O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa C. S. Lewis




Resenhas - As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa


112 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ca 19/10/2019

|AMOR POR ESSE LIVRO|
Em 16 de Outubro de 1950, Lewis publicava a obra-prima " O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa". Escrito em meados de 1940, é considerado para alguns o início de todas as crônicas de Nárnia. Nele somos apresentados as primeiras aventuras dos irmãos Pevensie. Na minha opinião esse é um dos livros, entre os sete, que tem mais paralelos cristãos. ?????
comentários(0)comente



Liv 07/10/2009

Sinceramente, achei esse livro bastante infaltil. Não sei se algum dia vou conseguir terminar de ler, mas pra quem tá começando a entrar no maravilhoso mundo da literatura eu recomendo! Adoro o filme, mas o livro sinceramente não conseguiu me prender.
comentários(0)comente



Jao 14/05/2019

o Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa- Obra Prima?
Não dá em ipotese alguma para não chamar o Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa de uma obra prima, ficando sempre no topo como um dos livros mais importantes de todos os tempos, porém eu mesmo tive alguns problemas com o livro, talvez pelo fato de ele ter uma escrita única q de certa forma é uma escrita mais arcaica, e isso resultou em q em algumas partes o livro caminhasse mas eu n conseguia acompanhar o seu ritmo, porém é um ótimo livro, q nós apresenta um mundo rico em detalhes, um mundo divertido e que nós faz ter vontade de ir lá, sem contar os personagens que são extremamente carismáticos. Então a pergunta é, o Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa é uma obra prima? E a resposta é sim, é claro q é uma obra prima, porém leitores como eu q estão acostumados com o ritmo de livros de fantasia mais atuais, talvez se perdam em algumas partes devido ao tom mais detalhado e lento desse livro, porém com toda a certeza é um livro q merece ser lido.
comentários(0)comente



Eve Barcelos 10/02/2012

Lúcia, Suzana, Edmundo e Pedro. Quatro irmãos, fugindo da guerra, são levados a casa de um estranho e velho professor. Logo eles resolvem explorar a enorme casa e encontram várias salas com armaduras, livros e uma apenas com um grande guar-roupa. Nenhum deles se interessa a não ser Lúcia, a caçula. Com grande curiosidade ela entra no guarda-roupa, que está repleto de casacos de pele, e andando mais para o fundo dele ela se depara com árvores! Sim, árvores e neve. Nesse momento ela percebe que está em um bosque e é aí que tudo começa.
No início os irmão não acreditam na garotinha, mas um tempo depois todos acabam chegando a Nárnia. Aquele mesmo local que nasceu no 1º livro da série, só que bem diferente.

Gostei do livro, porém como já vi o filme, fiquei meio presa a algumas cenas dele. Tanto que vi mais diferenças do que eu esperava, entre o livro e o filme, mas isso é normal. Nunca é totalmente igual, o que é uma pena pois o livro é sempre melhor. (Minha opinião)
Como já havia dito na resenha do 1º livro, o autor tem uma forma muito interessante de escrever e contar a história. Uma coisa que eu aprendi com ele (de tanto ele falar) e que todos devem saber é: "(...) seria uma tolice fechar-se dentro de um guarda-roupa." Quem já leu vai entender!

Mais resenhas no Blog > http://pensamentos-em-in-stantes.blogspot.com/
comentários(0)comente



barb ximenes 08/03/2017

Resenha ig @docebiblioteca
"Era uma vez duas meninaa e dois meninos: Susana, Lúcia, Pedro e Edmundo. Esta história nos conta algo que lhes aconteceu durante a guerra, quando tiveram de sair de Londres, por causa dos ataques aéreos. Foram os quatro levados para a casa de um velho professor, em pleno campo, a quinze quilômetros de distância da estrada de ferro e a mais três quilômetros da agência de correios mais próxima."

Logo de cara, Lewis nos apresenta os quatro personagens principais, ditos no quote à cima, estes fugindo dos bombardeios em Londres durante a 2° Guerra Mundial.

Comentei sobre a origem do guarda-roupa na resenha da primeira crônica postada no meu ig, confira na tag #ResenhaDoceBiblioteca e clique na foto "O Sobrinho do Mago".

Logo que Lúcia atravessa o guarda-roupa encontra um lindo fauno que levava uma sombrinha branca. A partir desse contato as coisas começam a andar na história.

"Era um fauno. Quando viu Lúcia, ficou tão espantado que deixou cair os embrulhos.
- Ora bolas! - exclamou o fauno."

O fauno conta tudo sobre Nárnia para Lúcia - o que será útil pois é ela que passará aos seus irmãos os conhecimentos.

"- Infelizmente agora é sempre inverno - acrescentou o fauno, tristemente."

Fiquei cada vez mais apaixonada por Aslam, meu personagem favorito. Um leão que é bravo, guerreiro e nobre. Todas as partes em que esse personagem aparece, o autor fez questão de destacar o temor em que todos sentem em relação a ele, medo e respeito ao mesmo tempo, isso me leva a crer que Lewis faz, no personagem de Aslam, uma referência a Jesus.

"O mal será bem quando Aslam chegar,
Ao seu rugido, a dor fugirá,
Nos seus dentes, o inverno morrerá,
Na sua juba, a flor há de voltar."

Todos os personagens possuem personalidades únicas, Edmundo me fez tirar os cabelos do meu couro cabeludo de tanto que foi insuportável no começo. Socorro! Lúcia é um amor de menina, me apaixonei por ela também, e Pedro e Susana são irmãos responsáveis e quando precisam proteger uns aos outros sempre se colocam na frente. Ah, já disse que Aslam é incrível?

mais resenhas aqui: https://www.instagram.com/docebiblioteca/
comentários(0)comente



Aster Verbatim 08/11/2015

resenha
LEWIS, C.S., E. As Crônicas de Nárnia. Martins Fontes, 2000. 752 p.
'As Crônicas de Nárnia: O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa' conta a história sobre as aventuras de quatro irmãos na Inglaterra assolada pela Segunda Guerra Mundial, quando eles entram no mundo de Nárnia através de um guarda-roupa mágico, enquanto brincavam de 'esconde-esconde' na casa de campo de um professor idoso. Lá, as crianças descobrem uma terra encantadora e tranquila, porém condenada pela bruxa malvada Jadis a viver num inverno sem fim. Guiadas pelo seu nobre e místico governante, o Deus-leão Aslan, as crianças lutam para anular o poder da bruxa sobre Nárnia numa espetacular batalha final que a libertará do feitiço gelado de Jadis para sempre.
Os irmãos Pevensie: Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia são levados a casa do velho professor Kirke que mora no campo, para se refugiarem dos ataques da Segunda Guerra mundial. A casa é muito grande, e após muitas brincadeiras, Lúcia encontra um guarda-roupa que dá passagem a um outro mundo, chamado Nárnia. O país de Nárnia passa por uma triste fase, pois fora castigado pelo interminável inverno decretado pela Feiticeira Branca, também conhecida como Jadis. Edmundo é o segundo a conhecer o lugar e tem a sorte de ser surpreendido pela própria carrasca. Ludibriado pelas promessas de Jadis, ele finge não acreditar nos relatos de Lúcia ao passo que planeja levar os irmãos até a Feiticeira em troca de poder. Por acaso os irmãos Pedro e Suzana 'embarcam' no guarda-roupa e findam por descobrir que a pequena garota dizia a verdade. Existe mesmo uma passagem que liga os dois mundos. Lá eles ficam sabendo duma profecia narniana.
O livro se passa nos tempos da Segunda Guerra Mundial, onde se refugiam no campo até tudo passar. Os temos bíblicos tratados nesse e também nos outros livros são sutis e muito surpreendente, mas logicamente evidentes para quem conhece um pouco das histórias bíblicas. O livro é excelente, sem palavras para descrever. Não tem como dar detalhes sem dar uma grande spoiler... Para quem já viu o filme tem uma ideia do que será o livro.
Até o próximo.... 

Camila Silva (Aster Verbatim).


site: asterverbatim2015@blogspot.com.br
comentários(0)comente



mateus 11/08/2012

Incrivelmente envolvente, mágico, e muito lindo, leitura leve e uma história que faz paralelos cristãos geniais! Super recomendado para todas as idades...aqueles que leram na adolescência ou na infância, devem ler quando mais velhos, pois entenderão muito mais as mensagens nas entrelinhas.
comentários(0)comente



Gabriel 09/04/2011

As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa
Gostei muito desse livro, pois pude compara-lo com o Novo Testamento.


Entendi que essa historia tem uma relação com a vida de jesus cristo, por isso disse que tem uma ligação com o novo testamento.

Bom, deduzi o seguinte:

Edmundo representa a Humanidade, pois Aslam morre no lugar dele.

Aslam, O Leão, representa Jesus Cristo.

A Feiticeira Branca (Jadis), Representa o diabo.

Nárnia, Reprenta o mundo em que nós vivemos.

O inverno, Representa toda a maldade que há no mundo.

Esses são alguns mistérios de Nárnia que consegui desvendar.
comentários(0)comente



Rafael Paz 25/01/2013

Fantástico e cheio de significado!
Um grande clássico da literatura fantástica infantil, As Crônicas de Nárnia são uma série de livros sobre um universo paralelo, para onde crianças de nosso mundo viajam, vivendo excitantes e divertidas aventuras com anões, fadas, faunos, animais falantes, feiticeiras, gigantes e dragões. Porém, a obra não se resume somente a isto. Em meio a todo este vasto universo mitológico, C. S. Lewis consegue com genialidade permear as histórias com muita sabedoria, filosofia e princípios cristãos, sem parecer chato ou religioso. (...)

Continue lendo:
http://www.heroisemitos.com.br/2013/01/as-cronicas-de-narnia.html
comentários(0)comente



Deborah.Rodrigues 31/07/2019

Nárnia... uma terra congelada, condenada ao inverno perpétuo...um país que anseia pela liberdade. Quatro aventureiros atravessam a porta de um guarda-roupa e entram na terra de Nárnia - um mundo escravizado pelo poder da Feiticeira Branca. Mas, quando quase tudo está perdido, o retorno do Grande Leão, Aslam, assinala uma importante mudança...e um enorme sacrifício.
.
Suzana, Pedro, Edmundo e Lúcia, quatro irmãos que tiveram que sair de Londres por causa da guerra e foram levados para a casa de um velho professor, em pleno campo. As crianças, nas suas andanças e descobertas pela enorme casa do professor, acharam um quarto com um imenso guarda-roupa, que Lúcia, muito curiosa, decidiu se aventurar dentro dele, indo parar em um lugar totalmente diferente do quarto do guarda-roupa. E assim, se inicia uma verdadeira aventura por Nárnia.
.
A crônica de O Leão, a feiticeira e o guarda-roupa trás uma aventura incrível pela cidade de Nárnia, que foi escravizada pelo ganância de uma feiticeira cruel. Suzana, Pedro, Edmundo e Lúcia, no coração dessa terra encantada, lançaram-se na mais excitante e mágica aventura que alguém já escreveu.
.
O meu personagem preferido dessa crônica é o Leão, Aslam, a representação dele tem tanta intensidade e ensinamento que só lendo para poder entender.
.
"- Dizem que Aslam está a caminho, talvez até já tenha chegado', sussurrou o Castor. (...) Ao ouvirem o nome de Aslam, os meninos sentiram que dentro deles algo vibrava intensamente. Para Edmundo, foi uma sensação de horror e mistério. Pedro sentiu-se de repente cheio de coragem. Para Susana foi como se um aroma delicioso ou uma linda ária musical pairasse no ar. E Lúcia sentiu-se como quem acorda na primeira manhã de férias ou no princípio da primavera."
.
Sem sombra de dúvidas essa crônica é uma verdadeira obra prima, escrita com um brilhantismo que ultrapassa gerações e continua transmitindo inúmeras lições e ensinamentos.
.
A história foi escrita em 1950 em outros tempos, outra época, outra mentalidade, mas ainda é possível extrair dessa leitura lições valiosas. Em Nárnia o tempo transcorria de forma totalmente diferente do tempo fora do guarda-roupa. Ela tem um enredo simples, de fácil leitura, mas é repleto de mistérios, suspenses e muita fantasia.
comentários(0)comente



Alex 27/09/2012

Entre o sobrinho do mago e cavalo e seu menino achei esse o livro mais fabulaso e com uma historia super interessante, o autor soube o usar bem os fatos.li cada pagina com muita "sede"
comentários(0)comente



vic 28/12/2011

-
Me surpreendi. A narrativa é tão detalhada que nem se compara ao filme. Recomendo pra quem quer se envolver com um pouco de fantasia, mas sem tornar-se chato, porque dos 3 volumes que li, esse foi o que a leitura fluiu mais naturalmente.
comentários(0)comente



Noronha 04/02/2017

Uma Viagem!
O livro tem um enredo simples, mas repleto de misterio e magia. Você lê e não enjoa, mesmo o livro não tendo grandes momentos de ação. O autor te envolve na história, te faz parecer um membro daquele grupo, daquilo que esta acontecendo. Os personagens são muito bem construidos e você se perde em saber de qual gostar mais. Lendo você se senti um narniano. Eu me via ali, dançando com os faunos, andando com os cavalos falantes, vivendo em paz e em harmonia com a natureza e os animais. Um mundo perfeito, que mesmo tendo maldade, inveja, traição, em uma medida maior, existe o amor, a paz, a alegria, a amizade, e Aslam! Como no livro diz, Nárnia não vive sempre em perigo. São centenas de anos vivendo em paz e harmonia, até algo de ruim realmente acontecer. Adorei a leitura e a indico.
comentários(0)comente



tracie 17/04/2013

As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa - C.S. Lewis
Segunda resenha do desafio As Crônicas de Nárnia, proposto pela Babi Lorentz (http://babilorentz.com/2013/01/desafio-as-cronicas-de-narnia/), que consiste em ler uma crônica por mês e resenhá-la. No mês de março, li e resenhei a primeira crônica, O sobrinho do mago, e agora em abril li a segunda, O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa.
Meu primeiro contato com As Crônicas de Nárnia foi através dessa crônica, que foi a primeira destas a ser adaptada para as telonas e eu, ainda criança na época, nem sabia que tinha livro, mas me apaixonei pelo filme. Aquele mundo fantástico onde Edmundo, Lúcia, Susana e Pedro se aventuraram simplesmente ganhou meu coração. E vale ressaltar que meu pavor de leões se esvaiu de mim após olhar o filme, porque o belíssimo Aslam também me conquistou.
Mas, voltando ao livro, essa é uma das minhas histórias favoritas, por ter sido o meu "caminho de entrada" para Nárnia. Foi o que me fez, alguns anos depois, querer ler o livro. Esta e "O Sobrinho do Mago" são as minhas histórias favoritas, por esses exatos motivos. Quando li pela primeira vez (estou relendo para o desafio), outra história que me encantou foi Príncipe Caspian. Vamos ver se o top 3 se manterá assim quando eu terminar de reler todas as crônicas, haha.
Adorei! Acho que é uma história mágica, e se você está em dúvida sobre ler ou não as crônicas, sugiro que comece por essa. Vai te conquistar, garanto.
comentários(0)comente



112 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8