Se Houver Amanhã

Se Houver Amanhã Sidney Sheldon




Resenhas - Se Houver Amanhã


258 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Thayze 07/07/2010

Recomendo!
As primeiras 100 páginas me hipnotizaram completamente. Não conseguia parar de ler. Só parei quando o sono conseguiu me vencer (já eram por volta das três horas da manhã).

É um livro surpreendente e cheio de reviravoltas, trapaças, roubos e desafios. É uma estória de superação e vingança (me lembrou "O Conde de Monte Cristo"). Com a leitura percebemos que a protagonista Tracy é uma mulher, acima de tudo, orgulhosa, mas também é sonhadora, inteligente, amorosa e que quer superar todos os desafios e dificuldades.
A narrativa envolvente faz com que você queira se vingar junto de Tracy de todos que a fizeram mal. Me vi até decepcionada quando ela deixou um deles praticamente impune.

O único "porém" do livro é o fato de ser um pouco difícil para leitor acompanhar a mudança brusca de personalidade e do modo de agir e pensar da protagonista. Mas isso é passageiro, porque, ao final, você se vê torcendo para dar certo mais um de seus planos obstinados.

Conhecemos Jeff praticamente na metade do livro, em um capítulo apenas destinado a contar como foi sua vida. Com sua esperteza, charme e ironia se tornou o meu personagem favorito. Me diverti com os diálogos entre ele e a Tracy.

A forma inesperada e surpreendente como o livro termina me pareceu ser uma característica do autor. Quando chegou ao fim eu ainda fiquei curiosa para saber o próximo passo de Tracy e como seria sua vida a partir de então. Deixou aquele gostinho de "quero mais". Recomendo!
Lu 07/07/2010minha estante
Ótima resenha!


Thayze 07/07/2010minha estante
Obrigada Lu!


Tricia 17/09/2010minha estante
Ótima resenha mesmo...


Thayze 20/12/2010minha estante
Obrigada Tricia! =)


Evelyn Ruani 24/01/2011minha estante
Esse é meu livro favorito do autor!!!!


Thayze 18/02/2011minha estante
Lyani, eu só li dois dele.. e não tenho certeza de qual gostei mais...rsrs
bjos


Keira 30/05/2012minha estante
Esse é na minha opinião o melhor livro dele é uma trama que te prende o tempo todo.


Lia 03/07/2012minha estante
Amo esse livro, não consigo passar muito sem lê-lo novamente, ele me inspira sempre que preciso de um empurrãozinho com algum problema. Recomendo a todos.


Ires 11/01/2013minha estante
foi o primeiro livro dele que li, é realmente emocionante!
Quase não desgrudava do livro, rs, e é sedutoramente envolvente pelos temas abordados... amei e S.S. é um de meus autores favoritos....


Sol 31/01/2013minha estante
Foi o romance mais marcante que lí até hj!!!
É incrível, como as coisas acontecem a ela tão injustamente e como ela consegue se superar e vencer os desafios dentro da prisão e qd sai dela!!!
Personalidade totalmente cativante, tem esta Tracy!!!
Ví mais tarde o filme, se me lembro bem, em 3 capítulos e fiquei decpcionada com a aparência dos persnagens, pois qd lemos fazemos uma idéia e p/ cada um é diferente. rsss


Ewerthon 15/04/2013minha estante
Simplesmente um dos melhores livros do gênero que tive a oportunidade de ler.


July 27/04/2013minha estante
Esse livro é simplesmente maravilhoso,inclusive tmb é uma série de tv em 3 capitulos, vale a pena conferir no youtube.


Mayara 15/05/2013minha estante
July como chama a série? Se houver amanhã mesmo? é Americana?.
Amo esse livro, queria muito que houvesse uma continuação. Se há eu não sei.


Eudes 19/04/2014minha estante
Já li uns quatro livros do SS, e esse sem dúvida foi o melhor de todos.


Romane 16/08/2015minha estante
Thayze, quando eu li, li A edição de bolso. E tenho a leve impressão de que não está completo. Você sabe me dizer se tem diferença?


Romane 16/08/2015minha estante
Eu entendo perfeitamente porque ela ficou daquele jeito. O que ela passou, sério, a considero muito forte por ter sobrevivido, e eu acho naturalissimo que ela sinta esse ódio pelos responsáveis(mesmo que depois de uns 5 anos que li o livro eu não me lembre de todos). Mas que quero te perguntar uma coisa Thayze. Quando eu li, li A edição de bolso. E tenho a leve impressão de que não estava completo. Você sabe me dizer se tem diferença?


Bruna 28/07/2016minha estante
Linda resenha. Concordo com tudo que vc disse. O livro é isso é muito mais.


Sara.Lopes 10/03/2017minha estante
Nossa, gente, é um dos meus livros favoritos do Sidney. E eu também fiquei assim, não conseguia parar de ler, e nem dormia direito até chegar no final. Parece muito um filme bem feito, onde não faltam nada, e é isso o que prende você, além da leitura - como na maioria dos livros dele - ser fácil.




Tiago Ribeiro 11/11/2010

Já tinha ouvido falar de Sidney Sheldon, mas nunca tinha tido a oportunidade de ler um livro dele. Pois bem, me encontro na biblioteca e o bibliotecário me entrega este livro. Bem, não sei o porquê d’ele ter feito isso, eu nem tinha pedido. Resolvi trazer para casa e começar a ler o meu primeiro livro de Sidney Sheldon. Não dá pra dizer a suprepresa que tive. O livro no primeiro capítulo já começa com uma intriga. Acho legal isso, pois já prende o leitor já no início. Quanto mais capítulos eu lia mais na estória eu me envolvia. Vi-me entregue a uma trama que ao longo do livro ficava mais interessante. A protagonista, Tracy Whitney, vai ficar guardada na minha mente como uma das mais belas e espertas personagens que eu já lera. Esse livro trouxe tudo o que eu queria: gosto mesmo de ação, de mistério, aventura, e esse livro saciou minha sede. Agora, Sidney Sheldon vai ganhar mais um fã, pois esse foi o primeiro de muitos que lerei. Irresistível, desafiador, envolvente, intrigante, excelente... Nota 10.
Mayara 15/05/2013minha estante
Este livro é fantástico e Tracy realmente é uma da melhores protagonistas que eu já vi. Amo este livro.




Ka Castoldi 30/01/2010

Eu PRECISAVA comentar aqui!
Gente... Sidney Sheldon é o cara! Que livro perfeito!
Uma criminosa cativante... E a gente passa a ter raiva das vítimas.
Tracy é uma das personagens mais marcantes da literatura, na minha opinião. Uma inteligência brilhante, com uma humanidade, um caráter (essa palavra cabe aqui? pra mim, ela cabe...) incrível...
Sem palavras, pra mim foi incrível.
A resenha nunca vai chegar aos pés do livro...
Mas se o Sid quisesse deixar de escrever e virar vigarista... Ele ia se dar maravilhosamente bem também xD
Jéssica Brandão 20/03/2012minha estante
Já li alguns, dos muitos livros de Sidney Sheldon. Sou suspeita, pois sou grande fã e admiradora desse escritor incrível. Se Houver Amanhã é um livro MARAVILHOSO, me fez lembrar o Reverso da Medalha que é tão perfeito quanto. Um livro formidável!


Romane 16/08/2015minha estante
Concordo. Eu também sentia raiva das vitimas dela, e torcia para que ela conseguisse se vingar de todos e ficava angustiada com medo de ela ser pega. Olha o devaneio,kkkkkkk.




Carolina Luz 24/03/2010

Vítima?
Talvez um dos melhores livros do Sheldon, Se houver amanhã apresenta uma anti-heróica protagonista que conquista a todos. Tracy é, além de linda, inspiradora. Com sua vida toda planejada desestabilizada por causa de um rompante suicida da mãe, Tracy depara-se com a máfia; na personificação de Joe Romano, o vilão da história. Presa e torturada, ela busca incessantemente por vingança, anos após ser vitima de um elaborado plano. Falando assim, parece com todo o folhetim hollywoodiano, mas Tracy não é apenas a mocinha injustiçada. Ela é a mulher, que se desespera e rompe com seus princípios de moralidade ao se deparar com o lado mais escuro do ser humano, e suas ações essencialmente cruéis. Ela é a nossa sede, que precisa ser saciada... Se realmente houver amanhã...
Gilse 01/02/2012minha estante
adorei esse livro. lembro-me de cada paso dessa criminosa que me cativou e me fez torcer por ela. recomendo




Evelyn Ruani 05/01/2011

Quando nasceu o amor por Sidney Sheldon!
O primeiro livro de Sidney Sheldon que eu li foi a "Ira dos Anjos" e eu só tinha 14 anos e acabara de vir de uma linha de livros estilo "Julia/Bianca/Sabrina" onde tudo era lindo e o final sempre feliz. Imaginem como eu fiquei ao terminar este livro e verificar que de lindo não tinha nada e que o final era algo bem diferente de feliz. Tive raiva do autor, jurei que jamais voltaria a lê-lo de novo. Porém uma amiga que adorava Sheldon me disse que eu jamais poderia falar dele se não lesse o livro "Se houver amanhã". Relutei bastante, mas no final das contas fui até a biblioteca e o peguei. E foi realmente onde minha paixão por Sidney Sheldon nasceu.

A história de "Se Houver Amanhã" é simplesmente apaixonante. Tracy Whitney, a personagem principal, jamais saiu de minha memória. Sidney Sheldon é capaz disso. Cria personagens tão marcantes que você entra na história com eles. Tracy era apenas uma mulher à beira do casamento com um homem decente da alta sociedade quando sua mãe se suicida por ter todo o patrimônio deixado pelo marido roubado por um homem poderoso da Mafia, Joe Romano. Tracy vai tirar satisfações e se vê envolvida em uma ação criminosa que a leva à prisão. Seu noivo a abandona sem nem ouvir as explicações e ela se vê sozinha numa penitenciária onde aprenderá muito da vida.

Uma narrativa impressionante que não te permite largar do livro. Eu recomendo a leitura. Já li todos os livros escritos por Sidney Sheldon e este continua a ser o meu favorito!
Lu 02/07/2010minha estante
Tracy Whitney é a minha heroína favorita dos livros de Sheldon. Ela é uma sobrevivente.

E minha paixão por Sheldon começou exatamente por esse livro.


Eudes 19/04/2014minha estante
Ainda não li todos do Sheldon. Mas tenho essa mesma sensação de que 'se houver amanhã' é a melhor obra dele.




Karol 30/07/2012

Digam o que quiserem, para mim é um clássico.

Há 12 anos estava eu, no carro, com meus pais, indo pra Limeira. Meus avós paternos vivem lá e grande parte da minha família também. É uma viagem de umas duas horas e eu estava torta de tédio, mas eu tinha um trunfo! Havia encontrado perdido e empoeirado, em uma estante lá em casa, um exemplar antigo de Se Houver Amanhã, do Sidney Sheldon. Até então eu era “pré-adolescente”, nunca havia lido nada fora das Coleções Vaga-lume e Veredas, da biblioteca da escola.

Pois bem. Eu não tinha nada para fazer, o livro estava lá, eu também... Só podia lê-lo, não? Peguei o livro e comecei a ler. O primeiro livro adulto que li na vida, com doze anos de idade. Precisa dizer que fiquei encantada? Não é nenhuma obra prima da literatura mundial e não foi escrito para uma criança de doze anos. Mas eu li e gostei. E hoje, mais de uma década depois, guardo um carinho especial por Se Houver Amanhã, que foi lido mais algumas vezes desde então. E como parece óbvio (afinal, tá ali no título do artigo, né?), é dele que vamos falar hoje! (Ehhhhh! \o/)

Para quem nunca leu Sidney Sheldon, algumas informações: suas histórias são sempre romances policiais. Alguém morre, alguém rouba, alguém mata, essas coisas. Suas protagonistas são (quase) sempre mulheres fortes e bonitas que vivem algum drama pessoal e tem que dar a volta por cima – e encontrar o amor no caminho.

É um estilo literário que não se encontra mais atualmente. Livros como os dele, da Agatha Christie, do Irwing Wallace, essa turma aí, são raros. Não sei se porque a época pede muitos YA’s, ou porque o leitor rejuvenesceu... Enfim, é raro ver algo no estilo Sidney Sheldon atualmente. Uma pena. Durante a minha adolescência li todos os livros dele publicados em português e adorava.

Em Se Houver Amanhã conhecemos Tracy Whitney. Uma mulher lindíssima, com uma vida perfeita. Ela está grávida e prestes a se casar com um dos melhores partido da Filadélfia, tem um bom emprego, uma mãe amorosa e está decididamente feliz. Porém, em uma noite chuvosa (é sempre uma noite chuvosa) ela recebe uma ligação da polícia informando que sua mãe suicidou-se. Tracy volta para sua casa, em Nova Orleans, em choque. Sua mãe era jovem, bem sucedida. O que haveria acontecido para que decidisse deixar de viver?

Ao chegar à cidade, Tracy descobre que o suicídio de sua mãe seria melhor classificado como um assassinado. Após ser enganada pela máfia a mãe, Doris Whitney, teve seu patrimônio depredado e faliu. Doris não foi forte o suficiente para começar a tudo novamente e, no ápice do desespero, acabou com a própria vida. Tracy, inconformada com a situação, decide que vai encontrar os responsáveis e fazer com que limpem o nome da mãe. Mas ela é apenas uma mulher jovem e grávida. O que poderia fazer para reverter tal situação?

A primeira parte do livro gira em torno da vingança de Tracy contra todos os homens que, indiretamente, mataram sua mãe e destruíram sua vida antiga. A história é cheia de reviravoltas e surpresas, personagens importantes são introduzidos e mesmo sendo meio absurdo, o enredo é envolvente. Destaque para a primeira cena do trem e para Ernestine que, superado o susto inicial, é uma personagem bastante interessante.

No segundo ato da história temos o renascimento de Tracy. O seu “e agora”? Essa é a parte mais eletrizante do livro e vale ficar atento nas cenas do xadrez e no segundo trem que dá as caras. Assim como em Jeff Stevens. Acho que o Jeff foi o meu primeiro amor literário. Boas lembranças... hahaha

Enfim, é um livro gostoso e fácil de ser lido, de um autor popular e um estilo em extinção – ou quase. Recomendado para dar uma mudada nos ares, sabem? De vez em quando é bom ler livros mais antigos e com o papel amarelado. Dá uma sensação de nostalgia e traz lembranças de um tempo em que tínhamos bem menos auê ao redor dos autores e suas histórias, e que a Internet não era tão presente na nossa vida literária.

=)
FRAN 20/08/2012minha estante
ADOREI,PRENDEU MINHA ATENÇÃO DO COMEÇO AO FIM


Edna 11/07/2015minha estante
Nossas histórias com se houver amanhã é bem parecida, tinha doze também, amei. Muito bom esse romance.


Romane 16/08/2015minha estante
O primeiro livro do Sidney Sheldon que li foi " Quem tem medo do escuro?". Foi amor ao primeiro capitulo ;) Amo esse homem,assim como amo a Agatha.




spoiler visualizar
Kelly 18/06/2013minha estante
não concordo com as 3 estrelas ¨¬¬
, esse é meu livro favorito ,li a alguns anos , mas ainda gosto muito da estoria. mas a sua renha ficou bem legal .


Gustavo 20/06/2013minha estante
Pois é, como eu já tinha dito acho que ficou uma história desconexa entre o começo e o fim, no meio do livro eu esperava que a vingança de Tracy sobre a máfia seria o envolvente da história até o final do livro.. Mas achei as suas vinganças foram muito breves e a partir daí iniciou praticamente uma nova história. Ainda prefiro outros livros do Sheldon que foram menos badalados comparados com "Se Houver Amanhã".


Marina 14/12/2013minha estante
eu concordo, não foi meu livro preferido do SS.




Marcia 07/04/2012

Só comentando sobre o livro
Eu sou apaixonada por livros de romances e nessa categoria Sidney Sheldon pra mim é o melhor.
Nesse livro Sidney nos coloca na cadeia com Tracy Whitney, culpada por roubo que não cometeu.
Tracy era uma pessoa comum, que levava uma vida comum,mas desde que sua mãe cometera suícídio, sua vida começou a mudar drasticamente. Se vê grávida,abandonada pelo noivo e presa com pena de 15 anos.
E aí que começa a emoção.Na cadeia ela planeja vingança contra os responsáveis que a mandaram pra lá.E assim que conseguiu
provar sua inocência pôs seu plano em ação , conseguindo fazer cada um pagar, porém descobriu que uma vez com o nome na lama seria
complicado viver como uma pessoa normal, então vai ao encontro de um joalheiro ,Conrad Morgan, numa outra cidade, amigo de uma ex-colega de cela,
a partir desse dia sua vida mudaria para sempre.
Veio se tornar a melhor ladra de todos os tempos e entre um roubo e outro , conhece Jeff Stevens, charmoso ,cativante e irônico.
Os dois vivem uma relação de amor e ódio, principalmente que são rivais nos negócios.
Por fim chega um momento que eles tem que se unir contra um inimigo em comum, um caçador de ladrões que está atrás dos maiores ladrões de arte e jóias da Europa.
Que por acaso são os dois!
O final é surpreendente. O livro é espetacular,merece ser lido, ele te prende do começo ao fim e você fica torcendo pela heroina mesmo sabendo que ela está errada.
comentários(0)comente



Silvio 02/03/2011

É um livro muito gostoso de se ler, mas é literatura barata. Não é um romance como pretende ser e nem é original; é uma coletânea de contos sendo vários deles pirateados, inclusive um de escritor brasileiro. Há um episódio de um jogo de xadrez entre uma moça, que nada sabia do jogo, e os dois maiores jogadores do mundo; há empate das duas partidas. Isto foi escrito por Malba Tahan, Júlio César de Melo e Souza; não posso precisar o ano, mas eu li esse conto em 1.968. Outros episódios são do filme "O rei dos ladrões" e "Marnie, confissões de uma ladra". O início da história em nada se relaciona com o meio ou o final.
Erika Lina 04/07/2014minha estante
Pura verdade a sua resenha!
Na verdade esse livro toma tantas reviravoltas, que a personagem não parece a mesma do início. Coisas impossíveis e mal explicadas ocorrem o tempo todo.




Thaíslla 08/11/2012

Se Houver Amanhã - Sidney Sheldon
Sem palavras para descrever esse livro!! Um romance repleto de suspense, intriga e paixão. Tracy Whitney é enganada, traída, declarada culpada por um crime que não cometeu. Mas ao sair da prisão [onde sofreu e aprendeu] não é mais a mesma. Seu primeiro objetivo foi se vingar de todos os homens que a passaram para trás; e foi isso que fez. Se tornou uma especialista em aplicar golpes em golpistas sem deixar rastros. O destino põe em seu caminho Jeff, um vigarista tão esperto quanto Tracy. No início, eles eram apenas concorrentes, adversários; mas depois surge uma paixão o que faz o leitor se apaixonar pelo novo casal.Eles viram cúmplices e planejam golpes geniais, assaltos perfeitos e há apenas um homem que pode detê-los: o sinistro Daniel Cooper, mas isso não significa que ele consegue ;)
Super-recomendo!!
comentários(0)comente



CarlaC 12/01/2012

Esse é o primeiro livro de Sidney Sheldon que eu leio. Adorei a experiência!

Eu me senti literalmente transportada para a década de 80. Tudo bem que nos dias de hoje tudo seria bem mais complicado para Tracy, mas acredito que ela daria um jeito assim mesmo. rsrs Achei a leitura viciante. Dá para entender porque Sidney Sheldon marcou o romance policial no seu tempo e é hoje encarado como um clássico.
Keila 12/01/2012minha estante
Começou muito bem Carla, esse é meu livro favorito do Sidney Sheldon e com certeza é toda uma experiência, como todas as histórias dele diga-se de passagem.


Semiramis 12/01/2012minha estante
Amiga, ele é viciante, um espetáculo!!! Não tenho palavras pra descrever os livros dele, são poucos os autores masculinos que gosto, aliás, acho que só dele mesmo,kkkkk
Esse tb é meu favorito, se puder, leia tb "As Areias do Tempo", ai, ai... E nada como "A Ira dos Anjos" pra arrematar,kkkk

bjos


CarlaC 12/01/2012minha estante
Não sei se vou conseguir lê-los ainda esse ano, mas vou colocar na fila, Semi. Obrigada! Quem me recomendou esse livro foi uma amiga querida e ela acertou em cheio na dica. Bjs!


Jennifer Castro 23/01/2012minha estante
Esse também é o primeiro livro do Sidney que eu leio, e também amei, a leitura é realmente viciante! :D




N. 26/06/2015

Como escrever um livro de suspense?
Sheldon nos dá algumas dicas...
Comece bolando uma trama genial, que deixará quem ler com, no mínimo, o queixo caído. Escreva de forma a não deixar seu leitor largar seu livro, aonde quer que ele for: na faculdade, na agência bancária, na praça e, principalmente, na cama, antes de dormir.
Já que é suspense, deixe seu leitor com “medo” de continuar a história; afinal, as coisas se encaminham justamente para acontecer como ele não queria que acontecessem. Não faça seu leitor desistir da história; isso não é suspense: é sinônimo de uma história ruim e descativante.
Seu leitor gosta de ser surpreendido. O presenteie com reviravoltas inpensáveis e espantosas na sua história, sem perder, é claro, a lógica dos fatos. Termine fantasticamente.
Sheldon conseguiu isso e um pouco mais, nos contando o drama e as espertezas de Tracey, em "Se houver amanhã". É o primeiro livro que leio dele, mas foi o suficiente para lhe render mais um admirador. Notáveis sãos aqueles que conseguem tal feito com apenas um livro...
Juliano 02/07/2015minha estante
Uau, que resenha! Me deu vontade de ler também :)


N. 02/07/2015minha estante
Não vai te arrepender, garanto! O livro é demais! ;)


Juliano 02/07/2015minha estante
Então me empresta aí hahah


N. 03/07/2015minha estante
Haha' claro! Chega ai! kkkk


Júnior Stornelli 13/08/2015minha estante
Esse livro é incrível. Sidney Sheldon manda muito bem! O Reverso da medalha é ainda melhor, na minha opinião. :)




Karla 30/12/2012

Excelente
Certamente um dos livros mais perspicazes que Sidney Sheldon já escreveu.
comentários(0)comente



Mone 01/07/2010

Este é simplesmente fantáaaaaaaaastico... Um dos melhores!
É similar ao filme "O conde Monte Cristo"´.
Tracy Whitney bobinha, se ferra completamente. Come "o pão que o diabo amassou", mas depois... Ela se torna "A" mulher.
Não sou muito de reler livros, mas este foi um dos raros que fiz isto, para reviver as emoções da reviravolta. Muito bom!
Virei fã da esperteza e dos golpes extremamente meticulosos aplicados por Tracy. Fora isto tem a "pareia" dela Jeff Stevens... Nooooossa. E o policial esquisito que vive perseguindo-a.
Este livro merecia um filme!
Mt bom meeeeeeeeeesmo!
Thaciane :* 05/01/2011minha estante
Esee é um dos melhores. Para mim Tracy é a personagem mais marcante do Sheldon. Perfeito!




Leitor Cabuloso 23/03/2013

http://leitorcabuloso.com.br/2013/03/resenha-se-houver-amanha-onde-o-autor-muda-de-ideia-no-meio-do-livro/
Conforme prometido, li o outro livro do Sidney Sheldon e posso dizer que gostei mais desse do que do anterior =D

Conhecemos Tracy Whitney, uma mulher grávida de poucos meses de um homem rico e poderoso do qual está noiva. Ela possui um bom emprego que promete uma ótima promoção após o casamento. Como podemos ver, é uma mulher muito feliz com um grande futuro pela frente. Até que ela recebe uma ligação dizendo que sua mãe está morta. A mãe de Tracy cometeu suicídio, o que de início ela duvida, já que a mãe era uma mulher forte e feliz. Porém ao ficar sabendo de toda a situação: que sua mãe perdera todo o dinheiro ao fazer negócios com um homem poderoso, envolvido com a máfia, Tracy passa da tristeza para o ódio. Ela quer que esse homem, Joe Romano, pague pelo que fez com a sua mãe.
if-tomorrow-comes-sidney-sheldon

E agora o motivo que me fez odiar Tracy no ínicio desse livro: Ela decide ir a casa de Romano com uma arma – ela nunca havia pegado em uma até essa ocasião – para fazê-lo confessar e assim entregá-lo para a polícia. Brilhante idéia, não é? Claro que vai dar certo. Só que infelizmente o plano infalível de Tracy para derrotar o braço direito do homem que comanda a cidade, não funciona como ela gostaria. Ele tenta estuprá-la, ela atira nele e foge, mas não por muito tempo. Tracy é presa e condenada a 15 anos por tentativa de assassinato. O que, vamos combinar, foi merecido depois de tanta burrice.

O cenário então muda para uma penitenciária feminina e vemos os horrores que aguardam Tracy: o local sujo, a comida péssima, as homossexuais que ficam de olho nela desde que entra. Ela sofre muito no início, mas depois se torna forte com o pensamento de que tem de fugir para se vingar de todas as pessoas que a colocaram ali, que a deixaram para morrer naquele lugar.

Aqui Tracy deixa de ser uma menina inocente e fica mais esperta. E acompanhamos ela em seu plano de fuga e vingança.

Nesse ponto pensei que seria um livro a la Conde de Monte Cristo onde Tracy irá se vingar de todos que a colocaram na prisão. Bem, isso acontece, mas o livro não acaba aí! O rumo aqui muda totalmente e vemos Tracy em uma nova vida, totalmente diferente do que era. Muitas vezes, nessa segunda parte do livro, era difícil imaginar que as cenas na prisão faziam parte da mesma história. Eu sinceramente gostei mais da segunda parte, já que Tracy é mais solta e esperta. Porém a primeira parte foi bem difícil de passar e certa hora tive de me segurar para não abandonar o livro. Sidney Sheldon pelo jeito gosta muito de ter mulheres como protagonistas de suas histórias, mas infelizmente ele pensa que todas são idiotas.

Por esse motivo o livro leva quatro selos cabulosos. Eu não pretendo ler mais nada de Sidney Sheldon. Tive minha curiosidade sanada e dois livros são o suficiente. Saliento que não é um autor ruim. Acredito que para quem está iniciando no mundo da leitura, ele seja perfeito pela rapidez e pela simplicidade.
comentários(0)comente



258 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |