeus ao seu lado. Nem precisou saber se ele concordaria com a busca, ele simplesmente o seguiu porque confiava nele. E essa busca o levou para a razão de todas as coisas da vida que ele não tinha encontrado respostas.
Quando Thibalt conheceu Beth teve a certeza de que ali era o seu lugar.
E quando descobriu que ali ele poderia encontrar a segurança e a paz que não encontrou ao lado da família depois que seus serviços não foram mais precisos no corpo de fuzileiro naval, resolveu ficar. E mesmo sendo a melhor coisa que podia ter acontecido ele tinha medo que os verdadeiros motivos que o levaram até ali não fossem compreendidos... mesmo porque ele mesmo não os compreendia direito.
comentários(0)comente



Adri 12/06/2016

Um Homem de Sorte
Um Homem de Sorte conta a história de Logan Thibault, um ex-fuzileiro que viajou o país inteiro a pé acompanhado somente de Zeus, seu pastor alemão, atrás de uma mulher que ele não sabia nem o nome. Tudo o que sabia sobre ela estava naquela foto, aquela que ele havia encontrado lá no Iraque e que, segundo seus companheiros, era seu amuleto da sorte. Seu nome começava com E, e a foto pode ter sido tirada em Hamptom, isso era o que a foto lhe dizia.

Beth vivia com seu filho Ben e sua avó Nana, se dividia entre cuidar do canil da avó, agora que ela adoecera e não podia mais cuidar de tudo, e seu trabalho de professora na escola local. Estava bem complicado, devido ao tempo que os cachorros ocupavam, então ela e a avó estavam tentando contratar um ajudante, mas ninguém se interessava.

É aí que entra Logan, um estranho recém chegado na cidade, que se candidata para o emprego. Beth já ia recusar, mas Nana resolve dar uma chance a ele. Beth não gosta, pois não confia nele e não quer estranhos perto de Ben, mas aos poucos Logan vai se mostrando cada vez mais confiável. O livro é dividido em capítulos narrados pelo Logan, pela Beth e pelo Clayton, ex marido da Beth e pai do Ben.

Falando sobre os personagens: Logan é doido, sério. Quem atravessa o país a pé? Ele é ótimo, está sempre lá para tudo o que precisarem. Beth é batalhadora, sabe o que quer, enfim, ótima personagem. O Ben é uma criança incrível, me apaixonei por ele desde o início. Muito fofo, a amizade entre ele e o Zeus é linda, como ele aguenta a situação com o pai e tudo mais, enfim, coisa mais fofa *--*. Os conselhos da Nana são os melhores rs. Ela é engraçada, esperta, inteligente, sei lá, é minha personagem favorita. E por fim o Clayton, ele é policial e se acha no direito de fazer o que quiser, só porque sua família é dona de quase toda a cidade. Não se dá bem com nenhum dos personagens, muito menos com seu filho.

A história é linda, se desenrola de uma maneira super perfeita, e, quando você vê, já está acabando. Chorei demais, o final é lindo, apesar de ser um pouquinho confuso (tive que voltar e reler para entender, mas talvez tenha sido pelo fato de que eu estava chorando tanto que não conseguia nem ler direito rs). Recomendo demais a leitura.

site: http://stolenights.blogspot.com.br/2012/01/resenha-um-homem-de-sorte-nicholas.html
comentários(0)comente



Lissa 25/05/2016

Um homem de sorte
Dessa vez, diria pela primeira, que Sparks não me surpreende. Talvez pelo fato de eu já conhecer a história através do filme (detesto qnd isso acontece kkkkkkkk)

Mas no geral a história é sensacional, claro, o final do livro sim foi de me deixar em dúvida (o filme obviamente tem muitas diferenças em relação ao livro), mas não me emocionei como pensei, apesar de ter ficado muito presa e focada nessa leitura!!
comentários(0)comente



Edi ( @dnabookz ) 29/04/2016

.
Você acredita em sorte?

Durante uma guerra as pessoas se apegam ao mais ínfimo sinal de sorte, Logan Thibault passou anos no corpo de fuzileiros navais e ao encontrar uma foto de uma loira bonita em plena guerra e logo em seguida ter sido salvo da morte, uma, duas, muitas vezes. Se agarrou aquela espécie de amuleto com todas suas forças mesmo sem perceber e sem acreditar muito nisso.
-
"... Ela é seu amuleto da sorte. Ela estava destinada a você."
-
Ao ouvir diversas vezes essas palavras de seu amigo Victor, Logan por algum motivo inexplicável pela a lógica, se sentia em dívida com a mulher da foto, e decidiu ir a sua procura.
A pé, tendo como única companhia seu fiel amigo Zeus (um pastor-alemão) dirigiu-se pela as ruas com uma mochila nas costas em busca de algo que nem mesmo ele sabia onde encontrar.

Na pequena cidade de Hampton, Logan encontra o que tanto procurava, Beth é uma linda mulher dona de um canil, tem um filho de dez anos, fruto de um relacionamento na adolescencia com um canalha, porém, respeitado na pequena cidade.

De início eles não se entendem bem, Beth nutre muitas desconfianças em relação a Logan.
Porque um cara tão bem instruído gostaria de trabalhar no canil de uma pequena cidade?
Porque ele veio andando a pé?
E o mais importante, ele é um ex fuzileiro, e beth não confia em ex fuzileiros.

Mais uma vez Nicholas Sparks escreveu uma história espetacular, e definitavemente essa é uma das minhas favoritas.
Muitas reviravoltas, conflitos e segredos, um relacionamento que acontece pouco a pouco, nada avassalador, e relações familiares lindas.

Um belo livro para quem gosta de romance, para quem curte a escrita do Nicholas recheada de belas lições sobre o amor.
Começo calmo, desenrolar curioso e final digno de suspiros.
-----------------------------------
"As vezes as coisas mais ordinárias podem transformar-se em extraordinárias, simplesmente se realizadas pelas pessoas certas."

instagram: @dna_bookz
comentários(0)comente



458 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |