Desgrávida: Unpregnant

Desgrávida: Unpregnant Jenni Hendriks
Ted Caplan




Resenhas - Desgrávida: Unpregnant


50 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Nanna - Livraneios 30/07/2020

Muito mais do que uma história sobre aborto
Em Desgrávida nós vamos conhecer Veronica Clarke. Uma jovem de 17 anos prestes a fazer suas provas finais, tornar-se oradora da turma e ir para a faculdade de seus sonhos. Tudo parece perfeito até que ela se descobre grávida de seu - também perfeito - namorado.

Uma gravidez poderia arruinar todos os seus planos, e por isso Veronica decide fazer um aborto. Sem possibilidade de contar para mais ninguém, acaba sendo obrigada a buscar ajuda com Bailey, sua ex-melhor amiga, que acaba descobrindo de sua gravidez.

O livro se passa durante a viagem das duas para a realização do procedimento. Nesse percurso, muitos aprendizados acontecerão, portanto, temos uma história que conta com o aborto - e todas as suas implicações e questões que acompanham - como plano de fundo de uma trama sobre amizade, confiança, expectativas e com a importante lição de que devemos ser leais a quem somos.

Um livro super divertido e com capítulos curtos que tornam a leitura ainda mais envolvente. As personagens são muito bem desenvolvidas e evoluem de maneira considerável conforme passamos as páginas e descobrimos mais de suas camadas. Adorei a leitura!
comentários(0)comente



Kari 28/11/2020

Sabe aquele livro que te encanta com a capa? Um livro que aborda um tema polêmico e que divide opiniões, tratado de maneira leve e que nos faz refletir muito. Não é sobre o certo e errado, mas uma história que trás a história de Verônica Clarke, que sempre foi motivo de orgulho para seus pais, aluna exemplar com um futuro planejado, frequenta a igreja, sempre bastante centrada e namorada de um jovem bastante atraente que é estrela do time de futebol e frequenta a mesma igreja. Mas as coisas podem não seguir o rumo planejado, já que de repente se vê com um teste de positivo passa gravidez. Óbvio que ela fica desesperada e a opção que tem é abortar. Seguindo o "novo plano", ela percebe que terá que percorrer um caminho longo, já que a clínica que realiza o procedimento sem consentimento de seus pais fica um pouco distante de sua casa. Ela precisa de certo apoio, mas esse apoio não virá de suas amigas, já que ela não quer ter de se explicar e nem ser julgada e muito menos do namorado.. então recorre a uma ex-amiga chamada Bailey, após fazerem um acordo elas seguem viagem. Uma viagem que trará reflexões, autoconhecimento e surpresas inesperadas que irão alterar o curso da sua história..

A leitura é simplesmente maravilhosa e logo em breve teremos uma adaptação para assistir, que já estou mega ansiosa para conferir.
comentários(0)comente



Vitorjosva 02/04/2021

Um Parto de Viagem com personagens de Life Is Strange
Uma leitura engraçadinha, fluiu bem até.
Um jeito estranhamente divertido de abordar um tema sério e polêmico.
Não recomendável para conservadores! ;)
comentários(0)comente



Lala Kim 02/12/2020

Incrível
Leitura super apaixonante, leve e descontraída, perfeita para sair de uma ressaca literária (aliás me ajudou a sair de uma). Você se envolve e praticamente vive a vida dos personagens, sem contar as belas risadas. Sem dúvidas, só tenho elogios para essa história!
comentários(0)comente



Alan (@coracaodeleitor) 26/10/2020

Divertido
Olá literáriooosss!!!

Essa semana vai ser especial da @faroeditorial aqui no ig, então se preparem para muitas indicações incríveis.

O primeiro livro é "Desgravida".
.
Veronica Clarke tem a vida perfeita. Dá orgulho á sua família, namora o garoto popular da escola e tem sua vaga certa na faculdade.

Todos seus planos estão dando certo, até que ela descobrir que está grávida. Ela já imagina tudo que isso irá causar na sua vida. E não sabe com quem contar.

Até que a pessoa mais improvável se torna sua única esperança. Bailey é uma menina tímida e estranha que anda sozinha pela escola e que já foi a melhor amiga de Veronica no passado. Até o momento em que ela não se encaixou mais na vida de nossa protagonista.

Elas embarcam então numa jornada de mais de três mil quilômetros para que Veronica possa fazer o aborto. Porém nessa distância toda muita coisa pode acontecer.

É uma história bem humorada que nos leva ao riso em vários momentos. É claro que tem um tom mais sério em vários momentos pois é uma jornada muito legal de autoconhecimento e valorização das pessoas que temos ao redor.

Adorei essa aventura. Ela foi escrita pelos mesmos responsáveis de How I met your mother. E tem uma adaptação no HBOmax.

Risos e uma ótima história garantidos aqui.
comentários(0)comente



Koala Leitora 09/06/2020

Bom!
Narrado em primeira pessoa e pelo ponto de vista da Veronica, temos aqui uma história com pitadas irônicas, um relacionamento fracassado e uma amizade que precisa ser restaurada.
Encontramos também a descoberta de uma garota solitária, que percebe o quanto ela está errada em querer ser a garota perfeita. Um mundo cheio de reviravoltas e boas tiradas para deixar o leitor preso do começo ao fim.

Confesso que esperava um pouco mais da história, mas todo o enredo é bem gracinha e ensina muito sobre os caminhos tortuosos da vida.
comentários(0)comente



Babih | @babihpb 12/06/2020

Leve e divertido
Oii, gente, tudo bem?
Bora conversar sobre Des-grávida?
Veronica é o que temos por garota certinha. Boas notas, amigas perfeitas, namorado astro do time e concorrente a oradora da turma. Com vaga na faculdade garantida, o que poderia dar errado nessa equação? Tudo pode dar errado! A começar pela sua menstruação que atrasou, em pânico, Veronica corre para fazer um teste e seu pior pesadelo se confirma; ela está grávida.

Sabendo que não tem a menor condição de ser mãe e muito menos de desistir do seu futuro, Veronica parte para Novo México, junto com a sua ex- melhor amiga, Bailey, para fazer um aborto e não ter seu futuro interrompido.

Veronica me irritou diversas vezes com suas atitudes. Primeiro, que ela era muito passiva em relação as amigas, deixando às mesmas tercer comentários nada agradáveis sobre seu namorado. Se fosse comigo, eu já teria mandando elas tomarem um chá de semancol.

Outra ponto, é que ela sempre pensava o pior da Bailey. Se baseando em comentários maldosos que ela ouvia sobre a ex-amiga na escola e magoando-a por diversas vezes. Teve inúmeros momentos que eu quis apenas dar colo a Bailey. E por falar nela, que menina incrível! Divertida, não tem papás na língua e apesar de tentar passar uma fachada de durona, têm grandes questões para resolver com ela mesma. Mesmo sendo odiada na escola, ela não perde o bom humor e o gosto pela vida.

Des-grávida traz de forma leve e bem humorada a temática do abordo na juventude, e isso ainda é considerado um tabu na sociedade.
Abordando de forma cômica o que muitos ativistas pensam à respeito e levantado a questão da religião e, como isso mexe com a Veronica fazendo a mesma se questionar diversas vezes se isso era o certo a se fazer.

Os autores trabalham também a questão da homossexualidade e como isso mexe com alguém, ainda mais, quando se está sozinho para enfrentar o mundo, que é o caso da Bailey.
Me divertir demais acompanhando essa aventura. Pude ver ambas reabrindo antigas feridas e aprendendo que nem tudo é o que parece ser. Um livro para quem procura uma leitura leve e divertida.
comentários(0)comente



Entrelivros_efilho 16/06/2020

📖❝– Era como se tivesse um letreiro gigante de néon em minha testa piscando a palavra GRÁVIDA.❞
ㅤㅤ
Veronica Clarke é uma filha exemplar, aluna inteligente e dedicada, tem um namorado apaixonado, amigas populares e está prestes a entrar para a faculdade dos sonhos quando vê seus planos serem ameaçados por um teste positivo de gravidez.
Pensando nos julgamentos e em como sua vida irá mudar decide fazer um aborto, e a única ajuda que recebe é da pessoa mais inesperada de todas, Bailey Butler, sua ex-melhor amiga. Juntas, as duas embarcam em uma longa viagem para realizar o procedimento em uma clínica a mais de três mil quilômetros de distância, mas durante o caminho além de acertarem algumas situações mal resolvidas do passado, Veronica vai perceber que decidir abortar era o menor dos seus problemas, e que às vezes encarar com diversão os momentos de desespero é a melhor saída.
ㅤㅤ
Des-Grávida é um dos últimos lançamentos da Faro Editorial e já tem adaptação prevista para estrear na HBO, e é um enredo diferente do estou acostumada ler já que acompanhamos a corrida de Veronica para realizar o aborto e manter sua vida nos trilhos, apesar da temática aborto que é um tema que divide opiniões é um livro leve e rápido de ler, a narrativa é simples envolvente e objetiva e nos deixa presos do inicio ao fim para saber se elas conseguirão chegar ao destino para que Veronica, enfim coloque em prática a sua decisão.
ㅤㅤ
A narrativa é em 1ª pessoa e os capítulos além de curtos são divididos entre os quilômetros rodados e Veronica e Bailey, protagonizam situações hilárias e nos divertem muito durante a leitura, mas não consegui me conectar com nenhuma delas, confesso que esperava mais desenvolvimento do tema aborto, mas acredito que a intenção dos autores era justamente desenvolver uma história ousada, mas de forma leve e descontraída e sem dúvida conseguiram.
ㅤㅤ
É uma história de amadurecimento, amizade e aceitação, Verônica e Bailey nos mostram que não devemos mudar nosso jeito para agradar ninguém e que todos são livres para fazerem suas escolhas, mas precisam lidar com as consequências quando elas chegarem.

site: https://www.instagram.com/p/CBgCNHfj3-G/
comentários(0)comente



Elyene 22/05/2021

Leve e necessário
Uma história gostosa, leve, apesar das temáticas, em um cenário bem específico e com muitas situações inusitadas! A forma como a gravidez ocorre pode facilitar na abertura das pessoas, para que as decisões sejam ao menos consideradas. Mesmo que de forma irreverente, o livro traz pautas importantes e pode ser um ótimo iniciador de conversas. Gostei bastante, adorei a leitura e consigo imaginar um filme todinho nascendo a partir desse livro. Uma grata surpresa!
comentários(0)comente



Camila | Book Obsession 25/06/2020

Mais uma vez a Faro Editorial realizou um super trabalho com a edição, com título em alto relevo, diagramação bonita e fonte para leitura muito confortável.
Os capítulos são divididos através da quilometragem que as personagens realizam durante a viagem e por serem curtos, tornaram a leitura ainda mais ágil. Quando me dei conta já tinha ultrapassado a metade do livro.
Ainda que a trama se concentre no drama da Veronica, conhecemos um pouco mais da história de Bailey, o que me causou grande empatia, já que a mesma cresceu sendo negligencia por seu pai. E tem uma cena de cortar o coração.
Com muitas confusões e cenas para dar gargalhadas, Des-Grávida se mostra uma jornada interessante sobre nossas escolhas e como encaramos os altos e baixos da vida.


Resenha completa no blog.

site: https://www.bookobsessionblog.com/2020/06/resenha-des-gravida-jenni-hendriks-ted.html
comentários(0)comente



Bia 25/06/2020

Vero?nica tem 17 anos, tem uma vida perfeita, um namorado apaixonado , pai?s que se orgulham dela e? uma vaga na universidade do seus sonhos ? .

Mais pela primeira vez, um resultado de positivo de uma gravidez , Vero?nica descobre e entra em pa?nico
. .

Com desespero da gravidez ela decide fazer um ABORTO
E ela decide falar para a sua amiga Bailey e decidem fazer uma viagem para fazer o procedimento?
Nesse dia acontece va?rios problemas ?! Sera? que ela consegue fazer o procedimento? .

#quote
- Se voce? fizer o que esta? planejando fazer, vc vai arder no inferno por toda eternidade.
Indico vcs a ler esse livro e descobrir o que acontece
comentários(0)comente



Isabela | @readingwithbells 14/07/2020

Veronica Clarke tem 17 anos e possui a vida perfeita: ela é o exemplo da família, estudante exemplar, tem as melhores amigas e o namorado perfeito, Kevin Decuziac. Ela está preparada para ir estudar na Universidade Brown no próximo outono quando uma reviravolta acontece em sua vida: ela descobre que está grávida.
A ideia de ter uma criança aos 17 anos apavora Veronica e ela faz uma grande decisão: abortar.
O livro se passa em um dia e vamos acompanhar Veronica e Bailey Butler, sua ex-melhor amiga, partindo em uma viagem de mais de três mil quilômetros para realizar o aborto. Nesse meio tempo vamos ler sobre o tema muito importante que é o aborto, vamos ver como nossa vida pode mudar de um dia para o outro e como nossas decisões influenciam nosso futuro, além de nos mostrar que podemos sim recuperar uma amizade que nos parecia "perdida".
-
"Talvez um teste positivo seja o menor dos problemas. Talvez o percurso seja mais importante. Talvez aprender a rir da vida e não levar tudo a sério seja um caminho. Será?"
comentários(0)comente



Brenda Souza | @Baianaleitora 20/01/2021

Divertido...
"Era como se tivesse um letreiro gigante de néon em minha testa piscando a palavra GRÁVIDA."

Verônica Clarke é a filha perfeita, aluna perfeita e namorada perfeita. Nunca foi reprovada na escola, nunca deu trabalho a seus pais ou reclamou do carinho exagerado que Kevin, seu namorado, tinha com ela.

Ela lutava para ter resultados positivos e ser aprovada em tudo e por todos. Mas pela primeira vez um positivo não era o que ela esperava, Verônica estava grávida aos 17 anos e com um futuro brilhante pela frente.

Em meio ao desespero ela tomo a decisão de realizar um aborto, não poderia ter a ajuda de suas amigas nisso, elas a julgariam sem dó. Então encontrou ajuda em sua ex melhor amiga Bailey Butler.

As duas então partem em uma viagem de mais de três mil quilômetros para a clínica de aborto, durante o trajeto teremos muita loucura, cumplicidade, discussões, e também veremos nossa protagonista descobrindo mais de si mesma do que já havia descoberto na vida.

Uma leitura extremamente divertida e gostosa. O tema aborto é tratado de forma bem sútil, quase secundária, durante o trajeto veremos mais sobre a amizade de Bailey e Verônica, em partes eu gostei, mostrou que a decisão de Verônica já estava tomada, que o aborto era o que ela realmente queria, mas por outro lado pareceu bem superficial.

A Verônica tinha muitos planos que seriam interrompidos, então eu entendi sua decisão. Mas achei ela bem mesquinha em muitas partes, principalmente por estar fazendo aquilo pra continuar sendo vista como a senhorita perfeitinha por todos.

Bailey e seu jeito livre foi o que mais me conquistou no livro, as encrencas que ela metia as duas me rendeu boas risadas, e também algumas lágrimas por causa da situação que ela vive com o pai.

Acho que é um livro que eu indicaria pra qualquer adolescente, porque nada é muito profundo, tudo é bem sutil e despretensioso, então se você está procurando um livro que trate o assunto de uma visão mais séria não indico pra ti. Mas se quiser dar umas boas gargalhadas e procura uma leitura leve, pode correr pro abraço!
comentários(0)comente



Jaque @blogmalucadoslivros 22/06/2020

me conquistou do inicio ao fim
Quando eu fiquei sabendo do lançamento deste livro, logo fiquei doida para ler e não me decepcionei.

A PREMISSA:
Verônica Clarke não é apenas uma das melhores alunas da escola. Ela é a esperança de sua família, a primeira a ir para a faculdade, uma filha exemplar. Mas aos 17 anos e prestes a se formar ela descobre que está grávida. Agora tudo que ela conquistou está prestes a ir por água a baixo, junto com todos os seus sonhos. Mas a única pessoa que pode ajudar Verônica nisso, é sua ex melhor amiga Bailey Butler.

❝(...) Só tinha me preocupado comigo mesma. E, depois de todos aqueles anos sem perguntar, sem estar presente, havia, naquele momento, um abismo entre nós que eu não era capaz de atravessar.❞

Para chegar na clínica e realizar o procedimento, as duas vão percorrer cerca de 1600km cheios de desafios, encrencas, redescobertas e terão que lidar com feridas abertas da antiga amizade que tinham. E o que seria uma viagem com apenas um objetivo, se torna um momento marcante que vai mudar as vidas delas pra sempre.

O QUE ACHEI:
Primeiramente quero deixar claro que pra mim, Des-grávida é um livro que precisa ser lido livre de preconceitos. O livro aborda assuntos necessários como o aborto e relacionamento abusivo, mas com muita leveza e eu adorei isso, simplesmente não consegui desgrudar deste livro até o fim.

Dos mesmo criadores da minha série preferida da vida - How I Met Your Mother -, a obra traz muitos momentos cômicos, e isso pra mim é mais um ponto positivo porque eu dificilmente "acho graça" em qualquer coisa, então se preparem para uma leitura que rende boas risadas com personagens cativante e complexos.

Eu adorei demais Bailey e Verônica, confesso que este livro me deixou até com o gostinho de quero mais, porém vou me contentar em aguardar a adaptação que vai ser feita pela HBO, e que eu espero que faça jus a essa história que eu gostei tanto, mas sem deixar a comédia de lado. Se você procura uma leitura leve, rápida e divertida, não deixe de ler Des-grávida!

site: https://www.malucadoslivros.com.br/2020/06/resenha-des-gravida-jenni-hendriks-e.html
comentários(0)comente



Ana Lara 14/09/2021

Não curti
Lamentável é a minha opinião sobre este livro.

Não gostei do enredo, nem de Verônica adolescente de 17 anos que fica grávida, nem de Bailey, sua amiga e parceira na viagem para realizar o aborto e muito menos de Kevin, namorado de Verônica.

Tenho 47 anos, sou mãe de dois adolescentes e li o livro com meus olhos de mulher experiente e principalmente de mãe.

Achei que os autores tratam o fato de uma menina toda certinha descobrir que está grávida num dia, resolver ir para outro estado abortar no dia seguinte e fazer o procedimento todo em cinco dias, de uma forma muito natural, engraçada e simples.

Não estou julgando, fazendo apologia contra ou a favor do aborto.

Apenas acho que deve ser uma decisão bastante difícil e dolorosa para qualquer mulher, quanto mais para uma adolescente que está fazendo tudo escondido de sua família.

A parte em que logo após o aborto Veronica sai com Bailey e vão comer tacos me pareceu surreal e forçada.

Bailey é uma menina de 17 anos que usa drogas, bebe demais e ainda roubou o carro do namorado da mãe.

Kevin, o namorado é um tremendo mau caráter e pelo seu ato hediondo deveria ter sido punido severamente.

Não sou nada politicamente correta, muito pelo contrário mas achei lamentável os autores passarem para o público alvo do livro (adolescentes e jovens) que engravidar, não contar aos pais, viajar com sua amiga para fazer um aborto num carro furtado é algo muito, muito engraçado e simples.

Lamentável? Até porque milhares de meninas e mulheres morrem todos os anos por conta de abortos clandestinos e mal feitos.

Acho que esse não é um assunto para se fazer brincadeira.
comentários(0)comente



50 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR