Uma Princesa de Marte

Uma Princesa de Marte Edgar Rice Burroughs




Resenhas - Uma Princesa de Marte


35 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Fernanda 05/03/2021

Uma Princesa de Marte
Resenha no blog:

https://modoliterario.blogspot.com/2021/03/resenha-uma-princesa-de-marte-edgar.html

site: https://modoliterario.blogspot.com/2021/03/resenha-uma-princesa-de-marte-edgar.html
Carine.Barreto 05/03/2021minha estante
Eu amei esse livro




Raissak 18/11/2020

Simplesmente amei, a escrita bem construida e o jeito que ele retrata as coisas do mundo que fazem você imagina-lo com muita clareza . O autor do livro é muito criativo, teve idéias brilhantes e a história em si é muito atrativa. E por ultimo amei os personagens.
Lua criss 18/12/2020minha estante
Você me falou tanto desse livro que agora tou curiosa pra ler?


Raissak 18/12/2020minha estante
Kkkkkk amo?




Mrs Luna 05/09/2020

Algumas aventuras em Marte
John Carter, Capitão John Carter, é um guerreiro da Vírginia que participou da guerra civil e não pode dizer que foi um sucesso sua bravata.
Juntamente com um amigo de guerra, eles encontram uma mina para escavar e assim fazerem sua fortuna, porém ao ir buscar ajuda para conseguirem completar sua empreitada e seu amigo acaba indo para uma aldeia de índios, e ao tentar salvar seu amigo John se vê em uma enrascada e ao entrar em uma caverna ele acaba sendo teletransportado para Marte, onde vive muitas aventuras em meio aos marcianos, já que sua estrutura óssea o permite que de saltos altos e socos extremamente fortes, capazes de derrubar os marcianos, que tem 2,50m de altura um dos mais baixos.
Lá ele encontra a possibilidade de ser um herói mesmo estando entre os marcianos verdes, com uma cultura totalmente diferente, até mesmo a sua reprodução não é a mesma que os humanos.
Para quem quer uma ficção científica, que não tenha muitos termos e uma criação de mundos complexa, Uma Princesa de Marte é uma boa pedida para quem quer começar a entrar nesse mundo fantástico.
E em 2013, exatamente 101 anos depois da publicação do livro pelo Sr. Edgar Rice Burroughs, a senhora Walt Disney trouxe essa história para as telonas no filme intitulado "John Carter Entre Dois Mundos".
Já aviso que não é uma reprodução totalmente fiel, sendo incluídas algumas coisas que não existem no primeiro livro, mas é uma produção muito boa e com um design gráfico que não deixa a desejar.
comentários(0)comente



Igor 04/06/2020

O livro tem muitas divergências comparado ao filme e ainda assim continua sendo infinitamente melhor, o autor criou um universo que vale a pena cada página do livro tornando Marte um planeta rico.
comentários(0)comente



Roberto Oliveira 03/04/2020

Livro para sair da ressaca literária!!!
Eu estava em uma ressaca literária de 2 meses, lendo de maneira arrastada Cosmos e Inteligência Emocional. Quando um livro chamou minha atenção, ao ler os comentários na Amazon fiquei intrigado devido a muitos leitores terem achado o livro chato e previsível. Fiz a compra mesmo assim, já tinha assistido o filme Jonh Carter entre dois mundos e tinha gostado da história na verdade estória (rsrs). Esse livro foi um divisor de águas, resgatou o meu leitor quase adormecido. Super recomendo a todos.
comentários(0)comente



Henrique.Alves 28/02/2020

Clássico
A história de John Carter e Dejah thoris foi escrita a mais de 100 anos mas ainda hoje encanta gerações pela criatividade, a narrativa épica e toda complexidade política e social que há na sociedade barsoomiana
comentários(0)comente



Madeleine. F 10/02/2020

Olha...
Então pra quem me conhece sabe que eu gosto de tudo que envolve outros planetas e esse livro não foi diferente...
Gostei muito da ambientação, realmente é incrível como o Edgar Rice conseguiu escrever isso em 1912 porque ele fez parecer que foi escrito nos anos 2000, vou ler o segundo sim pra ver o que acontece
o livro é bem estereotipado em alguns momentos mas leve em conta que essa história tem 108 anos .
comentários(0)comente



Alustriel Silvermoon 14/01/2019

Nunca existiu um homem como Jonh Carter!
O perfeito Jonh Carter, irremediavelmente apaixonado pela perfeita princesa Dejah Thoris! Eu sei que tenho que levar em consideração a época em que o livro foi escrito, mas não posso negar que tanta perfeição e necessidade de suspensão de descrença me incomodaram. O universo criado pelo autor, bem como as espécies e seus costumes são as coisas mais interessantes da leitura, porém o protagonista aprender, a ponto de falar fluentemente, uma língua alienígena em 30 dias foi um pouco demais para mim. Jonh Carter é um herói idealizado, pronto para socorrer sua princesa, também idealizada, a qualquer custo. Para alguém que chegou até o livro pelo filme, acho que este último, mesmo com seus defeitos, resolveu bem algumas questões da obra que ficaram datadas. No mais, tive dificuldade no começo da leitura, já que o primeiro terço é muito arrastado, contudo, da metade para o final a aventura engata e senti curiosidade pelo fim da jornada. O final deixou um bom gancho para a continuação e me peguei querendo ler o próximo volume, mas não urgentemente. Se desconsiderar toda a idealização e alguns pequenos absurdos, é um bom livro, mas nada excepcional.
comentários(0)comente



Sílvia 27/09/2018

Apesar de
Apesar de certos buracos na história, e do filme da Disney, eu gostei muito do livro e estou ansiosa pelas continuações. Parece que o autor influenciou até Ahlrthur C Clarke com essa sequência de livros sobre Barsoom
comentários(0)comente



D3lc4rm0 20/02/2018

Simplismente Maravilhoso
Confesso que comecei a ler esse livro de forma despretensiosa devido ao filme John Carter entre dois mundos, porém que surpresa maravilhosa ver que do filme este não tinha nada, além dos nomes e o cenário.
Uma Princesa de Marte me deixou vidrado os 2 dias que levei na empreitada de lê-lo, me emocionou eu realmente torci por John Carter em sua busca frenética por sua princesa e a forma que o autor nos prende nas passagens dos cenários e como se o proprio houvesse feito um tour pelo planeta vermelho, além do que, a historia e repleta de ganchos que poderiam render outros livros maravilhosos.
Uma princesa de Marte me tornou um fã do planeta vermelho e muito curioso sobre seus mistérios! Um classicão e uma ótima leitura de ficção.
comentários(0)comente



criscat 11/04/2017

O autor faz uso de um artifício bastante comum pra contar a história. Ele mesmo é um personagem, que recebe uma herança de um tio e, junto com o testamento, lhe é entregue um manuscrito. Nele, o tio, John Carter, contava suas aventuras em Marte. Sendo assim, o livro é narrado em primeira pessoa, o que dá ao leitor apenas a visão de Carter sobre todos os eventos.

A resenha completa está no site.

site: http://www.cafeinaliteraria.com.br/2017/04/11/uma-princesa-de-marte-barsoom-1/
comentários(0)comente



Emanuel.Simoes 10/07/2016

Um dos grandes clássicos da ficção científica. Considere que foi escrito no século XIX e falava sobre vida em outros planetas, teletransporte, tecnologias futuristicas.
Fundamental aos amantes do gênero.
Tem sua cadeira junto ao Verne e Wells.
comentários(0)comente



Helena Eher 07/04/2015

John Carter!
O livro “Uma Princesa de Marte” foi escrito por Edgar R. Burroughs (mesmo autor de Tarzan) em 1912. Ele se inspirou nas descobertas feitas por Giovanni Schaparelli, em 1877, que observando Marte, identificou, pela primeira vez, seus canais, fazendo com que algumas pessoas acreditassem na existência de vida no planeta.

John Carter é o típico herói americano que nos conta sua experiência de ir para Marte (Barsoom, na língua dos marcianos). Nem ele, e consequentemente nem a gente, sabe muito bem como isso aconteceu.

Chegando lá, ele nos descreve como é o planeta e os povos que os habitam. Nem todos os povos são iguais, os Tharks (marcianos verdes que capturam John Carter) são guerreiros em sua essência, não há família, não há bons sentimentos e não há laços. De fato, todos os povos de Marte estão em guerra constante.

Os Tharks também capturam Dejah Thoris, princesa de Helium (um povo mais parecido com os humanos, tanto fisicamente como moralmente).

Nosso herói, que tinha sido um soldado na guerra, ajudado pela falta de gravidade do planeta se torna um guerreiro invencível em Marte. Luta com os maiores, luta com quatro ao mesmo tempo e sempre sai vitorioso. Ele encontra Dejah Thoris e resolve ajudá-la a fugir. Em meio a tanta guerra, surge o amor.

O livro continua com John Carter narrando as inúmeras dificuldades e aventuras que eles enfrentam nessa jornada.

O fato do livro ser narrado em 1a pessoa, ajuda bastante na parte de descobrimento de um novo planeta, pois temos alguém que nos conta o que vê de um ponto de vista muito parecido com o nosso. E a descrição do livro é fantástica!! Burroughs, simplesmente, construiu um planeta inteiro! Desde então, ainda imaginamos os marcianos como seres verdes, agressivos e não civilizados.

Li o livro em inglês e a leitura transcorreu bem. Gostei bastante da história e do romance simples que ela nos traz, não tem como não torcer pelo casal.

O fim, apesar de um pouco esperado em função do começo da história, me deixou um tempo sem palavras, não queria que fosse desse jeito, mas acho que foi uma escolha bem esperta da parte do autor.

Sua série sobre Barsoom possui 11 livros e espero ler mais alguns deles no futuro.

Coincidentemente, passou o filme “John Carter” (2012) na televisão depois que terminei o livro. E, sério, nada a ver! Me lembrou as adaptações de Percy Jackson, na qual eles mantém os nomes das personagens e algumas atitudes isoladas, mas fazem um roteiro totalmente novo! Nesses casos, sou a favor de darem um novo nome ao filme (não basta colocar o nome da personagem principal como título) e colocar na abertura, em letras miúdas, “inspirado no livro…”, seria mais honesto.

site: https://doslivrosumpouco.wordpress.com/
comentários(0)comente



Amadeu 28/01/2015

Isso aqui sim, é space-opera!
O grande mérito de Uma Princesa de Marte é o ritmo frenético em que Burroughs consegue escrever, ao mesmo tempo, nos imundar com informações muitas vezes precisas da geografia marciana – o que é mais impressionante se levarmos em conta que o livro foi escrito em 1912!

Um roteiro clássico de space-opera e muita, eu disse muita? Mas bota muita imaginação do autor.

Embora o John Carter seja aquele sujeito fodástico a gente logo cria empatia por ele, que além de fodástico e um sujeito extremamente humilde e cheio de honra.

Todo um universo imaginário é descrito com precisão sobre homens, seres inteligentes, flora, fauna, espaçonaves, barcos, geografia, construções e etc.

O final do livro dá aquela sensação de tristeza por ter acabado e tantas coisas ainda por acontecer e, ao mesmo tempo, uma euforia grande para seguirmos para o próximo livro.

Gostei muito!!!!!
comentários(0)comente



35 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3