Kindred

Kindred Octavia E. Butler




Resenhas -


34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Alecsandro 23/03/2021

Impossível terminar KINDRED sem sentir-se mudado
... você não precisa bater nas pessoas para tratá-las com brutalidade.

... talvez eu seja só como uma vítima de roubo, estupro ou algo assim...Uma vítima que sobrevive, mas não se sente mais segura.
@juliosanttana 08/04/2021minha estante
O meu já chegou aqui em casa ! Terminando Terra Americana ele é o próximo da lista !! Ansioso !!


Alecsandro 09/04/2021minha estante
Terra Americana me surpreendeu demais


@juliosanttana 10/04/2021minha estante
Espero terminar nos próximos dois dias rs




Amanda Teles - Livro, Café e Poesia 26/05/2020

Arrebatadora é a palavra que descreve meu sentimento ao ler Kindred.
Não sou fã de ficção científca e cheguei em Kindred através de sua autora, Octavia Butler. Butler, mulher, preta, pobre, filha de uma empregada doméstica e um engraxate.
Este livro transcende a ficção científica e aborda questões sobre raça, gênero, escravidão, preconceito, limites sobre condições humanas, empatia, confiança e laços de sangue, os famosos parentes. É uma baita paulada e muita vezes imaginei como eu agiria sendo Dana, sua personagem principal. Vou me ater a contar a sinopse porque é longa, dá um google aí que fica mais fácil.
Gente, esse livro tem 424 páginas mas de verdade, parece que tem 100, passa muito rápido. Fiquei muito envolvida e conectada o tempo todo. O título de grande dama da ficção científica não é à toa, a maneira de Butler escrever é deliciosa, limpa, real e muito fácil de entender.

Quer ler a resenha completa? Segue o meu perfil literário lá no Instagram @livrocafeepoesia
comentários(0)comente



Alineígena Alien 29/06/2020

Um dia, Dana, uma moça americana, urbana, que vive nos anos 70, passa mal, sente tonturas e então acorda em 1815 em Maryland, sul dos EUA. O grande problema é que Dana é negra, e essa época é extremamente perigosa para ela. É uma época em que negros eram escravizados. Ela viaja para esta época sempre que Rufus, um garoto branco, corre riscos de morrer, e Dana aparece sempre a tempo de salvá-lo. Ela volta para sua casa, em sua época, sempre que ela corre riscos de morrer. Mas o tempo não passa de forma linear, e assim, em pouquíssimos dias dos anos 1970, Dana acompanha Rufus se transformar em um homem. Estar alguns meses no século XIX significa estar fora de sua casa apenas algumas horas.
O livro é intenso. A escrita é muito fácil muito e leve para um assunto extremamente dilacerador. É um livro emocionalmente bem difícil. Um dos melhores livros que li em minha vida.
comentários(0)comente



ira_rafael 02/07/2020

Pertinente e atual
Com uma premissa relativamente simples, a autora discute temas extremamente atuais. Ao longo da leitura, somos transportados para uma época tomada por preconceito e relações de poder que perduram até hoje.
A leitura é política e reflexiva, porém não é cansativa, pelo contrário.
comentários(0)comente



Línia 05/10/2020

Memorável
Eu não tenho palavras pra explicar como esse livro é doloroso e incrível. Esse livro é o tipo de livro que dói enquanto você lê e mesmo depois que você fecha o livro, ainda sente aquela dor, aquele sentimento horrível de perda, de tristeza. Nem consigo imaginar como uma pessoa negra se sente lendo isso, se eu - pessoa branca - fiquei tão abalada. A Octavia E. Butler é sensacional, foi meu primeiro contato com a autora e saí intoxicada pelas palavras, pela forma que ela descreve tudo aquilo de uma maneira tão perspicaz. É uma leitura memorável. Leiam.
comentários(0)comente



Alê 19/10/2020

Os mistérios da viagem do tempo
Kindred estava na minha lista de livros para comprar, eis que chego na escola que trabalho e uma colega de trabalho me pergunta se eu já tinha lido, a resposta foi não é veio seguida de um empréstimo.

Butler escreve de um jeito maravilhoso, uma narrativa que flui e que te prende de tal forma que largar o livro é como se despedir de alguém que se gosta muito.

A história narra uma viagem não só de tempo e espaço, Dana em pleno no século XX vai para o período escravocrata americano e lá se torna responsável por uma vida, a vida de um garoto branco, Rufles.

Nessas idas e vindas, Dana não só vive a escravidão em sua pele, mas também os dilemas que aparecem ao ser responsável pela vida dele.

Falar mais do que isso, é tirar os mistérios e os questionamentos que esse belo livro levanta.
comentários(0)comente



Chanel 21/10/2020

Octávia Butler me deu uma oportunidade que eu nunca teria de outra forma, estar na pele de uma mulher negra durante a escravidão. Esse livro mexeu comigo de uma forma inimaginável, me fez repensar muito e me proporcionou uma bagagem que irei levar para o resto da vida. Simplesmente incrível!
comentários(0)comente



igor 19/11/2020

terrivelmente doloroso
Que Kindred é uma obra prima da ficção, isso todo mundo já sabe. Mas, o que o torna tão fascinante é acima de tudo a densidade realística que a Octavia traz ao inserir em um livro de sci-fi com viagens no tempo, os inúmeros fatos sobre a escravidão. Você sofre juntamente com Dana ao longo das desventuras que ela vai enfrentando ao cruzar o tempo e voltar para os tempos horripilantes onde a escravidão era um sistema legalizado. Essa é uma leitura densa, dolorosa mas MUITO necessária.
comentários(0)comente



Naomy.Uchida 10/12/2020

Um bom livro mas que em muitas partes ficou cansativo.
Eu amo livros com a temática viagem no tempo e esse foi muito interessante, prendeu minha atenção desde o começo.
O problema, para mim, foi quando as coisas começaram a ficar muito repetitivas, na metade do livro chegou até a ser previsível o que iria acontecer.
Rufus é um personagem muito problemático e que ao mesmo tempo torci muito para que ele mudasse, depois do ocorrido com a Alice eu simplesmente parei de me importar com ele.
Kindred é um bom livro mas que não me prendeu tanto quanto eu gostaria.
comentários(0)comente



Thiago 14/12/2020

O tempo (ou a humanidade) é cruel?
É fato que os meios de entretenimento estão nos proporcionando histórias de viagens no tempo cada vez mais complexas com seus argumentos técnicos até lá críveis, mas Butler, lá no final da década de 1970, especulava sobre uma viagem temporal a partir de um laço consanguíneo. E apenas isso. Acompanhando Dana, saímos de uma época em que os EUA liberal para regressarmos ao início do Século XIX, em um estado de Maryland escravocrata e opressor.
As descrições de atrocidades aos negros nos infligem e sabemos, junto com Dana, que nossas vidas jamais serão tão difíceis como daqueles que não tiveram o privilégio de nascer (ou até morrer) livres.

?Kindred? foi meu primeiro contato com Octavia E. Butler e, sem mais, achei a leitura fascinante! Mal espero para ler os outros livros dela.
comentários(0)comente



Ronaldo 16/12/2020

Entrelaçado
20 EM 2020
Livro #12 - Ficção Científica

Que incrível introdução a Butler. Obra magistral!
Texto limpo, sem excessos, sem rodeios, dinâmico, envolvente... E é tudo isso sem ser superficial. Uma história que começa com um tom aventuresco de uma viajante no tempo que salva uma criança de morrer afogada e que gradualmente se complexifica abordando temas essenciais na medida certa.
Há espaço para se refletir sobre superioridade moral, interseccionalidade, reprodução de comportamentos opressores, intervenções emergenciais e estruturais, influência do meio, empatia versus vivência... É um prato farto!
Gosto como as personagens não são simplificadas a mocinhos e vilões e como sentimentos conflitantes e contraditórios são uma constante nas relações interpessoais. Admiro o domínio da autora sobre o tema e período e como ela consegue desenvolver os cenários com veracidade e plena consciência de todas as dinâmicas de poder, das crianças que brincam de vender escravos a escravos que denunciam os que tentam escapar a brancos que se simpatizam com outros brancos por esses parecerem ter atitudes benevolentes, ainda que sustentem um sistema racista.
Butler entrelaça perfeitamente diversos temas para escrever uma obra-prima que merece ainda mais barulho do que o que tem recebido, honestamente.

Só senti falta, talvez, de um final um pouco mais contundente. No mais, a autora foi me emaranhando em suas palavras até me deixar sedento por mais e mais. Já quero ler tudo dela que exista para ser lido.
comentários(0)comente



Lucas 23/12/2020

Cotidiano de um mundo do passado
Octavia passa emoções fortes ao remeter o leitor à uma época em que ter escravos era uma realidade, tornando palpável as dificuldades e angústias dos personagens.
comentários(0)comente



Sara 30/12/2020

Muito além de uma ficção científica
Esse foi meu primeiro contato com a autora, mas já adianto que pretendo ler mais obras dela. A história é única, começa como mais uma ficção científica sobre viagem no tempo, porém acaba se desdobrando em um enredo que vai se aprofundando cada vez mais.
Definitivamente vale muito a pena.
comentários(0)comente



Nelson.Nogueira 17/01/2021

Foi o primeiro romance da autora que li e gostei muito. A história fala de muitos temas que ainda são atuais mesmo o livro sendo escrito em 1979.
Viagem no tempo, racismo, escravidão, amor, esperança, coragem são temas que encontramos nessa história emocionante que nos faz não querer parar de ler. Recomendadíssimo!
comentários(0)comente



Lariane.Coutinho 18/01/2021

O livro é realmente muito incrível, e muito triste. Se você não tiver com a terapia em dia indico que não leia. Esse livro despertou minha ansiedade a cada capítulo eu tive que parar p respirar pq a revolta e o sentimento de impotência diante de tudo é imensa e paralisante.
comentários(0)comente



34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3