O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa C. S. Lewis




Resenhas - As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa


111 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 7 | 8


spoiler visualizar
Haulisson Radynny | @meninolivros 14/03/2018minha estante
Tive a mesma impressão que a sua sobre o final do livro. Acho que tudo aconteceu muito rápido, e não se aprofundou nos personagens.




Isadora 26/02/2016

Bem interessante
Gênero: Fantasia, Aventura

Livros da série: O Cavalo e seu Menino (Livro 3), Príncipe Caspian (Livro 4), A Viagem do Peregrino da Alvorada (Livro 5), A Cadeira de Prata (Livro 6), A Última Batalha (Livro 7)

Neste segundo livro da série, vemos todas as consequências que vieram após os eventos do livro 1 (O sobrinho do mago). A feiticeira que, em minha opinião era mais engraçada do que letal no livro 1, agora se tornou uma ameaça verdadeira e precisa ser derrotada. 4 irmãos irão descobrir o mundo de Nárnia e terão uma grande missão pela frente.

O livro é bem curtinho em relação à muitos que leio, acho que tem menos de 200 páginas. Além disso, a linguagem é incrivelmente leve e fácil. Não há nada de complicado e a história flui naturalmente. Recomendo a leitura a todos.
comentários(0)comente



Mari 06/05/2011

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa
Entendi porque é um clássico.
É uma história muito bonita, com uma mensagem linda como plano de fundo.
E apesar das claras mensagens católicas durante a narrativa, ainda é possível ler e ignorar esse fato, caso a gente não seja ou simpatize com o catolicismo, como eu.

Apenas uma coisa me incomodou e foi a linguagem infantil, mesmo que durante todo o tempo da leitura eu tivesse plena consciência de que o livro foi escrito para crianças. Senti falta do aprofundamento de personagens, de situações... Até me pareceu que Lewis achava que crianças não conseguiriam entender uma narrativa mais aprofundada da história.

Quanto ao filme: Infinitamente fiel e muito mais elaborado, ganhando, para mim, status de ainda melhor do que o livro.
comentários(0)comente



Grazy Souza 03/10/2014

O melhor das crônicas!
Durante a Segunda Guerra Mundial, os irmãos Pevensie são mandados para a mansão de campo do professor Digory, para afastá-los da zona de perigo. Lúcia, a irmã mais nova, convence os irmãos Pedro, Susana e Edmundo a brincar de esconde-esconde. Ela encontra então a Sala Vazia, onde havia um Guarda-Roupa, e é neste que Lúcia entra para esconder-se. Acontece que o guarda-roupa é um elo de ligação entre o nosso mundo e o mundo de Nárnia. Lúcia atravessa o portal e encontra-se no Ermo do Lampião, onde conhece o Sr. Tumnus. Quando volta de lá, a garota tenta convencer os irmãos sobre o lugar, mas somente após mais um acaso, onde todos os irmãos entram no guarda-roupa, eles acreditam. As crianças conhecem o Sr Castor e ficam sabendo que o reino estava sendo dominado por Jadis, a Feiticeira Branca (a mesma do livro 1) e sobre uma antiga profecia que diz que quando dois filhos de Eva e dois filhos de Adão entrassem em Nárnia, Aslam retornaria para acabar o inverno sem fim, e os Reis e Rainhas tomariam seu lugar no castelo de Cair Paravel.


Dizem que Aslam está a caminho. Talvez já tenha chegado, sussurrou o Castor. Edmundo experimentou uma misteriosa sensação de horror. Pedro sentiu-se valente e vigoroso. Para Suzana, foi como se uma música deliciosa tivesse enchido o ar. E Lúcia teve aquele mesmo sentimento que nos desperta a chegada do verão. Assim, no coração da terra encantada de Nárnia, as crianças lançaram-se na mais excitante e mágica aventura que alguém já escreveu.



Mais uma vez preciso ressaltar como é legal a escrita do Lewis. Percebe-se que é realmente feita para crianças, mas consegue agradar qualquer pessoa.

Bom, esse livro é o segundo na ordem cronológica e é um dos melhores de toda a saga, e fiquei realmente fã de Nárnia através dele. Nesse livro a referência bíblica é mais sutil do que foi no primeiro, mas por causa dos diálogos e ações de Aslam, você percebe claramente que ele é Jesus.


Eu existo no seu mundo também. Você só precisa aprender a me reconhecer.


Toda a narração é interessante e a cada página você fica cada vez mais encantado com Nárnia e seus habitantes. As árvores que escutam, as ninfas, os animais falantes... é tudo muito bem descrito e estruturado. É quase um ode à infância, principalmente nas partes em que o autor sugere que adultos não são capazes de entrar em Nárnia, pois não tem a capacidade de acreditar.

Assim como o livro 1, recomendo este para qualquer pessoa. Nárnia merece um lugar no coração dos leitores.

site: http://oclubedameianoite.blogspot.com.br/2014/04/resenha-as-cronicas-de-narnia-livro-02.html
comentários(0)comente



Victor 16/03/2012

Dando asas para a imaginação.
As Crônicas de nárnia foi um dos melhores livros que eu já li, ele da frutos a nossa imaginação para criarmos um mundo novo.
Nele também mostra o modo como as criãnças tem de acreditar em coisas dificeis de se imaginar. E quando a pessoa vai crescendo e ficando meio cega em relação a estas coisas
Por exemplo, quando nós somos crianças queremos ser adultos, mas quando somos adultos vemos como é difícil ter tantas responsabilidades e queremos voltar a ser criança (como foi o caso de Susana, que quando se tornou adulta só pensava em langerries, maquiagem e compromissos sociais).
comentários(0)comente



Enza Cerqueira 13/10/2016

O mal será bem quando Aslam chegar
Estou relendo aos poucos as crônicas de Nárnia (em ordem cronológica) e terminei recentemente de ler O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, considerada por muitos a "magnum opus" de Lewis. Não é por menos já que, por causa desta primeira crônica, outras seis vieram e foram traduzidas para dezenas de idiomas, colocando Lewis no rol dos maiores escritores de todos os tempos.

Foi graças à adaptação cinematográfica mais recente desta crônica que eu conheci o talentoso escritor e, como já disse na resenha de "O Sobrinho do Mago", foi amor à primeira vista.

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa é um livro de fantasia infantil singular. Seus protagonistas são quatro irmãos - Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia Pevensie - que estão sendo levados à casa de campo do velho professor Kirke (Digory de "O Sobrinho do Mago") para escapar dos horrores da segunda guerra que aterrorizam Londres.

A enorme casa do professor Kirke esconde vários quartos e mistérios e, por acaso, a caçulinha dos irmãos descobre um deles: dentro de um guarda-roupa, numa sala vazia, há um mundo extraordinário, cujo tempo difere muito do do nosso mundo e cujas criaturas que lá habitam ela acreditava existir apenas nos livros de mitologia da escola.

O mundo é Nárnia, habitado por sátiros, ninfas, dríades, faunos, centauros e animais falantes. Outrora, Nárnia era um lugar que emanava alegria, agora jazia sob o encanto de um inverno eterno lançado por Jadis, uma feiticeira poderosa e má, usurpadora do trono de Nárnia, que matava qualquer humano que se aproximasse das terras narnianas, receosa de que uma antiga profecia que dizia que dois filhos de Adão e duas filhas de Eva haviam de ocupar os quatro tronos do castelo de Cair Paravel e colocar fim ao seu reinado..

"Quando a carne de Adão,
Quando o osso de Adão,
Em Cair Paravel,
No trono sentar,
Então há de chegar
Ao fim a aflição."

Quem informa Lúcia sobre tudo o que está acontecendo em Nárnia é o bondoso fauno Tumnus e a menina logo corre para contar as notícias para os irmãos, que não dão crédito ao que só podia ser invenção da cabeça da irmãzinha que sentia saudades de casa. Edmundo, apenas um ano mais velho que a menina, era o mais cruel com Lúcia, zombando da menina mesmo depois que ele próprio, após segui-la à noite, visitou Nárnia!

Os irmãos mais velhos só viriam a acreditar na caçula quando eles próprios se encontraram dentro do guarda-roupa mágico quando menos esperavam e deram de cara com os bosques narnianos. Mas sair de lá não seria tão fácil assim uma vez que, por ajudar Lúcia, o fauno Tumnus fora levado cativo pela feiticeira e, agora, cabia aos irmãos Pevensie ajudá-lo. Mas eles não fariam isso sozinhos, com a ajuda de dois castores falantes simpáticos, eles haviam de encontrar Aslam, o grande leão, filho do Imperador de Além-mar que criou Nárnia, e os ajudaria a derrotar a feiticeira.

Neste livro, os paralelos cristãos são quase palpáveis, desde a traição de Edmundo, até a sua expiação com o sacrifício de Aslam, Lewis nos conta de maneira sutil uma história que lembra muito àquela contada nos evangelhos e, assim, nos emociona e fortalece ainda mais a nossa fé. É incrível como, com uma história infantil, ele conseguiu pregar tudo sobre o que trata o evangelho de maneira tão simples e tocante. O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa não peca nos elementos de fantasia e eu acredito que não há idade para o ler. Trata-se de um livro que nos ensina sobre ter coragem, fé, confiar e, sobretudo, perdoar.

Hoje, após tantos anos desde o meu primeiro contato com esta crônica, a releitura provocou em mim uma comoção sem medidas e um prazer indescritível, um sentimento de pertença, nostalgia, esperança e felicidade inigualáveis, por isso recomendo bastante a leitura independentemente de idade, sexo ou religião.

"O mal será bem quando Aslam chegar,
Ao seu rugido, a dor fugirá,
Nos seus dentes, o inverno morrerá,
Na sua juba, a flor há de voltar."
Rebeca 13/10/2016minha estante
O paralelo que ele traça entre a crucificação e ressurreição de Jesus e o sacrifício de Aslam é espetacularmente construído. Até mesmo o detalhe de ter sido Lúcia e Susana (as meninas) a estarem lá pra vê-lo morrer - ver o suplício e depois o corpo - e vê-lo voltar à vida: o paralelo das mulheres preparando o corpo de Cristo e de Maria Madalena sendo a primeira a vê-lo ressurreto.
Lewis era genial.


Enza Cerqueira 14/10/2016minha estante
Era mesmo! Esta crônica é fenomenal! São tantos paralelos, eu não pude nem conter as lágrimas nesta releitura, de tão emocionada...


Enza Cerqueira 14/10/2016minha estante
Não há hora certa nem lugar mais apropriado para se pregar a mensagem do evangelho do que o agora. Lewis provou que até com um livro de fantasia infantil podemos evangelizar as pessoas e utilizou seu talento de forma brilhante ao criar esta história memorável.




Sara 19/12/2013

Resenha: O Leão a feiticeira e o guarda-roupa
Os 4 irmãos: Pedro, Lucia, Edmundo e Susana um dia estão brincando e entram dento do guarda-roupa que fora criado por Digory. Antes dos 4 entrarem Lucia já havia entrado e Edmundo foi o segundo que entrou depois de Lucia. Edmundo quando chega sozinho em Nárnia é enganado pela feiticeira que pede para que ele leve os irmãos para ela. Então, ele é o menino mau.
Esse é muito legal também! Indico bastante, Lewis mandou super nessa.

site: blogpequenaestante.wordpress.com
comentários(0)comente



Ex Libris 15/02/2013

Resenha de Livro: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa
Para ler a resenha completa, acesse: http://blog-exlibris.blogspot.com.br/2013/02/resenha-de-livro-o-leao-feiticeira-e-o.html

A primeira das Crônicas de Nárnia publicada nos traz a história de quatro irmãos ingleses: Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia Pevensie. Quando Londres, cidade a qual habitam, se torna um dos cenários da primeira grande guerra, as quatro crianças se mudam temporariamente para a fazenda de um professor amigo de família, Digory Kirke (nostálgico, não? *_*).

Lúcia, a mais nova dos irmãos, acaba descobrindo um mágico guarda roupa que a leva para um mundo a todo tempo condenado a um rigoroso inverno, onde animais falam, e sátiros, e dríades e faunos existem: Nárnia.

“Sentiu-se um pouco assustada, mas, ao mesmo tempo, excitada e cheia de curiosidade. Olhando para trás, lá no fundo, por entre os troncos sombrios das árvores, viu ainda a porta aberta do guarda-roupa e também distinguiu a sala vazia de onde havia saído.”
comentários(0)comente



Prix 12/05/2012

Para quem gosta de um muno novo, cheio de encantos e magia!!
Com este livro passei horas de muita atenção e concentração.
É um livro que a cada palavra, cada página e cada suspiro você se prende e não consegue deixar a leitura para depois, a cada página você quer devorar o livro por completo, que foi o que aconteceu comigo, iniciei minha leitura às 22:47 hs do dia 11.05.12 e o completei hj dia 12.05.12 às 22:50 hs.
Sou fissurada por histórias que envolvam lugares e criaturas magicas, e esse livro está repleto do que gosto.

Galera indico a todos essa leitura, não sou escritora por isso espero que o que escrevi possa aguçar a vontade e curiosidade de vocês em relação à essa leitura.

Um Abraço, Priscila.
comentários(0)comente



Pati 31/07/2009

Eu gostei muito do livro, é muito melhor que o filme (só para variar). Nesse segundo livro das Crônicas de Nárnia passaram-se vários anos desde a criação dessa terra, e a Rainha de Gelo está subjugando os animais, sendo assim a profecia da chegada de 2 filhos de Adão e 2 filhas de Eva está se iniciando.
comentários(0)comente



zerane 24/11/2012

"Por Aslam, e por Nárnia!"
C. S. Lewis criou um mundo fantástico a partir de "O leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa", um mundo que nos faz sonhar ao ver um guarda-roupa e imaginar que grandes aventuras viveríamos se pudéssemos entrar nele e sair em um país habitado por criaturas míticas e de belas paisagens: Nárnia. O autor preocupou-se em atribuir a cada irmão Pevensie (Pedro, Suzana, Edmundo e Lúcia) uma personalidade que vamos conhecendo ao longo da história, e que ficam claras no episódio da coroação. As quatro crianças saem deste mundo, devastado pela guerra, para salvar um outro, devastado pelo poder de uma feiticeira. A esperança floresce com a amizade proibida entre Lúcia e Tumnus, um ser Narniano, uma amizade que é também uma ameaça para o império da Feiticeira. A partir daí temas como traição, lealdade, arrependimento, fé e união, são explorados no desenrolar da história, que tem como referência contos bíblicos. O livro desperta a atenção de adultos e crianças, seja pelo emocionante roteiro de guerra e poder, ou pela serenidade dos seus heróis e delicadeza de sua narração. Uma história que nos rende bons ensinamentos, e que o melhor de tudo: não acaba nunca, nem na última frase do último livro da série. Nárnia é um lugar que sonhamos e para onde fugiremos, sempre que este mundo falhar.
comentários(0)comente



Polly 06/12/2017

Mágico, como voltar a ser criança (#026)
Chegamos à segunda aventura nas terras de Nárnia. Aqui, veremos a história de quatro irmãos: Lúcia, Edmundo, Pedro e Suzana. Em certo dia, enquanto brincam de esconde-esconde, Lúcia resolve se esconder dentro de um guarda-roupa. O que ela não sabia, é que ele era mágico. O guarda-roupa funcionava como um portal entre a Terra e Nárnia.

Em Nárnia, Lúcia conhece o fauno Sr. Tumnus, que, a princípio, tenta sequestrá-la para entregá-la a perigosa feiticeira Jadis, que se diz rainha de Nárnia. Mas, Sr. Tumnus não consegue cometer tal barbaridade, e ajuda Lúcia a voltar para casa.

Já em casa, Lúcia conta aos outros sobre sua aventura, mas nenhum dos outros irmãos acredita em sua história. Acham que a menina está fantasiando, fazendo com que Lúcia se sinta muito triste e com uma determinação enorme de voltar a Nárnia.

Só que, numa outra ocasião, Lúcia se aventura novamente dentro do guarda-roupa e consegue chegar a Nárnia uma outra vez. Por Lúcia ter deixado a porta aberta, Edmundo vai atrás dela e descobre que a história contada pela irmã é verdadeira. Mas, enquanto Edmundo caminha sozinho por Nárnia, ele encontra a temível feiticeira Jadis e acaba falando mais do que a língua. Jadis lhe promete o mundo, caso ele traia os irmãos e os traga a ela.

Lúcia acaba encontrando Edmundo depois que Jadis se vai. Fica supercontente porque acredita que, agora, que Edmundo pode confirmar sua história, Suzana e Pedro também acreditarão nela. Mas, não é isso que Edmundo faz. O garoto tem uma natureza má e, mesmo presenciando toda a mágica de Nárnia, bate o pé e continua afirmando que tudo é mera invenção da cabeça da irmã caçula.

Porém, a mentira de Edmundo não se sustentará por muito tempo. Depois de uma fuga meio maluca, as quatro crianças acabam se escondendo dentro do guarda-roupa mágico e, então, todos os quatro chegam a Nárnia. Logo, descobrem que Sr. Tumnus foi sequestrado pela feiticeira e corre perigo.

Através de um castor (o Sr. Castor), descobrem o porquê da feiticeira Jadis querer tanto capturá-los (existe uma profecia que diz que dois filhos de Adão e duas filhas de Eva tornar-se-ão reis de Nárnia e libertarão Nárnia das mãos da feiticeira) e que Aslam, o criador de todo aquele mundo mágico, está de volta a Nárnia e irá ajudá-los a combater Jadis.

Ainda assim, Edmundo, embriagado pela ambição, vai ao encontro de Jadis, que fica muito brava em vê-lo sozinho, sem os irmãos, e quase o mata. Mas, Edmundo, além de ambicioso, é o mais covarde dos garotos e acaba revelando todos os segredos de Aslam e dos narnianos para derrotá-la. Assim, Suzana, Pedro e Lúcia terão, além de salvar Nárnia das garras da malvada Jadis, que resgatar e perdoar ao irmão fraco de caráter.

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa é um livro infantil, mas que não perde a magia mesmo se lido na fase adulta da vida. Você vai embarcar de cabeça na aventura dessas quatro crianças. Nesse livro, assim como em O Sobrinho do Mago, as referências bíblicas são quase impossíveis de não serem notadas. Se no primeiro a referência era o livro do Gênesis, agora são os Evangelhos do Novo Testamento. Aslam é uma espécie de Jesus na história. Tem gente que critica a coleção por esse seu aspecto “religioso”, mas, sinceramente, pra mim, essas referências é um plus a mais para gostar da história.

Se eu fosse você, não deixaria de ler essa aventura incrível!

site: https://madrugadaliterarialerevida.blogspot.com.br/2017/12/as-cronicas-de-narnia-o-leao-feiticeira.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



MENINA LY 15/02/2012

Meio chatinho....
Se compararmos com o primeiro livro (sobrinho do mago)esse é bem chatinho...Muita enrolação principalmente as partes com o Edmundo e feiticeira.
O livro vale pelo momento do Leão Aslan indo ao encontro da sua morte (perdendo sua juba e tal), cena emocionante, dá um nó na garganta.
O final elaborado as pressas..

comentários(0)comente



Lari 25/11/2017

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa
Amo esse livro!
comentários(0)comente



111 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 7 | 8