O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa C. S. Lewis




Resenhas - As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa


112 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8


Luna 05/02/2012

“Mas não tentem seguir o mesmo caminho duas vezes. Na verdade, vocês não devem fazer coisa alguma para voltar à Nárnia. Nárnia acontece. Quando menos esperarem, pode acontecer”.


No segundo volume da ordem cronológica e primeiro da ordem de publicação, O leão, a Feiticeira e o Guarda Roupa dá continuação as histórias de Nárnia.

Anos após O Sobrinho do Mago, somos apresentados agora a novos personagens: Pedro, Susana, Edmundo e Lucia Pevensie, quatro irmãos que viviam na Inglaterra durante a I Guerra Mundial, mas por causa dos ataques aéreos foram mandados pela mãe para a casa de um professor, que fica no campo garantindo assim sua segurança.

Leia mais (...)
http://sobreserieselivros.blogspot.com/2012/01/resenha-o-leao-feiticeira-e-o-guarda.html
comentários(0)comente



Paulinha 15/01/2011


Faz um bom tempo que li essa obra magnífica de C.S Lewis (autor irlandês, contemporâneo e amigo do famoso J.R.R Tolkien) pela primeira vez e , desde então, tenho indicado a amigos, além de emprestar um dos meus 2 exemplares a quem quiser...

Esse é o primeiro volume de uma série de 7 livros sobre Nárnia, reino onde ocorrem grandes embates entre o bem o mal. Tudo começa por acaso: quatro crianças (Lúcia, Suzana, Edmundo e Pedro) entram em um guarda roupa na casa de um velho professor e descobrem esse reino fantástico lá no fundo. A partir daí, faunos, centauros, anões e inúmeros animais falantes surgem na trama.

O Bem é encabeçado pelo grande Aslam (um leão) e o Mal pela Feiticeira Branca. Esta tem o poder de transformar os seres vivos em pedras e está obstinada a destruir todos os “filhos de Adão”(meninos) e as “filhas de Eva” (meninas), que encontrar. A trama é permeada por lições de moral, alegorias e é uma aventura para toda a família curtir.

Confira e...não se arrependa!

http://cantinhodaleitura-paulinha.blogspot.com/2009/02/o-leao-feiticeira-e-o-guarda-roupa.html
comentários(0)comente



Marcelo Pedro 08/08/2013

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa
Gostei muito do livro, pois mostra uma ficção se tratando de Nárnia - um mundo paralelo ao nosso, o qual particularmente sou apaixonado - onde quatro irmãos(dois filhos de Adão e duas filhas de Eva, que seria um termo usado para se referir aos humanos) terão de protegê-la, enfrentando a Feiticeira Branca. Sempre apreciei muito o filme e com o livro não foi diferente. Me senti tão bem com a leitura que continuei, e hoje já conclui, toda a série.
comentários(0)comente



C Henrique 10/08/2013

"O Leão, a feiticeira e o guarda-roupa", segundo dos sete volumes de "As crônicas de Nárnia", é uma fábula que pode ser considerada uma alegoria bíblico-cristã infantil. Na história, quatro irmãos, Susana, Lúcia, Pedro e Edmundo, fugindo dos efeitos da guerra, refugiam-se na casa de campo de um professor perto de Londres. Lá descobrem um guarda-roupa mágico feito com a madeira da árvore plantada por Digory, no primeiro volume "O sobrinho do mago", que funciona como um portal entre nosso mundo humano e o mundo de Nárnia, dominado pela Feiticeira Branca, que o mantém num eterno e frio inverno e transforma os seres em estátuas de pedra.

Lucy é a primeira a se transportar para esse outro universo, onde conhece o fauno Sr. Tumnus. Quando retorna nenhum dos irmãos acredita na história, mas logo depois os quatro eventualmente acabam indo parar em Nárnia, e lutam para escapar da feiticeira que tenta capturá-los para impedir o cumprimento de uma profecia. Com a ajuda de um casal de castores, o Sr. e a Sra. Castor, e depois de serem traídos pelo irmão Edmundo, que sob o poder da feiticeira tenta entregar os irmãos a ela, os três conhecem o poderoso e bondoso leão Aslam, que volta para libertar Nárnia do mal, e junto com as crianças tentam vencer a feiticeira e trazer de volta a primavera.

A despeito da intertextualidade com a Bíblia, e das referências que talvez apenas um cristão ou leitor iniciado nas escrituras possa identificar, o enredo, os personagens e as aventuras narradas parecem muito simples, principalmente se lidos por adultos, contudo é de uma simplicidade tão honesta que chega a ser singelo, e como o próprio C. S Lewis escreve na dedicatória do livro para Lucy Barfield, chegará um tempo na vida de nós adultos em que voltaremos a ler contos de fadas. Ainda bem que não precisei esperar estar muito velho para esse momento, e poder apreciar e me encantar com a beleza e simplicidade de "O Leão, a feiticeira e o guarda-roupa".
comentários(0)comente



Isabella 16/10/2011

Pra quem ja viu o filme sabe que a historia e boa então imagine so o livro!E muito bom e bem mais detalhado que o filme e da pra você entender mas a historia.
comentários(0)comente



edu192 14/01/2013

Para marcar na infância
foi o primeiro livro teoricamente "grande" q eu li. Eu havia visto o filme no cinema e depois de um ou dois anos, vi esse livro por aí, e eu gostava de ler. Pedi pra minha mãe e li. Não lembro exatamente minha primeira impressão do livro, mas devo ter gostado, pois pedi a série toda e fui lendo livro por livro. O livro tem bem aquele tom épico de faz de conta e magia. Os personagens são divertidos e carinhosos e você se afeta a quase todos. Aslam, Tumnus, as quatro crianças, até a feiticeira, além de personagens com pouca atuação(nesse livro) como o Professor Kirke e infinitos personagens que não pretendo citar. Recentemente reli o livro, junto com o resto da série, mas não teve tanta emoção, pois acho q o filme já estava muito sólido na minha cabeça, de tantas vezes que já vi. C.S.Lewis deixou esse livro pra história e pra minha infância, me fazendo crer que tudo é possível: basta acreditar.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Alan 19/11/2013

O mundo encantador de C.S. Lewis
O livro narra a história de quatros crianças que são deixados pelos pais para morar com o professor em uma enorme mansão, ao explorarem a mansão descobrem através de um guarda roupa em uma sala vazia o encantador mundo paralelo de Nárnia e partir dai eles vivem grandes aventuras com incríveis e fantásticas criaturas.

Eu conheci As Crônicas de Nárnia através do filme O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa e só depois li o livro. Achei o livro muito bom, mais senti falta de mais detalhamento, principalmente das batalhas que são os momentos mais esperado do livro, mais isso não faz com que o livro seja ruim, pelo contrário o livro é ótimo, muito dinâmico com um palavreado bem simples e fácil, tornando a leitura bem fluída.
comentários(0)comente



Rafinha 12/06/2011

E viva Nárnia!
comentários(0)comente



Rick 20/01/2014

Fascinante.
Sem contar o ótimo e fiel filme feito, as aventuras contada nesse livros são impressionantes e empolgantes. As Crônicas de Nárnia tem esse poder de arrebatar leitores e prender. E quando eu leio livro desse tipo, vejo que é possível uma literatura te jogar acima do céu, a ponto de ver como as estrelas se comportam, como os autores escrevem.

9.0
comentários(0)comente



Isabella Santos 22/08/2011

O livro é muito bom!Fala de crianças que estão passando por uma fase difícil com a mulher que mora em suas casas!Eles fazem uma bagunça para irritar a mulher e correm para o seu refúgio que é o guarda- roupa,lá eles encontram magia,diversão e medo também!!
comentários(0)comente



Amanda 08/05/2013

As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa
Mais resenhas no Blog: http://eternamente-crazy.blogspot.com.br/
Esse segundo conto de As Crônicas de Nárnia, fala sobre os quatro irmãos: Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia. Durante a guerra eles, por causa dos ataques aéreos, são levados para a casa de campo de um professor (que já conhecemos do conto anterior: O Sobrinho do Mago).
A casa do professor é gigantesca, e em um dia de chuva, as crianças resolvem explorá-la. Então, eles encontram uma sala, onde a única coisa que tinha era um guarda-roupa. Como eles não acharam nada de interessante na sala, eles vão embora. Menos a Lúcia, que resolveu ver como o guarda-roupa era por dentro. Mas, para a surpresa dela, aquele não era um guarda-roupa normal. E sim, um guarda-roupa mágico, capaz de levar, quem entrasse dentro dele, para Nárnia.

“Só então viu que havia uma luz na frente, não a dois palmos do nariz, onde deveria estar o fundo do guarda-roupa, mas lá longe. Caía-lhe em cima uma coisa leve e macia. Um minuto depois, percebeu que estava num bosque à noite, e que havia neve sob os seus pés, enquanto outros flocos tombavam no ar.
Sentiu-se um pouco assustada, mas, ao mesmo tempo, excitada e cheia de curiosidade. Olhando para trás, lá no fundo, por entre os troncos sombrios das árvores, viu ainda a porta aberta do guarda-roupa e também distinguiu a sala vazia de onde havia saído. Naturalmente, deixara a porta aberta, porque bem sabia que é estupidez uma pessoa fechar-se num guarda-roupa. Lá longe ainda parecia divisar a luz do dia.” Pág. 105


Quando a menina chega lá, se encontra com Sr.Tumnus, um fauno que ao ver Lúcia e descobri que ela é uma humana, a convida para um chá. Depois de horas conversando com o fauno, Lúcia percebe que já está tarde e que ela tem que ir embora. Nesse momento Sr. Tumnus começa a chorar, e logo é descoberto que ele estava tentando fazer com que Lúcia ficasse, pois a Feiticeira queria que qualquer humano que chegasse em Nárnia fosse entregue a ela. Mas o fauno logo se arrepende e deixa a menina ir embora, em paz.
Ao voltar pra casa, Lúcia corre atrás dos irmãos para avisar que estava bem, e logo percebe que os irmãos nem sentiram sua falta, pois não passou nem um minuto desde que eles tinham saído da sala do guarda-roupa. Então, Lúcia resolve contar sobre sua aventura em Nárnia, mas eles não acreditam e pensam que isso não passa de um fruto da imaginação da irmã.
Algum tempo depois, os irmão de Lúcia têm a prova de que ela não estava mentindo, pois acidentalmente eles foram parar lá, após se esconder dentro do guarda-roupa. Ao procurar o Sr. Tumnus, eles descobrem que ele foi levado pela Feiticeira por não ter entregue Lúcia a ela.
Agora Lúcia e seus irmãos vão lutar para salvar o Sr.Tumnus da Feiticeira, com a ajuda de alguns animais falantes de Nárnia. Será que eles vão conseguir?

Como já é de se esperar, o conto tem alguns detalhes a mais do que o filme. Mas isso não significa que o filme é muito diferente.
O Leão, a Feiticeira e o guarda-roupa, é um conto muito interessante, que fala como é o reinado da Feiticeira, e o que as crianças têm a ver com o destino de Nárnia.
C.S.Lewis, é um escritor incrível, o que torna mais fácil entender Nárnia através da descrição feita por ele, mesmo sendo um mundo diferente do nosso.
O autor construiu Nárnia de tal maneira, que ás vezes me dá vontade de ter esse guarda-roupa aqui em casa, só para eu poder fazer uma visitinha lá, nem que fosse apenas uma vez.
Já pensou viver em um mundo como Nárnia? Ia ser um paraíso!
comentários(0)comente



Su 28/01/2016

Estava curiosa para ler esse livro, principalmente por ele ter dado origem ao primeiro filme da série As Crônicas de Nárnia.
A estória começa em um dia frio, o que impossibilitou os irmãos Susana, Pedro, Lúcia e Edmundo de brincarem no quintal da casa do professor, que estava lhes hospedando devido aos ataques que Londres estava sofrendo por causa da Segunda Guerra Mundial.
Como não podiam sair eles resolveram explorar a casa. Encontraram um quarto cheio de coisas velhas, incluindo um armário. Eles não se importaram muito com isso, apenas Lúcia tentou abrir a porta do armário e ao ver que ali dentro havia casacos de pele, resolveu entrar.
Ela teve uma surpresa quando deixou de sentir a maciez dos casacos e começou a sentir ramos de árvore lhe espetando.
Esse livro dá uma ótima continuação para o primeiro. Lewis conseguiu criar um mundo à parte. É um ótimo livro para dar aos filhos e crianças em geral.
“– Ora essa! Parecem ramos de árvores!
Só então viu que havia uma luz em frente, não a dois palmos do nariz, onde deveria estar o fundo do guarda-roupa, mas lá longe. Caía-lhe em cima uma coisa leve e macia. Um minuto depois, percebeu que estava num bosque, à noite, e que havia neve sob os seus pés, enquanto outros flocos tombavam do ar. Sentiu-se um pouco assustada, mas, ao mesmo tempo, excitada e cheia de curiosidade. Olhando para trás, lá no fundo, por entre os troncos sombrios das árvores, viu ainda a porta aberta do guarda-roupa e também distinguiu a sala vazia de onde havia saído. Naturalmente, deixara a porta aberta, porque bem sabia que é uma estupidez uma pessoa fechar-se num guarda-roupa. Lá longe ainda parecia divisar a luz do dia.”
“– Transformar ASLAM em pedra? Se ela conseguir manter-se em pé diante dele, olhá-lo cara a cara, já é caso para dar-lhe os parabéns. Não, não. Ele vem botar tudo nos eixos. Assim diz um velho poema que costumamos cantar:
O mal será bem quando Aslam chegar,
Ao seu rugido, a dor fugirá,
Nos seus dentes, o inverno morrerá,
Na sua juba, a flor há de voltar.
– Quando vocês virem Aslam, hão de entender tudo.”

site: http://detudoumpouquino.blogspot.com
comentários(0)comente



gabriel 04/06/2014

Pedro,Susana,Edmundo e Lucia foram morar na casa de um velho professor por que em Londres estava acontecendo uma guerra. Quando os irmãos estão brincando na casa e explorando seus muitos quartos Lucia descobre um guarda-roupa velho que quando ela entra descobre que não está mais na casa mais sim em um pais gelado cheio de neve lá ela encontra o fauno Sr.Tmnus que conta a historia do lugar chamado Nárnia um lugar habitado por anões, faunos driades e animais falantes.Ele conta a historia da feiticeira branca que fez Nárnia sempre ser inverno a muito tempo e ela diz ser a rainha mas claro que ela não.
Quando Lucia volta para casa percebe que não se passou nem um segundo desde que ela entrou no quarda-roupa ela tenta convencer os irmãos do que ela viu mas eles apenas acham que ela ta em ventando a historia.
A historia realmente começa quando os quatro irmãos entram em Nárnia por que eles descobrem que Aslam está voltando e eles fazem parte de uma antiga profecia falando de dois filhos de Adão e duas filhas de Eva mas só que Edmundo é capturado pela feiticeira branca e agora Pedro, Susana e lucia com a ajuda dos castores tem que encontrar Aslam para poder salvar seu irmão e derrotar a feiticeira.

site: http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Ana Paula 06/09/2019

O sacrifício de Aslan
Com sua doçura e curiosidade, Lúcia acaba entrando em um misterioso guarda-roupa e indo parar em um mundo completamente diferente do seu.
comentários(0)comente



112 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8