Coração Sombrio

Coração Sombrio Tillie Cole




Resenhas - Coração Sombrio


31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Livros Encantos 25/05/2020

O final do livro foi lindo, reconfortante depois de tanto sofrimento e abusos vivenciados.
Neste segundo livro da Série Dark, iremos acompanhar a história de Delilah ou Lilah irmã de Mae (livro 1) e Ky nosso VP.

Delilah foi criada pela comunidade, ou seja só conhece o que ensinaram e todas suas noções sobre o certo e errado baseado na pregação do profeta. Após se ver perdida longe de sua "casa" sem orientação e acreditando que ali não era seu lugar e sim junto ao seu povo. Em uma das raras ocasiões que sai de seu quarto, encontra Ky de porre a assustando demais. Devido a este fato ficará responsável para tentar inserir Delila a sociedade aos poucos. A princípio Ky se irrita, mas ao mesmo tempo a beleza dela o fascina, assim como ela consegue mexer com todas suas emoções. Não será uma tarefa fácil, porém aos poucos Dalilah começa a confiar neste loiro lindo que trás a sensação de segurança a ela.

Quando tudo estava caminhando bem com ela mais aberta ao conhecimento um fato irá abalar Lilah.
Não poderia ser tão fácil assim, nossa protagonista vai sofrer mais um golpe em sua vida, sua estrutura emocional que já não era boa, desmorona. Ela questiona suas escolhas e castigos.
Se preparem para cenas impactantes e revoltantes, como fiquei indignada com a lavagem cerebral que estas mulheres sofreram.
Imaginei o quanto sua mente acredita nas inverdades deste povo maluco que usa a fé em prol de atitude insanas pregando violência e abuso.

Lilah acredita que precisa se livrar deste mal que enfeitiça os homens, mais uma vez a autora nos surpreende com fatos que irá mudar a vida de nossos protagonistas. Enfim ela se sentirá liberta deste mal e poderá viver e entender seu novo mundo aos poucos ao lado de quem nunca a abandonou em nenhum momento. Ky seu amor.

O que dizer deste segundo volume perfeito, esta série aborda seitas religiosas que conseguem reverter valores, de uma maneira torpe, abusiva, impondo abusos inaceitáveis.

Ky é um protagonista que se apaixonou por uma mulher, perdida, com feridas no corpo e na alma, encontrou seu lugar.

O final do livro foi lindo, reconfortante depois de tanto sofrimento e abusos vivenciados.

site: https://www.instagram.com/p/B_f9C1TDfWP/?utm_source=ig_web_copy_link
comentários(0)comente



Malu 18/05/2020

Impactante
Nesse segundo volume da série Hades Hangsmen a autora trouxe como casal protagonista o Ky e a Lilah. Nesse livro, são apresentados os efeitos nocivos e reais das lavagens cerebrais sofridas pela personagem.
Confesso que esse não é meu casal favorito da série mas, não consegui não sofrer pelas atrocidades vividas pela Lilah, queria poder guardar ela em um potinho para proteger do mundo! Muitas vezes eu tive que parar para respirar antes de continuar a leitura, já que esse livro se mostrou mais pesado e impactante do que o primeiro. Esse é aquele livro que parece que quando as situações dão um passo para frente volta dois para trás e você sofre junto com os personagens, foi muito difícil ver uma grande evolução na Lilah na vida fora da comuna já que aquela realidade e ensinamentos estavam tão enraizados nela mas, acredito e espero que ao longo dos próximos livros poderemos continuar vendo ela melhorar e se adaptar melhor, também não consegui ver uma grande evolução no Ky, durante muito tempo eu só conseguia ver que ele tinha deixado de ser mulherengo e criado uma proteção com a Lilah. Apesar, de não ter amado tanto o casal, eles ganharam um espaço no meu coração.
A escrita da Tillie continua mostrando-se impecável e super rica em detalhes, você é transportado para o universo dos personagens e sempre acaba sofrendo juntos com eles. Mesmo que está seja uma leitura bem pesada, ela é fluída e a autora te instiga a querer devorar o livro para saber tudo o que vai acontecer. Além disso, gosto muito como ela constrói os personagens secundários nos deixando curiosos e sempre querendo saber mais deles. Estou muito ansiosa para ler os próximos volumes da série já que está ganhou um grande espaço no meu coração...


Eliane Bernardes 14/05/2020

Bom, porém pareceu faltar algo
Gostei do livro, porém no começo fiquei irritada com o Ky só comentando sobre o seu "tamanho". Achei algumas atitudes desnecessárias, mas a temática sendo a temática relevei. Ainda mais sendo um livro dark. Nesse eu vi a parte dark que não vi no anterior.
comentários(0)comente



Mariana.Carolina 12/05/2020

Mais pesado que o primeiro livro
“Então faça você uma razão Li. Não dê desculpas para viver uma merda de vida. Não é muito difícil. Não gosta de algo? Encontre algo que a faça feliz. Não gosta de estar perto de alguém? Então fique longe. Quer mudar a sua vida? Então levante essa bundinha e faça acontecer.”

O livro conta a historia de Lilah uma das amaldiçoadas resgatadas da ordem e de Kyler, o Vice presidente da gangue de motoqueiros. Lilah enfrenta muitos problemas de adaptação em sua nova vida, já que na verdade ela não queria ser resgatada. Aquele era o estilo de vida que ela conheceu desde a infância e as doutrinas religiosas e violências as quais ela passava se tornaram sua cultura, seu cotidiano e tudo que ela conhecia. Ela não entende os comportamentos das pessoas fora da Comuna e considera a todos pecadores, tem medo de perder sua alma e sua salvação por estar longe da sua fé. Tudo começa a desmoronar quando Kyler é incumbido de ajuda-la a se adaptar, e ela começa a se apaixonar por ele.
Vou começar dizendo que o livro é muito mais pesado que o primeiro, se no primeiro volume eu não achei o teor tão pesado assim, no segundo, tive que parar de ler várias vezes para ganhar um alivio mental para continuar. Foi uma leitura mais arrastada, apesar de ser um livro mais curto que o primeiro, este demorei mais para conseguir fluir. Primeiro porque é difícil se conectar com os protagonistas, por vezes ficava irritada com as atitudes de ambos, Lilah sempre fechando os olhos para o que a Ordem fazia, se recusando a acreditar que eram aproveitadores de sua fé, e Kyler por ser um pervertido boca suja e inconsciente. O drama, a repetição de conflito, a submissão de Lilah tudo isso me cansou um pouco durante a leitura.


Kyler assim como Styx foi moldado desde a infância para ser um Hangmen assim como seu pai, o VP antes dele, o criou para ser violento, implacável, não constituir família e tratar as mulheres como objeto. Tudo isso vai mudando quando ele conhece Lilah. O desenvolvimento de Kyler não é tão grande na narrativa, sinto que a única coisa que mudou sobre ele é o fato de ter deixado de ser mulherengo, não foi um personagem que me conquistou, tampouco Lilah.


Mas sobre a construção da personagem tenho muitas coisas a dizer. A primeira é que a construção psicológica é muito bem realizada. Tillie Cole realmente conseguiu mostrar como uma pessoa doutrinada desde a infância, não consegue se libertar totalmente daqueles pensamentos manipuladores. É extremamente angustiante perceber como a mente de Lilah funciona, como ela se culpa pela perversão das pessoas para com ela, a vítima aqui se responsabiliza por todos os atos hediondos os quais é submetida a todo o momento na obra. E devo dizer que fiquei sufocada pela quantidade de cenas desoladoras de torturas e estupros as quais Lilah foi submetida. Eu já não aguentava mais ler aquilo, em dado momento ficou insuportável. De inicio pensei que a autora estava exagerando na quantidade de cenas absurdas, mas percebi que aquilo foi feito para que entendêssemos o motivo da personagem ter aversão por sua própria beleza. Ela era escrava de seu belo corpo, forçada a acreditar que era amaldiçoada por sua beleza e assim justificar os atos das pessoas contra ela por isso, por ser uma criatura do demônio que tenta as pessoas.


Mesmo com sua construção brilhante e nada agradável, mesmo o livro não tendo sido feito para ser agradável e eu entender isso. Não consegui dar uma nota melhor que esta. Acredito que o romance não me tocou o coração como eu gostaria, e Lilah não mudou tanto quanto eu queria que mudasse. Sinto que ela se libertou ate certo ponto, mas ainda não era livre de suas amarras mentais. Seu ato de violência foi muito brutal e não queria que aquilo fosse necessário.


site: https://www.instagram.com/lolateratura/
comentários(0)comente



Kátia Ramos 11/05/2020

Me apaixonei nessa série, tão intensa e cheia de emoções. Aguardando anciosa os próximos.
comentários(0)comente



Aline.Brasil 09/05/2020

Triste!
Quanta loucura, eles fizeram uma lavagem cerebral na Lilah, em certos momentos achei que ela nunca ia se encaixar na vida fora da comuna, com Ky, ele com certeza é muito paciente e a Ana de verdade. É tudo muito triste, e fico imaginando, existe algo assim, tão doentio na vida real?! É como se fosse uma realidade paralela.
comentários(0)comente



Jessiane.Stein 07/05/2020

Sombrio
Realidade triste, porém necessária, a quebra de paradigmas da personagem é incrível!
comentários(0)comente



Sanydier 03/05/2020

Mais um Hagmen apaixonado! Ky lutou com todas as forças por sua Lilah, tentando de todas formas afastar a lavagem cerebral e abusos que sofreu na Comuna, mesmo que isso significasse não tê-la em seus braços, contanto que ela fosse feliz. Ele só não sabia que a felicidade de Lilah dependia dele!
comentários(0)comente



Fernanda M B 28/04/2020

Hades Hangmen
Estou gostando bastante dessa série. O livro te prende, e é algo diferente a gente torcer pelos caras maus e suas práticas nada ortodoxas. Nesse livro vemos a história do VP, Ky e Lilah.
A mocinha aqui é um pouco enervante, pois das Amaldiçoadas, é aquela que não consegue sair daquela bolha da fé cega, e isso para mim foi um pouco cansativo.
Mas o livro é bom e eu recomendo! Ansiosa pelo livro do Flame!!
comentários(0)comente



BrendahIsabelly 26/04/2020

Um romance dark
Coração sombrio no meu ponto de vista possui uma narrativa mais pesada do que prelúdio sombrio, pois entramos em contato com personagens que realmente sofreram lavagem cerebral e não conseguem ver que o tudo aquilo que foi pregado era errado.
Gostei muito desse romance, pois o casal foi crescendo e aprendendo ao decorrer da narrativa.
Temos entã, personagens cativantes e aprendemos que com o amor podemos alcançar uma liberdade verdadeira.
comentários(0)comente



Taize @viagemliteral 23/04/2020

O segundo volume da série Hades Hangmen veio parar em nossas mãos ainda mais intenso do que o primeiro. Assim como em "Prelúdio Sombrio", "Coração Sombrio" também tem sua história baseada em relatos de ex membros de seitas religiosas que usavam seu povo para as mais diversas práticas sexuais e emocionais, levando-os a acreditar que tais atitudes eram para a sua salvação e de todo o seu povo.

Vale salientar, que esse livro, assim como os demais volumes da série, possui um linguajar chulo, cenas de violência sexual, física e emocional. É uma história que mexe não apenas com o nosso psicológico, mas que vai até as nossas entranhas. Então, estejam preparados para embarcar numa leitura extremamente intensa.

"Lilah acredita a ferro e fogo nas escrituras da nossa fé, acredita de forma literal  em tudo que o Profeta David escreveu. Fomos ensinadas desde o berço, de nosso nascimento que nós, Maddie, Lilah e eu, fomos criadas da semente de Satanás. Belas ao ponto de tentar todos os homens, para encomendar-lhes as almas para o Diabo."

Desde os seis anos de idade que Delilah fora condicionada a acreditar que por ter uma beleza extrema era uma "Mulher Amaldiçoada de Eva", essa que foi gerada por Satanás para tentar aos homens e levar-lhes ao pecado. Sem conhecer o mundo exterior, tudo o que aprendeu estava por detrás das cercas da comuna religiosa onde cresceu, pregado pelas escrituras do Profeta David. Dessa forma, ela e todas as meninas julgadas como amaldiçoadas, eram tomadas sexualmente desde a infância para que suas almas fossem salvas. Essa era a verdade pregada pela Ordem, e Lilah, diferentemente de suas irmãs, sempre levou tudo ao pé da letra.

Após um massacre feito pelos Hades Hangmen para tirar suas irmãs e ela daquele lugar infernal, mas julgado sagrado pelos fiéis, Delilah passa a conhecer um novo mundo, totalmente sujo, pervertido e fora da lei. Voltar para sua comuna era tudo que ela desejava. Precisava limpar sua alma e ser salva, pois aquele mundo estava longe de ser onde ela desejava viver.

"O que eu sabia era que isso era um inferno no qual tínhamos sido forçadas a viver depois de sermos arrancadas do nosso lar e de tudo que conhecíamos: a comuna. A Ordem. O Profeta do senhor. Nós pertencíamos ao senhor. Era a única maneira de clamar a nossa salvação."

As coisas ficaram ainda mais complicadas quando Ky, um notório integrante do clube, ficara sob a missão de ser seu guardião e apresentar esse novo mundo a garota. Mas, a incumbência mais impossível para Ky era manter suas mãos longe daquele criatura angelical, já que ser mulherengo era sua maior característica.

Condicionar alguém que havia saído de uma seita religiosa, tomada pela lavagem cerebral era um fator complicado, pois, os laços da garota com seu passado e sua comuna eram fortes o suficiente para não aceitar sua nova realidade.

Mas, aos poucos, um sentimento diferente de tudo que eles haviam experimentado se fez presente. Porém, se entregar a ele, não a libertaria de seu carma; Com isso, decisões extremas precisariam serem tomadas.

Ky estava disposto a torná-la sua Old lady, mas Delilah abriria mão de sua crença para se juntar a um pecador, aumentando assim a sua chance de jamais ser salva?

"Eu sabia que a tinha perdido. Como diabos eu poderia competir com Deus? Eu era um filho da mãe bonito, com um corpo perfeito, mas mesmo assim, eu não era divino."

Falar sobre religião, fé e crenças é absolutamente complicado. Cada um de nós temos uma, e quem há de julgar? No entanto, ler essa obra nos faz ter uma dimensão do quanto o ser humano pode aproveitar da fé das pessoas para usá-las de forma que não sejam punidos.

Delilah e suas irmãs foram vítimas de pessoas sádicas que usavam o nome de Deus para práticas totalmente insanas. A beleza era um fator que as mantiveram cativas, sendo abusadas sexualmente por anos a fio, e iludidas de que aquilo seria o caminho para a salvação. O mais absurdo é saber que de fato muitas coisas citadas no livro aconteceram - ou ainda acontecem - pelo mundo a fora, começando ainda na infância.

Mas... Vamos focar agora nesse livro: QUE LIVRO! A Tillie Cole me surpreende sempre com suas obras bem escritas, que nos instigam até a última página.

Muitas pessoas podem pegar essa série e achar extremamente machista, mas necessitamos entender que a época e os costumes são diferentes dos nossos, então, para isso, ela nos apresenta um glossário logo no início do livro, ele que nos dá uma boa perspectiva da trama e nos faz compreender muitas palavras usadas pelos personagens que para nossa cultura é absurda, mas para a deles é totalmente comum.

Os personagens são marcantes, suas dores, revoltas e anseios são tão intensos que é impossível a gente não mergulhar na história, sentindo tudo aquilo na própria pele. Começar a enxergar a verdade depois de 24 anos não deve ser algo de fácil aceitação, mas, nesse livro, somos agraciados com personagens que estão ali dispostos a ajudar aquelas meninas a livrarem-se de seus demônios e ensiná-las o que é de fato o amor, a liberdade e a salvação. É necessário um bom condicionamento cardíaco para encarar as muitas reviravoltas dessa história que nos deixam angustiados, mas ainda assim, totalmente envolvidos e apaixonados!

"Até a salvação pode ser alcançada através do amor dos condenados."
comentários(0)comente



clau.acruz 22/04/2020

O amor pode acontecer com as pessoas mais improváveis
Coração Sombrio começa sua jornada após os acontecimentos ocorridos em Prelúdio Sombrio, então, caso não tenha lido o primeiro, você deve ler para entender os fatos do passado e o desenrolar dos acontecimentos que ocorrem aqui, mesmo que os casais sejam diferentes, a trama é interligada em decorrência de Mae e Lilah serem as Amaldiçoadas de Eva.

Eu considero este o livro mais dark da série, entre os dez que compõem Hades até esta data, então se você achou Prelúdio Sombrio pesado, Coração Sombrio com certeza irá incomodar muito mais nossas crenças, nosso instinto de proteção e sentimento de revolta.

Sabemos que é imprescindível a leitura da nota da autora e o glossário, assim, já sabemos que esse livro irá trabalhar a lavagem cerebral que se pode ocorrer com quem tem convívio com líderes opressores que deturpam a mente de uma pessoa mentalmente fragilizada, que foi o que aconteceu com a Lilah.

Lilah tem e conhece como vida “segura” a comuna, aquela que lhe possibilitará ser salva e ser digna, conforme as profecias do Profeta David.
É triste vê-la em desespero e sem ninguém a entender, suas irmãs, principalmente Mae, não sentem falta da Ordem, confesso que aqui eu fiquei até brava com a Mae, agindo de forma dura sem entender que Lilah era diferente dela, ela realmente acreditava nos dizeres do Profeta, e é impossível não se emocionar com o sofrimento dela, não sentir empatia e querer ajudar essa menina a encontrar libertação.

“Sinto como se estivesse me despedaçando e ninguém entende ou se importa...” pág. 26

“Gostaria de viver sem sofrimento.” pág. 92

E enquanto temos uma mocinha totalmente mitigada emocionalmente, temos um motoqueiro debochado, promíscuo e totalmente quebrador de regras.

Ky, nosso VP, foi totalmente atraído pela loira quando a resgatou na invasão da Comuna, o que não é novidade neste livro, mas aqui podemos ver um lado dele que não daria para imaginar, sim não daria porque ele consegue ser pior que o Styx quando o assunto é mulher.

Ele tem a leveza que equilibra com a tristeza que ronda Lilah.

Ele deseja a loira monumental, de beleza extraordinária, mas não entende por que ela se esconde, por que ela deseja tanto voltar para uma vida de mentiras, então, ele lhe mostra a vida real.

Essa aproximação que faz com que esse VP só tenha olhos para Lilah. Ele muda. Ela começa a pensar que coisas que aprendeu não eram verdades absolutas, o que é bem bonito ver a paciência que é necessária com ela para que aprenda que o que viveu é errado.

“Somos todos caídos de alguma maneira, Lilah, nenhum de nós é perfeito, mas sentir o amor incondicional de alguém, certamente é o que importa no final.” pág. 135

Aqui a Tillie foi muito perspicaz, pois seria muito inocente achar que uma pessoa que viveu duas vidas, sendo uma delas num período latente de abuso por mais de dez anos conseguiria romper e pensar e agir diferente, Lilah não é Mae que nunca quis ficar na Ordem, Lilah foi uma menina que foi ensinada que sua beleza era má, que sua beleza enfeitiçava e destruía. Eu chorei com essa menina e mulher na primeira leitura e chorei novamente nesta.

A beleza tem um preço. Lilah o pagou da pior forma, repetidamente.

Uma pessoa quebrada precisa de amor e proteção. Ky foi maravilhoso para sua garota.

O amor pode acontecer com as pessoas mais improváveis.

“Até a salvação pode ser alcançada através do amor dos condenados.” pág. 331

Coração Sombrio vai trazer muitos sentimentos à tona, mas é um dos livros que mais me ensinou a ter empatia e paciência com aqueles que precisam para encontrar a felicidade.


dayukie 19/04/2020

Resenha completa no blog
"Coração Sombrio com certeza teve bem mais o lado “romance dark”, se comparado com Prelúdio Sombrio.
Neste livro vamos conhecer a história de Lilah e Ky.
[...]
Antes de tudo, preciso dizer que “a falta” de dark que senti no primeiro livro, neste teve uma alta dose.
Entre lavagem cerebral, a alienação, pedofilia, estupro e mortes, eu gostei de conhecer Ky e Lilah. Ela é inocente e totalmente alienada, além de ter sido abandonada por “ser muito linda” e ter sofrido na mão de sua família, Lilah também sofreu na comuna, mas acreditava merecer e isso doeu em mim, pelos sentimentos e em como a cabeça dela ficou por conta de tudo.
Foi triste ver essa mulher sofrer tudo o que sofreu e ainda precisar lidar com a sua própria mente e tormentos.
Ky foi sua salvação, com certeza. Ele é bruto e sinceramente, em alguns momentos ele me irritou. Porém ele foi melhorando ou como ele mesmo disse, ela o mudou. Vi ganhar maturidade e adorei esse homem depois disso.
Continuou sendo convencido e levando uma “vida errada”? Sim, ele continuou, mas Ky com certeza mudou, ele se “transformou” em um homem “melhor”.
É um livro, de certa forma, triste. Ele mostra, apesar de haver muita ficção, a realidade de muitas mulheres, porque sim essas “seitas” religiosas existem no mundo e como a própria autora disse no início do livro, é baseado em relatos reais.
Como o livro é contado em primeira pessoa, intercalando os pontos de vista, acompanhar a mente perturbada de Lilah foi bem doloroso. Ver a mulher conhecendo o mundo pela primeira vez, juro que me deu vontade de chorar. Ver o quanto ela sofreu, me fez ficar revoltada, para dizer o mínimo.
[...]
Como eu disse, esse livro é muito bom. A capa do livro é linda e manteve a identidade visual do primeiro, algo que adorei. A diagramação do livro também está boa, só a revisão final precisa ser revista. Foram erros mínimos, bem pequenos mesmo e não atrapalhou em nada a leitura, mas estão ali.
No geral, eu amei o livro. Quis bater em alguns momentos no Ky, quis sacudir a Lilah, mas entendi os dois. Não perdoarei algumas pessoas ali e com certeza mal posso esperar para ler o próximo livro."

Resenha completa no blog

site: https://bit.ly/CoracaoSombrio-TillieCole
comentários(0)comente



Eu_Romanceando 12/04/2020

Coração sombrio
No segundo livro da série é a vez de conhecermos Kyler o VP do MC e Delilah, uma das amaldiçoadas. Duas pessoas completamente opostas em suas criações.

Ky foi criado para servir e amar ao clube e de jeito nenhum sucumbir a uma mulher, enquanto Lilah foi criada acreditando ser filha do diabo, já que sua beleza extraordinária tenta os homens e os seduzem.

Confesso que esse livro foi bem difícil de ler, não por ser ruim ou não ser uma leitura fluída, foi difícil ver como a ?religião ? pode destruir uma pessoa, em como falsos profetas estupram, enganam e matam pessoas em nome de seu ?Deus?. Enfim, Lilah foi ensinada desde muito cedo que sua beleza era ruim e até as últimas páginas ela acredita nisso, o seu sofrimento sendo paupável para mim.

As coisas pelas quais ela sobreviveu realmente provam o quanto é forte, mesmo de uma forma diferente do que estamos acostumadas, sua força vem pelo seu desejo de salvação.

Sobre o Ky, ele me arrebatou com o seu amor, carinho e proteção pela sua cadela. Se todos tivessem um coração sombrio desse para chamar de seu...

Esse livro despertou em mim vários sentimentos: revolta, indignação, nojo, compaixão, empatia, entre outros, porém o mais forte foi a esperança. A esperança que todos vão encontrar justiça, seja ela divina ou não, e amor! O amor desse casal é tão forte e passa por tantas provações, mas no final tudo vale a pena!

?Não era para eu ter me apaixonado por ele, mas o amor proibido que encontrei com o VP do Hades Hangmen acabou sendo a chave da minha salvação. ?
comentários(0)comente



Layla.Short 11/04/2020

ja li tds os livros da série e posso dizer que esse eh o pior, n consegui gostar de lilah nem do romance dela com Ky.
Maddie e Flame sao os meus favoritos, ent se vc n gostou desse livro n abandone a série, pois os próximos livros valem a pena
comentários(0)comente



31 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3