Smooth Talking Stranger

Smooth Talking Stranger Lisa Kleypas




Resenhas - Smooth Talking Stranger


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Gisele Melo 06/11/2012

OBS: ESTE LIVRO TEM TRADUÇÃO EM PORTUGUÊS!!

Sou super fã da Lisa Kleypas em seus livros históricos e nunca tinha lido nada dos seus contemporâneos. Lendo as resenhas na gringa, percebi que a opinião deles sobre quais livros são melhores é a mesma que eles tem sobre a Julie Garwood.. Uns dizem que os históricos são os melhores, outros defendem os contemporâneos com unhas e dentes..

Decidi testar Smooth Talking Stranger (é o último livro da trilogia dos irmãos Travis - lá vai eu ler livros fora da ordem - irmãos SUPER ricos, tipo alpha, ah, são texanos :3)

Aqui temos Jack Travis, o irmão do meio, e o mais "relaxado" de todos - quando li isso pensei, se o mais relaxado é desse jeito, imagina os outros, meu Deus o_O!!

O menino é lindão, e apesar de já ter nascido rico, não quis trabalhar no mesmo ramo do pai, e abriu sua própria empresa, e claro que ganhou milhões e milhões. Ele não divide o que é dele, nunca deixa a mulher pagar o jantar, é super protetor, enfim, é adepto daquele tipo de machismo que a gente gosta, sabe?!

Logo que ele conhece a Ella, ele já vai tomando conta dela, apesar da resistência da mocinha, que chegou a me aguniar! Eu sei, eu sei, que Ella teve vários traumas de infância com a mãe pertubada e tals, não consegue confiar nas pessoas totalmente - apesar de já estar namorando e morando com um cara a vários anos. O relacionamento com o Dane é aberto, e detalhe ela só foi descobrir isso quando estava terminado com ele. hahaha...

O livro é narrado em primeira pessoa, sob o ponto de vista da Ella. Eu não tenho problemas com esse tipo de narrativa.
A mocinha foi ao encontro de Jack pois achava que ele era o pai do filho da irmã dela. A irmã entrou em parafusos e deixou o bebê de uma semana na casa da mãe, que é mais louca ainda. E Ella teve de sair de Austin e correr para Houston afim de cuidar do bebê, enquanto a irmã se recupera.

Jack e sua familia vão cercando Ella e dando o apoio que a propria familia e namorado de Ella não deram. As interações dos outros irmãos são ótimas e deu vontade de ler os outros livros!!

A relação de Ella e Jack é ótima. Ele tentando - e conseguindo - mandar nela geram cenas muuuuito boas, sexies e divertidas. Eu gostei bastante apesar de não acreditar muito na recuperação total da Ella. O final me pareceu meio corrido e achava que a autora deveria ter nos mostrado mais provas de a mocinha se libertou dos seus traumas.

Mas se pensa que isso atrapalha o andar do livro, está enganada! As coisas vão acontecendo e você não consegue parar de ler. Comecei ontem a tarde e fui até as 2:30 da manhã até terminar! Sinal de que é bom né?!

Recomendooo!
Semiramis 06/11/2012minha estante
Ooooiiii!!!!
Ei, essa observação foi pra mim???kkkkk
Ai mana, tão sem tempinho pra ler...Tomara que a segunda quinzena de dezembro chegue logo, pra ver se as coisas desafogam no trabalho,afff...
Hummm... Narrado em primeira pessoa não sabia que a Lisa escrevia assim. Por enquanto só li dois livros dela publicados em Portugal e amei!
Agora vai mais esse pra listinha,rsrs
bjos!!!


Gisele Melo 06/11/2012minha estante
Hahahahaaha :D


Lizzy 06/11/2012minha estante
Gi, eu também amo de paixão essa autora, esse já está na lista. Bjs


Christies 12/12/2012minha estante
Esse foi o primeiro livro contemporâneo dela que li. E devo assumir que eu comecei a ler sei saber o que esperar. Quando dei por mim, já estava terminando o livro =)

Agora vou em busca de ler os outros dessa série, comecei a ler pelo último tbm.


Gabriela 10/01/2014minha estante
Comecei pelo último também, e foi o primeiro livro da autora, me encantei demais e quero ler todos dela o/


Lívia 27/06/2014minha estante
tbm nunca tinha lido contemporâneos da Lisa, só os históricos, e simplesmente AMEI :3
Peguei esse livro por acaso e não sabia que era uma trilogia.. Só quando terminei de ler, pesquisei e descobri.. Acabei começando pelo final tbm'-'





Hester 03/08/2012

Nao gostei. A mocinha parece um papagaio de pirata. Se diz Mrs. Independente mas se sujeita às vontades do namorado, sempre. É vegetariana, porque o namorado é vegetariano. Ela mesma adora um bom bife. Repete sempre os pensamentos do namorado, embora ela mesma tenha outra opiniao. Enfim, uma tola. No momento que ela tanto precisa do sujeito, ele simplesmente lhe nega ajuda. E ela nadaa!!!! Ai aparece o mocinho. O sr. Paciência. Bem chato o livro.
Outro ponto que achei péssimo foram as muitas vezes que me deparei com palavras que, na minha opiniao, eram desnecessária. Nao sou puritana, mas nao vejo necessidade alguma de ler ou ouvir palavras que acho de muito mal gosto.
Nunca havia lido nada desta autora. Vou fazer uma segunda tentativa. Ou irá para a lista dos indesejáveis
comentários(0)comente



Lizzy 21/07/2013

Eu apreciei a leitura,porém gostei mais dos livros anteriores. Essa trilogia tem aspectos comuns entre si, e houve uma certa repetição. As mulheres são vulneráveis em graus diferentes e os heróis são esplêndidos alpha males. Esse livro, em particular, me pareceu um tanto irreal no início, pois achei Ella muito sem atrativo e, sinceramente, não absorvi com rapidez como Jack se encantou tão rapidamente. A mocinha é uma ótima irmã, generosa, ama o Luke, o sobrinho fofo, no entanto me irritaram algumas das suas falas, principalmente no que diz respeito ao seu relacionamento com Dane, o namorado que logo se torna ex. Jack se revelou incrível, uma personalidade cativante e sedutora e de certa forma considero que até a metade do livro houve um certo desequilíbrio na relação dos dois, pois o mocinho se sobrepunha a mocinha, parecia “muito” para ela. Entretanto, com o desenrolar dos acontecimentos, Ella ganha o carinho do leitor. O final mostrou-se bastante previsível, todavia fiquei feliz com o destino do Luke. Recomendo.
comentários(0)comente



Renata 17/10/2012

Trilogia maravilhosa
Da trilogia Travis, o terceiro livro é o mais leve e divertido!

A autora abordou no primeiro volume a saga da protogonista, envolta no círculo de pobreza e descaso materno por mais da metade da obra. No segundo volume a autora expõe a dura realidade da protoganista que sofre violência moral e crime de abuso sexual.

Embora o romance seja belamente abordado nos volumes anteriores, ficou bem claro nas outras obras a separação dos momentos de infelicidade e os de encontro romântico, que claro resultam em um final feliz.

Em Smooth Talking Stranger a protagonista sofreu o que chamamos de negligência parental, mas a autora deu a entender que fora uma "agrura" bem menos traumática, causando apenas perturbações emocionais na mocinha.

Não há como medir a infelicidade da protagonista Ella, porque no curso do livro ficam apenas "pinceladas" dos momentos tristes que ela viveu, e que a tornaram tão pessimista e cética. Claro, há momentos irritantes, em que Ella se mostra infantil e teimosa. Jack é um alfa maravilhoso, e claro que torcemos muito por ele, mas a infantilidade de Ella é pouca levando-se em conta a ausência da figura paterna e do amor maternal da sua infância. Assim, podemos dizer que ela fica completamente perdoada.

Os momentos mais bonitos do livro são protagonizados pelo bebê, filho da irmã de Ella. Diferente do seu relacionamento com a mãe, quando o assunto é o lindo garotinho, Ella se mostra adulta, maternal e inteligente. O carinho de Jack pelo garoto também é muito bonito, e em vários momentos da leitura a gente se surpreende suspirando.

Adorei o livro, a história é muito bonita. Leitura mais que recomendada!!!
comentários(0)comente



Polly 24/11/2012

Ainnnnnnn... todos os livros da Lisa foram ótimos...

Mas se esse livro acabou assim, com um simples... MAMÃE... TRISTE VIU, ESPERAVA MAIS.

Mas, tirando o fim, eu gostei!!!
comentários(0)comente



Sabrina 28/01/2015

.
O livro e muito bom, segue a linha dos seus preceptores: a mocinha passou por uma vida difícil ou por traumas antes de encontrar a felicidade nos braços/cama de um homen texano super protetor e muito ardente. Nesse livro a parte do drama que a principal sofreu não foi contada com detalhes , nos outros dois anteriores era focado na vida da mocinha e seus desalentos, ate mais ou menos metade do livro , o que era maravilhoso pq essa autora tem o dom para Drama ,ela e excepcional nessa área na minha opiniao, mas um pouco fraca no romance eu sentia uma quebra na leitura quando saia do drama para o jogo de gato e rato sensual , já nesse livro não houve essa nuance eu senti falta de aprofundar na historia dela porem o livro vai decorrendo e ela vai intercalando os fatos da sua infância , o livro ficou ótimo com uma narrativa continua , mas como virei fã da Lisa Kleipas por ela me emocionar nos seus contos detalhados de luta , tristeza e superação e faltou isso nesse. Mas mesmo assim indicadissimo ..
comentários(0)comente



Albertini 07/06/2013

Ella e Jack
Ella Varner tem tudo - uma carreira de sucesso como uma colunista, um belo namorado, e um círculo de amigos em Austin. Quando alguém tem um problema, Ella sabe as respostas.
Mas uma noite, ela recebe um telefonema que muda tudo. E, como o mundo de Ella é virada de cabeça para baixo, ela conhece um homem que é o oposto de tudo que ela sempre quis ... um homem que irá oferecer-lhe o desafio mais irresistível que ela já conheceu ..
comentários(0)comente



LIVIADIMEDEIROS 05/08/2011

Enfraquecendo
Esse livro conta a história de Ella, uma colunista de que dá conselhos aos seus leitores. Ella tem uma irmã chamada Tara, e ambas tiveram uma infância difícil por ter uma mãe complicada e por ter em sua casa um desfile sem fim de namorados dela.
Essa vida difícil levou Ella a se conformar com uma vida ajustada e sem complicações. Até que surge Tara com seu filho recém nascido e para ajudar sua irmã...Ella tem que virar mãe da noite para o dia, e seguindo os caminhos para ajudar sua irmã que está internada numa clínica...Ella se depara com Jack, o irmão do nosso querido Gage de Suggar Daddy.
Esse livro não tem uma grande história como foi suggar daddy, na minha opinião ele nem chega perto em termos de qualidade. Eu me vi lendo esse livro e sem pique para terminar, enquanto em sugar daddy eu virei a noite e fui dormir às 6 da manhã. A história de Ella não é nem de longe complexa como a de Liberty (chorei muito kkkk).
Só dei 3 estrelinhas, pois apesar de não ter gostado muito...ele faz parte da série Travis, e eu amei essa familia.
comentários(0)comente



Vanessa 27/08/2017

Terceiro livro com os Travis
E preciso de muito mais do que quatro. É possivel lançarem dos filhos e dos netos também? Vai rolar, Lisa?
Amei a história de Jack e Ella. Esse eu não aguentei lançarem e comprei em inglês mesmo, com um preço super bom pela Amazon.
Ella se vê, em um belo dia, sem seu namorado, longe de casa e com o sobrinho pequeno para criar. Pequeno é eufemismo, já que a criança tem uma semana de vida.
Enquanto investiga os possíveis pais do bebê, Ella conhece Jack e o interesse entre os dois pulsa.
Ok, o romance aconteceu muito rápido, mas gente, é um romance de umas 350 páginas, não uma série de 1000, mas mesmo essa rapidez foi levada com delicadeza. Amei, não vejo a hora que seja publicado em português e espero ansiosa por mais dezenas de livros sobre essa família.
comentários(0)comente



Ninacitt 18/01/2013

As surpresas da Vida
Realmente apreciei a leitura desse livro. Não costumo fazer resenhas mas super indico esse livro. Livro doce, emocionante e tbém hot afinal quem não gostaria de topar com um Jack Travis pelo caminho, lindo , forte e um tanto possessivo para nossa mocinha que teve uma infância tão traumatica e uma mãe tão sem noção. Não contarei a historia em si do livro porque pode ser achada facilmente pela net, mas digo que vale a pena.
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10