A Última Grande Lição

A Última Grande Lição Mitch Albom




Resenhas - A Última Grande Lição


81 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


raquelpets 26/01/2009

Uma linda história de reencontro, confiança e muita cumplicidade entre professor e aluno. Pode não ser um primor literário, mas a história é comovente e muito bonita. Toda mundo tem uma história especial para contar relacionada a um mestre.
comentários(0)comente



Deise.Maria 17/02/2018

A ultima grande lição
Este livro narra a história real de um professor Morrie e de seu aluno Mitc, que desenvolveram ao longo dos anos uma amizade construída na base de troca de lições onde o professor adiqutiu a doenca chamada ELA, esclerose lateral amiotrófica.. É um drama onde envolve uma profunda reflexão sobre a forma como vemos a vida mediante a morte
comentários(0)comente



Mineros 19/06/2009

Apesar de fazer a gente chorar, amei... um livro leve mesmo tratando de morte.
comentários(0)comente



Strauss 13/04/2013

Realmente, uma grande lição!
O livro é realmente envolvente. E ele torna-se ainda maisquando nós lembramos que se trata de uma história real. Trata-se de uma obra de fundamental importância porque mostra muitos conceitos de valores atuais de nossa sociedade que analisados pelos olhos de uma velho professor nos seus últimos dias liberta-nos de nosso egoísmo característico. Mostra-nos o que realmente importa na vida.
comentários(0)comente



27/12/2009

Recomendo!
Meu autor preferido se supera nesta obra.
Uma lição que vou levar para o resto de minha vida
comentários(0)comente



Kéh 29/08/2016

uma grande lição
A cada lição uma nova experiência , uma nova forma de observar a vida e os problemas ... o que poderia ser um final triste e torna mais um final de aprendizado . Uma história calma mais que surpreende.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Julia G 19/03/2013

Resenha postada originalmente no blog http://conjuntodaobra.blogspot.com

"- Morrer é natural - disse mais uma vez. - Se fazemos disso um cavalo-de-batalha é porque nós não nos consideramos como parte da natureza. Pensamos que, por sermos humanos, estamos acima da natureza.
Sorriu para a planta.
- Não estamos. Tudo que nasce morre - olhou para mim. - Aceita isso?
- Aceito.
- Ótimo - murmurou. - Agora, veja a recompensa. Veja em que somos diferentes dessas maravilhosas plantas e animais. Enquanto pudermos amar uns aos outros, e recordarmos a sensação de amor que tivemos, podemos morrer sem desaparecer. Todo o amor que criamos fica. Todas as lembranças ficam. Continuamos vivendo nos corações daqueles que tocamos e acalentamos enquanto estivemos aqui." (. 144)

Morrie havia sido o melhor professor de Mitch na faculdade, e na formatura eles prometeram que manteriam o contato. Isso não aconteceu.

Quase vinte anos depois, a vida dos dois tinha tomado rumos tão diferentes que parecia impossível um reencontro. Mas uma entrevista de Morrie a uma rede de televisão a respeito da doença que tomava conta de seu corpo e dava pouco tempo para o fim de sua vida faz Mitch arrumar um tempo na agenda atulhada para reencontrar seu velho "treinador". O que Mitch não sabia era que Morrie ainda tinha muito a lhe ensinar, a lição mais importante de todas.

"- Ver o meu corpo definhando para o nada.
Mas também é maravilhoso porque me concede muito
tempo para me despedir. Nem todos têm essa sorte."

Não sei por que demorei tanto para ler A Última Grande Lição, de Mitch Albom. Realmente não sei. Foi um presente de aniversário há muito tempo, e o lindo exemplar da edição especial em comemoração aos 10 anos da primeira edição, em capa dura, ficou guardado em uma gaveta por anos. No início, achei que se tratava de autoajuda; depois descobri que não, e simplesmente não li. Mas agora resolvi dar uma chance à obra, e valeu a pena.

Trata-se de uma história verídica sobre Mitch e seu professor que, debilitado por uma doença degenerativa, tinha clareza e lucidez para ver além, e tentar ensinar seu antigo aluno sobre aquilo que o subtítulo do livro propõe: o sentido da vida.

"- Todo mundo sabe que vai morrer - repetiu Morrie - mas ninguém acredita.
Se acreditássemos, mudaríamos nosso comportamento.
- De maneira que nos iludimos a respeito da morte - sugiro.
- Isso. Mas há uma abordagem melhor. Saber que vai morrer e preparar-se para
receber a morte a qualquer momento. Assim é melhor.
Assim podemos ficar mais envolvidos com a vida enquanto vivemos."

Dividido em capítulos que representam cada encontro de Mitch com Morrie e umas poucas passagens sobre a relação entre professor e aluno no passado, o livro é repleto de reflexões sobre como se vive, e nos leva a pensar se estamos mesmo vivendo como gostaríamos e se deixamos aqueles que são importantes para nós saberem disso.

Claro que isso pode parecer realmente coisa de livros de autoajuda, mas todas as mensagens positivas estão entremeadas pelas vidas dos personagens, por lembranças que os marcaram e por aquilo que por algum motivo os perturbou. Fala sobre morte e vida, amor e rancores, sobre como tudo fica mais simples quando se deixa de lado a ambição e o orgulho que, por sinal, não nos servem de nada. E por que não fazemos isso sempre?

Para os que gostam de uma mensagem bela e de sentimentos, A Última Grande Lição é a leitura ideal. Para os que gostam de conhecer a história de uma forma mais "resumida", descobri que existe uma adaptação do livro, que pode ser encontrada no youtube.
comentários(0)comente



Camila 23/12/2013

Para quem curte autoajuda, este livro fala sobre perseverança,otimismo e motivação. Uma relação de ensinamentos sobre a vida relatadas para um aluno por seu professor, do qual luta diariamente para combater uma doença que o alastra dia após dia.
comentários(0)comente



Cleici Cruz 26/09/2011

Morrie Schwartz, que fora professor de Mitch Albom há vinte anos atrás sofre de ELA ( esclerose lateral amiotrópica) e está à beira da morte. Quando Mitch toma conhecimento disso decide procurar o antigo mestre. Quando as relações são restabelecidas, Mitch passa a visitar Morrie todas às terças-feiras e durante os quatorze encontros que se seguiram nasceu o livro A Última Grande Lição. Morrie, nos seus últimos dias de vida, tentou transmitir ao ex-aluno uma maneira diferente de encarar a vida, de refletir sobre o amor, amizade, medo, perdão e morte.Esse foi, com certeza, um dos livros que me fizeram parar para refletir sobre o meu próprio caminho.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Albiero 11/09/2011

Abertura para um outro nível.
Mitch Albom foi me apresentado por minha noiva, confesso que não o conhecia mas, depois de ler "A Última Grande Lição" aprendi a respeita-lo como grande escritor que é.
O que me chamou atenção neste livro foi que, ele tem uma leitura muito moderna, prática e prazerosa.
O autor, mesmo fazendo parte da narração não chama atenção para ele mas, ao contrario, sabe passar exatamente cada lição maravilhosamente como seu "treinador" queria.
Esse livro foi o segundo em 27 anos de vida que considero como influencia direta sobre meu modo de ver o mundo.
É uma lição de vida, sem ser uma simplista auto-ajuda.
Inspirador.
comentários(0)comente



Vanessa.Souza 27/12/2018

"Amem-se ou pereçam" - Auden apud Morrie
A última Grande Lição é narrada pelo próprio Mitch, em que conta as últimas lições que teve ao lado de seu amado professor Morrie. Nos últimos meses de vida do professor - que sofria de esclerose lateral amiotrófica - Mitch viajava a seu encontro, e nas terças-feiras compartilhavam experiências de vida e reflexões sobre amor, perdão, casamento, morte. Morrie, mesmo estando - e sabendo disso - em seus últimos momentos de vida e perdendo gradativamente todos os seus movimentos, ainda encontrava motivos para sorrir e ser grato. Por isso talvez, este livro tenha sido tão vendido, por Morrie ensinar que por mais que as coisas estejam difíceis sempre haverá um motivo pelo qual devamos ser gratos.
Essa obra nos toca pois sabemos que se trata de uma história real, podemos imaginar os sofrimentos de Morrie e o que Mitch sentiu ao ver seu professor, um amigo tão especial definhando. Embora saibamos que a morte é implacável agimos como se ela não estivesse a espreita esperando por um de nós. Precisamos de leituras como essas para sairmos do piloto automático e compreendermos que o que mais vale a pena na vida é viver, sobretudo, sabendo que haverá fim.
comentários(0)comente



Mel 18/08/2011

Emocionante, do início ao fim. E como disse o próprio autor, o último desejo de seu professor - de continuar sendo parte do universo - foi realizado, pois seus ensinamentos continuam chegando a milhares de pessoas através deste livro.
Mitch Albom e Morrie Schwartz se conheceram na faculdade, respectivamente como aluno e professor. Mais de dez anos após a formatura, Mitch vê seu professor dando uma entrevista sobre a doença com a qual foi diagnosticado, incurável e degenerativa. Decide visitá-lo e começa a encontrá-lo semanalmente, às terças-feiras, para aprender a última grande lição que ele tem a lhe passar, e que todos podemos aprender com este livro.

"Às vezes, rememoro a pessoa que eu era antes de redescobrir o meu velho professor. Quero falar com essa pessoa, quero lhe dizer o que procurar na vida, que erros evitar. Quero dizer-lhe que seja mais aberta, que ignore o brilho dos valores veiculados pela propaganda, que preste atenção quando seus entes queridos falarem, como se fosse a última vez que os ouvisse."
comentários(0)comente



Guilherme 01/02/2011

Fraco
Eu gosto deste tipo de livro, mas esse exagera na falta de elementos novos.
comentários(0)comente



81 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6