Entre o Certo e o Errado

Entre o Certo e o Errado Leddy Harper




Resenhas - Entre o Certo e o Errado


14 encontrados | exibindo 1 a 14


Valzita 14/09/2020

Encontro de almas ou simples coincidência?
Primeiro livro que li da autora Leddy Harper e só posso dizer que estou ansiosa para ler mais trabalhos dela.

Estou aqui tentando entender o que foi esse livro. Antes de mais nada preciso dizer que quase desisti de continuar a leitura dele. O início pareceu interessante mas ao mesmo tempo não estava conseguindo prender minha atenção. Mas que sorte que não desisti e continue a leitura.

Em Entre o Certo e o Errado conhecemos Mercy e Brogan. Ela ao querer fazer uma supresa para o noivo quem acaba supreendida é ela ao pega-lo com outra. E por conta disso acaba bebendo demais e ao sair do bar onde estava fica numa situação complicada e é ao que nosso mocinho entra.
Nosso tatuado que poderia muito parecer um vilão em aparência para alguns mas que na verdade é um cara de coração enorme. Ele a ajuda a sair da situação em que se encontra e a partir daí ambos ao primeiro olhar sentem uma atração forte. Preocupado ele ajuda nossa mocinha indo buscar as coisas dela na casa do ex-noivo e depois de oferencendo onde passar a noite. Devo admitir que, no momento em que ele surge oferece ajuda se fosse no mundo real eu diria pra nossa mocinha sair correndo, mas como se sabe que é o mocinho da história tu fica o tempo todo: guria aceita logo a ajuda olha esse pedaço de mal caminho querendo te ajudar e tu aí bobeando kkkk
A partir do momento que Mercy vai para a casa de Brogan a atração que sentem se torna a cada dia maior, os sentimentos ficam a flor da pele. Certo ou errado em pouco tempo eles se entregam ao que sentem. Até que algumas coisas começam a ocorrer como o ex aparecendo do nada, até situações suspeitas. Devo dizer que muitas vezes Mercy me deu nos nervos com suas dúvidas e medos. Apesar de entendê-los muitas vezes tinha vezes que dava vontade de pega-lá e sacudi-la para ver se acordava e se dava conta da merda que estava fazendo. Afinal por conta dessas atitudes dela era claro ver o quanto ela estava de machucando e machucando Brogan que apenas sempre fez tudo para a ver feliz. Outro ponto foi que a sensação que ela nãos passa é de não deixar as pessoas lhe fazerem de boba até o momento quero ex aparece e ela acredita no que ele diz sem praticamente questionar muito. Nos momentos finais foi o que mais me deu raiva da nossa mocinha porque afinal quando era pra ela acreditar realmente no que viu sem se deixar manipular acreditando em alguém que claramente nunca ligou pra ela e, quando ela tira conclusões por si própria fazendo com que assim se separe e fizesse a ela e Brogan sofrerem. Em alguns momentos achei ela muito imatura. Inclusive ela julga muito a melhor amiga por ser meio cabeça de vento mesmo de maneira maluca dando os melhores conselhos, mas acho que as atitudes de Mercy são muito mais complicadas. Mas no final tudo de ajeita e faz todo o estresse com ela vale a pena. Uma das coisas que mais me tocou nesse livro foi a forma com quem nosso mocinho vê as coisas, a forma que ele vê o porque foi que eles se encontraram e o porque estão ali juntos mesmo se conhecendo a pouco tempo. Brogan me fez ver que, não existe apenas uma alma gêmea para cada um de nós mas sim várias.
comentários(0)comente



Natalia 17/06/2020

Um enredo previsível
Entre o Certo e o Errado
Você já encontrou uma pessoa e teve a impressão que se conheciam muito antes daquele encontro?
Você já esteve com alguém que, sem ter uma explicação lógica, você apenas sabia que era o certo pra você?

Quando Mercy resolve fazer uma surpresa para o noivo aparecendo um pouco antes do previsto, ela encontra-o num bar com outra mulher. Arrasada, sem ter para onde ir (já que ela pensou que iria ficar na casa do noivo!) e completamente desnorteada, ela encontra Wrong, um desconhecido que ao vê-la com a maquiagem toda borrada e um olhar perdido, decide se aproximar para ver se ela precisava de alguma ajuda.
Imediatamente, uma sensação estranha toma conta dos dois.
Ela, uma pessoa totalmente voltada para a racionalidade, confia imediatamente naquele estranho que se ofereceu para ajuda-la a buscar as coisas na casa do (agora ex) noivo e levá-la para a casa dele, já que não conseguiriam um hotel.
Ele, uma pessoa que acredita na força do universo, e que de algum modo percebe que aquela mulher na frente dele será a sua perdição e salvação.

Se você acredita que o universo escreve certo por linhas tortas, ou que todos temos uma alma gêmea e que basta confiarmos no universo e seguir o caminho apontado para que encontremos algo que nem sabiamos que precisávamos… este livro é para você.

UM ENREDO PREVISÍVEL

Eu posso ser suspeita para falar, pois se você acompanha minimamente este canal, sabe que eu fui criada a base de Agatha Christie e Sherlock Holmes. Logo, eu leio as coisas e já deduzo o que vai acontecer pelos fatos apresentados, e na esmagadora maioria, eu acerto.
Por isso, para mim, o enredo foi altamente previsível.
Até os “plot twists” que a autora insere para dar um pouco de dramacidade, eu já sabia como seria resolvido ou quem era o culpado capítulos antes.
Isso não quer dizer que o livro seja ruim.

O personagem do Wrong é muito cativante, me fez fazer várias pesquisas no Google sobre pirciengs íntimos (hot) e traz uma sopro de esperança no amor com a filosofia que prega. Levando em consideração que devorei o livro em 48h, posso dizer que é um livro bem ok para uma leitura de fim de semana.
Mas é como 90% dos livros do gênero.
Não espere nada revolucionário. Apenas se divirta com a leitura, e tenha paciência para aturar a Mercy...



site: http://www.perdidanabiblioteca.com.br/2020/06/entre-o-certo-e-o-errado.html
comentários(0)comente



Arthur Souza 28/06/2020

Amei
Um livro fluido, bom, interessante, e gostoso de ser lido, este livro é para quem quer um livro para sair de uma resaca literaria
comentários(0)comente



GeL 05/02/2020

Resenha para o blog Garotas entre Livros
Olha, confesso para vocês que iniciei esse livro pensando que fosse explodir de amor de tão romântico que ele seria. A verdade é que quis agredir a protagonista.


Entre o Certo e o Errado conta a história de Mercy Right e Brogan, também conhecido por Wrong. Eles se conhecem na saída de uma boate/bar onde nossa mocinha acabou de pegar o noivo quase copulando com outra mulher na pista de dança.

Mercy estava completamente abalada, tinha acabado de chegar na cidade onde o noivo vivia, não tinha para onde ir e nem sabia como encarar essa situação. Até que Brogan chega e oferece uma carona para ela, e em seguida um lugar para ficar até que ela conseguisse colocar as coisas em ordem. (Aviso! Isso só funciona em livros, não façam o mesmo meninas!).

Como todo bom clichê, é óbvio que rola uma química entre eles, do nível explosiva! Tanto que uma semana depois de se conhecerem, eles se casam. Mas também é óbvio que esse conto de fadas não poderia passar sem conflitos e Mercy tem suas próprias inseguranças para lidar, fora o fato da loucura que é casar com uma pessoa após conhece-la por apenas uma semana!!!!!!


Quando Mercy precisa encarar a realidade de sua vida e as decisões que tomou, ela percebe que pode ter sido bem precipitada. Tudo piora quando descobre que seu noivo pode não tê-la traído, que seu atual marido é uma estrela de reality show e que possui uma alta rotatividade de mulheres em sua cama. Confesso que eu surtaria rs.

Claro que as coisas não são preto no branco, o Brogan acredita no que sente por Mercy, ele confia em seus próprios sentimentos e que eles são alma gêmeas. É lindo ver esse homem lutando pela mulher que ama, confesso que ele salvou o livro.

Como eu disse, esse livro tinha tudo para ser incrível, mas a protagonista era irritante por demais. Apesar de toda a situação bastante complicada, ela sempre optava pelas piores decisões, o que só servia para mostrar o quão imatura ela era e não serviu para gerar nem um pingo de empatia. Ao final eu só queria que o Brogan ficasse com alguém melhor. Mas como todo clichê, vocês já podem supor o final.

Não indico, mas irei dar outra chance para a autora e então conto para vocês.

Até breve.

site: https://www.garotasentrelivros.com/2020/02/resenha-301-entre-o-certo-e-o-errado.html
comentários(0)comente



Barbara Lima 26/02/2020

Originalmente publicado no blog Garotas entre Livros
Olha, confesso para vocês que iniciei esse livro pensando que fosse explodir de amor de tão romântico que ele seria. A verdade é que quis agredir a protagonista.


Entre o Certo e o Errado conta a história de Mercy Right e Brogan, também conhecido por Wrong. Eles se conhecem na saída de uma boate/bar onde nossa mocinha acabou de pegar o noivo quase copulando com outra mulher na pista de dança.

Mercy estava completamente abalada, tinha acabado de chegar na cidade onde o noivo vivia, não tinha para onde ir e nem sabia como encarar essa situação. Até que Brogan chega e oferece uma carona para ela, e em seguida um lugar para ficar até que ela conseguisse colocar as coisas em ordem. (Aviso! Isso só funciona em livros, não façam o mesmo meninas!).

Como todo bom clichê, é óbvio que rola uma química entre eles, do nível explosiva! Tanto que uma semana depois de se conhecerem, eles se casam. Mas também é óbvio que esse conto de fadas não poderia passar sem conflitos e Mercy tem suas próprias inseguranças para lidar, fora o fato da loucura que é casar com uma pessoa após conhece-la por apenas uma semana!!!!!!


Quando Mercy precisa encarar a realidade de sua vida e as decisões que tomou, ela percebe que pode ter sido bem precipitada. Tudo piora quando descobre que seu noivo pode não tê-la traído, que seu atual marido é uma estrela de reality show e que possui uma alta rotatividade de mulheres em sua cama. Confesso que eu surtaria rs.

Claro que as coisas não são preto no branco, o Brogan acredita no que sente por Mercy, ele confia em seus próprios sentimentos e que eles são alma gêmeas. É lindo ver esse homem lutando pela mulher que ama, confesso que ele salvou o livro.

Como eu disse, esse livro tinha tudo para ser incrível, mas a protagonista era irritante por demais. Apesar de toda a situação bastante complicada, ela sempre optava pelas piores decisões, o que só servia para mostrar o quão imatura ela era e não serviu para gerar nem um pingo de empatia. Ao final eu só queria que o Brogan ficasse com alguém melhor. Mas como todo clichê, vocês já podem supor o final.

Não indico, mas irei dar outra chance para a autora e então conto para vocês.

Até breve.

site: https://www.garotasentrelivros.com/2020/02/resenha-301-entre-o-certo-e-o-errado.html
comentários(0)comente



Natalie e Vivian @avidezliteraria 27/02/2020

Às vezes o caminho mais certo em nossa vida é o julgado totalmente errado.
Mercy achou que iria surpreender seu noivo mas foi ela que teve uma bela surpresa. Longe de casa, desolada, sem saber o que fazer, ela aceita a ajuda de um estranho que cruza seu caminho. O fato dele ser lindo e ter uma voz que provoca arrepios é somente um bônus.

Brogan exerce todo seu cavalheirismo ao socorrer uma moça do lado de fora de um bar. Tendo sua cota de coração partido, ele entende perfeitamente como ela se sente. Além de linda, ela não o reconhece, o que para ele é uma novidade. Ao levar ela para sua casa, mal sabia ele que estaria selando seu destino.

Mercy precisa colocar sua vida em ordem e decidir seu futuro. O convite de Brogan para ficar em hospedada em sua casa pelo tempo que precisar é perfeito. Ela está solteira. Ele também. Os dois estão atraídos um pelo outro. Que melhor maneira de curar uma fossa do que partir para outra? Uma semana. Esse é o prazo. Mas quando chega o dia de se despedir, Brogan tem uma outra idéia. Uma ideia que muda o rumo dos acontecimentos.

Com o ex de Mercy exigindo uma explicação e jurando inocência, a verdade sobre Brogan sendo revelada, a fama batendo à porta, e tentando lidar com seu novo status, o casal terá uma jornada cheia de altos e baixos, enquanto tentam se conhecer e aprofundar o relacionamento. Alguns contratempos aparecem no caminho, assim como as inseguranças de Mercy também afetam os dois.

Um romance leve, um tanto clichê, mas que conta com um protagonista masculino que segura a trama e uma mocinha que às vezes causa irritação mas que consegue se redimir. Às vezes o caminho mais certo em nossa vida é o julgado totalmente errado.

site: https://avidezliteraria.wordpress.com
comentários(0)comente



Celia 03/12/2019

Comigo não funcionou
Adorei Em Silêncio da Leddy Harper, agora o Entre Certo e o Errado, não funcionou da mesma maneira comigo. Brogan é um mocinho perfeito, mas a Mercy é muito chata, olha que eu não tenho costume de detonar as protagonistas femininas, tem 23 anos, mas parece uma adolescente. Brogan merecia um par a sua altura. Pode ser que esse livro funcione com você, comigo não funcionou.
Natalie e Vivian @avidezliteraria 27/02/2020minha estante
Brogan salvou o livro para mim. Concordo que ele merecia um par melhor, em muitas cenas senti um ranço absurdo da Mercy.




Raquel Cristina Homem 27/01/2020

Mercy é uma das piores mocinhas que já li
E o prêmio de pior mocinha ever vai para.... Mercy!!!
Gente, que história horrível. Nunca vi uma mocinha tão horrível quanto a Mercy. Que desperdício de tempo ler esse livro. Mercy é uma guria extremamente imatura, boba, influenciável num grau absurdo e vive num mundo que só ela entende. Ela não sabe discutir só sabe correr, fazer as malas e fugir é com ela mesma. Pobre do Brogan por ter ficado com ela. Ele nunca vai poder ter certeza de que ela vai ficar com ele pra sempre porque ela não consegue ter certeza de nada naquela cabeça oca que ela tem. As atitudes dela beiram o ridículo. Foi cansativo ler essa história e, só li até o final porque tinha esperanças de que ela sumisse e nunca mais voltasse e que o Brogan pudesse se apaixonar por uma guria com um mínimo de maturidade mas não foi dessa vez.
Eu não recomendo essa leitura. Leia e tire suas próprias conclusões.
Natalie e Vivian @avidezliteraria 27/02/2020minha estante
O protagonista masculino é que acaba salvando o livro mas tive pena dele em alguns momentos. Mercy é um ranço.




Rose 05/02/2020

Mercy está com um pé no altar quando descobre a traição de eu noivo.
Em uma cidade estranha, sozinha e sem ter para onde ir, incrivelmente ela acaba indo contra sua natureza e aceita ajuda de um total estranho tatuado.

Brogan (Wrong) é um famoso tatuador que tem um reality show. Traído pela ex esposa, ele nunca mais se envolveu com ninguém. Mas por trás de sua fachada de bad boy existe um homem doce que poucos conhecem.
É justamente este lado que Mercy conhece. Ela nem faz ideia do lado famoso dele.

E mesmo tendo tantos pontos para não se envolverem além de algumas noites, é impossível ignorar a avalanche que os atinge.
Eles se completam e fazem bem um ao outro. São felizes juntos, muito mais do que já foram um dia, mas os medos que carregam pode ser um empecilho difícil de superar, pelo menos para Mercy.

Apesar de todas as demonstrações e gestos de Brogan, ela não acredita na força dos sentimentos que batem na sua cara.
Será que no meio de tantas dúvidas eles encontrarão a certeza que a única coisa certa é ser feliz?

Vou dizer uma coisa, já tinha um tempinho que não encontrava uma personagem tão chata e medrosa como a Mercy... Só sendo mesmo muito amiga para aturar tanta dramaticidade e frescura. A pessoa tem a felicidade nas mãos e só consegue enxergar medos e incertezas. Vai entender...

Mesmo assim, ou apesar disso, gostei do livro.
comentários(0)comente



csartoretto 26/03/2020

Bem razoável
Não é de todo ruim, a protagonista irrita com tanta indecisão, mas o personagem masculino salva. Serve ao que se propõe.
comentários(0)comente



Rafa 26/03/2020

Mocinha apaixonante!
O livro conta a história de Mercy Right e Brogan Daniels. Ela muda de cidade para viver com o noivo, está com tudo planejado, um novo emprego, uma vida nova. Entretanto, todos os seus planos são destruídos ao chegar de surpresa na cidade e encontrar seu futuro marido em uma boate com uma mulher desconhecida.

????????? ????????? ????????? ?????????
?Desesperada, Mercy esbarra em um homem na saída da boate que lhe oferece carona é um lugar para ficar. Brogan é um cara com suas próprias questões mal resolvidas, mas nada impede que a atração entre os dois seja explosiva. Ambos terão uma longa jornada de descobertas, aprendizado e autoconhecimento.

????????? ????????? ????????? ?????????
?O livro é narrado em primeira pessoa com o ponto de vista alternado entre os protagonistas. A narrativa é bastante fluida e a história é bem envolvente, mas não posso deixar de ressaltar o qual a mocinha desse livro é irritante. Gente, teve horas em que eu quis dar um bons tapas nela!

????????? ????????? ????????? ?????????
?O Brogan é pura fofura, ele é apaixonado pela Mercy e não faz nenhuma questão de esconder isso. Ele passa o livro todo tentando conquistar e lutando pela mulher que ama, Brogan me comoveu bastante. Mercy por outro lado, faz as escolhas mais idiotas e acaba sempre machucando os dois.

????????? ????????? ????????? ?????????
?Mesmo com todas as ressalvas em relação a protagonista, a história me emocionou e me conquistou pela construção da narrativa e pela escrita instigante da autora. Recomendo o livro para quem gosta de histórias clichês, com altos e baixos e uma boa dose de sensualidade. Já quero mais livros da autora por aqui!
Cris 26/03/2020minha estante
Massa, já deu até vontade de ler




Carol . carollivros 10/04/2020

Apenas queria um para mim!...
Houve um momento que parei e xinguei ela!...

Rs. Que livro! Li inteiro hoje. Apaixonei-me pela ideologia do Wrong, com a pessoa do Brogan!
É o segundo livro que leio da autora e, novamente, prendeu-me o início ao fim!

site: www.carollivros.com.br
comentários(0)comente



renata pamplona 03/03/2020

Wright & Wrong - Entre o certo e o errado
Fica logo aqui no começo do post para ninguém dizer que eu não avisei: Alerta de book boyfriend nesse livro! Você corre o risco de se apaixonar por Wrong.
Meu primeiro "encontro" com Leddy não deu muito certo. Eu tive diversos problemas com o livro, o que foi uma pena, porque eu cheguei sedenta para ler, mas aqui? Meu amor, eu devorei Entre o certo e o errado!
Mercy está meio perdida. Ela chega de surpresa na cidade do namorado e vai tentar encontrá-lo em um bar (a deusa sabe como relacionamento à distância é difícil), mas sabe aquela coisa do "quem procura, acha"? Pois então... Após ter visto o que não queria, ela toma todas e sai pela noite sem destino. Ela havia deixado todas as coisas na casa do noivo. Para onde ir? Eis que tal qual um cavaleiro sem o cavalo branco, Brogan passa em seu caminho.
A Mercy parece não ter um pingo de auto-preservação porque ela topa ir pegar suas malas na casa do ex (?) e passar uns dias na casa de Brogan. Alô, mana! ELE É UM ESTRANHO, mas ponto para ficção e vamos ignorar esse "detalhe".
sse livro tem um assunto que está sempre indo e vindo: almas-gêmeas. Você acredita? Se sim, acredita que existe uma e só uma para você? Acredita que, nesse conceito, a pessoa tem que se relacionar somente romanticamente e sexualmente com você para ser sua alma-gêmea? Bem, eu amei como a Leddy vai desenvolvendo o conceito e o expandindo.
A atração entre Mercy e Brogan é uma montanha-russa entre o quente e o fervendo. Não adianta eu mentir para você, é um livro hot sim, mas a escrita da Leddy aqui... Ela estava inspirada confabulando sobre amor, paixão, sexo e romance.
Só que quando as coisas acontecem rápido demais, aí tem, não é? Pois então... Eles passam uma semana juntos e BAM: se casam no impulso.
PÁRA. FREIA AÍ.
Lembrando que Mercy estava NOIVA.
Após o tempo que ela devia passar aqui, ela volta à sua cidade. Para você entender o tamanho do problema, eu tenho que te explicar algo: ela nunca terminou com o noivo. Só viu a traição, encheu a cara, foi embora do bar e conheceu Brogan. Aí foi pegar as coisas na casa do ex, deixou o anel de noivado e um bilhete. O cara era tão tão maravilhoso que não foi se tocar de que estava sem a noiva até dias depois e achar o bilhete... Vai vendo.
Bem, Mercy voltou para sua cidade natal para pegar suas coisas e começar um novo emprego lá na cidade de Brogan (e do ex noivo), morando com Brogan. Quem casa quer casa, não é? Pois assim Mercy e Brogan ficaram um bom tempo. Tentando se achar como casal, como indivíduos, com essa nova realidade.
Ah, tem um outro porém. Brogan não é um qualquer ou sua carreira não é somente ser tatuador. Ele é o artista principal em um relaity show sobre seu estúdio de tatuagem. E deixou meio de lado esse detalhe da Mercy. O problema é que quando ela ficou sabendo, todo mundo que ela não havia contado também de seu casamento ficou. Às vezes é difícil lutar contra algo que parece tão certo, mas tem ondas e ondas tentando te afastar disso.
São os pais dela, o ex que ainda atormenta Mercy (ex é que nem zumbi! vem do nada querendo te comer, gente), a insegurança dela mesma, as fofocas que parecem brotar do nada, a ex do Brogan que aparece... AI MEU DEUS, DEIXEM MEU SHIP EM PAZ. Mas calma, Entre o certo e o errado tem aquele selo básico de Felizes Para Sempre.
Entre tormentas, Brogan tem certeza que eles são o tal. O fim. O começo. Tudo. E ele é quem mais luta pelo relacionamento, em mostrar calmamente para Mercy que eles são feitos um para o outro. E por isso ele ganhou um lugarzinho no meu coração.
As tatuagens e piercings são outros detalhes também. 😵
Receito esse livro para quem está precisando desesperadamente de uma dose de paixão, aquela louca, devoradora de ar, como toda paixão sabe ter.
Um detalhe: O título original é The Reality of Wright and Wrong, uma brincadeira entre Certo / Right e Wright, sobrenome da Mercy, e Errado / Wrong, o apelido de Brogan.

site: http://www.pausaparaumcapitulo.com/2020/02/resenha-entre-o-certo-e-o-errado-de.html
comentários(0)comente



Ana Luiza 15/10/2020

Resenha do blog Mademoiselle Loves Books
📚 A HISTÓRIA⠀

Pela primeira vez na vida, Mercy Right não pensa demais e resolve surpreender o noivo indo visitá-lo antes do esperado. Mas ela é quem fica de queixo caído quando o vê com outra mulher em um bar.⠀

Sem ter para onde ir e de coração partido, Mercy faz mais uma loucura e aceita ajuda de um belo estranho tatuado.⠀

Brogan Daniels, apelidado de Wrong na infância, tem só cara de mau. O famoso tatuador é na verdade um bastante gentil e conhece bem a dor de ser traído.⠀

Mas quando Mercy acaba se hospedando com Brogan por uma semana, mais do que entendimento surge entre eles. O casal é arrebatado por uma atração inexplicável, assim como uma conexão psicológica impossível de se colocar em palavras.⠀

Em um semana, Brogan está convencido de que são almas gêmeas e empenhado em fazer Mercy acreditar no mesmo. Só que será que isso é o suficiente para mantê-los juntos mesmo depois de fugirem para se casar?⠀

📚 VALE A PENA LER?⠀

"Entre o Certo e o Errado" tem uma premissa inusitada e cativante, com um apaixonante mocinho tatuador e trama com casamento em uma semana.⠀

Os primeiros 30% da leitura são hilários e intrigantes, fiquei vidrada para saber se os protagonistas iam cometer mesmo a loucura de se casar. Contudo, logo a charmosa história maluquinha se torna inacreditável e dramática como uma novela mexicana ruim.⠀

A escrita da autora por si só é pouco crível, com reflexões profundas e declarações apaixonadas, falas que jamais saíram da boca de um ser humano de verdade.⠀

Dividida entre Mercy e Brogan, a narrativa em primeira pessoa nos dá uma visão ampla da história, mas também um mergulho profundo e desnecessário nos pensamentos repetitivos e melodramático dos protagonistas.⠀

Mercy e Brogan são verdadeiras bolas de cristal. A cada mínimo empecilho eles entram em crise como se o mundo inteiro estivesse em chamas.⠀

Infelizmente, "Entre o Certo e o Errado" foi uma decepção. A trama tinha potencial e começou bem, mas se perdeu em um romance absurdo e meloso. Infelizmente, não gostei da leitura, mas daria outra chance para a autora.

LEIA MAIS RESENHAS NO BLOG:

site: https://www.mademoisellelovesbooks.com/2020/10/resenha-entre-o-certo-e-o-errado-leddy-harper.html
comentários(0)comente



14 encontrados | exibindo 1 a 14


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR