Desgrávida: Unpregnant

Desgrávida: Unpregnant Jenni Hendriks
Ted Caplan




Resenhas - Desgrávida: Unpregnant


18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Nanna - Livraneios 30/07/2020

Muito mais do que uma história sobre aborto
Em Desgrávida nós vamos conhecer Veronica Clarke. Uma jovem de 17 anos prestes a fazer suas provas finais, tornar-se oradora da turma e ir para a faculdade de seus sonhos. Tudo parece perfeito até que ela se descobre grávida de seu - também perfeito - namorado.

Uma gravidez poderia arruinar todos os seus planos, e por isso Veronica decide fazer um aborto. Sem possibilidade de contar para mais ninguém, acaba sendo obrigada a buscar ajuda com Bailey, sua ex-melhor amiga, que acaba descobrindo de sua gravidez.

O livro se passa durante a viagem das duas para a realização do procedimento. Nesse percurso, muitos aprendizados acontecerão, portanto, temos uma história que conta com o aborto - e todas as suas implicações e questões que acompanham - como plano de fundo de uma trama sobre amizade, confiança, expectativas e com a importante lição de que devemos ser leais a quem somos.

Um livro super divertido e com capítulos curtos que tornam a leitura ainda mais envolvente. As personagens são muito bem desenvolvidas e evoluem de maneira considerável conforme passamos as páginas e descobrimos mais de suas camadas. Adorei a leitura!
comentários(0)comente



Helana O'hara 26/07/2020

Um livro divertido com tema necessário
Desgrávida é um lançamento da Faro Editorial. Agora de 2020. É um livro com cerca de 250 páginas e os capítulos eles são contatos por quilometragem, afinal de contas, nossas protagonistas fazem uma viagem bem maluca durante a história.


Em Desgravida vamos conhecer Veronica, uma jovem de 17 anos, que tem a vida escolar perfeita e até achava que tinha o namorado perfeito, até que trancada no banheiro da escola com um teste de gravidez, descobre que tu foi tudo pelo ralo.
Para pior a situação, a única pessoa que sabia desse problema desesperador de Veronica é Bailey, a ex-amiga dela. Bailey é uma menina revoltada da escola que num passado já foram amigas.
As coisas desandam de vez quando o namorado de Veronica faz uma revelação bizarra em um restaurante, fazendo com que a decisão do aborto seja definitiva.
Sem ter com quem contar, Veronica vai atrás de Bailey, única pessoa que sabe do seu problema e que tem um carro. As duas embarcam em uma aventura de 3 mil quilômetros para Veronica fazer o aborto.
Mas a aventura delas é de conhecimento, cumplicidade, empatia e principalmente de descobrir que ainda podem ser amigas.

Primeiro de tudo! Você vai rir muito com as situações que Veronica e a Bailey se metem. Algumas coisas do livro são totalmente fantasiosas, apenas para dar graça a história, outras nem tanto.
As meninas tem personalidades totalmente diferentes, Veronica é inteligente, j[a tem todo seu futuro planejado, coisa bem típica americana. Já Bailey é meio vida-louca, é bagunceira, revoltada. E ver elas juntas fazendo essa viagem é uma redescoberta para ambas.
Mas além de risadas, você vai sentir raiva. O namorado, ou ex-namorado da Veronica, é um completo inútil. Já no começo do livro sabemos as intenções completamente sem sentido dele com Veronica, ele acaba perseguindo as meninas, tentando convencer Veronica de não abortar.
O livro aborda assuntos muito sérios com uma leveza enorme. Gravidez na adolescência é um tabu ainda nos dias de hoje, sabemos que existe dificuldades e que as leias do abortos são rudes em alguns lugares outros em tantos, fazendo com que as meninas cruzassem o estado a procura de uma solução urgente.
Amizade delas também é um foco importante durante a leitura, as meninas brigam, choram, se emocionam, são cumplices, dividem sonhos, sentimentos. A viagem faz com que elas se redescubram como pessoas e como amigas.
Desgrávida, é um livro que apesar de divertido, trás uma boa reflexão. Nos mostrando consequência de problemas e até soluções. Ele teve uma ressalva com a aventura delas – algumas coisas bem fora do comum, mas como disse foram colocadas ali para dar charme a história.
Vão gostar.
comentários(0)comente



Silvana - Blog Prefácio 24/07/2020

Veronica Clarke decidiu aos doze anos que nunca seria uma decepção para seus pais como aconteceu com sua irmã. Melissa engravidou do namorado que conheceu semanas antes logo que saiu do ensino médio e, até agora cinco anos depois, ainda não conseguiu terminar o curso de enfermagem que ela começou na época e já está indo para o quarto filho. Veronica colocou de bom grado o anel de castidade no dedo para mostrar que era muito melhor que a irmã. E até agora ela tem conseguido ser a filha exemplar. Dedicou-se aos estudos com afinco e já tem uma vaga garantida para a sua faculdade dos sonhos, a Universidade Brown, faz parte da corte do baile de formatura e provavelmente será a escolhida para ser a oradora da turma.

Isso sem falar que namora Kevin Decuziac, que além de ser a estrela do time de futebol, ainda toca na banca da igreja em que seus pais frequentam. Seus futuro perfeito está todo planejado e nada pode dar errado. Ou talvez dê já que sua menstruação está atrasada, mesmo ela e Kevin tendo usado camisinha todas as vezes em transaram. Provavelmente é apenas nervosismo pelas provas finais estarem chegando, mas para tirar logo aquela dúvida da cabeça Veronica decide fazer o teste. E para seu desespero o resultado é positivo e antes de conseguir processar o que está acontecendo sua ex-melhor amiga Bailey Butler, hoje em dia o terror do colégio, entra no banheiro e descobre que ela está grávida. Mas apesar de tudo Bailey não desmascara ela na frente da escola inteira e Veronica só vê uma opção a sua frente: fazer um aborto.

Veronica procura na internet e vê que a clinica mais próxima que realiza abortos em menores sem o consentimento dos pais fica a 1590 quilômetros e sabe que só terá uma chance de fazer isso sem ninguém desconfiar: o fim de semana que ela e suas amigas tiram para estudar para os exames finais. E para levá-la até a clínica o mais obvio é a outra parte interessada, Kevin. Mas ao tentar contar seus planos para Kevin, Veronica é surpreendida com um pedido de casamento e descobre que além de Kevin já saber da gravidez, ela foi "planejada" por ele, que não queria se separar dela. Furiosa e sem tempo a perder Veronica só consegue pensar na outra pessoa que sabe da verdade, Bailey, e vai até ela implorar que seja sua acompanhante nessa viagem.

Antes de falar sobre a história preciso falar sobre a edição da Faro que mesmo em tempos de pandemia não deixou a qualidade cair. A edição está incrível, muito bem feita, caprichada e dá o tom que a história precisa. E o título na capa é em alto relevo em um acabamento áspero que amei. Mas tenho que falar sobre outra coisa da capa. Eu particularmente não gosto quando vem na capa do livro indicação de alguém famoso ou algo do tipo, porque cria-se uma certa expectativa em relação a história que pode ou não ser alcançada. Como eu nunca assisti How I Met Your Mother, no meu caso não fez diferença porque não tinha nada para comparar, mas acredito que quem assistiu vai ler já esperando alguma coisa, que como disse antes pode ou não ser atingido.

Agora sobre a história. Eu não lembro de ter lido muitos livros que abordam o tema aborto e gostei da forma como os autores abordaram o assunto com tanta leveza e naturalidade. O foco não foi sobre ser certo ou errado. O que os autores trazem é a indagação do motivo da protagonista querer fazer o aborto escondido de todos, até mesmo de suas melhores amigas. Então a viagem será uma jornada de auto reconhecimento e vai fazer a Veronica se questionar se a vida que ela tem é a que ela queria viver realmente. Se a vida perfeita idealizada por ela vale mesmo a pena. E o curioso é que a única pessoa que ela confia para isso é a garota que ela deixou para trás por não corresponder ao seu novo estilo de vida.

Em praticamente um final de semana que se passa a história vamos ver os autores abordando diversos assuntos relevantes não só, mas principalmente para pessoas dessa faixa etária entre a vida de adolescente onde a responsabilidade de tudo está a cargo dos pais e a vida de adulto onde cada um toma as rédeas da sua vida e vai ver que a coisa não era tão fácil quanto os pais faziam parecer. Vamos ler sobre amizade, bullying, religião, vida de aparência, e vários outros assuntos sendo abordados de uma forma leve e de uma maneira que faz com que o leitor pense e tenha sua própria opinião sobre cada um deles. Em nenhum momento me senti sendo manipulada pelos autores como já aconteceu em outros livros.

Vamos viver uma jornada de conhecimento ao lado de Veronica, que por sinal não é um personagem "gostável", ela não é a garota perfeita que diz ser, mas nem é por isso que não temos logo de cara aquela empatia com o personagem. Você se questiona o porque dela querer viver uma vida de aparência quando ela não tinha motivos para aquilo. Mas ao longo do caminho vamos entendendo o porque de tudo aquilo que acontece com Veronica e por vezes nos reconhecemos em suas atitudes. Bailey também não é a garota que você ama logo de cara, mas que assim como acontece com Veronica, entende sua história e o porque da situação.

O foco da história está nas duas protagonistas, mas temos personagens secundários bem interessantes, principalmente os que elas conhecem ao longo da viagem. Cada um deles vai fazer parte da história delas e vai ajudá-las a entender o momento que estão passando. E por falar na viagem gostei de conhecer os pontos onde as garotas passam durante seu trajeto. Quanto ao final ele pode ser considerado em aberto por alguns, mas eu não considero assim porque não ficam faltando detalhes e nada a ser fechado. O que fica é uma história que Veronica e Bailey ainda terão que viver. Enfim, termino a minha resenha indicando o livro para todos que curtem o gênero e esse tipo de história. Com certeza vai agradar.


site: https://blogprefacio.blogspot.com/2020/06/resenha-desgravida-unpregnant-jenni.html
comentários(0)comente



Isabela | @readingwithbells 14/07/2020

Veronica Clarke tem 17 anos e possui a vida perfeita: ela é o exemplo da família, estudante exemplar, tem as melhores amigas e o namorado perfeito, Kevin Decuziac. Ela está preparada para ir estudar na Universidade Brown no próximo outono quando uma reviravolta acontece em sua vida: ela descobre que está grávida.
A ideia de ter uma criança aos 17 anos apavora Veronica e ela faz uma grande decisão: abortar.
O livro se passa em um dia e vamos acompanhar Veronica e Bailey Butler, sua ex-melhor amiga, partindo em uma viagem de mais de três mil quilômetros para realizar o aborto. Nesse meio tempo vamos ler sobre o tema muito importante que é o aborto, vamos ver como nossa vida pode mudar de um dia para o outro e como nossas decisões influenciam nosso futuro, além de nos mostrar que podemos sim recuperar uma amizade que nos parecia "perdida".
-
"Talvez um teste positivo seja o menor dos problemas. Talvez o percurso seja mais importante. Talvez aprender a rir da vida e não levar tudo a sério seja um caminho. Será?"
comentários(0)comente



Thay Freitas | Sankas Books 11/07/2020

Divertidíssimo!
Veronica Clarke é o que chamamos de garota zero defeitos. Além de ser um grande exemplo para família, é um modelo quando o assunto é escola. Está no último ano - mais precisamente na época dos exames finais -, sempre teve ótimas notas, é popular, está concorrendo à oradora da turma e já tem sua vaga garantida na Universidade Brown, aquela que ela sempre sonhou! Para completar, tem três melhores amigas que também são bem populares e ela ainda namora o garoto mais cobiçado, o Kevin, que é completamente apaixonado por ela.

O que alguém mais poderia querer?
Nada poderia ser mais perfeito e não tinha o que dar errado (ou tinha?).

Como nem tudo são flores e dias ruins chegam para todos, Veronica percebe que sua menstruação está atrasada e mesmo sabendo das mínimas chances de uma possível gravidez - uma vez que ela e Kevin utilizam dos métodos contraceptivos -, ela faz um teste de farmácia para tirar a dúvida!

Então no banheiro da escola, ela decide acabar com aquilo e faz o teste ali mesmo. E para desespero da nossa protagonista, o teste dá positivo. Isso mesmo: PO SI TI VO. E como se já não bastasse, Bailey, sua ex-melhor amiga aparece no banheiro e descobre tudo. É aí que Verônica chega a conclusão que tem dois problemas pela frente - num momento típico daquelas situações em que a gente se dá conta de que nunca deveria ter saído da cama.

E agora? Sem chão, a garota de 17 anos não sabe por onde começar para resolver os problemas que tendem a colocar sua vida de cabeça pra baixo e destruir, além de sua imagem, seus planos de futuro.

Com base nisso, toda a jornada começa.

Continue lendo em: http://sankasbooks.blogspot.com/2020/07/resenha-desgravida.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nath Correia @bibliotecadanath 03/07/2020

Desgrávida l Jenni Hendriks & Ted Caplan l @faroeditorial
A vida de Veronica Clarke parece saída de um sonho: aluna exemplar, filha perfeita, amigas fiéis e um namorado apaixonado. No entanto, toda a sua vida começa a desmoronar quando ela descobre que está grávida aos 17 anos. Desesperada e sem poder contar a ninguém, ela decide fazer um aborto.

Para isso acontecer, ela precisa de uma aliada disposta a percorrer mais de 3 mil quilômetros em um único fim de semana... e a única pessoa disponível é Bailey Butler, sua ex-amiga e a garota rebelde da escola. Assim, as garotas partirão em uma viagem rumo ao Novo México e reabrirão antigas feridas para tentar recuperar uma amizade há muito tempo perdida.

Mais uma vez, os criadores de How I met your mother acertaram ao contar a história de duas garotas que precisam reaprender a serem amigas de novo em meio a uma viagem marcada por eventos bizarros e vários contratempos. Com uma narrativa leve e descontraída, os autores conseguem falar de temas importantes como aborto, bullying, isolamento social e a necessidade de viver de aparências; enquanto também mostram como os laços de união, cumplicidade e sororidade podem ser restabelecidos mesmo quando se acha que uma amizade estava totalmente perdida.

Veronica e Bailey, apesar de serem o oposto uma da outra, conseguem se identificar e se compadecer com os dilemas e anseios que cada uma enfrenta. Foi bonito ver o quanto elas passaram a se apoiar e a entender que a vida de nenhuma delas era tudo o que parecia ser (sempre existe muita coisa por trás de cada fachada, né!?). Gostei de como a motivação para Veronica decidir realizar o aborto foi abordada e, quando se descobre como toda a gravidez aconteceu, fica impossível não se colocar no lugar dela e entender sua decisão.

No mais, "Desgrávida" mostra o quanto uma vida pode mudar em um único dia e o quanto nossas escolhas e decisões podem impactar nosso presente e futuro, mostra que nunca é tarde para tentar salvar uma amizade que parecia perdida e que podemos achar apoio e aceitação onde menos esperamos.

Nota: 4/5

Livro recebido em parceria com a Faro Editorial

Instagram: @bibliotecadanath
comentários(0)comente



Paula Faria @blogliteralmenterosa 02/07/2020

Veronica Clarke, uma jovem exemplar, boa estudante, boas amizades, namorado popular, tudo muito maravilhoso até o momento em que ela descobre que está grávida. Nesse momento, no banheiro da escola ela reencontra sua antiga amiga Bailey Butler, por ser Rebelde e de personalidade difícil, Verônica acredita que ela irá chantageá-la ou até mesmo prejudicá-la com essa informação, mas as duas acabam dividindo esse segredo e quando ela decide fazer um aborto bem longe de onde ela mora, Bailey a acompanha e essa empreitada é cheia de emoções e aventura.
Nessa leitura o assunto sobre o aborto é abordado de uma forma que me agradou, as constantes discussões entre Veronika e Bailey sobre os riscos, sobre como deve ser feito, sobre as consequências físicas e psicológicas foram muito pertinentes. As duas apesar de tudo se divertem juntas durante essa viagem e conseguimos também ver o amadurecimento das personagens, conhecemos mais a fundo cada uma e percebemos que a além das diferenças de criação, elas não deixam de ser jovens tentando descobrir a melhor forma de seguir a vida, sendo consciente e responsável por suas escolhas. Mas o livro não se trata apenas disso, ele fala sobre ser feliz, aceitar as coisas da vida da melhor forma, ser sincero consigo mesmo e principalmente verdadeiro sobre suas ações e vontades. É uma leitura leve apesar de falar sobre um tema sério, que foi desenvolvido de maneira inteligente, envolvente e que nos faz pensar em como levamos a vida, como somos honestos com o que queremos e pensamos.
comentários(0)comente



Ketley Paixão 26/06/2020

Eu simplesmente não conseguia parar!
Só o cobrador e o motorista dos ônibus que preciso pegar para ir trabalhar sabem o quanto esse livro me fez rir. Nossa, eu simplesmente não conseguia parar!
Apesar de abordar um assunto muito sério, como o aborto, os autores conseguiram deixar a história um tanto quanto cômica, e com um claro sinal de alerta. Namorados psicopatas, viagens pra lá de bizarras e, acima de tudo, o quanto as amizades são importantes em todo o momento. A Veronica amadureceu muito durante os três dias em que a história se passa, e você sente vontade de entrar na história para falar "Querida, eu pensei que você não ia enxergar isso nunca! Senta aqui..." hahaha
Se você quer chorar de rir, vale muito a leitura!

site: http://instagram.com/mmaria.co
Ketley Paixão 26/06/2020minha estante
Parar de rir, no caso hahaha




Bia 25/06/2020

Vero?nica tem 17 anos, tem uma vida perfeita, um namorado apaixonado , pai?s que se orgulham dela e? uma vaga na universidade do seus sonhos ? .

Mais pela primeira vez, um resultado de positivo de uma gravidez , Vero?nica descobre e entra em pa?nico
. .

Com desespero da gravidez ela decide fazer um ABORTO
E ela decide falar para a sua amiga Bailey e decidem fazer uma viagem para fazer o procedimento?
Nesse dia acontece va?rios problemas ?! Sera? que ela consegue fazer o procedimento? .

#quote
- Se voce? fizer o que esta? planejando fazer, vc vai arder no inferno por toda eternidade.
Indico vcs a ler esse livro e descobrir o que acontece
comentários(0)comente



Camila (Book Obsession) 25/06/2020

Mais uma vez a Faro Editorial realizou um super trabalho com a edição, com título em alto relevo, diagramação bonita e fonte para leitura muito confortável.
Os capítulos são divididos através da quilometragem que as personagens realizam durante a viagem e por serem curtos, tornaram a leitura ainda mais ágil. Quando me dei conta já tinha ultrapassado a metade do livro.
Ainda que a trama se concentre no drama da Veronica, conhecemos um pouco mais da história de Bailey, o que me causou grande empatia, já que a mesma cresceu sendo negligencia por seu pai. E tem uma cena de cortar o coração.
Com muitas confusões e cenas para dar gargalhadas, Des-Grávida se mostra uma jornada interessante sobre nossas escolhas e como encaramos os altos e baixos da vida.


Resenha completa no blog.

site: https://www.bookobsessionblog.com/2020/06/resenha-des-gravida-jenni-hendriks-ted.html
comentários(0)comente



Jaque @blogmalucadoslivros 22/06/2020

me conquistou do inicio ao fim
Quando eu fiquei sabendo do lançamento deste livro, logo fiquei doida para ler e não me decepcionei.

A PREMISSA:
Verônica Clarke não é apenas uma das melhores alunas da escola. Ela é a esperança de sua família, a primeira a ir para a faculdade, uma filha exemplar. Mas aos 17 anos e prestes a se formar ela descobre que está grávida. Agora tudo que ela conquistou está prestes a ir por água a baixo, junto com todos os seus sonhos. Mas a única pessoa que pode ajudar Verônica nisso, é sua ex melhor amiga Bailey Butler.

❝(...) Só tinha me preocupado comigo mesma. E, depois de todos aqueles anos sem perguntar, sem estar presente, havia, naquele momento, um abismo entre nós que eu não era capaz de atravessar.❞

Para chegar na clínica e realizar o procedimento, as duas vão percorrer cerca de 1600km cheios de desafios, encrencas, redescobertas e terão que lidar com feridas abertas da antiga amizade que tinham. E o que seria uma viagem com apenas um objetivo, se torna um momento marcante que vai mudar as vidas delas pra sempre.

O QUE ACHEI:
Primeiramente quero deixar claro que pra mim, Des-grávida é um livro que precisa ser lido livre de preconceitos. O livro aborda assuntos necessários como o aborto e relacionamento abusivo, mas com muita leveza e eu adorei isso, simplesmente não consegui desgrudar deste livro até o fim.

Dos mesmo criadores da minha série preferida da vida - How I Met Your Mother -, a obra traz muitos momentos cômicos, e isso pra mim é mais um ponto positivo porque eu dificilmente "acho graça" em qualquer coisa, então se preparem para uma leitura que rende boas risadas com personagens cativante e complexos.

Eu adorei demais Bailey e Verônica, confesso que este livro me deixou até com o gostinho de quero mais, porém vou me contentar em aguardar a adaptação que vai ser feita pela HBO, e que eu espero que faça jus a essa história que eu gostei tanto, mas sem deixar a comédia de lado. Se você procura uma leitura leve, rápida e divertida, não deixe de ler Des-grávida!

site: https://www.malucadoslivros.com.br/2020/06/resenha-des-gravida-jenni-hendriks-e.html
comentários(0)comente



_MarinaSts 20/06/2020

Um livro super gostoso de ler, com uma leitura fácil
Quando li a sinopse desse livro eu fiquei um tanto quanto curiosa, já que o tema de gravidez na adolescência seguido de aborto é algo meio complexo de falar assim abertamente né?
Pois pode parando aí se acha que esse livro é aquela coisa séria e dramática, muito pelo contrário!! É um livro bem legal na verdade.

Quando peguei ele pra ler, assim que observei a capa reparei no logo da HBO bem no topo esquerdo e fui a procura de informações, o que me facilitou na leitura, pois as personagens ganharam rosto.

site: https://bloggeekthings.blogspot.com/2020/06/titulo-desgravida-unpregnant-autor.html
comentários(0)comente



Veh - @minhas_escriturass 19/06/2020

Ótimo para distração
Des-grávida é um livro extremamente leve e divertimento, mesmo abordando um assunto tão delicado e que é um tabu para a sociedade como o aborto, lembrando que ele é legalizado em diversos estados estrangeiros, então a polêmica retratada no livro, não é o foco.

O foco é a reflexão, sobre até onde podemos ir para manter uma imagem para os outros, o poder da amizade para nos amparar em momentos difíceis, e ver o sentido real da felicidade e da liberdade.

Espero que gostem e até a próxima!
comentários(0)comente



Entrelivros_efilho 16/06/2020

📖❝– Era como se tivesse um letreiro gigante de néon em minha testa piscando a palavra GRÁVIDA.❞
ㅤㅤ
Veronica Clarke é uma filha exemplar, aluna inteligente e dedicada, tem um namorado apaixonado, amigas populares e está prestes a entrar para a faculdade dos sonhos quando vê seus planos serem ameaçados por um teste positivo de gravidez.
Pensando nos julgamentos e em como sua vida irá mudar decide fazer um aborto, e a única ajuda que recebe é da pessoa mais inesperada de todas, Bailey Butler, sua ex-melhor amiga. Juntas, as duas embarcam em uma longa viagem para realizar o procedimento em uma clínica a mais de três mil quilômetros de distância, mas durante o caminho além de acertarem algumas situações mal resolvidas do passado, Veronica vai perceber que decidir abortar era o menor dos seus problemas, e que às vezes encarar com diversão os momentos de desespero é a melhor saída.
ㅤㅤ
Des-Grávida é um dos últimos lançamentos da Faro Editorial e já tem adaptação prevista para estrear na HBO, e é um enredo diferente do estou acostumada ler já que acompanhamos a corrida de Veronica para realizar o aborto e manter sua vida nos trilhos, apesar da temática aborto que é um tema que divide opiniões é um livro leve e rápido de ler, a narrativa é simples envolvente e objetiva e nos deixa presos do inicio ao fim para saber se elas conseguirão chegar ao destino para que Veronica, enfim coloque em prática a sua decisão.
ㅤㅤ
A narrativa é em 1ª pessoa e os capítulos além de curtos são divididos entre os quilômetros rodados e Veronica e Bailey, protagonizam situações hilárias e nos divertem muito durante a leitura, mas não consegui me conectar com nenhuma delas, confesso que esperava mais desenvolvimento do tema aborto, mas acredito que a intenção dos autores era justamente desenvolver uma história ousada, mas de forma leve e descontraída e sem dúvida conseguiram.
ㅤㅤ
É uma história de amadurecimento, amizade e aceitação, Verônica e Bailey nos mostram que não devemos mudar nosso jeito para agradar ninguém e que todos são livres para fazerem suas escolhas, mas precisam lidar com as consequências quando elas chegarem.

site: https://www.instagram.com/p/CBgCNHfj3-G/
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2