Um lugar só nosso

Um lugar só nosso Maurene Goo




Resenhas - Um lugar só nosso


85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Snowefy 12/07/2020

Um livro bom
Quando eu comecei a ler o livro eu me senti em um típico clichê coreano, onde idols ficam juntos com a pessoa que gosta no final ( algo que infelizmente é quase impossível de acontecer na vida real) o livro reflete muito sobre a indústria do kpop ao longo da leitura e o tanto que os artistas tem que sofrer para chegar em determinada cláusula do sucesso.

Mesmo sendo um tema que não me agrada muito, posso dizer que a leitura é leve,dinâmica e fácil de ler. 

Crítica ; Os capítulos são muito curtos e sempre há muitas paradas para comer algo, fiquei meio que perdidas lendo, pois nunca sabíamos que horas simplesmente era. 
comentários(0)comente



Lelen 30/06/2020

Pra quem é fã de kpop como eu e às vezes se vê pensando em como seria a vida de um idol por trás de todo o glamour e da imagem perfeita que a mídia passa sobre.

Um Lugar Só Nosso parece trazer a humanidade dos idols de volta, nos dando um vislumbre do que provavelmente deve ser a vida dessas pessoas da indústria da música sul coreana que é muito mais rígida do que a do ocidente.

Ao mesmo tempo em que a temática pode ser polêmica, ela é tratada de uma forma leve, mas compreensível e sem diminuir o problema.
comentários(0)comente



Michelle.Gomes 02/06/2020

Favoritado!
Dificilmente paro para ler romance, ainda mais YA, mas ouvi falar tão bem desse livro que não resisti. E que bom!
Os personagens são tão fáceis de se conectar, de se importar, até mesmo os que aparecem pouco. O romance é tão verossímil, apesar do pouco tempo que eles tem. A escrita transpassa toda magia, emoção e paixão pela música e por seguir seus sonhos. Além disso, trás mensagens importantes sobre a vivência desses dois jovens que se sentem tão deslocados devido a sua descendência. Estou encantada com a história e com certeza vou ter saudade dos personagens!
Pri 03/06/2020minha estante
O que é YA? Hehe


Michelle.Gomes 03/06/2020minha estante
É 'young adult' que seria o estilo jovem-adulto. Meio adolescente, só que com temas um pouco mais pra refletir hahaa (é o q eu considero pelo menos)


Pri 03/06/2020minha estante
Ah interessante, não sabia! Obrigada




Jaque @blogmalucadoslivros 22/06/2020

Lindo e fofo
Sabe aqueles livros levinhos, rápidos e gostosos de ler, mas que ainda assim aborda assuntos sérios e nos leva em uma grande aventura? Um lugar só nosso é um livro assim.

A PREMISSA:
Lucky é uma estrela do k-pop que está prestes a alavancar sua carreira ainda mais. Porém, mesmo com tanto sucesso ela não se sente feliz, pois toma remédios para ansiedade, vive sobre uma dieta rigorosa, além da pressão de ser sempre perfeita e doce.


Mas após o seu último show de turnê na Ásia, ela resolve sair escondida do hotel para comer um hambúrguer e acaba conhecendo Jack. Ele é fotógrafo e não quer seguir a carreira que seus pais escolheram pra ele. O problema é que Jack trabalha como paparazzo e a princípio não reconhece Lucky, mas após descobrir que ela é uma celebridade, ele a convida para um passeio pela cidade, com o intuito de fotografar Lucky e assim alavancar sua carreira como fotógrafo e paparazzo.

Mas em apenas um único dia, tudo pode mudar e uma linda história de amor pode nascer de uma aventura por Hong Kong.

O QUE EU ACHEI:
Um lugar só nosso foi uma leitura super rápida e envolvente. Lucky é uma personagem que nos faz refletir muito sobre as problemáticas da indústria da música e principalmente do k-pop. Já Jack foi um personagem que demorou para me conquistar, confesso que passei quase o livro inteiro com raiva dele por causa de suas motivações, mas isso não tornou a leitura ruim pra mim e depois ele conseguiu me conquistar mesmo assim.

A trama é muito bem trabalhada e eu adorei a forma com que a autora nos deixa imersos na trama, essa aventura dos dois por Hong Kong nos deixa com vontade de conhecer a cidade também.

Um lugar só nosso tem um romance leve e fofo. Uma leitura perfeita para sair de uma ressaca ou se você assim como eu, gosta de um bom romance levinho.

site: https://www.malucadoslivros.com.br/2020/06/resenha-um-lugar-so-nosso-maurene-goo.html
comentários(0)comente



Sil 10/04/2020

Nem todos os livros são feitos para todo mundo, né.
Aos que acompanham ni blog já sabe que eu não sou uma grande leitora de YA clichê há um bom tempo, né? Mas as vezes é bom ler algo do gênero para sair da rotina literária e e até mesmo da ressaca literária. Foi justamente por isso que decidi ler esse romance, com a promessa de ser algo bem leve e gostosinho; Mas acabei me decepcionando bastante com a leitura.

❗❗ Antes de mais nada já deixo claro que essa é a minha opinião sobre o livro. Tenho um amigo que leu e amou, deu 5 estrelas e tudo, então é claro que cada um tem que ler para tirar suas próprias conclusões. ❗❗

Ah, mas então qual o motivo da decepção? Bom, eu simplesmente não gostei do desenvolvimento dos protagonistas dentro da história. O plot principal é muito bom, amei a ideia da personagem estrela do K-Pop que precisa de um tempo para ela, pois é uma adolescente que não aguenta mais a pressão de ser uma estrela e tem que viver com o estigma de ser perfeita. O livro tinha tudo para ser perfeita se, de fato, as personagens tivessem me convencido de precisavam daquele tempo que passam juntos longe de tudo.

A história se passa em um período de 24hs e mesmo quando eu era super leitora de YA eu já odiava a ideia de pessoas que se apaixonam em menos de 24hs, sem falar que o tempo todo as personagens só comiam. Acabaram de sair de uma barraca já estavam em um restaurante, daqui a pouco no cinema comendo pipoca, daqui a pouco em outra barraca e ai em um festival comendo comida típica e por aí vai, nesses meio tempo surgiam diálogos que, deveriam, dar um ar reflexivo para a trama, seja sobre família, relacionamentos e sentimentos pessoais de cada personagem, entretanto eles se repetiram demais e eu sentia que estava lendo a cada poucas páginas a mesma coisa anterior.

Mas tá bom, nem tudo é ruim, né? A autora conseguiu me fazer imaginar e até atiçou minha curiosidade a respeito de Hong Kong. É um cenário totalmente diferente dos livros que lemos, principalmente romances, e o pouco que ela destacou o local com certeza irá deixar as leitoras bastante curiosas para conhecer. Outra coisa que gostei é sobre a exposição da industrial musical do k-pop, principalmente sobre a preparação dos artistas e a pressão que eles sofrem para não serem "cancelados". Mesmo quem não acompanha esse estilo musica com certeza já viu noticias na internet sobre artistas que cometem suicídio ou que tem a saúde mental debilitada em consequência da vida que leva, como acho essa exposição importante gostei de ver sendo abordado no livro.

Mas é isso, gente. Nem todos os livros são feitos para todo mundo, né.

site: www.kzmirobooks.com
comentários(0)comente



zoni 06/06/2020

(...) Não é fácil transformar sua paixão em trabalho. Mas você tem que acreditar que é possível.
Eu preciso confessar que por mais que estivesse muito afim de ler esse livro, não estava botando tanta fé na história que a autora resolveu contar, achei que seria só um livro com uma garota de cabelos rosa se apaixonando e vivendo um clichê adolescente, mas encontrei bem mais que isso, muito clichê sim, mas tantos motivos para refletir.

Em Um Lugar só Nosso nós acompanhamos os bastidores da fama e da industria musical da Coreia do Sul, tudo isso através de Lucky, a maior artista do pop coreano. Ela tem dinheiro, muita fama, influência, uma legião de fãs, mas não tem liberdade, virou apenas mais um produto da industria que está em ascensão e rendendo muito dinheiro. Lucky já conquistou a Ásia, e seu próximo passo é conquistar os Estados Unidos para então ganhar o mundo, mas a garota não está tão animada, se sente infeliz, o programa dos Estados Unidos pode mudar tudo em sua vida e ela não sabe se isso é bom ou ruim. Em uma noite depois do último show da sua turnê, Lucky só pensa em comer algo que não seja salada, e o que poderia significar apenas uma escapada para comer um bom hambúrguer se torna a maior loucura da sua vida, que lhe desperta o desejo de mudança.

O livro tem um ritmo rápido, uma história leve e romântica, mas eu esperava que fosse um pouco mais engraçada, faltou um pouco de humor pra deixar a história com aquele gostinho de filme de sessão da tarde tipo Lizzie McGuire ou Sabrina Vai à Roma, tanto que a cena mais engraçada foi quando a Lucky pilotou uma scooter pelas ruas de Hong Kong sem ao menos saber para onde estava indo, essa cena foi tão inesperada que me tirou algumas risadas, o "ENCOSTA" em caixa alta foi divertido, e talvez isso torne o meu humor uma desgraça, mas é isso. Os personagens são o ponto alto do livro, foi muito fácil me conectar com eles, de me importar com suas decisões, e por mais que tivessem dois pov's, coisa que não me atrai, eu consegui comprar a ideia da autora, e até admito que se não fosse assim não teria funcionado.

A escrita fácil faz toda a diferença, se o livro fosse arrastado não causaria as sensações certas no leitor, mas o que levo mesmo desse livro são as mensagens importantes sobre tomar as rédeas do seu próprio destino e ser alguém que vaia gradar você e não só os outros.
comentários(0)comente



Duda 10/09/2020

Eu amei!
Escrita leve? Sim
Divertida? Sim
Engraçada? Sim
Personagens fofos? Sim
É um livro super rápido de ler, levinha, os personagens tinham uma química tão boa que me fez esquecer que o livro se passa em praticamente 1 dia. Fiquei surpresa com as partes que falava da indústria do k-pop e um pouco incomodada como não dava pra entender direito em que hora do dia eles estavam. Mas no geral eu amei
Rayh 10/09/2020minha estante
Aí me deixo ainda mais curiosa eu tenho vontade de ler ... se passar em um dia só ?


Duda 10/09/2020minha estante
Não a história toda, mas a maior parte sim :)




Yas 08/02/2020

Livro amorzinho!
adorei a leitura, leve fácil e fofa. Ótimo para levar para ler em viagens e férias.

Mostrou como é a indústria K-pop por trás das câmeras, me fez repensar em alguns quesitos!
comentários(0)comente



Bruna Lima 22/04/2020

Uma leitura leve e gostosinha!

Com um clima de comédia romântica de sessão da tarde o leitor é levado a explorar Hong Kong.

Numa tentativa de passar um período "longe" de suas vidas cotidianas conhecemos Jack e Lucky, dois jovens que vivem realidades bem diferentes, mas que acabam compreendendo a si mesmo na tentativa de "fugir se encontrando".

Um ponto interessante no livro é que a história é narrada pelos dois jovens e é intercalada pelos seus pontos de vista o que torna fluida.
comentários(0)comente



Duda Nascimento 19/03/2020

Leitura tranquila...
"Um Lugar Só Nosso", quando olhei essa capa e li a sinopse, a minha parte que ama clichês veio à tona e não consegui esperar nem mais um segundo para começar essa leitura. E não me decepcionei, é uma leitura extremamente agradável e muito gostosa de se fazer. Você vai lendo e parece que está ali, na cena, vendo tudo de camarote que nem sente o tempo passar e quando termina fica aquele gostinho de saudades. O livro irá trazer debates sobre autoconhecimento e ter a coragem de seguir aquilo que sonha, sendo abordada de uma forma muito tranquila. É uma leitura muito boa para todos aqueles que querem aquele velho romance clichê, algo mais calmo, até para aqueles que acabaram de sair de uma leitura mais pesada, esse livro é um amor.
comentários(0)comente



Mila F. @delivroemlivro_ 03/05/2020

Uma baita surpresa!
Preciso iniciar dizendo que não estava "botando fé" nesse livro, apenas achei a sinopse interessante e fofa, justamente o que estava precisando no momento, então comecei a ler e me peguei viciada na leitura fofa, encantada com os personagens e sem conseguir largar o e-book.

Acho que não ter grandes expectativas a respeito de Um Lugar Só Nosso se tornou um verdadeiro trunfo para ter amado este livro, somado a narrativa ágil e gostosa, além dos personagens super cativantes e fofos. Dito isso, deixem-me falar um pouco sobre o que vamos encontrar nesse volume.

Um Lugar Só Nosso vai nos trazer um enredo intimista, onde vamos acompanhar, basicamente, apenas dois personagens, Lucky e Jack, durante um dia de aventura, Isso mesmo, todo o volume, praticamente, é uma história que narra um dia na vida dos protagonistas, excetuando algumas das páginas finais do livro onde temos uma espécie de salto temporal.

Assim, em Um Lugar Só Nosso temos Lucky que é uma cantora K-pop bastante famosa na Ásia e está se preparando para ser introduzida no mercado norte-americano, além do mais, no momento em que a narrativa começa, Lucky, está no último show de sua turnê asiática em Hong Kong.

Nesse primeiro momento ficamos a par sobre como é rígida a vida de artistas K-pop, ou seja, de Lucky, e o quanto ela tem que abnegar, o quanto ela esconde seus problemas emocionais e até mesmo seus sentimentos em relação ao futuro de sua carreira.

Então, Lucky acaba decidindo quebrar algumas regras e rigores de seus superiores e resolve sair do quarto de hotel para comer um hambúrguer. É nesse momento que ela vai "esbarrar" em Jack.

Porém antes do encontro entre Jack e Lucky, Maurene Goo já tem nos apresentado Jack, pois a narrativa de Um Lugar Só Nosso é alternada entre capítulos na perspectiva de Lucky e Jack.

Então já sabemos que Jack é um aspirante a fotógrafo, que atualmente faz "bico" como paparazzi para um tabloide de Hong Kong, sendo que faz isso apenas por amor a fotografia, embora saiba que para seguir sua paixão deverá enfrentar seus pais que, supostamente, não o apoiariam se soubesse o que ele deseja fazer da vida.

Nesse ínterim, Jack se dá conta de quem é Lucky e acaba decidindo que irá conseguir o "furo do ano", ao passar o dia com a famosa K-pop Lucky. Lucky acaba decidindo usar uma identidade falsa, na tentativa de não ser descoberta e poder "aproveitar" o dia ao lado de Jack.

O fato é que Lucky e Jack vão passar um dia completamente inusitado, cheio de conversas, exemplos e reflexões sobre a vida, a família, o trabalho, os sonhos, as expectativas, cultura americana, cultura asiática, mundo e exigências do K-pop e inúmeros outros aspectos, porém, ambos estarão falando a verdade e mentindo um para o outro sobre suas identidades e é claro que isso virá à tona em algum momento, não é mesmo?

Mas antes de tudo ser revelado, nós leitores, iremos passear por vários pontos turísticos de Hong Kong, saborear várias comidas com os personagens (é incrível a quantidade de comida que esses dois conseguem consumir durante o dia inteiro. Fiquei CHOCADA) e, claro, acompanhar os clichês tradicionais de romances jovens: descobertas, medos, anseios, atração física, primeiro beijo, primeiro amor, decepções, descobertas, etc.

Um ponto que vale a pena ressaltar é que Um Lugar Só Nosso proporciona uma visão bem densa dos pensamentos, anseios e sentimentos de Lucky e Jack, justamente por conta dos dois serem narradores em seus capítulos respectivos, então conseguimos visualizar esses personagens e ver a profundidade deles.

O mais legal? Nossos personagens não são dramáticos e mimizentos (características comuns em personagens de livros jovens), o que deu para respirar aliviada nesse livro, nenhum dos dois querem atuar como vítimas e tão pouco como vilões, conseguimos realmente ver a transformação desses personagens e como eles mudam seus pré-julgamentos e pré-conceitos.

Não vou dizer que Um Lugar Só Nosso é um livro perfeito, porque não é, aliás mesmo tendo amado o livro não é algo que possa dizer que me marcou profundamente, mas posso afirmar, categoricamente, que é muito gostoso e deixou um quentinho no meu coração.

Amei a profundidade de Maurene Goo para falar sobre sonhos, sobre a coragem necessária para correr atrás daquilo que queremos e que não é fácil chegar onde almejamos, mas que nada é impossível quando se quer realmente e se tem coragem para seguir, sabendo também reconhecer quando nossos sonhos mudam no decorrer da vida.

Outro ponto que me deixou feliz é o livro ser ambientado em Hong Kong, confesso que quando Lucky e Jack estavam conhecendo pontos turísticos ou passando por ruas eu dava um Google para conhecer o local, bem como quando se falava os nomes de comidas eu "corria" pro Google para ver a "cara" delas.

Pra finalizar, Um Lugar Só Nosso é um livro fofo, com personagens cativantes, narrativa viciante, ou seja, dá para ler as 336 páginas tranquilamente em um único dia e se divertir bastante durante a leitura. Uma delícia!

site: www.delivroemlivro.com.br
comentários(0)comente



steph (@devaneiosdepapel) 09/08/2020

Um lugar só nosso
Não é sempre que eu fico com vontade de ler uma história levinha, mas devido ao momento que estamos passando, isso vem acontecendo com maior frequência. Portanto, quando vi esse lançamento da Editora Seguinte, logo me interessei, e fico feliz por ter encontrado exatamente o que esperava.

A história se desenvolve majoritariamente em um período de dois dias, em que Lucky, uma cantora de k-pop, e Jack, um aspirante a fotógrafo que faz bicos como paparazzo, se conhecem e embarcam em uma aventura cheia de romance e momentos fofos.

Não conheço muito da cultura sul-coreana, principalmente em relação à música, mas acredito que nesse quesito, Lucky foi muito bem apresentada. Maurene Goo soube falar do lado obscuro da indústria com delicadeza, fazendo críticas mas sem se aprofundar ao ponto de deixar a história muito pesada. Lucky, além de todas as pressões que sofre por parte da gravadora, também sofre de ansiedade, e também acho que esse aspecto foi abordado de maneira responsável pela autora.

"Quem disse que uma vida boa não pode incluir algum egoísmo?"

Jack é um mocinho bastante convincente. Não chega a ser bad boy, mas também não é bobo. Independente e sonhador, gostei de ler sobre seus dilemas familiares e em relação à sua carreira. Mais uma vez, Maurene abordou a cultura asiática familiar (como as exigências dos pais de Jack) de forma tranquila e bem verossímil.

Todo o desenvolvimento do enredo, como é de se esperar, bebe bastante da fonte dos romances clichês. Porém, como aqui há protagonistas asiáticos e uma ambientação diferenciada, a história recebe ares de novidade, o que foi um dos pontos altos pra mim. Só eu sei o tanto que salivei com as descrições de comidas, hahaha!

Meu único ponto negativo é o fato de eu não ter me conectado tanto assim com os personagens. Eu os compreendi e senti empatia por eles, mas não sofri junto, sabe? Queria ter me sentido mais próxima deles.

"Éramos como as estrelas quando vistas da Terra – uma lembrança de algo que já encontrara seu fim."

Fica então a minha recomendação para todos que gostam ou que estão à procura de uma leitura leve e gostosa!

site: http://www.dear-book.net/2020/05/resenha-um-lugar-so-nosso-maurene-goo.html
comentários(0)comente



Matheus 02/04/2020

Hong kong
Um dos livros mais gostosos de ler.
Contando a história de dois adolescentes em suas vidas que em um dia se encontram e fazem o possível para aquele dia ser bom, e no final se ajudam pra algo mais.

Um livro que conheci através do turista literário.

Essa história é muito boa pra você que quer sair da ressaca literário.
comentários(0)comente



Sil 15/08/2020

Que fofo! Me senti uma estrela do Kpop lendo esse livro... Amei!!!
15/08/2020minha estante
Foi um dos melhores que li esse ano ?


Sil 18/08/2020minha estante
Lindo, até hoje não me recuperei dessa leitura, tava precisando demais ler livros assim.


Mille 08/09/2020minha estante
Fofo mesmo!! ??


Sil 12/09/2020minha estante
??




Dan Lazarini 13/03/2020

Leve e divertido
Um livro leve e divertido. Foi muito gostoso acompanhar o dia incrível que Luck e Jack viveram na simpática Hong Kong.
Já virou um dos meus queridinhos o ano.
Perfeito pra quem quer sair de uma ressaca literária
comentários(0)comente



85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6