Príncipe Caspian

Príncipe Caspian C. S. Lewis




Resenhas - As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian


85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Erik.Christopher 19/06/2020

Impossível não amar
Já estava com saudades desses protagonistas em nárnia, o quanto eles evoluiram, a volta de Aslam, a sensação gostosa e relaxante que o livro trás, as referências ao cristianismo, é tudo tão lindo e tão imersivo. É impossível você ler sem se emocionar, ou não querer viver em Nárnia.
O final teve cada surpresa, e nos revela algumas coisas que irão acontecer e esclarece também outras já abordadas nas outras crônicas. SIMPLESMENTE MARAVILHOSO, A ESCRITA, O AMBIENTE, A BATALHA. SEM DEFEITOS.


site: https://www.instagram.com/sonhosdeumleitor_/?hl=pt-br
comentários(0)comente



Poly 06/08/2020

Diferente
O primeiro filme foi bem fiel ao livro e por isso to bem surpresa por descobrir que príncipe caspian é bem diferente do livro em si, literalmente 90% do filme é diferente e olha que é meu favorito! O livro foi realmente bom mas esperava um pouquinho mais dele, apesar de tudo adorei, tem tantos personagens novos ótimos e uma trama legal que se fez uma leitura bem gostosa e tranquila.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fanny 10/01/2010

Quando você começa Principe Caspian, a estória parece franca, se comparada com as outras crônicas.
Mas é aos poucos que ela vai te conquistnado ao demonstrar em cada página a coragem dos personagens.
A história começa com os irmãos Pedro, Susie, Edmundo e Lucy esperando o trem para irem para o colégio interno, para quem leu "o menino e o cavalo" sabe o quanto as crianças se adaptaram a vida em Nárnia viveram por muitos anos, mas que significou apenas um instante no tempo da Terra.
Eles são "chamados" a Nárnia ainda nessa mesma estação, e retornam a sua amada terra, o que eles não esperavam é que havia passado 1000 anos em Nárnia e nesse tempo muita coisa mudou, e eles decobrem que Nárnia se tornou um lugar selvagem e que seus habitantes hoje são obrigados a se esconderem na floresta para não serem caçados. E que muitos animais antes inteligentes e falantes,agora se tornaram selvagens.
Em minha passagem favorita Lucy diz:
"Não seria medonho se um dia, no nosso mundo, os homens se transformassem por dentro em animais ferozes, como os daqui,e continuassem por fora parecendo homens, e a gente assim nunca soubesse distinguir uns dos outros?"

Depois de encontrarem com um anão, eles vão ao encontro do Princípe Caspian, um jovem principe que tem que fugir do seu tio para não ser morto.
Com a ajuda dos habitantes restantes de Nária ( centauros, anões e um valente bando de ratinhos- inclusive o adorado Ripchip) eles vão lutar pela liberdade do povo narniano.
Para quem só viu o filme, se prepare por que não há romance entre Caspian e Susie, e nem disputa de egos entre Caspian e Pedro.
Ao contrário aqui cada um conhece o seu lugar e luta pelo bem de todos.
Ao final o choro é inevitável, principalmente para aqueles que como eu nunca gostaria de abandonar uma terra como Nárnia. Aslam comunica a Pedro e Susie, que eles não voltaram mais porque já aprenderam tudo o que podiam em terras narnianas.
Pessoalmente, eu ficaria arrasada, e por isso quando li o final chorei muito com o destino dos dois.
No mais, é um ótimo livro que faz juz aos seus companheiros de crônicas....mais uma obra-prima de Lewis, que surpreende sempre.
comentários(0)comente



Carolina 25/04/2020

Nesta crônica podemos ver os 4 personagens principais de volta a Nárnia, e o país se encontra de um forma que jamais teríamos imaginado no livro anterior. Acredito que a minha leitura tenha sido um pouco prejudicada por já ter visto o filme antes (que é bastante fiel ao livro), então não me surpreendi com o enredo. Porém, ainda é uma das minhas crônicas favoritas.
comentários(0)comente



Matheus 30/04/2020

Bom :D
Achei, bom o livro, confesso que esperava mais, até por que o primeiro livro das crônicas de Nárnia (o Leão, a feiticeira e o guarda roupa) me surpreendeu (tenho a resenha dele aqui no skoob). Então sobre o Príncipe Caspian, é uma história boa, mais não achei tão cativante, teve algumas partes que achei muito parado, mais ao passar das páginas fica bom.

É isso, veja as resenhas que postei, e me siga para ver mais resenhas aqui no skoob?
comentários(0)comente



Yara 23/06/2020

Príncipe Caspian
Livro 4 de as Crônicas de Nárnia.
Lúcia, Edmundo, Susana e Pedro são chamados novamente a voltarem a Nárnia para ajudar Caspian em uma batalha contra os telmarinos.
comentários(0)comente



stef. 24/06/2020

Gostei bastante mas não tanto quanto gostei dos anteriores. Ainda assim é incrível está de volta no maravilhoso universo de Nárnia.
comentários(0)comente



Jules 24/02/2020

Divertido
Assim como O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, queria que fosse mais longo e que tivesse explorado com mais detalhes os acontecimentos. Mas isso não impediu que eu aproveitasse cada parágrafo dessa aventura.
comentários(0)comente



Amanda 27/05/2020

Um resgate de Nárnia
A história é linda e repleta de significados, pelo retorno dos 4 em um resgate de Nárnia. Mesmo tendo momentos previsíveis, vale muito a leitura.
comentários(0)comente



Le Ferreira 08/08/2020

Príncipe Caspian
Um ano depois das aventuras vividas em O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, Pedro, Edmundo, Susana e Lúcia são teletransportados de maneira inesperada para Nárnia.?
?
Assim que chegaram, não reconheceram nada, tudo estava diferente. Até descobrirem que, em Nárnia, já se passaram milhares de anos desde a última vez que estiveram lá. Os animais falantes sumiram, eles próprios viraram lendas e até Aslam estava desaparecido há séculos!?
?
Nárnia vive tempos difíceis. Os dias de paz e liberdade, quando os animais falantes, anões, árvores e todas as criaturas mágicas viviam em absoluta harmonia tinham acabado. A guerra civil dividia o reino, que agora era governado pelos telmarinos. Os poucos narnianos remanescentes tinham que viver escondidos para sobreviver.?
?
Príncipe Caspian, herdeiro legítimo do trono, decide lutar, com o apoio dos antigos e lendários narnianos, para retomar o trono que lhe é de direito e devolver a paz e a glória do passado a Nárnia. Contando com a ajuda dos nossos já conhecidos e queridos irmãos Pevensie.?
?
Esta crônica, assim como as outras, é repleta de grandes aventuras. A luta entre o bem e o mal, traições, lealdade e fé estão presentes em todas as páginas. Além de apresentar novos personagens incríveis, como Ripchip - um ratinho falante pra lá de corajoso.?

Quote: Não seria medonho se um dia, no nosso mundo, os homens se transformassem por dentro em animais ferozes, como os daqui, e continuassem por fora parecendo homens, e a gente assim nunca soubesse distinguir uns dos outros?
comentários(0)comente



PTK 08/04/2020

Bom
Achei um pouco lenta, mas no geral foi boa
comentários(0)comente



Gabriel 19/06/2011

Brilhanteeeeeeeeeeee ',
Ultra-Super-Hiper-Sensacional, Divertido, Interessante. Assim com todas as outras 6 Crônicas. Indicadíssimo ...
comentários(0)comente



Jéssica Sanoli 21/02/2012

Um motivo para as quatro estrelas?
Ao aproximar-me do fim do livro, me pus a pensar porque eu o conceituaria com 4 estrelas (já estava praticamente decidida a isto), se não sabia nem ao menos declarar convincentemente um motivo para tal. Por que não conceituá-lo com as brilhantes 5 estrelas? Já que me é tão difícil apontar um defeito no livro, vou me deter inicialmente aos seus pontos fortes.

O começo do livro é cativante, um verdadeiro motivo para se ler por horas, até a madrugada, quando seus olhos não aguentarem mais e implorarem misericórdia. É a parte do livro com menos ação e mais destaque à história do que houve com Nárnia nessas últimas centenas de anos em que os antigos reis e rainhas estiveram ausentes. Na verdade, nos 3 primeiros capítulos não há quase informação alguma, apenas uma atmosfera de incertezas e curiosidade sobre o que ocorreu com a Nárnia da idade do Ouro. Já no 4° capítulo, meu preferido, num ambiente belo e tenso, conta-se parte da história de Caspian, do reinado dos Telmarinos e das histórias da antiga Nárnia, cuja vericidade é posta em dúvida por muitos.Daí por diante, Caspian descobrirá ser verdade as histórias mais fantásticas que ouviu desde criança.

Penso que a partir da metade do livro meu ânimo começou a decrescer. Como disse, o início do livro foi excelente. E acredito fielmente que ele não tenha regredido em qualidade a partir da metade, apenas houve uma troca de foco: antes, a história de Caspian e dos antigos narnianos estava em primeiro plano, depois o foco passou a ser o desenrolar de acontecimentos para salvar Nárnia. Naturalmente, há muito mais ação nesta segunda parte do livro, em detrimento das narrações sobre a história narniana. E, sem dúvidas, prefiro história.

Já ao final do livro, última página, meus olhos ficaram molhados. Quase chorei, aquele papo sobre Pedro e Suzana é bem melancólico. Só não chorei a valer porque Lewis não deu uma grande descrição do momento de despedida entre Aslam e os meninos. Quem sabe ele sentiu pena de seus leitores, porque se fizesse uma descrição, aposto que eu e a maioria desandaríamos a chorar.

Cheguei ao fim e não apontei nenhum ponto fraco na obra, não é mesmo?
Simplesmente porque as quatro estrelas conferidas a este volume são por "questão de gosto", não por defeito de obra. Eu preferiria menos capítulos dedicados à ação, enquanto que alguns cortariam alguns capítulos justamente para chegar mais rápido até ela! Vá entender... São os gostos! Há ainda alguns que criticam o final, dizendo que C.S.Lewis poderia explicar melhor algumas coisas ditas por Aslam na última cena. Mas, acredito que o que devia ser dito foi dito e o que ficou no ar, devia mesmo ter ficado no ar. Lewis devia saber muito bem o que escrevia.

Jéssica Sanoli.



comentários(0)comente



85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6