A Hospedeira

A Hospedeira Stephenie Meyer




Resenhas - A Hospedeira


1277 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Maria 27/06/2017

Acabei! Me sinto feliz. Só não sei se feliz por ter acabado ou pelo final totalmente inesperado da historia.
Foram muitos dias - para ser sincera foram semanas mesmo - na angustiante missão de ler A Hospedeira. No inicio achei o livro bem confuso e não gostava muito - em parte era por causa do meu preconceito com a autora -, mas depois se tornou quase impossível não rir das discussões mentais de Peg e Mel.
Sem duvida, a parte em que eu realmente me interessei foi quando surgiu o triângulo amoroso, que logo viraria um quarteto. Amor, ciúmes, raiva, todas as emoções a flor da pele. Foi aí que eu passei a me envolver com todos, em especial com Peg, Mel, Ian e Jamie. Jared não, Jared é um idiota cínico. À essa hora eu estava tão apaixonada por Peg - foda-se o fato de ambas sermos mulheres - que quando vi "Capítulo 58 - Morta" eu simplesmente não aguentei e me desmanchei em lágrimas - acreditem efeitos colaterais, eu chorei muito mais do que no ACEDE.
E quando eu achei que acabaria o livro e entraria em depressão, Stephenie Meyer fez uma reviravolta na historia e fechei o livro sorridente - modo de falar, já que eu li na internet -.
Enfim, com A Hospedeira eu aprendi que não podemos jugar um livro pelo autor e muito menos pela capa - isso vale para o BOO.
Diego 01/07/2017minha estante
Senti o mesmo.Eu tinha muito preconceito com a autora devido,os filmes crepúsculo e as críticas.Antes e achava que se o site de cinema ou de livro,julgasse o material podre eu também,teria que jugar da mesma forma.E não é assim,temos que abrir os olhos ,e,é aquele velho ditado'O que é ruim pra vc,pode ser bom pra mim'.A hospedeira foi um desses casos que me vi,apegado!10 top demais!.




Ana Ira! 11/06/2017

Incrível!!!!
Eu li a série Crepúsculo em 2013, quando eu estava na universidade, numa de minhas visitas à biblioteca - que era enooooooorme! - encontrei os livros da série lá, e me encantei pela beleza das capas, mas como eu já tinha assistido o primeiro filme e não tinha gostado muito, não tinha muita vontade de conhecer a série da autora americana, Stephenie Meyer.
Apaixonada pelas capas, rendi-me a série Crepúsculo, e gente!
Essa série mudou a minha vida!
Eu ameeeeeei demais a série, todos os livros, todos os personagens, e sinceramente, não entendo como pode ter gente que a odeie!
Comprei todos os livros e venho relendo desde então.
Porém, errei muito, confesso. Em não ter lido A Hospedeira logo em seguida :(
Como não havia nenhum exemplar dele na biblioteca, eu acabei deixando pra compra-lo depois, e por fim, só comprei ano passado, e... li esse ano!

Gente do céu! Como puder fazer isso?
Que livro perfeito!
Incrível demais!
Amoooooooo, já to na metade da releitura de tanto que curti.

Apesar das mais de 550 páginas, A Hospedeira tem uma escrita ágil e convincente, que embora trate de ficção científica - gênero que acho difícil de compreender à principio -, da pra ler metade numa sentada só kkkkk

Ah, e quem não gostou da série Crepúsculo, leia sem medo! É beeeeem diferente de Crepúsculo, tanto na escrita, como no desenvolvimento e criatividade da trama.

A escrita é bem diferente da que a Stephenie usou ao escrever Crepúsculo, embora seja superbem escrito e fluído como.
Eu, como milhares de pessoas kkkk tive dificuldade pra me concentrar nas primeiras 90 páginas! Pois é! No começo, embarcamos num momento precioso e decisivo da trama, por isso os nomes e todo o universo científico/fantástico criado pela a autora é ainda muito complicado e diferente, me perdi algumas vezes. Depois das primeiras 90 páginas, fica eletrizante, com descobertas e aventuras até a última página! O que me fez ler beeeeem mais rápido e amar cada palavra!

Enfim, é um livro maravilhoso! Só tenho elogios pra ele kkkkkk

Vamos pra história!

Melanie Stryder é uma das últimas humanas que conseguiu se esconder, muito bem, para não se tornar uma hospedeira dos aliens que invadiram a Terra e tomaram conta dos corpos humanos. Transformando a nossa civilização em algo mais calmo, objetivo e plácido. Apesar de terem nos assaltado com esses assassinatos em massa. Afinal, tiraram nossos corpos!

Melanie tem um irmãozinho, Jamie, o qual protege com todas as suas forças, e seu namorado, Jared. Juntos, estão tentando chegar a um esconderijo no meio do deserto encontrado e dirigido por seu tio, Jeb.

Quando Mel vai procurar sua prima, Sharon, é capturada e quase morta, ocasionando o aprisionamento de seu corpo, e Peregrina, uma alma alien é então, inserida em seu corpo.

Peregrina recebeu esse nome justamente por estar hospedando-se em seu nono planeta. Foram tantos. Mas em nenhum sentiu-se verdadeiramente em casa.

Assim que é inserida e acordada, revê a última lembrança de Mel, a dolorosa quase morte, e passa dias/semanas tentando descobrir mais sobre Mel e os demais humanos escondidos com ela, afim de ajudar a Buscadora (um tipo de polícia, digamos assim) a encontra-los.

A Buscadora é horrenda! Ô mulherzinha nojenta! E que esconde um baita segredo!
Ela é tipo uma policial, fica interrogando as almas aliens recém hospedadas nesses corpos humanos para descobrirem nessas memórias onde estão os humanos refugiados.

Só que com Peregrina tudo é diferente! Mel não morreu. Está abafada em sua mente. E fala o tempo todo com ela. Buscando esconder todas as lembranças que puder e salvar sua família.

Só que o amor de Mel por Jared ultrapassa "as paredes" de sua mente, e Peregrina acaba descobrindo-os, e também se apaixona por Jared.

Assim, Peregrina e Mel, em sua cabeça, fogem da Buscadora, e vão atrás de Jared e Jamie.

E aí passa das 90 primeiras páginas. Até esse ponto os capítulos são curtos e falam muito sobre a vida dos aliens e sua adaptação nos corpos humanos. Suas profissões, estilos de vida, etc., porém, só com o decorrer da trama e com as explicações que a Peregrina dará, é que compreenderemos tudo muito bem.

Peregrina e Mel, sim, chegam até Jared, Jamie e o tio Jeb. E gente, quantas descobertas ocorrem a partir de então!
Diversas aventuras. Muitas lágrimas. Muito amor e uma família que vai se formando. Não foi nada fácil pra Peg (Peregrina), ela meio que se tornou humana, e ela mesma se surpreendeu com esta constatação.

Sua relação de brigas com Mel, que quer seu corpo de volta, vai tomando um rumo completamente inesperado!

O livro inteiro é inesperado!

Bom, como eu disse são mais de 550 páginas. Que fluem muito. E também tem muitoooooos acontecimentos.

Vou parar por aqui, pra não correr o risco de soltar algum spoiler, rsrs

Mas é uma obra genial! Arrasadora!
Amo muitoooooooo!!

E ah, eu to relendo na edição capa do filme em inglês, e temos um capítulo extra com narração da Mel! Pois o livro inteiro foi narrado pela Peg.
Não sei se na edição em português têm esse extra também, a minha edição em português é com a capa original, e não tem. Capa horrível essa, apesar de combinar com a trama, rsrs
Eu gostei bem mais da capa do filme, linda! *-*

A Stephenie Meyer disse logo que este foi lançado, que teríamos mais dois volumes. No entanto, até agora não sabemos de nada.

Eu amei muito o final que o livro teve e tenho medo de ela escrever uma continuação e estragar, ou matar meus personagens preferidos kkkkkkk se bem que, sendo da Stephenie, eu confio!

Geeeeente, se vocês ainda não leram, LEIAM!!!!
É maravilhoso!
Mesmo que não tenha curtindo Crepúsculo, tenho certeza que amarão A Hospedeira!

site: http://elvisgatao.blogspot.com.br/2017/05/resenha-hospedeira-stephenie-meyer.html
comentários(0)comente



Suka Milk 10/06/2017

Muito diferente do comum
Esqueça tudo que já nos foi apresentado sobre invasão alienígena, esqueça as armas, a devastação, a guerra, isso aqui é muito diferente, e muito melhor...
Stephenie mudou todo o conceito de invasão alienígena e transformou em algo totalmente novo, impressionante e maravilhoso...
Não tem como não se apaixonar pelas Almas, não tem como não sofrer pelos humanos, não tem como não sentir o que a Peregrina sente ou o que a Melanie sente...
Confesso que o livro tem alguns momentos massante, mas a estória é surpreendente e eu realmente gostaria q tivesse uma continuação...
Rosi 20/06/2017minha estante
Eu comecei a ler mas abandonei ,o filme eu gostei bastante




Eu Pratico Livroterapia 22/05/2017

A Hospedeira
A Hospedeira não é só mais um livro de ficção científica. Vai muito além disso. Começa com a história de Melanie (Mel) que acaba arriscando a própria vida para que seu irmão não seja pego pelos alienígenas.

Porém, o que ela não esperava é que continuaria viva na mente de sua invasora (Peregrina). Com o tempo Mel vai mostrando flaches do homem que ela ama, e Peg acaba gostando também dele, não só dele, mas também do seu irmão. Peg não sabe bem como lidar com esses sentimentos, mas arrisca e ajuda Mel a encontrá-lo e ver se estão bem, vivos e a salvo, mas nem tudo são flores. Tem a buscadora que quer informações sobre o paradeiro dos outros humanos e Peg faz de tudo, mas Mel não deixa que ela veja.

No decorrer do livro Peg acaba por tentar ajudar Mel. A ver se seus amado e seu irmão estão bem. Ela vai de carro para que chegar ao destino, enquanto Mel vai por onde consegue ir. Acabam tendo que deixar o carro e caminhar por um bom tempo. Seu tio Jeb a encontra e toma um susto vendo que sua sobrinha foi transformada em um deles, porém acaba deixando ela vá com ele e os outros, pois para ele Mel, talvez ainda esteja dentro do próprio corpo.

Alguns capítulos depois vemos a amizade e o amor das duas crescerem e não só isso, mas também vemos o amor em suas diferentes formas: amor de mãe, amor de irmã/irmão, de tios, amor de amigos, enfim em todas as suas formas o amor, com certeza muda o mundo.

Ah! Se as pessoas vissem o que o amor pode fazer.

Enfim, livro recomendadíssimo. É um pouco grande, mas vale muito a pena. É bem mais detalhado que o filme, pois são mídias diferentes. É uma leitura gostosa, tranquila e a escrita da autora nesse livro melhorou muito se comparado a série crepúsculo.



site: http://www.eupraticolivroterapia.com.br/2017/03/resenha-hospedeira-stephenie-meyer.html
comentários(0)comente



Vivi Vieira 21/04/2017

O melhor de Stephenie Meyer
É verdade! Deixem de lado tudo aquilo que vcs leram em Crepúsculo, a autora mostrou um amadurecimento na sua escrita. Ainda é o do tipo: ame ou odeie. Mas, confesso, foi muito mais do que eu esperava. O livro fala sobre uma invasão alienígena, silenciosa e rápida e principalmente sobre a resistência humana, a luta pela sobrevivência de uma espécie. Também fala sobre amizade, amor, confiança e respeito às diferenças. Um tema controverso, que foi escrito de forma sensível e criativa. Pena que o filme não passou nem 1/3 das emoções que o livro invoca... Chorei muito e entrei em ressaca!
Vale a pena!
comentários(0)comente



Gaby 17/04/2017

Ahhhhhh!!!!!
Livro maravilhoso!!!!! Só não dei 5 estrelinhas porque algumas partes do livro são realmente meio arrastadas, meio entendiantes. Mas a história é íncrivel, os personagem são maravilhosos e nunca se contradizem. Se você parar para prestar atenção, não existe uma vilão ou uma vilã na história, são simplesmente pessoas (ou ''almas'') que defendem seus ideais e seu ''mundo perfeito''. Com um final surpreendente, ''A Hospedeira'' é realmente um dos meus livros favoritos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Beah 11/04/2017

Se superou.
Eu li esse livro muito tempo atrás numa época em que eu era louca por sci-fi e esse livro foi uma grande surpresa. Seriamente é uma historia maravilhosa que te prende do começo ao fim, bem estruturada e uma narração ótima.
O romance do livro deixa você prendendo a respiração o tempo todo sem saber se você torce pra Melanie retornar e ficar com o Jared ou se deixa a peregrina ficar com o Ian. Com sinceridade eu torci muito pra Peregrina mesmo sabendo que como hospedeira no corpo da Melanie era um direito desta reclamar o corpo de volta. Enfim fiquei bastante feliz e satisfeita com o final. Sem spoilers galera fiquem tranquilos.
comentários(0)comente



Thata 05/04/2017

Ótimo
Uma história ótima, intrigante, que prende a gente, que emociona, mas, o final é decepcionante.
comentários(0)comente



Ghost Writer 28/03/2017

SEM PALAVRAS
SEM PALAVRAS para descrever esse livro. Em primeiro lugar confesso que não sou fã da Stephenie Meyer, em segundo lugar, não gostei de crepúsculo e achei ruim tanto o filme quanto os livros, quanto a historia. Peguei esse livro pra ler por mero acaso, depois de ver um pedacinho do início do filme e ficar curioso. Como achei o início do filme legalzinho, resolvi ler o livro antes de terminar de ver o filme, já que todos sabemos que os livros são sempre melhor mesmo.

Comecei a ler com preconceito por se tratar de um livro da Stephenie, confesso, e me deparei com uma escrita totalmente diferente do que eu imaginava que seria, uma narrativa impressionante e uma das história mais envolventes que já li.

Tive que me "humilhar" rsrs e confessar que a Stephenie ganhou meu respeito apesar de ainda não ser fã. Mas esse livro é uma obra de arte.

Ela escreveu com uma inteligência impressionante, uma história incrível e diferente de tudo que eu já havia lido. A forma que ela narrou esse livro, da a impressão de que você está lendo o diário de alguém e não lendo uma história qualquer.

Eu nunca tinha me envolvido antes em alguma história como me envolvi nesse livro. Vivi junto com personagem, sofri junto, sorri junto, e me emocionei junto, e cara sinceramente isso foi algo que me surpreendeu por que nenhum livro nunca me prendeu assim.

Esse livro entrou para a lista de um dos melhores livros que já li. Ficou um vazio quando acabei de ler ele e esse sentimento foi uma raridade pra mim também, custei a pegar outro livro para ler.

Recomendei esse livro a vários amigos e amigas que também tinham um certo preconceito com a Stephenie, mas insisti para eles lerem, e o sentimento foi igual. Todos se surpreenderam e amaram o livro, todos se envolveram, todos sentiram um vazio quando terminaram de ler.

OBS importante: Não se baseiem na história pelo filme. O filme foi uma das piores adaptações que já vi na vida, mudaram a história, mudaram o final, mudaram personagens, mataram personagens que não morrem, cara mudaram tudo, o filme é ridículo, é uma pena e ao mesmo tempo é muito triste, ver um filme tão ruim ser adaptação de um livro tão bom, realmente é muito triste.
comentários(0)comente



Ghost Writer 28/03/2017

SEM PALAVRAS
SEM PALAVRAS para descrever esse livro. Em primeiro lugar confesso que não sou fã da Stephenie Meyer, em segundo lugar, não gostei de crepúsculo e achei ruim tanto o filme quanto os livros, quanto a historia. Peguei esse livro pra ler por mero acaso, depois de ver um pedacinho do início do filme e ficar curioso. Como achei o início do filme legalzinho, resolvi ler o livro antes de terminar de ver o filme, já que todos sabemos que os livros são sempre melhor mesmo.

Comecei a ler com preconceito por se tratar de um livro da Stephenie, confesso, e me deparei com uma escrita totalmente diferente do que eu imaginava que seria, uma narrativa impressionante e uma das história mais envolventes que já li.

Tive que me "humilhar" rsrs e confessar que a Stephenie ganhou meu respeito apesar de ainda não ser fã. Mas esse livro é uma obra de arte.

Ela escreveu com uma inteligência impressionante, uma história incrível e diferente de tudo que eu já havia lido. A forma que ela narrou esse livro, da a impressão de que você está lendo o diário de alguém e não lendo uma história qualquer.

Eu nunca tinha me envolvido antes em alguma história como me envolvi nesse livro. Vivi junto com personagem, sofri junto, sorri junto, e me emocionei junto, e cara sinceramente isso foi algo que me surpreendeu por que nenhum livro nunca me prendeu assim.

Esse livro entrou para a lista de um dos melhores livros que já li. Ficou um vazio quando acabei de ler ele e esse sentimento foi uma raridade pra mim também, custei a pegar outro livro para ler.

Recomendei esse livro a vários amigos e amigas que também tinham um certo preconceito com a Stephenie, mas insisti para eles lerem, e o sentimento foi igual. Todos se surpreenderam e amaram o livro, todos se envolveram, todos sentiram um vazio quando terminaram de ler.

OBS importante: Não se baseiem na história pelo filme. O filme foi uma das piores adaptações que já vi na vida, mudaram a história, mudaram o final, mudaram personagens, mataram personagens que não morrem, cara mudaram tudo, o filme é ridículo, é uma pena e ao mesmo tempo é muito triste, ver um filme tão ruim ser adaptação de um livro tão bom, realmente é muito triste.
comentários(0)comente



Aline 22/03/2017

Inesquecível
Em uma época que eu estava obcecada por Crepúsculo, eu leria qualquer coisa que Stephenie Meyer escrevesse.

Eu só não esperava me apaixonar por Ian.

Melanie, Peregrina, Jared e Ian nos envolve em uma história irresistível.

A Hospedeira é um livro inesquecível que nos faz pensar sobre a humanidade e seus sentimentos.
Ninna 22/03/2017minha estante
Maravilhoso!!


Aline 22/03/2017minha estante
???


Aline 24/03/2017minha estante


Flavia.Raphaela 26/03/2017minha estante
Hahahahahahahha também li este livro na época que crepúsculo era febre! Compartilho da mesma opinião


Aline 04/04/2017minha estante
???


Aline 04/04/2017minha estante




Bianca 16/03/2017

O que é humanidade?
Confesso que tive um certo receio de ler outro livro da Meyer,por conta do desagrado com Crepúsculo,porém sobre a insistência da minha irmã de que o livro era incrível,decidi deixar os pré-conceitos de lado e dar um nova chance para autora. Os primeiros capítulos são de puro tédio,arrastados e lentos,mas necessários para a introdução de como foi a invasão das almas e como os humanos reagiram,passadas as explicações,a história flui muito bem e o que antes era parado,fica de tirar o fôlego.

"Talvez tivesse que ser assim. Talvez sem os pontos baixos, os pontos altos não pudessem ser alcançados."

A Peg é um doce,super meiga e pronta para ajudar os outros mesmo que à própria custa,o que irritas ás vezes,mesmo não sendo fácil,ela vai atrás do que acredita ser o certo.A Melanie,consegue ser bem chata e sem noção em certas ocasiões,mas nada que seja insuportável.O Jamie é uma fofura só,ao contrário do Jared que foi um grande incômodo ao longo das páginas.Já um certo Ian chegou de mansinho e conquista nossos corações,mas sem passar a imagem de um mocinho modelo.
Cada personagem tem seu lado incrível,mas nem por isso demonstram perfeição,eles tem defeitos e é isso que os tornam tão reais.

"Talvez não pudesse haver felicidade neste planeta sem um peso igual de dor que deixasse tudo equilibrado em alguma balança desconhecida."-Peg

Não tem como não se apegar, ou não se sentir na pele das protagonistas (digo no plural,pois o tempo todo a Mel se mostrar presentes no pensamentos da Peg),tem personalidade diversas e com certeza vai se identificar com alguém ou com os sentimentos expostos,como uma dor por rejeição,o medo de ser esquecido,a ansiedade do encontro com a pessoa amada,a solidão por não achar que se encaixa em nenhum lugar,a confusão de um amor platônico e entre outras sensações .

"Feliz e triste, cheia de alegria e de aflição, segura e medrosa, amada e renegada, paciente e zangada, pacífica e arredia, completa e vazia… Tudo isso. Eu sentia tudo isso."-Peg

A hospedeira é mais que um romance,mais que uma ficção científica,é um questionamento entre o que é certo e o errado,o que realmente significa o amor e suas diferentes formas,até onde vai o limite do para conseguir o queremos,uma mensagem imensamente profunda o que deveria ser a humanidade.Não é por acaso que ao longo da história,várias vezes são comparadas as atitudes das almas com as dos seres humanos,mostrando ambos os lados nos permitindo tirar nossas conclusões complexas.

“A violência é parte de sua escolha de vida. A sua definição de humano não é igual à minha. Para você, isso significa algo... negativo. Para mim, é um elogio. "-Ian O'shea

É uma leitura maravilhosa e por esse motivo tornou-se um dos meus favoritos,uma música que me lembra da história (enquanto espero a continuação que a Sra.Meyer prometeu) é Radioactive-Imagine Dragons,que também faz parte da trilha sonora do filme,que é bem franco comparado ao livro.

"Em tantos milênios, os humanos nunca entenderam o amor. Quanto é físico, quanto está na mente? Quanto é acidente e quanto é destino? Por que casamentos perfeitos se desintegram e casais impossíveis prosperam? Não sei as respostas nem um pouco mais que eles. O amor simplesmente está onde está."-Peregrina

comentários(0)comente



Bruna 16/03/2017

Acho que chorei tanto nesse livro quanto à mais 3 anos atrás quando o li pela primeira vez!
Esses últimos capítulos são de cortar o coração!
Você ama a Peg, mas também não pode deixar de amar a Melanie (adoro esse nome! *-* tão lindo) e sofre com sua inevitável partida.
Tia Meyer não nos decepciona! Eu como fiel fã de crepúsculo não posso deixar de enxergar aquelas ceninhas e diálogos que fazem lembrar da Bella, Edward e Jacob! Rsrs
Esse livro é um dos meus favoritos e olha que não sou fã de aliens até mesmo quando ele foi lançado eu resisti a tentação de lê-lo! Mas com o fim da Saga Crepúsculo e toda aquela saudade acabei cedendo! E admito! Não me arrependo! *-*
Um dos melhores livros. Só o que me intriga mesmo é o fato: Peg passa muitos dias sem tomar banho... E suja com terra e sangue grudado na cara! Kkkkk
mas adoro essa leitura, um dos meu favoritos! :)
comentários(0)comente



1277 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |