Married By Morning

Married By Morning Lisa Kleypas




Resenhas - Married By Morning


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Coruja 24/11/2010

E por resultado uma concussão...
Tudo começou assim: a Ísis me mandou um e-mail perguntando se eu já tinha lido alguma coisa da Lisa Kleypas, acrescentando um trecho do que ela tinha lido, com metáforas envolvendo cenouras e salada – num episódio que ficou posteriormente conhecido numa conversa pelo Skype como “A Cenoura do Amor”.

Após ter rolado de rir e respondido que não, não conhecia ainda a autora, ela decidiu me mandar o livro de presente de aniversário.

É claro que com a Ísis você nunca pode esperar apenas parte do serviço, e ela me mandou foi os cinco livros que formavam a série contando a história dos irmãos Hathaway.

A coisa está fazendo tanto sucesso entre as mulheres do clube do livro que começou a circular de mão em mão. Ou começará tão logo eu os envie emprestado para a Régis...

Difícil foi escolher um só dos títulos para colocar aqui. Mas, finalmente, decidi-me pelo Married by Morning, porque o Leo é meu irmão favorito dos Hathaway, apesar de todo o comportamento auto-destrutivo dele no primeiro livro.

Não consigo resistir a personagens sarcásticos. Não tem jeito, eles podem ser politicamente incorretos, vilanescos, horrorosos... mas sempre terminam como os meus favoritos.

Nesse livro, que é o quarto da série (e não é o das cenouras), Leo, Lorde Ramsay, o mais velho na excêntrica família dos Hathaway, acaba se aproximando da governanta de suas irmãs, Catherine, que aparenta ser uma solteirona de língua ferina que sempre está disposta a dizer umas poucas e boas para ele.

Na verdade, há mais no passado de Cathy do que se aparenta (é um passado negro, negro) e estão lá todos os elementos de um bom novelão; incluindo a sedução da donzela, o seqüestro da donzela, o resgate da donzela pelo mocinho (tudo bem que não é muito normal que a donzela tenha sido completamente dopada de ópio pelo vilão de bigodes retorcidos e esteja andando pelo telhado...) e um final feliz temperado por um furão enamorado de meias de seda.

Gosto muito do furão... Não sei qual prefiro como herói, se ele ou o Leo.

Independente disso... a série dos Hathaway me levou literalmente às lágrimas de riso e ao risco de concussão (eu rolei para fora da cama gargalhando...). Recomendado para todos que gostam de um romance temperado de um bocado de humor...

(resenha originalmente publicada em www.owlsroof.blogspot.com)
comentários(0)comente



Caro 26/02/2017

É sempre um prazer ler e reler Leo Hathaway!
comentários(0)comente



Maitê 05/12/2016

Bonzinho
Leitura agradável, os personagens principais sempre foram os que menos gostei na série e não houve nada nesse livro que me fizesse mudar de opinião.
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3