Placeres Encantados

Placeres Encantados Eloisa James




Resenhas - Enchanting Pleasures


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Luisa 01/06/2019

Acabei relendo
Tinha lido esse volume sem os anteriores antes. Quando peguei os três com uma amiga não me dei conta.
Sem duvida o terceiro é o melhor da série.
comentários(0)comente



Carol 19/07/2017

Historia meio clichê mas divertida e bem escrita. De fato, gostei tanto da sinopse que abandonei o primeiro livro da série para ler este.
A história é bem simples:mocinha que vem de longe para se casar com nobre inglês. Sendo que este não é o par ideal e ela acaba se encantando pelo irmão mais velho. Como eu disse, é clichê mas um clichê bem desenvolvido o que acabou por me prender a leitura. Gostei tanto que li num dia!
comentários(0)comente



Padriana32 13/03/2011

Trilogia Prazeres
Quero hoje apresentar para vocês uma série maravilhosa que li, adorei e tenho certeza que vocês vão gostar. Chama-se Trilogia Prazeres. Mas, calma, os livros não têm nada de pornográfico ou hot, muito pelo contrário, os livros transbordam romance e aventura.
Então vamos lá; comecemos com o livro I, Prazeres Poderosos, o casal protagonista Charlottte e Alex se conhece em uma festa e ele tira a virgindade dela, sem ao menos saber o que se passa ou quem é ela, Charlotte ainda diz obrigado! Sem noção total! Bom, naquele tempo, se não tinha virgindade não tinha casamento. Charlotte se volta então para a pintura, já que não vai arrumar um marido, mesmo.
Três anos se passam e ela resolve que esse negócio de exílio não tem nada a ver e volta a freqüentar a sociedade, disposta a arranjar um marido. E pretendentes é o que não faltam. Quando ela pensava que já havia esquecido o tal homem misterioso eis que eles literalmente trombam em uma festa, claro, ele não a reconhece (óbvio, ela estava de máscara, o cabelo cheio de talco e usava um perfume diferente). Mas ele se sentiu imediatamente atraído por ela, mas como nem tudo é perfeito, inclusive os “hominhos de papel” como diz minha amiga Adriana Boattini, Alex traz uma bagagem e um boato que se fosse com qualquer outro não seguraria a onda. A noite de núpcias e os dias que se seguem são um capítulo a parte, vale a pena conferir. É neste livro que conhecemos todos os personagens das outras estórias.

O livro II, Prazeres Noturnos conta a estória do Patrick e Sophie, ele é irmão gêmeo do Alex e com muitas semelhanças com este para estragar um relacionamento, por exemplo. Sophie tem toda razão de não querer casar com Patrick, seu pai era um conquistador incorrigível e foi expulso da cama de sua mãe, com dois meses de casamento, por causa disso ela é filha única e tudo que ela sonha é com uma família grande e o mocinho em questão não quer nada disso e ele tem lá suas razões. A cena de sedução que leva ao casamento é ao mesmo tempo terna e engraçada e abre uma sucessão de romances para os personagens secundários. Fofo!
E chegamos ao livro III, Prazeres Encantados, com a Gaby e o Quil. Gaby é uma inglesa nascida na Índia(?) sendo filha de um nobre, ela já tem idade para casar e chega a Inglaterra como prometida de Peter Dewland, mas quem vai recebê-la no porto é o irmão do noivo, Quil, que se encanta com aquela mocinha que foge totalmente dos padrões de beleza adequados a corte inglesa daquela época, começando por sua silhueta e terminando em seu comportamento. Peter o noivo em questão morre de vergonha dela pelo seu comportamento e por suas roupas. Ele percebe como Gaby e Quil são parecidos e o quanto eles se afinam. E até gosta da idéia. E na boa? Do alto da minha experiência e olhar de raio Xis, o Peter Dewland é totalmente do clube. Leia-se: gay!
Meu casal favorito é o Quil e a Gaby, o livro tem tudo: romance, aventura, comédia, para chorar e rir ao longo de suas páginas. A Gaby é tudo de bom: linda, inteligente, ingênua e esperta ao mesmo tempo. Apesar de ter uma silhueta diferente, encontra um costureiro que se apaixona por suas curvas voluptuosas e a transforma na sensação da temporada londrina. E ainda tem amigos que jamais a deixam na mão. Pode conferir. Rsrsrsrrs
Todas as heroínas são simpáticas e lindas, mas a mais teimosa é a Sophie. É no livro II que consta a cena mais emocionante da série: Patrick com seu bebê nos braços dizendo o quanto ele era amado e desejado.
A autora faz uma ponte perfeita entre seus livros e não se centra apenas nos personagens principais, mas nos brinda com casais paralelos, onde torcemos pela felicidade deles também. A mais linda para mim é a reconquista do amor dos pais da Sophie. De encher os olhos dágua!
Seus personagens coadjuvantes são tão bons que mereciam um livro só para eles. Caso do Lucien e da Emily, uma coisa linda, meninas, vocês vão ver. Outra característica marcante é o fato de todos os livros contarem com uma criança acompanhando nossa heroína e que tem todo sentido na narrativa.
Enfim, são livrinhos perfeitos para uma tarde sem fazer nada, um descanso em um feriado ou simplesmente ler um florzinha de boa qualidade. As cenas românticas e hot são liiiindas!! De fazer o coração bater forte de tão bem escritas e sensíveis. Melhor impossível!
Infelizmente os livros não têm tradução em português, os que li são na versão ebook.
Beijos para todas!
comentários(0)comente



L 01/05/2010

Esse é o terceiro livro da trilogia Prazeres.

Amei! Entrou para o rol das trilogias preferidas. E Eloisa James entrou para o rol das autoras preferidas. Estou louca para ler os outros livros dela.

Nesse livro a Elô conta a história do Quill (que aparece rapidamente no primeiro e um pouco mais no segundo volume). O pobrezinho sofreu um acidente seis anos antes e tem agora algumas sequelas um tanto, digamos, peculiares. Coitadinho, ele não pode dar no couro porque depois tem pelo menos três dias de enxaqueca, daquelas de derrubar, de fazer vomitar etc. Mas aí chega a Gabrielle... bom, já sabem, né?

Da trilogia, o meu livro preferido é o primeiro. O último foi o que menos gostei, mas ainda assim... gostei muito. rsrsrs.
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4