História de Um Grande Amor

História de Um Grande Amor Julia Quinn




Resenhas - História de Um Grande Amor


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Ines 18/01/2020

Como mudamos...
Quando li pela primeira vez esse livro, quando ainda era romance de banca (daqueles que é vendido em bancas mesmo), eu tinha AMADO.
Pensei, cara que lindo Nigel e Miranda. Que romance fofo e lindo!
Porém, agora com essa nova edição da editora arqueiro, resolvi reler essa estória. E me surpreendi.
Nesse livro, conhecemos MIranda ainda criança, que por ter uma beleza comum para a sociedade, qual seja, cabelos castanhos, branca e olhos castanhos, era menosprezada pelos conhecidos. Um belo dia, no aniversário de sua melhor amiga Olívia, Miranda é menosprezada por uma das convidadas e fica meio triste. Um tempo depois, ela foi a única criança que não foi buscada pelos empregados de sua casa, então, foi decidido que Nigel, o irmão mais velho de Olívia a levasse para casa.
Diante disso, Miranda e Nigel se conhecem e conversam no caminho. Nigel sugere a Miranda que ela passasse a escrever um diário, pois no futuro seria divertido ela relembrar dos fatos. Nesse momento, Miranda se apaixona por Nigel.
Miranda começa a escrever diários e com o passar dos anos, por ser amiga de Olívia, ela vai acompanhando os passos de Nigel.
Nigel acaba se casando, porém sua esposa falece.
Com 18 anos, Miranda e Olívia são levadas a sociedade para serem apresentadas e é quando Miranda se depara com Nigel mais amadurecido e endurecido também.
Por cargas d'águas, eles se envolvem, mas será que eles ficaram juntos mesmo?
Bom, o que me desagradou nessa nova leitura foi perceber como Nigel é chato demais!
Além disso, achei muito superficial tudo. Quando a coisa começou a ficar nebulosa, ele pá e descobre que ama a Miranda.
Outro ponto foi todo mundo menosprezando Miranda. Seu pai que nem dava atenção para ela.
Dessa vez esse livro foi difícil de ser lido....
Que é uma tristeza, pois adoro os livros da Julia,
comentários(0)comente



Aline Maziero 15/01/2020

Esse foi o primeiro livro da Julia Quinn que li, quando ainda era romance de banca. É uma história bastante cativante e um dos meus livros preferidos pra sempre! Reli de uma sentada e foi muito bom reencontrar Turner (Nigel), Miranda e Livvy.
comentários(0)comente



Alessandra 15/01/2020

Afinal, o que é o amor ?
Esperava muito mais por ser um romance da Júlia Quinn. Miranda é uma mocinha perfeita, super amiga, divertida, meiga e solidária. Ela tem uma paixão de infância pelo Visconde Tuner que é 10 anos mais velho que ela (irmão da sua melhor amiga Olivia, que por sinal é incrível). O título do livro em inglês é perfeito, porque Miranda conta muita da história através do diário que ela faz por sugestão de Tuner. Ele é minha razão da nota baixa, que homem complicado, tudo bem que ele sofreu uma desilusão, mas foi ?um saco? ficar 90% da trama tentando descobrir se ama ou não Miranda. Acho que ficou até sem sentido na narrativa essa indecisão e não gostei de Miranda ?ficar pagando o pau? para ele (como diz minha amiga). Enfim, de qualquer forma uma ótima história para uma super sessão da tarde !!
nandaassis 15/01/2020minha estante
Espero gostar mais do que você rsrs. Esperando o meu chegar.




Ana 13/01/2020

Ah.. O amor!
Definitivamente até a presente data, o melhor livro de 2020! Leiam!
comentários(0)comente



Elizabeth Ouriques 13/01/2020

Ainda não sei o que pensar
Gostei do livro, um bom clichê de romance de época. A escrita da Julia sempre muito cativante, mas a estória em si ainda não sei se gostei... do meio pro fim achei meio corrido, no sentido muito superficial. Sinceramente li todo, e lerei a continuação da série, mais por torcer que os livros que virão serão melhores, e ter gostado dos personagens coadjuvantes.
comentários(0)comente



Thais Lesser 12/01/2020

Decepcionada, mas já esperava.
Decepcionada porém já esperava.
Júlia Quin foi a primeira autora de romances de época que tive contato, me apaixonei pelos Bridgertons e desde então estou esperando um livro da autora que chegue ao nível de O duque e eu.

A história de um grande amor, não me decepcionou tanto porque já não tinha lá muitas expectativas, mas devo confessar que esse livro foi o pior que já li da autora.

Uma história rasa, que até uma pessoa apaixonada por clichês como eu não conseguiu se conectar com o personagens. Me sinto incomodada em histórias onde uma pessoa ama demais e a outra não da a mínima, tirando inúmeros detalhes do livro que os personagens, principalmente a Miranda, fingia que nunca havia acontecido, pois seu amor era grande demais, não me convenceu.
Miranda em alguns momentos se mostrava uma pessoa incrível, em outros queria dar uns tapas para ver se ela parava de se humilhar tanto.
Tuner é uma incógnita para mim, não consegui sentir carisma por ele, se tornou um dos piores mocinhos de livro que já li.
Um romance que poderia ser ótimo, se tornou sem graça ao meu ver.

Nota 2,5 de 5
Mesmo com tantos pontos negativos, a escruta da Júlia flui maravilhosamente bem, e você consegue ler o livro em uma tarde.
Ainda continuo na espera da Júlia voltar a me encantar com a sua escrita.
Elizabeth Ouriques 13/01/2020minha estante
Tb achei o mesmo, muito raso. O que foi aquele final? Achei muito forçado.




Kelly Martinez 12/01/2020

História de um Grande Amor
História de Um Grande Amor( #1 da Trilogia Bevelstoke)
Júlia Quinn
288 páginas
Editora Arqueiro
3,75/5
.
Meus amigos literários, hoje eu trago pra vcs a resenha desse relançamento da editora Arqueiro: o primeiro volume da trilogia Bevelstoke da queridinha Júlia Quinn.
A primeira edição desse livro foi publicada em 2008.
.
Temos aqui a protagonista Miranda Cheever, uma mocinha que, aos 10 anos, já sabe que não será uma beldade que se encaixa nos moldes da sociedade Londrina.
Numa tarde qualquer, Nigel Belvestoke, o maravilhoso, loiro e lindo Visconde de Turner e irmão mais velho de sua melhor amiga Olivia, a conduz até sua casa e beija a sua mão. Pronto! Miranda conheceu o amor da sua vida naquele momento.
O tempo passa e Miranda desabrocha enquanto Turner vai se tornando um homem amargo.
Miranda, agora uma mulher de 19 anos, inteligente e perspicaz fará de tudo para salvar e conquistar Turner, do homem cinico que se tornou.
.
Todo mundo aqui tá cansado de saber que eu amo romance né? O que vcs não sabem é que eu sou completamente apaixonada por romance de época! Siiiiiim, me derreto toda!
.
Temos aqui a história de uma mocinha muitoooo simpática e inteligente que cresce apaixonada pelo irmão de sua melhor amiga. Miranda é uma personagens cativante! Consegui, muito facilmente, me identificar com ela. Com uma língua afiada e humor refinado, ela se destaca por sua inteligência, qualidade que não era muito admirada no século XIX.
Do outro lado, temos Turner, um personagem que se mostra, no início, um belo cavalheiro mas que no meio da história me decepcionou um pouco. Achei ele egoista! Tá bom, eu sei que ele passou por um traumazinho( eu disse traumazinho) mas, pra mim, não justificou a mudança tão radical de personalidade. Veja bem: eu posso estar sendo exigente com esse rapaz, afinal estamos falando de 1820 então, pode ser que vcs relevem o egoísmo do moço.
O livro se desenrola numa sessão de ?Miranda pagando pau e Turner se esquivando dela? mas no final tudo dá certo.
Destaque pra Olivia, irmã de Turner que é uma beldade/inteligente. Espero, ardentemente, que algum livros dessa série traga ela como protagonista.
O livro é um clichê típico de romance de época, mocinha ama mocinho que não sabe o que quer da vida e no final todos ficam felizes para sempre!
Resumindo: é fofo e leve!
Vale a leitura
Beijos e até a próxima!
comentários(0)comente



Gabriela 09/01/2020

Ahhh como o amor é doce!!
Leitura encantadora, amei como Miranda é destemida e inteligente...Amo quando as mocinhas são espertas! Turner me pareceu um grande palerma no início, não gosto de heróis fracos, mas com o decorrer da história ele me conquistou!! Acho que na verdade os relatos de Miranda sobre ele me conquistaram, a forma como ela o vê me fez apaixonar por ele!
O casal tem química e é decididamente um romance que deixa nosso coração quentinho!!!
comentários(0)comente



Aline 22/12/2019

Meu primeiro contato com a Julia
Amo a Júlia Quinn( minha foto do perfil mostra rs) e este foi o meu primeiro contato com ela, fã de romance de época que sou, li este livro em formato de romance de banca há mais de 10 anos e na época a história funcionou bem pra mim, mas hoje vejo o quanto uma das minhas escritoras favoritas evoluiu.
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9