Sugar Daddy

Sugar Daddy Lisa Kleypas




Resenhas - Sugar Daddy


17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


mands 25/01/2012

Sugar Daddy
CONTÉM SPOILERS- CONTÉM SPOILERS- CONTÉM SPOILERS- CONTÉM SPOILERS-


Simplesmente não acredito na perfeição desse livro.Eu ainda estava fragilizada pela minha última leitura,”Agora e Sempre “ da titia McNaught e achando que não poderia haver mais emocões dentro de 24h.Enganada,estava eu.
No começo do livro,desde o primeiro momento em que tive contato com o Hardy,eu me apaixonei por ele.Me apaixonei pela ambição dele,pois eu o entendi total e completamente.Ainda entendo,na verdade.E durante o tempo em que a Liberty(divino nome) ia crescendo,se tornando adolescente,seu- e meu também- amor pelo Hardy vai crescendo de uma maneira forte e irresistível.Torcia por eles incansavelmente e vibrava a cada beijo deles.Mas quando chega a hora dele parti eu pensei exatamente como ela:
“E se você alguma vez tivesse perguntado o que eu queria, eu teria preferido ter tido tanto de você quanto pudesse, e aceitar a dor que vinha com isso. Mas ao invés disso eu não tive nada, exceto estas estúpidas desculpas sobre não querer me machucar quando a verdade é que é você que tem medo de ser ferido (...).”
Ele vai embora mesmo assim, mas eu sabia que Hardy voltaria.Eles eram perfeitos um para o outro(outra vez enganada). Após algum tempo,a mãe da Liberty morre e sobra apenas ela e a irmã, Carrington.A mocinha sofre muito com a pobreza e a impossibilidade de dar um caixão digno para sua mãe e ela diz algo que me soou muito pessoal:
“Pessoas pobres têm poucas escolhas na vida, e na maioria das vezes você não pensa muito sobre isso. Você adquire o melhor que puder, e fica sem quando necessário, e pede a Deus que você não vá ser levado por algo que não pode controlar. Mas há momentos em que isso dói, em que há algo que você quer até a medula de seus ossos e você sabe que não há maneira de você ter aquilo.”
A vida dela segue na sarjeta e um certo vazio até Churchill entrar na história.Ele parece gostar muito dela,por uma razão misteriosa,e ela retribui o carinho.Quando Liberty vai trabalhar para Churchill é quando você sente que o vazio deixado por Hardy vai se preenchendo,beeeem aos poucos.E é aí que aparece o Gage.No começo,eu fiquei com raiva por ele se comportar como um mané, mas depois do episódio da doença dele,eu fui me apegando a ele devagarzinho.A atração dos dois vai ficando cada vez mais intensa e eu fiquei feliz pela Liberty ter conseguido se desvencilhar de Hardy( não totalmente,é claro).
Eu estava muito feliz com o relacionamento dos dois, pois eu descobri que debaixo dessa postura fria e gélida, Gage é um cara amável e doce.CONTUDO,Hardy reaparece na história.E agora?Você fica confusa, Liberty mais ainda e Gage com ciúme.Aí eu comecei a me desesperar.Deus Meu,qual deles eu escolho(sim,eu penso que sou a personagem)?Hardy é o antigo e mais forte amor dela, mas Gage é aquele que a “curou” de Hardy e a fez (e eu também) encontrar a felicidade e o prazer em outro homem. Interrogações grudam em sua cabeça. Até que ela se decide, devido a uma atitude de Hardy e eu não poderia ficar mais feliz com isso.Uma parte do meu coração sempre vai ter Hardy guardado em algum lugar,mas Gage o monopolizou.Agora eu,Amanda,termino essa resenha às 02h52 da madrugada de uma quarta-feira com o último parágrafo do livro,e uns dos melhores encerramentos lidos(PS:Nada supera o final de “Todo ar que respiras” da titia McNaught):
“Eu sei, sem dúvida, que esse homem me ama exatamente como eu sou. Sem condições, sem limites. Isso é um milagre, também. Na verdade, cada dia é repleto de milagres comuns. Você não precisa olhar muito longe para encontrá-los.”
Viviane 13/12/2012minha estante
Eu quase desisto de ler, pq esse vazio dela é muito chato de ler, tem cheiro de fralda suja. Mas quando os Travis aparecem o livro vai ganhando nova 'vida'. Eu também terminei de ler as 2:50 da madrugada, pq quando o Gage apareceu eu não consegui para de ler. Simplesmente um ótimo livro depois da pagina 150 ...


Thaís 21/01/2015minha estante
Eu tinha lido o terceiro livro da série e me apaixonei e até já reli ele, depois que fui ver que era uma série e agora lendo o primeiro livro estou penando nesse inicio...estou na pag 100 e estou achando a maior chatice...só continuo a ler pq sei que quando aparecer o Gage o livro vai ficar bom....espero que o segundo livro não tenha esse começo chato...o terceiro livro é perfeito!


Krysty 10/05/2021minha estante
Eu quando vi que era massante comecei ler a partir da página 160 , quando ela conheceu travel, sinceramente um pouco volúvel, a liberty me pergunto se a sociedade está assim sexo promíscuo ela perdeu a virgindade com quem não gostava eu li bem resumido, metade do livro sobre o passado , amo aLisa Klepas , mas ela se perdeu um pouco na narrativa


Krysty 11/05/2021minha estante
Não concordo Hardy era uma pessoa ruim, nunca gostei dele, tanto que passei pra frente li direto na 160 , onde entrava os travel na cena , não gosto de romance adolescente, achei errado ela perder a virgindade com o Tom outro asqueroso a luz começou depois da página 160 daí sim é apaixonante




LIVIADIMEDEIROS 08/03/2011

Irresistível
_________________________________________________
CONTÉM SPOILERS
---------------------

Peguei esse livro para ler sem mais nem menos. Achei a capa interessante e peguei para ler. Devo dizer que me apaixonei pela história de Liberty Jones, uma texana, filha de uma Americana com um Mexicano.
A tragédia se alojou na vida de Liberty muito cedo, com a morte do pai quando ela ainda tinha quatro anos, seus sonhos de uma família normal foram cancelados.
Aos quatorze Liberty, a mãe e seu namorado vão morar em Welcome, numa 'fazenda' de trailers, a vida é dura naquele lugar, mas é lá que Liberty conhece amigos e um grande amor, Hardy.
Com o desenrolar da amizade ela sabe que um das coisas mais preciosas em sua vida é Hardy, e sabe que Hardy também começa a gostar dela.
Mas Hardy é o filho mais velho de uma família que só tem uma mãe e mais três irmãos, desesperado para sair desse lugar e fazer seu caminho grandioso pelo mundo. Ele a ama, mas não quer se envolver, pois quando ele for embora ele quer ir sem olhar para trás. Nesse meio tempo a mãe de Liberty deixa o namorado, mais descobre que está grávida. Essa parte do livro eu tive um pouco de raiva, a mãe de Liberty deixou Carrington de lado, e Liberty supriu esse amor, o bebê era mais dela que da mãe, uma menina de quinze anos dividida, entre a escola e cuidar de um recém-nascido.
Hardy vai embora, trilhar seu caminho e Liberty dedica todo seu amor a Carrington. Então uma tragédia ocorre a vida de Liberty, e ela se vê sozinha com uma criança de 2 anos, e uma infinidade de coisas para arranjar. Eu chorei muito nessa parte. Meus Deus que vida sofrida, e eu me perguntava, onde está Hardy.
Mas Liberty é batalhada e vai atrás dos seus sonhos, mesmo sofrendo no caminho. Ela tem uma oportunidade em Houston e a segue, eu a achei corajosa, ela poderia ter se livrado de Carrington com uma adoção, mas ela não se separou dela, ela era sua, desde o primeiro dia.
A entrada do Sr. Churchill Travis em sua vida muda muitas coisas, ele é um idoso, mas que passa a ser um grande amigo de Liberty. Um dia Liberty conhece o filho mais velho de Churchill, Gage. Foi ódio mútuo. Ele achando-a uma aproveitadora.
Mas chega um ponto que a relação mudo e eles descobrem o quanto gostam um do outro. E então Hardy aparece, lindo e também rico.
Nessa hora eu pensei: mas que merda, isso é hora de aparecer depois desses anos todos em que ela sofreu sozinha?
Mas eu entendo que Liberty ficou dividida, eu ficaria também, Hardy foi um acontecimento na vida dela, ela sempre comparou os namorados dela com ele, menos Gage, pois Gage...é...Gage..kkkk!
Enfim, o que posso dizer, me decepcionei bastate com o novo Hardy, eu sei que há um livro sobre ele na sequência, talvez ele fique melhor, mas ele não é mais aquele Hardy que Liberty adorava, ele está numa escalada para o sucesso, ele continua encantador, mas está volátil e ambicioso, ele pretende sempre ter mais, ele diz que viu que nada disso não vale nada sem ela, mas ele depois dá uma amostra do que ele faz com a confiança dela. Mas isso mostra a Liberty onde realmente está seu coração, e que o passado foi bom, mas deve ficar para trás, então nós torcemos para que ela caminhe para o futuro com tudo solucionado no passado....Haaa e nós ficamos sabendo melhor do passado de Liberty....

Amei
Lu 20/05/2011minha estante
Estou lendo esse livro e estou na metade e não resisti e vim comentar...estou amando o livro e a história de Liberty e chorei em várias cenas , e olha que sou difícil de me emocionar rsrs a Lisa e superou nesse livro só tinha lido os históricos dela mais ela arrasou nesse contemporâneo ,nota 10
Estou amando o livro mais quando acabar volta a comentar mais.


Lu 21/05/2011minha estante
Bem agora acabei de ler até o final e ameiii mesmo o livro está já nos meus favoritos , e o final foi fantástico...o Gate foi muito fofo com ela principalmente naquela parte no final que não vou comentar aqui mais que ele quis poupar ela da verdade para não magoar ela e como ele confiou nela foi uma verdadeira prova de amor , como a própria Liberty disse no final isso é o verdadeiro amor.




Lizzy 19/07/2013

Eu li vários livros de Lisa Kleypas e realmente tive dificuldades em reconhecê-la nesse trabalho, mas nada que desabone a qualidade da leitura. Por vários momentos me lembrei de Linda Howard em seus dramas familiares, amores impossíveis, perdas irreparáveis. A trajetória de Liberty nos envolve e nos emociona. Uma jovem que cresceu com parcos recursos com uma mãe mal resolvida na vida, que por força do destino tem que cuidar sozinha de sua irmã. A menina mulher que encontrou o primeiro amor em Hardy, seu herói, seu amigo. No entanto, Hardy tinha suas próprias ambições e não conseguiu abrir mão delas para amar livremente Liberty. Vários anos se passam até que entra em sua vida o patriarca da riquíssima e poderosa família Travis e, consequentemente, o filho, Gage. A primeira parte da história tem uma condução lenta, mas é muito envolvente. A relação de Liberty com sua mãe e irmã é cheia de aprendizados e revela uma pessoa doce, uma sobrevivente. Da mesma forma, o despertar da sexualidade e da força do primeiro amor é muito bonito, mas também se tornou algo extremamente doloroso para a nossa heroína. Na segunda parte, novos ingredientes são introduzidos e Gage se apresenta como um par perfeito para Liberty. Nesse triângulo amoroso, com o ressurgimento de Hardy, Liberty fica realmente dividida. Esse foi um momento que a leitura me inquietou, fiquei um pouco angustiada, sem falar que os acontecimentos foram conduzidos com muita rapidez. Pouco foi esclarecido acerca dos motivos que levaram Hardy a procurar Liberty muitos anos depois, ressaltando-se que ele a abandonou quando ela mais precisava dele...Hardy é um personagem imponente, viril, apaixonante, mas por fim a ambiguidade de sua personalidade facilitou a decisão de Liberty. Gage é um prêmio... até eu fiquei dividida, mas o desfecho foi plenamente satisfatório. Enfim, gostei bastante do livro e estou ansiosa para conhecer na íntegra a história do complexo Hardy.
Silvana Barbosa 19/07/2013minha estante
Ai , resenha envolvente , Lizzy ! Adoro qdo leio comentários assim , que me despertam a curiosidade de ter o livro relativo a eles na estante . Suponho então que Liberty escolheu Gage ... O Hardy terá sua própria estória ?


Lizzy 19/07/2013minha estante
Oi Silvana, obrigada, já estou lendo o livro do Hardy,é o segundo volume. O enredo é bem delicado, principalmente para o público feminino, pois a mocinha era vítima de violência doméstica por parte do ex-marido, mas aí entra o Hardy na história, e o Hardy é completamente apaixonante. Bjs


Sueli 27/09/2015minha estante
Terminei de ler este livro agora mesmo, e e adorei! Encontrei muitas afinidades com Liberty, a começar por ter uma irmã quinze anos mais nova que eu...
Um livro encantador, com protagonistas adoráveis!
Beijão, amiga!




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Lucila 14/01/2015

Excelente
Se você já leu alguma coisa da Lisa Kleypas sabe que ela é uma escritora de mão cheia. Aqui não foi diferente. Muito embora surpreenda na escrita, que me fez lembrar de outras autoras, o livro traz uma carga emocional muito grande.
Liberty, que de liberdade pouco teve até a fase adulta, cresceu cercada na pobreza, com uma mãe 'cabecinha de vento', e uma irmã bebê para cuidar.
Neste clima, ela tem que crescer na força. Ama um amigo de infância, que deseja sair da miséria e vai fazer a vida.
Anos se passam e surge Gage, filho de uma família endinheirada e poderosa. A combinação perfeita para alguém que lutou um monte na vida e mostrou-se uma verdadeira guerreira.
Imperdível. Aqui você vai encontrar amor na dose certa, dramas que te angustiam, tristezas pelas perdas, mas acima de tudo, um livro apaixonante, que você não vai deixar de ler.
Dri 27/04/2015minha estante
Ah, eu vou colocar esse na frente já!!! Como ainda não tinha me dado conta que é contemporâneo... e de Lisa Kleypas ainda por cima que eu amo. ;)


Lucila 02/05/2015minha estante
Leia. Um livro bem diferente dos que ela costuma escrever, mas com uma carga emocional, bem Lisa...




Carla @camantovanni 12/04/2015

Um quase triângulo amoroso
Devo confessar que me surpreendi com esse livro. Já li alguns volumes, ou melhor, estou lendo livros desta autora, e tenho gostado de sua simplicidade na escrita, mas de modo cativante.

O livro conta a dura realidade de uma moça mestiça de um pai mexicano, e uma mãe típica americana de olhos e cabelos claros. Liberty jones é uma protagonista batalhadora , que desde cedo aprende o verdadeiro valor das coisas e principalmente,da família.

Ela é criada com a mãe e o namorado dela , ainda quando adolescente, e logo conhece um rapaz totalmente diferente dos habituais que vem encontrando, o qual se apaixona perdidamente. Os dois então se tornam amigos e até mais que isso,mas o rapaz não a deixa se aproximar, construindo uma barreira invisível entre eles o tempo todo.

Quando liberty acha que as coisas não podiam piorar, descobre que sua mãe esta gravida e possivelmente, o pai do novo integrante de sua família, talvez seja o cara que sua mãe acabou de expulsar de casa, por ser um tremendo bunda mole.

O bebê nasce e sua mãe se torna outra pessoa. Além de sua atenção ser desviada totalmente da irmã de liberty,ela começa a namorar o pior partido texano. O grande amor da vida da protagonista a deixa de mãos abanando,alegando não ter nada para oferecer a ela. Liberty passa por mals bocados graças a ele.

Não demora muito para a vida de liberty dar uma tremenda volta e ela então se ve quase dez anos depois,morando na casa de um homem velho e milionário, se envolvendo cada vez mais com seu filho mais velho. Quando liberty nota que sua vida está finalmente entrando nos eixos, seu antigo amor aparece, surpreendendo a todos, inclusive a ela.

Achei o final muito bom e confesso que eu estava muito receosa. Ponderei sobre o bom senso da autora e rezando,cheguei ao final do livro.

Como sempre,lisa não desapontou. Volume único e muito bem escrito.
comentários(0)comente



Luciene 25/09/2011

Foi o primeiro livro contemporaneo que li desta autora e amei.Mostra a luta de uma menina que cresceu sem um pai e vivendo com a mãe em um trailer.Romance, medos, decepçoes e o que me cativou foi o amor incondicional por sua irmã que ela criou como sua filha, mas nunca deixando de ser a irmã mais velha. Leiam, recomendadíssimo.
comentários(0)comente

Lizzy 30/09/2011minha estante
Sou super fã da Lisa Kleypas, li vários históricos mas nenhum contemporâneo, esse está na minha lista.
Bjs




Polly 30/03/2012

Esse Livro é MARAVILHOSO!!!!!! SEM MAIS. MARAVILHOSO.
comentários(0)comente



Silvanna 20/11/2011

Uma história doce!
Esta história é bastante a atual e bem crua. Conta a vida sofrida de Liberty. Com ela vivemos a morte do pai, o primeiro amor, o nascimento da irmã, a morte da mãe, encontros e desencontros uma vida sofrida mas muito rica de emoção e amor. Eu gosto muito desta autora... até agora só tinha lido históricos este foi o meu primeiro romance cotemporaneo e adorei.






Boas leituras :)
comentários(0)comente



Luciane 09/01/2013

EXCELENTE!
Primeiro livro que leio de Lisa Kleypas e amei! A protagonista é retratada divinamente, com uma personalidade incrivel que vai sendo construida no decorrer do livro. Ela é uma mulher forte e especial e obviamente encontra um homem à sua altura. Rsrs
Recomendo muitoooo!
comentários(0)comente



Ninacitt 24/01/2013

Achei o começo do livro e até a metade extremamente cansativo com muitos detalhes, após o meio do livro começa a melhorar mas mesmo assim está longe de ser meu preferido. Fico inclusivo muito feliz por ter começado a ler essa serie pelo terceiro livro que é ótimo.
comentários(0)comente



Albertini 07/06/2013

Gage e Liberty
Liberty Jones tem sonhos e determinação que a levarão para bem longe de Welcome, Texas - se ela conseguir evitar que seu coração selvagem governe sua mente. Hardy Cates vê Liberty como completamente proibida. Suas próprias ambições são maiores que Welcome, e Liberty Jones é uma complicação de que ele não precisa. Mas algo mágico e potente os atrai, em uma atração perigosa que é mais forte que ambos. Quando Hardy deixa a cidade para perseguir seus planos, Liberty se encontra sozinha com uma irmã pequena para criar. Logo Liberty se encontra sob o feitiço de um magnata bilionário - um coroa rico, alguns podem dizer. Mas o relacionamento é mais profundo do que as pessoas pensam, e Liberty começa a descobrir segredos sobre o passado de sua própria família. Dois homens. Uma mulher. Uma escolha que pode fazê-la feliz ou quebrar seu coração. Uma mulher por quem você vai torcer durante todo o caminho. Uma história de amor que você nunca irá esquecer.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Lili 17/06/2016minha estante
Acabei de terminar o livro,e também achei irritante,justamente as enrolações que me aborreceram nesse livro!!! Ela namora com dois chatos,demora para conhecer o Gage,a participação dele embora intensa e muito curta,perdeu tempo com baboseiras podendo ter desenvolvido uma história bem mais romântica,o livro melhora muito com entrada da família Travis!!!!




Sabrina 26/01/2015

.
Lisa Kleypas trás nesse livro um cenário rustico e delicioso adorei o inicio do livro onde nos e apresentado Liberty Jones ,acompanhei sua historia e tbm seu primeiro amor com dor no peito e digo meu Deus essa autora estava inspirada. E me compadeci das marcas que foram deixadas. Acho que o livro teve bastante pesquisa adorei o jeito que ela colocava as afirmativas com propriedade e conhecimento. Ate os diálogos e girias no salão e algo digno adorei. Mas já na primeira noite dela com Gage o livro perdeu a graça para mim .não por não ter gostado dele ,gostei , o problema e que tudo ficou fantasioso e meloso demais típico de livros assim . Gostei da escolha dela no final só não como a historia foi escrita ate essa resolução . mas não se perde muito a qualidade do livro. E sim um livro que eu indico mas por pouco não virou uns dos preferidos.
comentários(0)comente



Romanceiros 30/05/2016

VALE MUITO A LEITURA
Na minha humilde opinião, esse é simplesmente um dos melhores livros da Lisa Kleypas.

Aqui nos deparamos com muito mais do que uma história de amor, é uma história de luta, superação e de escolhas. Escolhas difíceis, mas necessárias!

Liberty Jones é uma linda menina de traços mexicanos que tenta sobreviver em meio à pobreza. É nesse cenário que ela conhece Hardy, um garoto que quer muito mais da vida do que a tristeza de não ter nada. Os dois se apaixonam - aquele amor adolescente - puro e livre de preconceitos e julgamentos. No entanto, a vida tem outros planos para eles, e então a separação é inevitável.

Quase dez anos se passam e Liberty, agora orfã de mãe e responsável por sua irmã menor, conhece outras pessoas, outros homens, outra realidade. A vida não é fácil, são muitas as marcas do caminho, mas ela é uma lutadora e aos poucos vai encontrando seu lugar no mundo, até que Hardy volta obrigando-a a escolher entre o novo e o velho - uma das escolhas mais difíceis que uma mulher apaixonada poderia fazer.

A narrativa é tão incrível, que há momentos em que realmente não sabemos o que Liberty irá escolher. Em realidade, nem mesmo nós, como leitores, temos a certeza de qual seria a melhor escolha. Essa incerteza é o que não nos deixa largar o livro antes de ler a palavra "fim".

Leiam! Vale muitíssimo a pena se emocionar com esse livro.

PS. Além de ser um livro que mexe com nossas emoções, ele é hot na medida certa... Então se joga!!!

site: www.romanceiros.blogspot.com
Mariana 31/05/2016minha estante
Parece ser mto bom... Lisa Kleypas nunca decepciona.


Romanceiros 04/06/2016minha estante
Mariana, leia... você não vai se arrepender!




17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2