Gregor e a Segunda Profecia

Gregor e a Segunda Profecia Suzanne Collins




Resenhas - Gregor e a Segunda Profecia


21 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Diegu 16/01/2018

Corra como o rio guerreiro da superfície
O segundo livro da saga "Gregor" manteve o nível do primeiro, maravilhoso!!! Gregor se desenvolveu muito como guerreiro e pessoa, o livro superou o primeiro em aventura e desenvolvimento. E como sempre um final surpreendente.
comentários(0)comente



Bela Lima 30/11/2017

Eu realmente não sei porque As Crônicas do Subterrâneo não é famosa
Depois de ter reencontrado o pai no Subterrâneo, a vida de Gregor não está mais fácil, como ele imaginava que estaria - seu pai tem pesadelos recorrentes sobre as torturas que os ratos fizeram nele, a mãe tem que trabalhar mais para pagar os remédios caros do pai e ele, Gregor, tenta ajudar de alguma jeito.

Num dia, quando decide levar Boots para descer de trenó no gelo, sua irmãzinha acaba desaparecendo, sequestrada por baratas gigantes que a idolatram, e Gregor se ver mais uma vez no Subterrâneo. Sua presença é exigida mais uma vez, uma nova profecia o faz.

"Se o de baixo caiu, se o de cima saltou,
Se a vida foi morte, se a morte a vida ceifou,
Algo se ergue das trevas impuras
Para cobrir o subterrâneo de sepulturas.

Ouça-o arranhar após a descida,
Rato da neve há muito esquecida,
Maldade coberta de branco que reluz,
Irá o Guerreiro drenar sua luz?

O que poderia deixar o Guerreiro fraco?
O que procura cada ardente rato?
Apenas um filhote que mal fala, na vida
Que mantém a terra de baixo erguida

Morre o bebê, morre seu coração,
Morre sua mais essência parte e condição.
Morre a paz que comanda o viver.
Roedores possuem sua chave para o poder."

A Profecia da Perdição fala de um rato branco que trará guerra entre os roedores e os subterrâneos se continuar vivo, e que, se o bebê for morto, o guerreiro perderá a parte mais essencial dele.

Partindo numa missão para matar o rato branco e proteger Boots, Gregor tem um longo caminho e muitas perdas pela frente. Será que ele matará Bane (os humanos do subterrâneo nomearam-o assim porque em inglês Bane significa perdição), o rato malvado? O que acontecerá a Boots? Só lendo para descobrir!

"Sua maior preocupação era como eles iriam conseguir dinheiro para comprar presentes de Natal. Nada como uma das profecias de Sandwich para colocar seu mundo inteiro em perspectiva."

Eu gosto do fato deles tentarem entender as profecias, procurarem adivinhar o significado delas (em Percy Jackson isso sempre traz azar). Algumas partes são óbvias, outras nem tanto; tem algumas com duplo significado - é consenso: se não tiver não pode ser considerado uma profecia.

Essa profecia eu achei... hum, eu saquei a "pegadinha" dela. (Não estou querendo me gabar, mas...) Eu adorei como eles introduziram a "parte mais essencial do guerreiro". Foi tão... Urg! Eu adoro contar spoiler, mas sou contra spoiler que negam um aproveitamento total da história. Sem spoiler para vocês!

"Ela era tão perfeita, de alguma forma, da maneira como as crianças pequenas eram perfeitas. Tão inocente. Como alguém poderia achar que iria resolver qualquer coisa ao matá-la?"

Oh, eu adoro essa série! Minha única crítica é a capa. Não gosto da capa. É, minha única crítica. Não gosto de nenhuma capa dessa série - ou quase nenhuma, exceto da primeira (Gregor, o Guerreiro da Superfície) e a última (Gregor e o Código da Garra). Não sei. Tem relação com a história e tudo, mas não é atrativa, não tem imagens surpreendentes e cores bonitas (fora a última) e é meio... morto? É, morto.

Dentre os personagens, quem eu mais gosto é Ripred (queda por vilões/antiheróis aqui!) e eu não sei onde encaixá-lo. Ripred nem aparece muito, mas ainda sim é incrível quando faz. Para o bem para o mal, ratos são incríveis. Twitchtip, uma ratazana que é vidente olfativa, renegada pelos seus por causa disso e "dada" a Gregor por Ripred, como um presente, é outra.
.
"-Voe alto, Twitchtip.
-Não se diz isso para ratos.
-O que se diz então numa situação como esta? - Gregor indagou.
-Como esta? Corra como o rio - Twitchtip respondeu.
-Corra como o rio, Twitchtip - Gregor falou.
-Você também."

Eu realmente não sei porque As Crônicas do Subterrâneo não é famosa (as capas não são motivos convincentes... não julguem um livro pela capa!). Collins é famosa por Jogos Vorazes e eu só do tipo que quando gosta de um autor, ler todos os livros dele - acredito que as pessoas subestimam as Crônicas do Subterrâneo, porque é um livro infanto-juvenil e pensam que é para criança, que não tem nem um tema surpreendente, chocante.
Enganam-se.

"Gregor concordou com a cabça e examinou os túneis.
-Qual deles parece melhor para você?
-O da esquerda - Ares escolheu. Eles o seguiram por algum tempo (...) e acabaram no mesmo ponto onde os três túneis se separavam. - Pensando melhor, prefiro o da direita - Ares afirmou. (...) depois de cinco minutos chegaram a um beco sem saída, e tiveram que voltar até a entrada. - Acho que você deveria escolher - Ares disse."

Leiam.

site: http://sougeeksim.blogspot.com/2017/11/resenha-gregor-e-segunda-profecia-as.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Cinti 20/01/2015

Nesse segundo volume a irmãzinha de Gregor, Boots é sequestrada pelas baratas, o que obriga o menino a voltar ao subterrâneo, mesmo tendo jurado nunca mais voltar. Lá ele fica a par da nova profecia que, a Profecia da Perdição, que profetiza o surgimento de um grande rei rato branco, chamado Bane, que vai dominar o subterrâneo e depois a superfície.

Então Gregor é convocado a ajudar os habitantes de Regália, juntando-se com sua irmã Boots, seu morcego Ares, a princesa Luxa, a rata Twitchtip, Ripred o rato, os vaga-lumes, Temp a barata, Mareth e Howard com seus morcegos.

Seguindo pelo caminho D´Água, um Rio que corta o subterrâneo eles partiram em busca do perigoso Rato branco Bane. além de passarem por diversos perigos no momento crucial Gregor tem que tomar uma decisão extremamente importante onde estará em jogo a moral e e a sobrevivência de todos do reino.

site: https://www.youtube.com/watch?v=-rVvhuQORaA
comentários(0)comente



laneres 22/12/2014

Gregor e a Segunda Profecia
A resenha a seguir é do último livro que li, Gregor e a Segunda Profecia como o título já diz. Eu o li bem rápido e foi uma leitura muito boa por sinal. Divertidinho, até.
Como o titulo já diz, de novo, é a segunda profecia e, consequentemente, houve a primeira que se passa em Gregor, O Guerreiro da Superfície (lido em 2012, é, eu não lembrava de quase nada) e eu o terminei sem nenhuma intenção de continuar com a série. É uma daquelas séries que você continuaria mas que não quer comprar os livros, entende?
Mas daí, você pergunta, o que te levou a comprar a continuação se você nem tava querendo ler? Eu lhe respondo com uma única palavra: PREÇO.
NOVE E NOVENTA. NA SARAIVA.
Eu tinha que levar. Sério. Qualquer livro que esteja por nove e noventa você se sente na obrigação de levar (ok, brincadeira, não é não).
ANYWAY, como eu já tinha lido o primeiro eu pensei: por quê não?
Pois é, eu comprei (junto com O Bicho da Seda, que era o que eu tinha a intenção de comprar antes de entrar na livraria), e agora que terminei eu fiquei tipo: por que eu não quis continuar essa série?
É tão legal, tão divertida, lúdica etc, parece um Harry Potter ou Percy Jackson debaixo da terra e ao invés de monstros ou bruxos maus temos os ratos, ihups!
A trama segue os acontecimentos do último livro, que na cronologia da história acontece 6 meses depois do primeiro. Gregor prometeu nunca mais voltar pro subterrâneo, mas, obviamente, ele volta, só que contra a sua vontade. Acontece que as baratas (que nunca vou me acostumar com elas estando do lado do bem) sequestram a irmazinha dele, a Boots. O garoto fica desesperado e a única alternativa que ele tem é ir atrás dela.
Daí, depois de muita terra pra baixo, ele volta para Regália, a terra dos regalianos (sério, Lucas?). Eu particularmente gosto de Regália, queria ir um dia lá. Só não entendo como eles iluminam todo aquele lugar, tudo bem tem as tochas, mas, sei lá. Enfim. Ele acaba descobrindo que um rato branco chamado Bane ameaça a existência do subterrâneo, e que só ele pode matar este rato.
Há uma nova profecia, a Profecia da Perdição (Prophecy of Bane, em inglês faz mais sentido, é) que fala exatamente isso, que coisas ruins acontecerão e que só Gregor poderá matar Bane. Com isso em mente, Gregor, alguns de regalianos, uma barata, um rato, um bebê e morcegos embarcam (literalmente) nessa missão. A bordo de dois barcos o grupo tem que seguir pelo Caminho D´Água para encontrar Bane e matá-lo.
Apesar de não lembrar quase nada que acontece no primeiro livro, eu consegui ler normalmente o segundo. A leitura é boa, rápida e fácil. Há bastante aventura, ação e mistério, e até algumas cenas engraçadinhas. A última parte foi a melhor, sério, quando a autora começa a revelar umas coisas você fica tipo: WHAAAAAT. Eu gostei mais ainda do livro depois desse final.
Enfim, eu fiquei super ansioso pros próximos, depois desse eu tenho certeza de que vou terminar a série (são cinco livros no total, se ficou curioso/a).
E, como sempre, Suzanne Collins continua sendo a mestra dos cliffhangers nos finais de capítulos.

site: http://livroscoml.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Vitor 11/12/2014

Suzanne Collins... Já sabem como é
Pensei que seira chato, mas sério... Ela me surpreendeu no quesito escrita e história.

Veja a resenha completa no Blog Literando! Segue o link

site: http://blogliterando.blogspot.com.br/2014/12/resenha-gregor-e-segunda-profecia.html
comentários(0)comente



cotonho72 29/04/2014

Excelente!!
Nesse segundo livro da série, Gregor esta tentando levar uma vida normal depois que retornou do subterrâneo com Boots e seu pai são e salvo, ele trabalha na casa da Sra. Comarci, sua vizinha, para ajudar a sua família que ainda esta passando por necessidades financeiras, pois seu pai está muito debilitado e não pode trabalhar.
Na véspera de natal, ele e Boots vão até o Central Park para esquiar, mais num momento de reflexão ele se distrai e logo percebe que sua irmã sumiu; desesperadamente ele sai à procura dela por todo o parque e num determinado local encontra uma perna de barata gigante próximo a uma entrada para o subterrâneo, assim ele não teve dúvidas que Boots fora seqüestrada pelas baratas, logo, liga para o seu pai avisando o ocorrido e informa que retornará ao subterrâneo para resgatar a sua irmã. Durante o trajeto Gregor teve que fugir de dois ratos e quando estava a salvo no subterrâneo se lembrou da segunda profecia, agora sabia que o seqüestro da sua irmã era para atraí-lo novamente aquele mundo, pois sabiam que ele jurara nunca mais voltar.
Quando Gregor leu a profecia ficou aterrorizado, pois nela informava que um bebê teria que morrer, pensou logo na sua irmãzinha e para complicar ainda mais sua missão, ainda teria que enfrentar um misterioso rato branco chamado Bane. Agora ele terá que se juntar novamente ao morcego Ares, a princesa Luxa e novos aliados para enfrentar os perigos que lhe aguarda, pois só Gregor poderá impedir uma terrível guerra no subterrâneo.
Novamente a autora Suzanne Collins conseguiu nos surpreender nessa belíssima seqüência, o suspense, as batalhas e as aventuras continuam, Novos personagens como rata Twitchtip, os vaga-lumes, polvos gigantes e ácaros carnívoros surgem e enriquecem ainda mais a história, acontecimentos inesperados vão marcar essa nova aventura e deixarão muitos leitores intrigados, recomendo a todos essa série e que venham os próximos livros.

site: devoradordeletras.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Summy 16/11/2013

Dinâmico...
Mais uma aventura super divertida de Gregor e Boots. Para quem não leu a primeira parte da série, essa resenha conterá spoilers, Gregor e Boots caíram pelo buraco de ventilação da lavanderia e foram parar no Mundo Subterrâneo onde existem criaturas fantásticas, como baratas e ratos gigante e falantes, com grupos distintos entre o bem e o mal. Lá ele descobre ser parte de uma profecia e precisa cumpri-la para tentar salvar sua família e todos do mundo Subterrâneo.

Conheci Suzanne Collins por Jogos Vorazes, onde a leitura é pesada, séria, tensa, mas em Gregor não consigo para a leitura das aventuras deste garoto que têm momentos de tensão, mas em sua maior parte tem cenas divertidas.

Nessa segunda parte, Gregor já de volta a superfície, acaba voltando ao Mundo Subterrâneo de outra maneira e uma nova profecia e aventura o espera.

Ele e Boots mais uma vez correm risco de vida, já que os Ratos mais uma vez pensam que ele destruirá toda a possibilidade deles reinarem no Subterrâneo. Logo, pensam que eliminá-los é a melhor opção novamente.

Alguns personagens aparecerão novamente, como Luxa e todo seu temperamento como rainha, Ares, o morcego que salvou Gregor da primeira vez mas ficou no Subterrâneo rejeitado por quase todos. Temps, a barata que cuida de Boots incondicionalmente.

Esse é o único universo onde torço pelas baratas, que são bondosas, porém um pouco burras em se expressar, já que não conseguem formar frases com coerência.

Vemos novamente Riped, o rato quase ninja e sarcástico que mais uma vez ajudará Gregor e seus amigos.

Sem muitos spoilers do segundo volume, novos personagens surgirão para que Gregor cumpra mais uma das profecias e Gregor descobre que tem algumas habilidades especiais. Como de praxe, alguns personagens são perdidos, já que Suzanne não tem problemas em matar personagens em nenhuma das suas séries.

Ótima aventura, para ler em dois ou três dias se não tiver tempo para ler em um dia. Há momentos de lágrimas, risos, tristezas, alegrias, mas a aventura é extremamente convincente apesar do mundo criado ser absurdo numa realidade como a nossa.

O melhor de uma história assim é que você é transportado para um universo surreal e se envolve de tal forma que durante a leitura, aquele mundo passa a existir.

Altamente recomendado para o público infanto-juvenil que gosta de aventuras, mas consegue compreender as questões de vida e morte.

Nota 10.
comentários(0)comente



Karina 09/09/2013

Gregor e a Segunda Profecia - As Crônicas do Subterrâneo - Volume 2
GREGOR E A SEGUNDA PROFECIA – (Suzanne Collins)

Mais uma fantástica obra da autora Suzanne Collins, iremos comentar agora sobre a continuação de Gregor, o Guerreiro da Superfície. No primeiro volume nos conhecemos o subterrâneo através do garoto, que caiu por uma porta em sua lavandeira, junto com sua irmãzinha Boots.
No subterrâneo ele descobriu ser um guerreiro esperado há muito tempo, para que pudesse cumprir uma profecia e salvar o povo de Regália. Gregor tentou de todas as formas mostra aquele povo, de que ele era apenas uma criança, ele não era um guerreiro e Boots não era uma princesa. Mas algo inusitado fez o garoto criar coragem para enfrentar um exército de ratos gigantes. Eles estavam com seu pai.
Seu pai desaparecido a mais de dois anos, sem que a família soubesse onde ele se encontrava. Porém agora Gregor sabia, seu pai caiu pela lavanderia e também foi para no subterrâneo, Gregor então enfrenta a primeira profecia com o objetivo de salvar seu pai.


Quando Gregor reencontrou sua mãe novamente, ele jurou nunca mais se afastar de casa, e deixá-la preocupada daquela forma. Mas ele não poderia imaginar, que menos de um ano iria se passar até que ele volte ao subterrâneo.
Dessa vez ele voltou ao subterrâneo, ciente que sua irmãzinha Boots, estava correndo um grande risco. Os roedores querem vingança, e matar sua pequena irmãzinha, seria a morte do próprio guerreiro.
Quando Gregor chega à Regália, esperando encontrar Boots que foi misteriosamente “sequestrada” ele descobre que para mantê-la vida, é necessário enfrentar os roedores gigantes de perto.
Uma guerra foi travada, uma guerra em que Boots corre perigo, e o subterrâneo também. A única solução é matar Bane.
Bane, o único rato branco que existe no subterrâneo esta sendo treinado para comandar o exército de Roedores, para acabar com Regália e matar todos os humanos ali presentes, e acima de tudo, acabar com Gregor.
Uma equipe se junta então, para ajudar Gregor em tal tarefa.
Mais uma profecia que ele irá enfrentar, o garoto sobreviverá dessa vez?
Os perigos são mais eminentes, mas durante alguns treinos de luta, Gregor descobre que é um colérico, e isso fará grande diferença nas batalhas que irá enfrentar.
Por enquanto Regália e Boots, estão bem, mas... Até quando irá perdurar essa calmaria?
Os ratos não irão se acalmar, eles irão atacar. Mas quando eles tentarem... Gregor já terá matado Bane.
O caminho até as profundezas do subterrâneo, onde os Roedores se encontram, é longo e muito perigoso.
Durante o caminho, o Guerreiro fica ferido, voadores morrem, e corações são despedaçados.
Até que ponto Gregor estaria disposto a lutar para salvar sua irmã?


Quando se encontram então em seu destino, Boots novamente desaparece. Dessa vez com Luxa, a rainha de Regália. O reino esta mais do que vulnerável agora.
Gregor e Ares, seu voador, terá que correr contra o tempo. Matar Bane, voltar para Regália antes de serem capturados e solicitar uma busca para salvar Luxa e sua irmã.
Quando fica frente a frente com Bane, ele descobre que é apenas um filhote. Um lindo filhote branco.
Gregor terá coragem de matar Bane?
O Roedor está completamente fragilizado, perdeu sua mãe, viu combates, e estava sendo cassado para ser feito líder, para aprender apenas coisas ruins.
Ele se enrosca em Gregor. O garoto pensa em Boots, agora talvez morta, ela e o roedor são do mesmo tamanho, Bane é apenas uma...”criança”.
Se ele matar Bane, Regália ficará salva, porém sua consciência aterrorizada.
Se não matá-lo, pode ser considerado um traidor, e morrer pelas mãos dos subterrâneos.
E acima de tudo, como ele irá informar sua mãe, de que Boots morreu?
Qual será a escolha de Gregor?
Ele conseguirá voltar para superfície?
Qual foi o destino da pequena e adorável Boots?
Gregor e a Segunda Profecia são ainda mais sangrentas que o primeiro volume , e nos faz viajar por um mundo mágico, que pode existir aqui, ai na sua casa leitor, pode existir embaixo dos nossos pés.
Ao contrário de Gregor, eu não quero sair do subterrâneo.



Ouça-o arranhar após a descida.
Rato da neve a muito esquecida,
Maldade coberta de branco que reluz.
Irá o guerreiro drenar sua luz?



Titulo: Gregor: E a Segunda Profecia
Titulo Original: Gregor and the Prophecy of Bane
Autora: Suzanne Collins
Ano: 2004
Páginas: 286
Editora: Galera

Boa Leitura.

Casa de Livro Blog.

Karina Belo




-Boots! – Gregor chamou. – Hora de ir embora! – O menino olhou em volta pelo parque e viu que as lâmpadas que cercavam os caminhos tinham se acendido. A luz do dia tinha quase desaparecido por completo. – Boots! Vamos embora! – O menino chamou. Ele saiu de debaixo da árvore, circulou e sentiu uma onda de alarme.
No breve momento em que ele se distraiu com seus pensamentos, Boots tinha desaparecido.





Ares estava quase na ilha quando aconteceu: uma nuvem negra explodiu da selva e engolfou pandora. Ela não teve tempo para reagir. Num momento ela estava dardejando e comendo ácaros, no momento seguinte eles a estavam comendo. Em menos de dez segundos eles tinham devorado a morcega que se retorcia até o osso. O esqueleto branco ficou no ar por um instante, desabando em seguida na selva abaixo.
Em seguida uma vozinha confusa ao lado da orelha de Gregor indagou:
- Cadê mucego?





E aconteceu de Sandwich estar certo novamente. Os ratos tinham matado Boots, e ele não conseguiria matar Bane. Entretanto, Gregor não achava que teria matado Bane mesmo que Boots tivesse sobrevivido. Ou poderia? Se tivesse acreditado que apenas um deles poderia viver? Ele não sabia. Mas não importava mais.




Ela estava sentada no chão, cercada por seis grandes baratas, esfregando os dedinhos dos pés com as duas mãos para mostrar como os lavava. O menino atravessou a sala tropeçando e a agarrou num abraço, segurando-a com força enquanto uma voz animada falava no seu ouvido.

- Oi Você!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Leidy 01/04/2013

Excelente
Tão bom quanto o primeiro livro. A autora não deixa a desejar e cria uma história tão fantástica quanto a do primeiro livro da série. Super recomendado.
comentários(0)comente



Adriano Bueno 13/01/2013

Eis o retorno de Gregor da Superfície !
E nesse livro as coisas melhoram,já que o primeiro não foi lá o que eu esperava.

Gregor continua tendo uma vida difícil.O pai voltou do subterrâneo doente,a mão ainda precisa trabalhar fora e as responsabilidades do garoto estão maiores.Certo dia,quando levou sua irmãzinha,Boots,para esquiar no Central Park a garota some ! Seguindo seu rastro,o garoto se vê novamente indo ao Subterrâneo.
Desta vez,novamente,o destino de Gregor está ligado à uma profecia ! Uma segunda,a "Profecia da Perdição",que diz que ele deve,novamente,ir à terra dos ratos (ou roedores,como são chamados no Subterrâneo) e matar o grande rato Branco,lendária criatura que,segundo o que se diz,reunirá os ratos e criará um reino de terror.

"Ouça-o arranhar após a descida,
rato da neve há muito esquecida,
maldade coberta de branco que reluz
Irá o guerreiro drenar sua luz ?"

Já Boots,minha adorável Boots,por quem foi sequestrada ?! Por um momento achei que os terríveis ratos a tinham levado,mas não,ela foi levado para o subterrâneo pelas baratas (quem leu o primeiro livro,sabe que ela desperta certo amor em diversos animais do subterrâneo,isso inclui as baratas),mas por que ?! Acontece que os ratos estão à procura dela,querendo matá-la,baseados nessa parte da profecia :

"O que poderia deixar o guerreiro fraco ?
O que procura cada ardente rato ?
Apenas um filhote que mal fala,na vida
Que mantém a terra de baixo erguida.
----
Morre o bebê,morre seu coração,
Morre sua mais essencial parte e condição.
Morre a paz que comando o viver.
Roedores possuem sua chave para o poder."

Já que o guerreiro da superfície deve "drenar a luz" do rato branco,Gregor se une a uma equipe de humanos,morcegos,uma barata e uma rata e seguem numa aventura de barco,pelo Caminho D'Água,à procura do rato citado na profecia ! Mais uma vez o subterrâneo mostra seus perigos,mais uma vez o subterrâneo toma vidas,mais uma vez Collins nos traz um texto simples,rápido,superficial,porém cativante !
comentários(0)comente



Matheus Braga 30/12/2012

Gregor: E a Segunda Profecia - Suzanne Collins
Hey pessoal, tudo bem?

Mesmo que este volume não transmita para o leitor aquela sensação de novidade proporcionada pelo primeiro, Gregor e a Segunda Profecia nos leva para uma aventura igualmente empolgante e misteriosa.

Ao retornar para casa, Gregor realmente crê que poderia levar uma vida normal. Até que sua irmã, Boots/Margareth é sequestrada enquanto brincava no Central Park e a única pista encontrada foi uma para/perna de uma barata...de uma GIGANTE barata.

Adquirindo o conhecimento de que uma nova profecia está em curso, nosso protagonista descobre, ou pelo menos essa foi a interpretação das palavras em um primeiro momento, que Boots será o centro da mesma, já que, como pode ser aferido acima, caso ela morra, o guerreiro não teria mais vontade de lutar. O fato de ela ser parte essencial da profecia foi o que levou os Rastejantes/Baratas Nojentas a sequestrá-la pois os ratos estavam querendo colocar sua patas nela para tirar o guerreiro de seu caminho.

Uma coisa que me agradou bastante foi que, nesta nova aventura, temos a presença de uma de meus personagens favoritos, o Guerreiro Mareth. Descobrimos também que Gregor é exímio no manejo da espada, o que deve-se ao fato de que ele é um colérico (um lutador com talento natural para matar), assim como Ripred, o rato.

Como foi dito no inicio deste texto, este livro não inova já que é o segundo livro de uma série. Contudo, Collins melhorou bastante sua escrita, de maneira que a aventura ficou mais elaborada e a profecia se tornou um verdadeiro enigma, ao contrário da primeira que foi bastante previsível.

Uma coisa que não me agradou foi o ar de repetição no final do livro. Ficou óbvio que existe mais uma profecia e que a presença de Gregor será mais uma vez necessária no Subterrâneo. Contudo, mesmo sabendo disso, a vontade de ler o terceiro volume não diminuiu (li em 1 dia *__*).

Segundo informações obtidas junta à equipe da Galera Record, o 4º livro da série será lançado em agosto na Bienal de SP. Infelizmente só nos resta aguardar para descobrir o desenrolar dessa aventura profética.

Abraços,
Matheus Braga - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/
@MatheusBragaM
comentários(0)comente



Vanessa Meiser 01/09/2012

http://balaiodelivros.blogspot.com/
Gregor esta de volta a sua casa são e salvo e acompanhado de seu pai depois de salvar o subterrâneo. O menino tem tentado levar uma vida normal depois que retornou à Superficie, esta trabalhando com uma vizinha que têm ajudado muito sua família que segue passando necessidades financeiras. O pai ainda esta muito doente desde que voltou para casa e não pode trabalhar. A mãe depois que soube por onde os filhos e o marido andaram os proibiu de voltarem ao Subterrâneo chegando até a tapar a entrada que existia na lavanderia do prédio onde moram.
Porém, nas vésperas do Natal ele decide levar Boots, a sua irmãzinha de 2 anos até o Central Park para brincar na neve. Acontece que Gregor esqueceu que uma das entradas para o subterrâneo encontra-se justamente no Central Park e num rápido momento de distração ele percebe que Boots desapareceu. Procurando pela irmã ele descobre uma perna de aranha gigante perto de um bueiro e deduz que Boots foi sequestrada pelas rastejantes que outrora eram aliadas, o menino nem pensa duas vezes, liga para casa e avisa ao pai que vai voltar ao subterrâneo para recuperar a pequena.
Acontece então a tão temida volta ao estranho mundo de baixo da terra e uma nova aventura se inicia.
Chegando lá Gregor fica sabendo que Boots não foi sequestrada e que as aranhas só a levaram para atrair Gregor à cidade de Regália pois, mais uma profecia precisava ser cumprida, desta vez se tratava da Profecia da Perdição.

" A Profecia da Perdição - Gregor se lembrou dela agora. Quando ele fora embora do Subterrâneo pela primeira vez, ele tinha dito a Luxa que jamais voltaria, ao que ela respondeu: "Não é isso que diz uma segunda profecia: a Profecia da Perdição" Pág. 39.

Esta profecia era ainda mais sinistra do que a primeira pois, segundo ela um bebê poderia vir a morrer para que a mesma fosse cumprida com sucesso, Gregor e todos os outros habitantes de Regália acreditavam que Boots era este bebê para o completo desespero do menino que prometeu proteger sua pequenina dos terríveis ratos custando o que custar.
Bem, eu já estava encantada com esta série desde o primeiro volume - Gregor o Guerreiro da Superfície - e agora com este segundo eu posso afirmar que me viciei na série As Crônicas do Subterrâneo. Pensem em um livro que te vicia e que te prende e que te deixa com a sensação de que você estava lá junto com o protagonista enfrentando os ratos, as serpentes e todo o tipo de perigos que pode existir em um lugar estranho e surreal. É assim mesmo que eu me sinto lendo estes livros, parece que faço parte da aventura toda junto à Gregor, Boots, Ares e todos os outros habitantes carismáticos do Subterrâneo.
Só um detalhe: Se você não leu o primeiro volume da série muito provavelmente não irá entender grande parte deste, então aconselho a ler a série desde o início, sem dúvida que não irás se arrepender!
E a aventura continua em Gregor e a Profecia de Sangue...
comentários(0)comente



Tati oliveira 23/08/2012

Depois que Gregor salvou o subterrâneo e resgatou seu pai, ele voltou para casa, onde encontrou uma mãe muito preocupada, foi difícil fazê-lá acreditar na história fantástica do mundo onde ele e sua irmazinha estiveram por uns dias, e seu pai por dois anos, por fim ela se conformou que aquilo tudo era verdade e selou a tal passagem na lavanderia, para ter certeza de que nenhum membro de sua família iria para no subterrâneo outra vez, para o menino estava tudo bem, ele não pretendia voltar lá outra vez.

Gregor esperava que, ao ter seu pai de volta, as coisas melhorariam, não podia estar mais enganado, a situação financeira da família só piorou. O pai do menino vive agora adoentado, e, além de ser uma boca a mais para ser alimentada, precisa de diversos remédios. Por sorte da família, a vizinha deles, Sra. Cormaci decide contrata-lo para pequenos serviços, o meninos fica desconfiado, mas descobre que é uma ótima coisa. Ele a ajuda a cozinhar, fazer compras, arrumar a casa, e todo sábado recebe 40 dólares, como se isso não fosse o suficiente, a gentil Sra. manda algum prato de comida para a família, afinal ela não tem como comer tudo aquilo, e alguma roupa para o menino que pertencera a um de seus filhos, agora já grandes. 

Em um dia de inverno, Gregor leva Boots, sua irmã mais nova, para brincar no central parque, o menino se distrai por um segundo e, nesse breve momento, sua irmã some, deixando o jovem desesperado. Correndo loucamente pelo parque, ele acaba avistando um estranho bastão, que, ao olhar com atenção, se mostra sendo a pata de uma aranha gigante. Só então percebe o quão burro ele fora, ali no parque fica outra entrada para o subterrâneo, sem ter escolha, desce novamente para esse outro mundo.

Descobre então que as baratas pegaram Boots só para atrai-lo até ali, há uma nova profecia, e tanto ele, como a menina, parecem fazer parte dela. Gregor parte para mais uma aventura, onde tem que salvar todo o subterrâneo.

Nesse livro eu já estava totalmente apaixonada por todos os personagens, pela história e todo o mundo do subterrâneo. Suzanne nos prende do inicio ao fim, não tem como parar de ler, cada pagina traz uma grande emoção, e um desfecho totalmente inesperado. 

Frasesrabiscadas.blogspot.com.br
comentários(0)comente



21 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2