Aqueles que abandonam Omelas

Aqueles que abandonam Omelas Ursula K. Le Guin




Resenhas - Aqeuels que abandonam Omelas


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Denise 30/03/2020

Extremamente desconfortável, magistralmente escrito.
comentários(0)comente



Flavia Sena 31/03/2020

Que tapa na cara... Os parágrafos longos não me agradam muito, mas o que importa aqui é a ideia, simples e ao mesmo tempo genial. Muito interessante ver que não há preocupação em ser preciso pra descrever a cidade em si, o que importa é a criança que está lá trancada.
comentários(0)comente



Aninha de Tróia 20/02/2020

Enrolei meses pq sabia que esse conto ia quebrar meu coração. Agora estou aqui catando os caquinhos. Te amo, Úrsula.
comentários(0)comente



Lucas Furlan - Valeu, Gutenberg! 11/01/2020

Desconfortável, mas indispensável
Ursula K. Le Guin nos apresenta a utópica cidade de Omelas, um local de paz e muita liberdade, onde está sendo realizado um Festival de Verão. Lá não existem armas, políticos, policiais e nem líderes religiosos. Também não acontecem crimes, pois a população é feliz vivendo apenas com o necessário. O uso de roupas não é obrigatório e o sexo é livre.

Até a metade do conto, Omelas é descrita como uma cidade leve, feliz e radiante, mas então entram em cena a genialidade e os questionamentos sociais e filosóficos de Le Guin. Isso porque descobrimos que a harmonia dessa cidade só existe graças a um acordo cruel e permanente. Não posso contar o que é para não tirar o impacto da sua leitura.

Em "Aqueles que abandonam Omelas", Ursula K. Le Guin aborda temas como empatia e egoísmo, e as questões que ela propõe refletem nossa vida em sociedade. Afinal, quantas pessoas prejudicam outras para alcançar o sucesso profissional? Quantos indivíduos fazem questão de levar vantagem em tudo? Quantos apresentam um ar de bondade e felicidade, mas guardam segredos sombrios por dentro? Quantos acreditam que devem desprezar uma minoria, para, supostamente, satisfazer a maioria?

Mas não se trata apenas de apontar o dedo para os outros. A obra também pergunta: quanto VOCÊ estaria disposto a abrir mão de alguma conquista, se soubesse que ela está manchada por dor, mentiras e sofrimento?

Com pouquíssimas páginas, "Aqueles que abandonam Omelas" é um texto que faz pensar bastante. É um conto desconfortável, mas indispensável.

site: https://valeugutenberg.wordpress.com/2020/01/10/resenha-aqueles-que-abandonam-omelas/
comentários(0)comente



Mirella | @booksaquarius 05/07/2020

ainda me pego pensando nele;
fazem 7 meses que eu li esse conto e confesso que ainda penso nesse regularmente, acho que nunca algo me fez refletir tanto na minha vida, um conto de te faz sentir tanto desconforto, mas é tão bem escrito que sei lá, queria ter uma mente igual a da ursula para conseguir pensar nisso!!!!
comentários(0)comente



RUDY 27/02/2020

ANÁLISE CRÍTICA E DA AUTORA
Tive acesso a esse conto através do Projeto Cápsula da Editora Morro Branco, que traz alguns contos de alguns autores famosos. Acho um projeto sensacional, porque proporciona boa leitura para quem não tem acesso a livros e/ou para poder ter uma noção da escrita dos autores. Quem tiver interesse, basta acessar o link:
O conto apesar de curto, traz um início bem ficcional mesmo, onde um local tudo é perfeito, as pessoas são livres, sem governantes para mandar ou dominar, onde se tem todo luxo e conforto e toda felicidade necessária.
Na metade do conto acabamos entendendo porque tudo isso é possível... Bem como percebemos o potencial da autora em mostrar as questões sociais e filosóficas, e, que mostra toda uma reflexão e questionamentos interiores para pensarmos sobre a felicidade.
Conto muito bem escrito e que recomendo para quem gosta do estilo.

site: https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2020/02/resenha-12-aqueles-que-abandonam-omelas.html
Laine 13/04/2020minha estante
Oi Rudy. Eu li esse conto tem uns 3 anos, eu acho. Me lembro que amei. Tive vontade agora de reler.




Evvy 12/04/2020

Para se refletir
Tão curto, mas tão complexo. Esse conto pode ser interpretado de várias maneiras e é perfeito para ser discutido. Já posso até sentir meu cérebro trabalhando nos milhares de significados de tudo que foi apresentado. Um trabalho atemporal que com certeza virará referência para as minhas discussões futuras.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Henrique 04/06/2020

Reflexivo
Trata-se de um curto conto apresentando a cidade idílica de Omelas e o segredo que a caracteriza de tal forma. A autora não entra em muitos detalhes a respeito da sociedade apresentada e, provavelmente por isso, deixa a cargo do leitor construir o cenário apresentado nesse conto.

site: https://view.joomag.com/projeto-c%C3%A1psula-aqueles-que-abandonam-omelas-ursula-k-le-guin/0854407001576612624?short&
comentários(0)comente



Thais 11/01/2020

AQUELES QUE ABANDONAM OMELAS | URSULA K. LE GUIN

Poucas palavras e um grande ensinamento.
Esse conto foi publicado pela editora Morro Branco e faz parte dos livros do Projeto Cápsula, que é uma plataforma de contos (que achei super interessante, por sinal) onde são disponibilizados de forma gratuita.

O conto fala sobre Omelas, uma cidade onde a felicidade das pessoas depende da infelicidade de uma criança, presa e sozinha, sem nem uma palavra de consolo.

A princípio, li o conto sem saber sobre o que era, e enquanto estava lendo, fiquei um pouco perdida por isso, mas ao chegar ao final finalmente consegui entender do que se tratava e a mensagem que esse pequeno conto queria me trazer.
É possível ser feliz a base da infelicidade de outro? Podemos viver consigo mesmo assim? São essas as reflexões que esse conto traz e, por mais que conto não seja um gênero que eu leia e goste, esse realmente gostei.

"A alegria construída sobre o massacre bem sucedido não é o tipo correto de alegria, não basta, e temerosa e é trivial."
comentários(0)comente



Mirele 24/04/2020

Uma Ursula K. Le Guin diferente
Eu estava acostumada com a Ursula direta dos Contos de Terramar. Ver ela demorando mais nas descrições, desenvolvendo melhor o senário e as ideias foi uma grata surpresa. Acho que ela se encontra bem mais na Ficção Científica, no fim. Não que ela não fique muito bem na fantasia também.
comentários(0)comente



Leonardo 16/06/2020

Qual o preço da felicidade?
Apesar de não concordar com o sentido utópico de felicidade descrito em Omelas, o contraponto é impressionante e ao mesmo tempo desconfortável. É para mexer com nossas mentes e convicções. Vale os questionamentos e as reflexões levantadas.
comentários(0)comente



Beatriz 13/07/2020

Mais uma releitura, e o conto cresce cada vez mais. Ele pode parece exageradamente descritivo no inicio, mas todo o ambiente é justificável quando se abrem as portas esquecidas de Omelas.
comentários(0)comente



13 encontrados | exibindo 1 a 13