Fim de Verão

Fim de Verão Joyce Maynard




Resenhas - Fim de Verão


6 encontrados | exibindo 1 a 6


SilvanaaBastos 06/08/2019

Final bonitinho mas não teria coragem de ler novamente
O livro é bem rico em detalhes mas não me envolveu em nenhum momento. Na minha opinião a história é legal, mas faltou emoção. Gostei bastante em relação ao desenvolvimento do adolescente. Relatou de forma bem abrangente esse processo de amadurecimento. É um livro legal mas depende muito em que momento você está fazendo essa leitura. Nao é uma história longa mas em certos momentos se tornou cansativa.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
SilvanaaBastos 06/08/2019minha estante
Realmente é um dos filmes da sessão da tarde da Globo kkk Refém da Paixão


Carol Ribeiro @carolcombina 06/08/2019minha estante
Nunca imaginei... Kkkk valeu pela informação!! ;)




LissBella 26/01/2011

“É como a vida: às vezes os detalhes acabam sendo as coisas mais importantes”.

Adrianalive e Maninha Bloom foram perfeitas em seus comentários... Como pude pensar em não lê-lo? É a prova de que um livro não se escolhe pela capa...

O livro conta a historio do menino de 13 anos. Henry é um garoto solitário, que vive com a mãe, Adele, depressiva desde a separação. Eles raramente saem de casa e não possuem amigos.

Até que o destino coloca em seus caminhos Frank, um presidiário, em fuga da cadeia. Mas Frank tem uma história que vai nos surpreender... e mais...

Frank tem uma grande história, uma história que mudará a vida de Henry e Adele para toda vida.

Henry é um menino fantástico e nos trás pensamentos e ensinamentos preciosos:

“Eu podia sentir a sua solidão e a sua carência antes mesmo de saber o nome para esses sentimentos... Eu concluí que não foi a perda do meu pai que partiu o coração da minha mãe... foi a perda do amor. O que ela amara fora o próprio amar”.

“Havia tanto para lembrar que às vezes a melhor coisa a fazer era esquecer”.

“Minha mãe virou-se e olhou para mim... Foi então que entendi que um soco na cara não era a única maneira de derrubar uma pessoa”.

“A melhor droga que existe, acabei entendendo, é o amor. Amor raro, para o qual não se encontra explicação”.
Adriana 11/11/2013minha estante
Liss Bella estou procurando esse livro...você leu em ebook? obrigada...


LissBella 12/11/2013minha estante
Adriana eu tinha o livro. Infelizmente não o tenho mais.


Taty 10/08/2018minha estante
Meninas,este livro está sendo vendido nas Americanas.com á R$ 2,99,promoção de aniversário da loja! Eu comprei um exemplar pois amei o filme!!
Espero ter ajudado!Bjs!!




Raquel 30/12/2010

A vida pelos olhos de um menino de 13 anos...
Saber o que se passa na cabeça de um garoto de 13 anos era tudo que eu sempre quis saber quando tinha a mesma idade. Separações, mudanças no corpo, e pensamentos a milhão igual aos batimentos cardíacos quando encontrava alguma menina da sala.
Fim de férias de verão e recomeço de aula, a possibilidade de voltar das férias sem nada para contar de novo, mas de repente tudo muda. E essa história é contada por um garoto de 13 anos.
Ele narra o final de seu verão e sutilmente nos detalha como uma pessoa pode mudar a vida de outras com simples atitudes.
Uma delícia de livro.
comentários(0)comente



Adrianalive 15/09/2010

Quando terminei de ler esse livro, o que me veio à cabeça foi:" -Como pude ter pensado em abandonálo?"
Lindo, intimista, surpreendente e muito emocionante.
Já conhecia a autora Joyce Maynard de sua autobiografia "Abandonada no campo de centeio" mas nunca tinha lido nenhum outro livro seu. Esperava que fosse uma obra lúgubre, depressiva e embora trate de temas tão delicados, a obra se torna densa mas não triste.
Quem leu "Abandonada no campo de centeio" vai reconhecer em algumas situações e personagens passagens da vida da própria Joyce.
Recomendo, adorei!
Final lindo!!
MANINHA BLOOM 03/10/2010minha estante
O mesmo pensamento tive: "Como pude me negar a lê-lo quando a Nana me ofereceu?"..Lindo demais!




Nana 05/09/2010

Inesquecível!!!
Iniciei esta leitura sem muitas expectativas achando que seria só mais um, mas tive uma agradável surpresa.
Posso dizer que a estória é bem mais do que a sinopse informa. Raras vezes um livro com tão poucas páginas, conseguiu me passar tanta realidade nos sentimentos dos personagens.
O livro é narrado por Henry, um garoto de 13 anos que leva uma vida solitária com sua mãe Adele, e pouco saem de casa.
Os personagens são muito reais, dando ao leitor a sensação de conhecê-los.
Ao longo da narração, me encantei com Henry sempre cheio de dúvidas, inseguranças, preocupação com a mãe e suas fantasias com as meninas.
Sofri junto com Adele a sua solidão, suas perdas e medos. E torci muito por um final feliz para Frank, um ex-presidiário, futigivo da cadeia que viveu vários anos preso injustamente.
Não gosto e nem pretendo influenciar ninguém com minha opinião, pois afinal de contas, gosto é muito pessoal e o que me emociona e me sensibiliza, pode não fazer a menor diferença para outra pessoa. Tudo depende do momento de cada um e da sua história de vida.
Enfim, me apaixonei pelo livro e com certeza ele terá um lugar especial em minhas lembranças.
Ãgatha 20/07/2012minha estante
O livro também me surpreendeu e consegui entender tudo o que você disse, já que vivi isso ao ler o livro. Ótimo para poucas páginas. Recomendo. :)




6 encontrados | exibindo 1 a 6