O Jogo do Anjo

O Jogo do Anjo Zafón




Resenhas - O Jogo do Anjo


413 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Alline.Alencar 02/03/2021

Confesso que gostei mais da Sombra do Vento. Zafón é incrível nos detalhes e na narrativa. Mas a história em si me deu calafrios, achei um ar muito sobrenatural e deixou reflexões sobre o personagem de Corelli.
comentários(0)comente



Elba 26/02/2021

É impossível sobreviver em um estado prolongado de realidade...
Em "A Sombra do vento" Záfon nos envolveu com um personagem que amava ler e todo os mistérios, personagens e cenários que esse amor pela leitura o fez percorrer. E agora estamos do outro lado, vivendo pelo ponto de vista de um personagem que ama escrever.
Záfon é especialista em prender você na história, conta a realidade e de uma forma muito fluida todos os aspectos de fantasia, mágica se envolvem nesse realismo. Cheio de surpresas e revelações, além de alguns bons questionamentos que espero achar as respostas no próximo livro.

"Um escritor nunca esquece a primeira vez em que aceita algumas moedas ou um elogio em troca de uma história. […] Um escritor está condenado a recordar esse momento porque, a partir daí, ele está perdido e sua alma já tem um preço."
comentários(0)comente



Gabiii 20/02/2021

Favoritado!
Livro sensacional do começo ao fim. Zafón me conquistou mais uma vez, com a sua escrita fluída (e bela) e suas histórias intrigantes e que prendem. Novamente, mais um mistério bem executado. Cada novo detalhe adicionada é bem desenvolvido ao longo do livro. Esse adiciona algumas informações do livro anterior, mas também funciona muito bem se for lido primeiro. A jornada do David Martín é ótima. Cada personagem consegue viver por si próprio, possuem personagens únicos e bem escritos. A história se desenrola e se expande muito bem.
comentários(0)comente



luarodrigues 15/02/2021

Zafón como sempre segue impecável na escrita e na forma de levá-la.
Essa é uma história que prende do inicio ao fim, cheio de tramas e reviravoltas. Nessa narrativa acompanhamos o lado do escritor, vivendo as amarguras e as felicidades (talvez) sobre a escrita, indo desde as inspirações até os sacrifícios nada glamurosos que acompanha a vida do nosso protagonista. É um livro que surpreende de diversas formas, tanto na forma de desenrolar do enredo, como também no final (principalmente o epílogo, ao meu ver). Com o término da leitura, segue firme a curiosidade para ler não só o resto dessa série intrigante, mas também outros livros do autor.
comentários(0)comente



Danielle 13/02/2021

Excelente
Mais uma vez Zafón nos leva à uma jornada incrível. Recomendo. Toda obra dele é excelente
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Roberta 23/02/2021minha estante
Entao foi tudo imaginação por causa do câncer??? Confesso que fiquei super confusa... ?


Malu 23/02/2021minha estante
Sinceramente, o livro fica em aberto pra interpretações mesmo, mas já houve quem me dissesse que existem alguns linkings em outros livros dele que podem desmentir a teoria. Então não sei.




Karina Paidosz 10/02/2021

Maravilhoso
Me peguei de madrugada lendo esse livro porque não conseguia abandonar a história que cada vez mais me deixava mais curiosa.

Eu amei a sombra do vento e muito mais esse. Só não entendi porque a história do Sempere ficou diferente.
EDITANDO: Agora que li a sequência entendi e tudo vai fazendo sentido.

Já estou iniciando o terceiro com boas expectativas.
Alline.Alencar 02/03/2021minha estante
Por que tu acha que a história do Sempre ficou diferente? Eu cheguei a pensar isso, mas depois entendi que eu tava errada..rsrs


Karina Paidosz 02/03/2021minha estante
Oi Alline, bem lembrado. Tinha esquecido de editar.
Sim, depois que li a sequência tudo fez sentido.
Muito bom todo o contexto e tudo foi se encaixando nos livros seguintes.


Alline.Alencar 02/03/2021minha estante
Pois é, imaginei que aconteceu a mesma coisa comigo..rs. No final tudo fez sentido. ?


Karina Paidosz 02/03/2021minha estante
Simm ?


Ana Cláudia Barcelos Petry 02/03/2021minha estante
Fico tão feliz que tu esta gostando!


Karina Paidosz 03/03/2021minha estante
Amando demais, Nacraudia ?




Carol 09/02/2021

To muito confusa
Não sei o que dizer hahahaha, final em aberto me deixa agoniada. Agora vou precisar ler o próximo.
Mas assim, achei a história bem interessante, mais sombria do que a sombra do vento sem dúvida.
Gosto da escrita do Zafón mas uma coisa que não sou tão fã é que ele tem picos de clímax, e depois descansos. Isto é, você passa 1 capítulo lendo com muita empolgação, e uns 3 com o olhinho pesando. Acho que faltou uma constância na aventura/suspense que poderia ter me prendido mais.
comentários(0)comente



Beatriz 02/02/2021

Surpreendente
Cada vez mais envolvida com o mundo criado por Zafón. A história deste livro é cheia de mistérios e perguntas em aberto, você acaba entrando na mente e nos pensamentos confusos de David Martin e se envolvendo em meio ao caos criado por ele. ** Recomendo a leitura de ?O prisioneiro do céu? após este livro.
comentários(0)comente



Adri 01/02/2021

Quem é David? Esta foi a pergunta que me fiz durante a leitura narrada por ele mesmo. O preço por ele aceitar algo até então desconhecido devido a vida que ele vinha levando e também me questionava qual seria o resultado final de tudo isto. Ao mesmo tempo o autor nos faz viajar por uma Barcelona cheia de mistérios, a famosa livraria Sempere e Filhos e o Cemitério dos Livros Esquecidos.
comentários(0)comente



Luisa Jordana 01/02/2021

O Jogo do Anjo
Em mais uma história que se passa em Barcelona, desta vez nos anos 20, Carlos Ruiz Zafón nos transporta para a dura vida de David Martín, um rapaz que nunca teve paz ou conheceu a verdadeira felicidade em sua vida. Ao perder o pai muito cedo, foi forçado a aprender a se virar sozinho, vivendo da profissão que é sua paixão, quase uma obsessão, que é a escrita.
David não foi, para mim, dos personagens mais carismáticos. Achei muitas de suas escolhas bem questionáveis e que eu com certeza não tomaria. David também é um personagem muito frio e que não consegue aceitar o amor em sua vida ou confiar plenamente nas pessoas, mas justifica-se pelo seu passado de sofrimento. O personagem de Andreas Corelli permanece um mistério para mim e suas passagens sempre davam calafrios e uma sensação bem ruim. Isabella me encantou desde o princípio, uma menina muito esperta, carismática e, depois do Sr. Sempere, a melhor personagem do livro. Falando em Sr. Sempere, gentileza e docilidade parecem fazer parte dos genes dessa família. Não tenho como falar muito sobre os Sempere, pois isso entregaria muito de uma parte incrível do enredo.
Essa não foi das minhas favoritas das obras do autor, pois não consegui me afeiçoar ao protagonista como aconteceu em A Sombra do Vento e muitas coisas também permaneceram sem resposta, que eu sei que provavelmente serão explicadas nos próximos livros dessa série. Por isso, este é um livro que eu com certeza espero reler, com uma avidez muito maior.
comentários(0)comente



Luna 31/01/2021

Nem sei por onde começar a falar desse livro. Eu amo o Zafón e a forma como ele escreve e cria um atmosfera de mistério em seus livros, e nesse não foi diferente. O primeiro livro da série que eu li foi A Sombra do Vento (que se tornou um dos meus favoritos da vida) e depois resolvi ler O Prisioneiro do Céu, mas vejo agora que foi um erro e ele deveria ter sido lido depois desse, mas como ja fazem muitos anos que o li, não lembro de muita coisa, então vou reler pra poder reencontrar David Martín e saber o que acontece com ele depois do fim dessa história.
Mas sobre o livro, apesar de um início um pouco maçante e lento, ele logo te conquista e te deixa curioso pra saber no que a história vai se transformar. Foi muito legal rever alguns personagens e lugares que já conhecia, e entender um pouco mais sobre eles, principalmente conhecer Isabella no ínicio da vida. Essa atmosfera macabra de Barcelona que ele cria é algo incrível e sempre me deixa com mais vontade de conhecer a cidade.
comentários(0)comente



Fabi 22/01/2021

Sobre a magia da escrita e o poder dos livros.
Se a leitura de A Sombra do Vento já foi especial, O Jogo do Anjo conseguiu se destacar mais ainda para mim. Que livro! Melancólico, intenso e com toque sobrenatural. A narrativa me deixou tão absorta que eu esquecia o mundo aqui fora, tanto que eu li da metade ao final em um domingo chuvoso (muito propício para os livros de Zafón), a trama me consumia, me prendia, e eu queria sempre saber o que aconteceria em seguida.

A história aqui se passa antes de A Sombra do Vento. Uma Barcelona ainda mais gótica, cheia de perigos e tragédias. David Martín, um escritor, recebe uma proposta inusitada e irrecusável de Andreas Corelli, um suposto e desconhecido editor. Após aceitar, é desencadeada uma série de eventos temíveis em sua vida.

"- Não tenha medo, senhor Sempere, que os livros são a única coisa no mundo que não se rouba."

"- Sabe o que tem de melhor os corações despedaçados? - perguntou a bibliotecária.
Fiz-lhe um sinal negativo.
- Só se podem despedaçar uma vez. Tudo o resto são arranhões."
comentários(0)comente



Cilleni 19/01/2021

Zafon é incomparável
Viajar por essa Barcelona antiga e encontrar personagens memoráveis é um deleite.
Milena 26/02/2021minha estante
Vou por na fila...




Mel 18/01/2021

Záfon decepciona? Creio que não. Mesmo comigo lendo metade do livro e achando que ele estava errando em algo, quem estava errada era eu.
Nessa história um pouco mais adulta e pesada que A Sombra do Vento, conhecemos David, que buscou incessante pela paz de espírito que lhe foi tirada desde pequeno, e talvez tenha pago um preço alto por ela.
Aryana Torquato 19/01/2021minha estante
Nunca decepciona ?




413 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |