Jogos Vorazes

Jogos Vorazes Suzanne Collins




Resenhas - Jogos Vorazes


1696 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Euzinhi 17/12/2017

Sobre a trama
Nesta, relata sobre um país divido em 12 distritos, e uma capital onde se encontra a burguesia, tendo o total controle dos distritos que se encontram neste país. Em épocas passadas, onde se havia um 13° distrito, os outros dozes junto com esse, formaram uma rebelião contra a capital. Tendo perdido essa batalha, a capital decidiu ter como memorial aos que se cederam nesta rebelião, uma comemoração anual nominada como Jogo Vorazes, onde cada distrito deve oferecer como tributo à carnificina, um homem e uma mulher para lutarem uns com os outros até a morte, até que reste somente um. O vencedor ganha fama e oferendas á seu distrito. Um ótimo livro pra quem gosta de ação, drama e um pouco de romance!
comentários(0)comente



João Luiz 17/12/2017

Um país dividido em 12 distritos, cada distrito tem que mandar duas pessoas para competir nos Jogos Vorazes, uma competição onde só se tem uma escolha, matar seus oponentes. Muito bom livro, a leitura flui. Eletrizante do início ao fim, cheio de reviravoltas. Vale muito a pena!
comentários(0)comente



Rebeca.Folgueira 15/12/2017

Jogos
Katniss Everdeen é uma das personagens que se enquadram no tema. Primeiramente ela se arriscava diariamente para por comida a mesa, ela se voluntariou para que sua irmã vivesse, ela deu um funeral digno a uma das vítimas dos jogos.

Mesmo sem querer ela iniciou uma revolução. Como não amar esse mulher que colocou o bem estar de todos acima do dela?

Resenha: Jogos Vorazes| Suzanne Collins| @editorarocco.

Katniss Everdeen é uma das poucas habitantes do Distrito 12, ela passa seus dias caçando ilegalmente nas matas e vendendo o que consegue para compram mantimentos. Todo os anos há uma "Colheita" onde os um menino e uma menina numa faixa etária predeterminada eram sorteados para participarem dos Jogos Vorazes.

Como todos os anos Katniss colocava o máximo de vezes o seu nome no pote, quanto mais vezes colocava, mais comida extra ganhava ela não permitiu que sua irmã, Prim fizesse o mesmo.

Por um golpe do destino Prin é sorteada e Katniss a fim de proteger sua irmã, se voluntariou em seu lugar. Ao menos ela sabia usar um arco e flecha, como se camuflar e se guiar em mata fechada, ela possuía uma maior chance de sobrevivência.

Peeta, o filho do padeiro também é escolhidos e não a ninguém que o defenda. Katniss possui uma gratidão por ele, por mas que isso só venha a ser revelado posteriormente.

Katniss é fechada e isolada, só quer sobreviver ao jogos o máximo possível. Com as regras são manipuladas pelo criador do jogo, torna - se imprevisível o que vai acontecer em seguida. Os criadores percebem a postura dela e fazem com que ela e Peeta se unam forçosamente.

O plano bolado por seus tutores entram em prática, contra a vontade de Katniss eles começam a forjar um romance.

Um livro tenso, que nos ambienta em um cenário pós guerra, que mesmo se recostruindo da pior forma, tende a manter os horrores na guerra sempre a mostra e da pior forma possível.

Como sempre, acho interessante essas distopias, principalmente em um mundo pos guerra. O que mais gosto de ver são essa criações de governo e essa é uma das que mais odeio

site: https://www.instagram.com/capadurabooks
comentários(0)comente



Pedro.Henrique 08/12/2017

"Bons jogos e que a sorte esteja sempre ao seu favor"
É certamente um dos melhores livros que já li na minha vida, com uma história que prende totalmente sua atenção, é realmente excitante. Jogos Vorazes é o primeiro livro de uma trilogia maravilhosa, eu recomendo de coração para as pessoas que não leram, vocês vão amar.
comentários(0)comente



marcelgianni 06/12/2017

Blog de resenhas

site: https://idaselidas.wordpress.com/
comentários(0)comente



infinitivo 04/12/2017

Curta Resenha [infinitivo]
O que posso dizer, além de, a melhor distopia?
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 28/11/2017

Jogos Vorazes - Suzanne Collins
O livro Jogos Vorazes, primeiro volume da trilogia homônima de Suzanne Collins, nos traz uma distopia interessante e repleta de conflitos e adrenalina. Com personagens fortes e valentes e um sistema político que subjuga o seu povo, a trama criada por Suzanne Collins conseguiu despertar minha atenção logo de início, além de me deixar extremamente ansiosa por sua sequência.

Após o fim da América do Norte, surge uma nova nação chamada Panem. Formada por doze distritos, ela é comandada por pulsos de ferro pela Capital, que faz cumprir suas severas ordens sobre a população, custe o que custar. Uma das formas de mostrar domínio sobre o povo sofrido e carente é com os Jogos Vorazes, uma espécie de competição sanguinária transmitida anualmente pela televisão - tal como um reality show -, em que são escolhidos um casal de cada distrito e onde todos os participantes devem lutar ferozmente até que apenas um deles escape com vida e se sagre o vencedor.

Para salvar sua irmã caçula, Prim, da competição, Katniss se voluntaria como tributo dos Jogos Vorazes. Vinda do empobrecido Distrito 12, ela sabe como ninguém sobreviver e se sobressair de um ambiente hostil e de poucos recursos. O filho do padeiro, Peeta, também foi um dos sorteados para integrar os Jogos Vorazes e a garota possui uma certa dívida com o rapaz, após ele ter auxiliado ela e sua família no passado. Caso vença, ela terá fama, fortuna e prestígio, porém, caso perca, pagará por esse ato com sua própria morte. Entretanto, para vencer a competição, muitas qualidades são necessárias e os Jogos Vorazes requer de seus participantes muito mais do que habilidade. Resta saber até onde Katniss será capaz de ir para conseguir vencer a competição e se manter viva...

Jogos Vorazes se tornou um best-seller ao redor do mundo e inclusive ganhou uma franquia de filmes ao seu respeito e, mesmo que de forma involuntária, se tornou uma figurinha carimbada na blogosfera literária, o que permite com que eu não me estenda tanto na história. A trama gira em torno de uma competição sanguinária entre jovens de todos os doze distritos de Panem e no qual apenas um deles se tornará o vencedor. Para alcançar a vitória, é necessário muito mais do que força física, audácia, expertise e habilidade: é imprescindível ter inteligência e saber estudar e antecipar os passos de cada um de seus oponentes. Com personagens fortes, resistentes e testados ao seu limite máximo, a distopia de Suzanne Collins nos apresenta um regime de governo autoritário e praticamente inquisidor, capaz de todos os artifícios e algozes para manter o destino da população em suas mãos. Narrado em primeira pessoa por Katniss de uma forma bem fluente e íntima, a leitura se mostrou proveitosa, interessante e repleta de adrenalina.

Katniss é uma personagem forte, destemida e de uma agilidade descomunal. Mesmo portando estatura mediana e pesando poucos quilos, a garota se mostra uma oponente mais letal na arena do que muitos gigantes dotados de músculos, graças à sua perspicácia e inteligência. Os anos que passou caçando na floresta ao lado do melhor amigo, Gale, para sustentar a si própria e sua família, a transformaram em uma guerreira volátil, observadora e certeira. Mesmo sendo implacável quando necessário, ela é dona de um grande e generoso coração, tanto que se voluntariou no lugar da irmã para poupá-la dos Jogos Vorazes, além de nos mostrar momentos memoráveis ao lado da pequena Rue - uma das participantes mais carismáticas e espertas da competição. Me afeiçoei com a personagem e admirei bastante sua linha de raciocínio e determinação.

Peeta se mostrou uma verdadeira incógnita no livro e foi bem gratificante acompanhar o deslanchar do personagem na trama. Em vista de Katniss, ele age envolto por uma bruma de sombras, mas acaba mostrando todo o seu valor e potencial nos momentos oportunos. Há ocasiões em que não sabemos em qual time ele realmente está jogando, devido ao tom de mistério que o circunda, mas com o passar do tempo ele acabou me surpreendendo positivamente.

Resumidamente, Jogos Vorazes é uma distopia singular, bem arquitetada e dotada de adrenalina e ação. Apreciei bastante a história criada por Suzanne Collins e achei que a autora foi muito feliz em compor sua trama, bem como ao criar o regime de governo abusivo e intolerável que impera no enredo e a caracterização psicológica e humanitária dos personagens em si. Em 2012, foi feita uma adaptação cinematográfica do livro que foi bem aclamada pela crítica e que conta no elenco com Jennifer Lawnrence, Josh Hutcherson e Liam Hemsworth. O filme foi bem fiel ao enredo de Jogos Vorazes e os atores deram um show de interpretação, especialmente Jennifer Lawrence. A capa do livro é simples e nos traz a gravura de um tordo acompanhado por uma flecha - o arco e a flecha é uma das principais armas da Katniss na história - e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

site: http://www.newsnessa.com/2017/11/resenha-jogos-vorazes-suzanne-collins.html?m=1
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nara 06/11/2017

Os jogos continuam...
Após fazer minha releitura de "Jogos Vorazes", lembrei do motivo de ter me apaixonado por essa estória da primeira vez que li. O universo construído por Collins é muito bem costurado e os personagens são de uma profundidade absurda, muito acima da média para livros voltados para o público jovem. Apesar de amar a estória eu tinha uma certa antipatia por Katniss (uma relação amor/ódio), mas passei a gostar dela e a entendê-la muito mais após essa segunda leitura mais atenta. Descobri várias coisas que me passaram desapercebidas, como a relação dela com Peeta, por exemplo. Muita gente diz que ela não gostava de Peeta, mas isso não é verdade. Se você olhar com atenção, sempre foi ele e foi por ele que Katniss fez muita coisa. Descobri que Katniss não é uma narradora confiável, quando ela se engana, ela engana a gente junto. Redescobri Haymitch e Cinna como personagens incríveis e também passei a gostar mais deles nessa releitura. E Peeta, o que dizer de Peeta? Peeta é o que eu classifico como "tudo que vou passar minha vida inteira não tendo", é o melhor personagem da vida e eu o amo ainda mais do que da primeira vez que li. A crueldade da Capital e dos jogos continuou me chocando, e também é interessante como Collins expõe questões sociais tão profundas, até mesmo de organização de sociedade pelas reflexões de uma adolescente. com certeza, um livro que irei ler e reler por muito tempo.
comentários(0)comente



Juh 22/10/2017

Relendo pela milésima vez
Meu amor em forma de livro! Há alguns anos atrás julguei mal o trailer do filme, achando que não seria bom, e pra minha surpresa foi ótima, descobri os livros depois e foi impossível não cair de amor pela história e pelos personagens. A trama tem mensagens importantes, os personagens são bem construídos na minha opinião e há tantas cenas que te deixam sem fôlego (mesmo relendo diversas vezes), não tem como não se envolver. Você se pega colocando-se no lugar da Katniss em vários momentos, é extremamente bom! Minha trilogia favorita, com certeza. Gosto bastante dos filmes também.
E só pra acrescentar: eu definitivamente não sobreviveria aos jogos kkk.
comentários(0)comente



Dayanne 27/09/2017

Minha distopia preferida
Jogos vorazes ganhou meu coração e minha mente.
Apesar de muita gente achar que Legend é melhor que THG, eu ainda prefiro Jogos Vorazes. Katniss me influenciou muito em ser uma pessoa forte, determinada a proteger aqueles que amo, a tomar a frente quando outros não fazem, a ser corajosa pelos motivos certos.
comentários(0)comente



Nanda 24/09/2017

Jogos Vorazes
Eu gostei muito, bem narrado, uma história que faz você pensar, comecei a ler por causa dos filmes
Era completamente fã dessa saga
Porém eu não li os outros dois livros pelo fato de que Suzane enrola demais na sua escrita e ela coloca coisas desnecessárias no livro.
comentários(0)comente



Maria Fernanda Carletto 18/09/2017

Rezenha do livro: Jogos Vorazes
"Primrose Everdeen" , a frase que mudou para sempre a vida da jovem Katniss Everdeen, foi quando a historia realmente começou.

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte.
Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre.
Esse foi um dos melhores livro que já li, foi muito bem escrito com uma historia incrível e bem relatada, principalmente porque se trata de uma sociedade distopica. Se você interpretar a historia, saberá que é isso que acontesse na nossa sociedade hoje em dia, na qual nós somos a capital. Ao terminar essa leitura fiquei ansiosa para a continuação. Recomendo essa leitura.

Titulo original: The Hunger Games
Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco
comentários(0)comente



Sarah 06/09/2017

A origem do Tordo
Em um mundo distópico onde as pessoas foram divididas em Distritos conforme suas funções na sociedade, Katniss Everdeen, do Distrito 12, assiste aterrorizada a sua irmã andar lentamente até o palco da Colheita, evento anual que sorteia o nome de uma menina e um menino para participar dos Jogos Vorazes, esses que selecionam uma dupla de cada distrito para lutarem até a morte em uma arena personalizada até que reste um vencedor. Tal atrocidade oferecida pelo governo, sediado na Capital, é um lembrete de que não serão toleradas rebeliões sobre esse terrível sistema que garante luxúria à Capital e extrema pobreza ao Distrito 12. Katniss toma, então, a decisão de se voluntariar, salvando sua irmã da possível morte, e é a partir dessa edição dos Jogos que ela mudará o curso da história dos 12 Distritos, tornando-se um exemplo de esperança. Tornando-se o Tordo.
Toda a trilogia Jogos Vorazes é excelente, assim como os filmes ( que milagre!!). Amei ler todos e super recomendo pra quem ama uma distopia.
comentários(0)comente



Raíra 04/09/2017

Simplesmente perfeito
No futuro, uma nova nação surge chamada Panem. O país é formado por 12 distritos e a Capital comanda tudo com mãos de ferro. Ela demonstra seu poder sobre o país através dos jogos vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela TV, onde uma garota e um garoto de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte.
Katniss é do distrito mais pobre, o 12, e sempre lutou para viver nesse ambiente hostil. Quando sua irmã mais nova é selecionada, Katniss se voluntaria para ir em seu lugar. Junto com ela, um garoto chamado Peeta - que ajudou sua família no passado - é selecionado. Quem ganha, tem fama e fortuna, e todos os distritos mais ricos se interessam por isso. Os distritos mais pobres sempre vêem seus participantes terem um fim próximo.
Este livro é excepcional, pois mistura uma ácida crítica a sociedade, páginas de ação e aventura de tirar o fôlego e ainda coloca uma bonita história de romance como eu nunca imaginei ver.
Recomendo essa experiência a todos.
comentários(0)comente



1696 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |