O Beijo Mais Sombrio

O Beijo Mais Sombrio Gena Showalter




Resenhas - O Beijo Mais Sombrio


44 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Rayane Colomes 03/05/2019

Adorando a série...
Estou simplesmente adorando esta série, esse volume foi sexy e fofo ao mesmo tempo.
Neste livro, temos a história de Lucien, amaldiçoado com o demonio da morte, ou seja ele recolhe as almas depois que a pessoa morre. E Anya, ela é a deusa da anarquia, gosta de bagunçar e causar mesmo e quando põe o olho em Lucien, fica encantada e quer ele. Ela é engraçada, livre, e cheia de personalidade, é aquele tipo de mocinha que não precisa ser protegida.
Esta seria a versão da Bela e a Fera dessa série, já que Anya é linda e deixa todos babando por ela e Lucien é cheio de cicatrizes e se acha feio.
Mas então Cronos, rei dos titãs, convoca Lucien e quer que ele mate Anya, senão ele fará com que os amigos dele sofram ainda mais. Isto porque Cronos quer uma coisa que Anya tem. Então Lucien tenta evita-la para não ter que levar a alma dela mas ele não consegue resistir a ela.
O casal começa a interagir e há brigas, batalhas, amizade, e romance.
Também há muita interação entre os outros Lordes do Submundo, porque eles estão em busca de artefatos para poderem recuperar a caixa de Pandora.
comentários(0)comente



Kênia Cândido 17/04/2019

Surpreendente!
O segundo livro da Série Senhores do Mundo Subterrâneo, foi tão delicioso de ser devorado que segurei o Máximo, para não terminar de lê-lo tão rápido. Adorei O Beijo Mais Sombrio que trouxe novos personagens e principalmente o casal principal, Lucien o Líder dos guerreiros com a deusa da Anarquia chamada Anya.

Lucien é o guardião do demônio da Morte, pois muito tempo atrás, ele abriu a caixa de Pandora e acabou libertando vários demônios. Como cada guerreiro que estava ligado no plano de abrir a dimOuniak, cada um ganhou sua punição e a responsabilidade de Lucien era coletar, escoltar as almas humanas até os portões do céu e do inferno diariamente para as almas ter seu repouso final.

Ashlyn e Maddox estavam conseguindo transformar a mansão dos Senhores em um lar repleto de novidades, entretanto no final do livro anterior, Lucien tinha a sensação que estava sendo seguido e vigiado por alguém misteriosamente. Logo no início deste segundo livro, Lucien descobriu que era Anya, a deusa da Anarquia e filha de Disnomia, que estava seguindo seu passos e Anya resolveu ir atrás de Lucien para cobrar uma dívida.

Porém, Lucien recebeu uma missão de Cronos, mas Anya prometeu para Lucien que poderia ajudar os senhores a encontrar os artefatos que eles precisam para, finalmente, descobrirem a localização da Caixa de Pandora e acabarem com o sofrimento deles, já que duram milênios. Então Lucien aceita protegê-la.

Eu adorei o desenvolvimento da história. O Beijo Mais Sombrio está cheia de mistérios ao redor de vários países e os Senhores do Mundo Subterrâneo vão ter que aventurarem por várias partes do mundo para conseguirem seus objetivos. É muito bom quando uma série contém um cenário que sai explorando outros ares e não fica focada em apenas numa região.

O mais bonito no livro é mergulhar com Anya nessa aventura de conquistar o Lucien por que ela é apaixonadíssima por ele. Chega ser obcecada pelo guerreiro da morte que é totalmente cheio de cicatrizes e Anya ignora cada uma delas o amando incondicionalmente.

Com isso acaba deixando Lucien cheio de dúvidas, sem entender como uma mulher tão linda pode desejá-lo. Mas Anya sabe que Lucien é um guerreiro talentoso e que seu valor está muito além da imagem apavorante que ele mesmo provocou e infelizmente, muitas mulheres não enxergaram devido às cicatrizes que ele acumulou por longo dos séculos.

Para piorar a situação do casal, Lucien fica encarregado de uma nova tarefa que o deixa totalmente desanimado, sem nenhuma vontade de executá-la e sem falar que deixou a vida de Lucien em total caos e desordem. Anya é um luxo! Ela é sarcástica, corajosa e persistente. Peguei-me várias vezes dando palpites sobre ela para não agir com tanto atrevimento em determinadas situações em que Lucien já tinha o total controle.

A edição continua seguindo aparência e material da capa anterior, mas dessa vez em tons de azul escuro com uma borboleta azul. Confesso que a capa é simples, contudo não deixa de ter um certo charme. A diagramação está bacana nas folhas brancas e a leitura desenvolveu tranquilamente.

A história continua com uma boa expectativa e promete muitas surpresas.Vale a pena investir na leitura desta série, pois cada livro está sendo maravilhosamente viciante. Recomendo.

site: https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/2015/08/resenha-o-beijo-mais-sombrio-gena.html
comentários(0)comente



Vitória 22/04/2018

Flores? Ele é inseguro, amoroso, gentil, sensual demais e só queria ser amado.
Anya era autoconfiança em pessoa, brincalhona, deusa da anarquia.

O segundo livro, é sobre eles dois, porém não é tão sensual quanto o primeiro livro, neste há jogos, romance de certa forma e tem um pouco de diversão.

Amei o segundo livro, o final me surpreendeu demais, por causa dos motivos que ambos tinham. Anya tinha uma maldição e sua liberdade era em primeiro lugar, Lucien era imprevisível, quase não ouvíamos o demônio dentro dele, foi quase ler uma história de amor com partes quentes, só que a única diferença era que Anya era uma deusa secundária e Lucien era um guerreiro, que foi colocado junto com um demônio.
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 20/02/2018

Resenha: O Beijo Mais Sombrio
Gena Showalter é uma romancista de sucesso que coleciona séries tanto YAs quando Adultas. O Beijo Mais Sombrio é a continuação da série Senhores do Submundo mundo, iniciada em A Noite Mais Sombria. No segundo volume da série sobre imortais e demônios, Lucien, guardião da Morte, recebe uma tarefa do deus dos Titãs, Cronus: ele quer a Deusa da Anarquia morta.

Anya - a deusa - é ninguém menos do que a presença que ajudou Maddox e Ashlyn no final de A Noite mais Sombria e que desenvolveu uma estranha obsessão por Flores - seu apelido para Lucien, uma vez que ele carrega o cheiro de rosas da Morte.

Anya é petulante, audaciosa, não aceita ordens de ninguém, extremamente sexy e o pior, viciada nos beijos de Lucien. O demônio, por sua vez, é cauteloso e sério, tendo enfrentado problemas demais por causa de seu demônio, Lucien é receoso quando se trata de mulheres e Anya é exatamente aquilo que ele não precisava no momento.

Enquanto a fortaleza borbulha com as novidades de Ashlyn e Maddox, com a sede de sangue que os titãs impuseram em Aeron e os Caçadores por toda a parte, Anya promete que pode ajudar os senhores a encontrar os artefatos que eles precisam para, finalmente, descobrirem a localização da Caixa de Pandora e acabarem com o sofrimento que dura milênios.

"Ele quase podia ouvir Morte batendo palmas felizes em sua mente, e ele não achava que era porque o demônio estava ansioso para levar a alma de Anya. Ele não entendia porque o demônio se importava em vê-la, mas não tinha tempo para discutir isso."

O problema é que, quanto mais Lucien resiste ao impulso de matar Anya, mais fraco ele fica. Mas Anya parece irredutível quanto a entregar o que Cronus quer e salvar sua pele, guardando segredo sobre uma maldição imposta a ela que pode condená-la para sempre e um objeto valiosíssimo.

É nesse livro, também, que conhecemos Sienna Blackstone, a tormenta de Paris - o guardião de sexo/promiscuidade - e William, um imortal amigo de Anya e tão cheio de segredos e mistérios quanto a mesma.

"Meu nome é William. Mas você pode me chamar de sexy. Todo mundo chama."

Além de todas as características dadas acima a respeito de Anya, ela se mostra uma personagens bastante cativante e carismática, apesar de todos os anos e do caos que causa (uma necessidade devido a sua origem), ela é doce e preocupada. Embora esteja sempre no controle de sua vida, o que Anya mais espera é alguém que possa olhar suas costas quando ela estiver ocupada ou apenas cansada demais. Fugir por tantos anos acaba gerando esse efeito.

Já Lucien age, muitas vezes, como o líder do primeiro grupo de Imortais. Em O Beijo Mais Sombrio descobrimos que além dos senhores que nos foram apresentados no inicio da série - Maddox, Lucien, Aeron, Reyes, Paris e Torin - existem outros 6 - Sabin, Gideon, Kane, Strider, Amum e Cameo - cuja missão em vida tem sido reunir os artefatos sagrados que podem levá-los até a caixa de Pandora. Enquanto ainda tentam se entender a despeito do que aconteceu há muitos anos, quando caíram na terra, Lucien precisa lidar com com o seu passado mais recente e seus próprios sentimentos para poder enfrentar a decisão dos titãs.

No segundo livro, ainda, mergulhamos um pouco mais na história dos imortais ligados aos deuses, no que são os artefatos, em mitos gregos e aventuras ao redor do globo, recheando o romance com ação e aventura para ninguém botar defeito.

"Olhar você é como, por fim, entrar pelas portas do céu."

Lucien e Anya, para mim, são como os líderes da Fortaleza - embora Sabin possa vir a discordar - e lembro que li o livro muito rápido, tamanha a empolgação com eles. A Noite Mais Sombria é como colocar apenas o dedo na piscina de possibilidades dessa história, enquanto O Beijo Mais Sombrio é se jogar de vez, recebendo diversas informações e vendo o inicio de incontáveis plots. Com certeza foi o livro que mais me fez ansiar pelos demais.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2018/02/resenha-o-beijo-mais-sombrio.html
comentários(0)comente



Meninas que Leem 20/12/2016

Blog As meninas que leem livros
"Este é o 2º livro da serie dos Senhores do Submundo e nele nos aprofundamos na história do Lucian que carrega o demônio da morte, por isso diversas vezes o mesmo é obrigado a sair correndo para levar alguma alma seja para o inferno ou para o ceú, no meu ver o demonio do Lucian até que é não dos piores, certo ele tem a obrigação de levar as almas, mas comparado com outros demônios ele é um "anjo"."

[...]

site: http://www.asmeninasqueleemlivros.com/2009/07/o-beijo-mais-escuro.html
comentários(0)comente



Ana Paula FZ1 23/06/2016

O Guardião da Morte que não quer mais a Morte !!!
Depois de me apaixonar por mais um Maddox ou melhor pelo Maddox Detentor da Violência, no primeiro livro dessa serie que to amando, agora cai de amores pelo Detentor da Morte. Como assim??? Detentor da Morte, pressupõem-se que seja uma cara mau, amargurado, sombrio... mas é tudo o que Lucien não é. Claro que o demônio que ocupa seu corpo é por si só ruim, mas Lucien é tão centrado sensato, e depois vira um guerreiro tão apaixonado que chega a ser um bobo na mão da tiro, porrada e bomba da Anya rrss. Mas Lucien não é um bobo no mau sentido, ele se deixa fazer tudo o que a Deusa da Anarquia deseja fazer e deseja que ele faça.

Eu definitivamente me apaixonei pela Anya. Forte, decididida, boca dura, nada nem ninguém consegue segurar esse furacão que é a Deusa da Anarquia, só um guerreiro é capaz de faze-lo, e para faze-lo ainda assim Lucien vai pelejar viu gente, porque Anya não é fácil não rrss. Ela o segue por tudo que é canto, prensa ele na parede e diz, escuta amore, voce vai ou não me beijar, me possuir rrss, era muita risada junto à cada pagina de leitura. Mas tudo o que ela queria era só um beijo, porque de nenhuma outra forma um homem poderia te-la, ja que há centenas de anos ela tinha sido ¨presenteada ¨ com uma maldição sobre se vincular a um homem guerreiro ou não.

Nesse segundo livro os guerreiros continuam sua busca pelos elementos perdidos da Caixa de Pandora e Lucien e Anya vão juntos nessa busca. Claro que ela briga muito com ele pra conseguir ir junto, porque o instinto dele é protege-la. Mas ela la faz o que alguem deseja senão ela mesma. Lindo ver um Lucien fraco e uma Anya desesperada por salva-lo, ou quando ela é quem esta necessitada de ajuda e ele esta ali, pronto para fazer o que é preciso para ve-la da forma como ela realmente é.

Gostei das pitadas extras sobre Paris e Reyes. Muita coisa ainda vem por ai, e não vejo a hora de conhecer mais o proximo guerreiro e sua amada. Maddox ainda nos da as caras um pouquinho nesse livro, com sua linda e apaixonada Ashlyn. Agora Cronos podia ir pras cucuias ne....pqp que Deus mais chato, quer tudo só pra ele, mala sem alça rrss

Agora bora descobrir o que o Detentor da Dor tem pra nos mostrar... ai vem Reyes e sua Danika !!!

Mas da Resenha no blog Paixão por Leituras

site: http://paixaoporleituras.blogspot.com
comentários(0)comente



GraziLisboa 17/06/2015

O que esperar do Flores? Que ele é forte, rabugento, cheio de cicatrizes, não quer se envolver e ah e que ele é o demônio da morte, que leva as almas para seu destino. Tem como não amar um homem com um olho azul e outro castanho? E com uma mariposa tatuada que tem vida própria e ronrona querendo sexo? HAHAH

Lucien é uma delicia assim como todo o livro e o par dele, Anya, deusa da anarquia é perfeito.

3Hot ;)
comentários(0)comente



Bianca Soares 28/09/2013

O livro é extremamente sensual e engraçado. Anya é muito engraçada e complica e muito a vida de Lucien, como se a vida dele já não fosse complicada o suficiente.

. TRECHO INESQUECÍVEL:

Lucien sentiu uma centelha de fúria percorrer seu corpo e, na mesma hora, tratou de reprimi-la. Nada de raiva. Ele era Morte. Naquele momento, não tinha outro propósito. Emoções apenas serviriam para atrapalhá-lo. Sabia muito bem disso.

( Página 61)
comentários(0)comente



Erika Oliveira 17/08/2013

Me apaixonei

O livro é simplesmente maravilhoso.Li a história do Maddox que é emocionante, mas a de Lucien é melhor ainda e bem mais hot, adorei as duas estórias.
comentários(0)comente



Aline Mendes 13/07/2013

Surtei!
Lucien é fascinante, todos os senhores são incríveis! Sem tirar nem por, exceto que podia ter mais páginas e mais histórias, Fico com a sensação de orfã quando acaba o livro e a historia não teve final, eu tô querendo mais.
comentários(0)comente



Lilianne 28/11/2012

O Beijo Mais Sombrio - Gena Showalter # 2
Hummmm, esse livro, aff, o que que é aquele Lucien?!? alguém me explica! Esse é o segundo livro da série dos senhores. Ele é sobre Lucien, o guardião do demônio da morte,ele escolta as almas tanto para o céu, quanto para o inferno. Ele o recebeu pois foi o responsável por abrir a caixa.Ele é um ser enigmático, ele tem olhos de cores diferentes, azul e castanho o rosto todo marcado de cicatrizes e o por que é muito interessante ( vocês vão ter um treco) .
A tatoo dele é azul e fica no ombro esquerdo. Desde o livro anterior, A Noite Mais Sombria, Lucien sentia que estava sendo seguido, vigiado por alguém porém, sentia que não eram caçadores. Essa era Anya, deusa da anarquia.


" Deuses, como ele era sensual! Tinha os olhos mais loucos que ela já vira, um deles era azul ,e o outro, castanho, e ambos impregnados com a essência do homem e do demônio. E as cicatrizes . . . Tudo o que ela conseguia pensar, com o que conseguia sonhar, que conseguia desejar , era lambê-las. Eram lindas, uma evidência de toda a dor e sofrimento a que ele já sobrevivera."

Ela de cara ficou louquinha por ele, seduzida por ele, e foi a luta, ele tentando resistir com todas as forças pois achava impossível uma mulher daquelas se interessar por aquele rosto deformado.

"Anya puxou-lhe a cabeça para baixo e colou seus lábios nos dele. A boca de Lucien se abriu instantaneamente, e as duas línguas se encontraram numa arremetida profunda e úmida. Bombardeada pelos aromas inebriantes de rosas e menta, Anya sentiu uma intensa onda de calor lhe percorrer o corpo."

" Do lado de fora?, Anya se perguntou. Logo estava gemendo, sem se importar, e envolvendo a cintura de Lucien com as pernas, enquanto a língua dele conquistava a sua. Uma das mãos dele lhe esmagou o quadril, segurando-a com força. Deuses, ela adorou aquilo! A outra mergulhou nos seus cabelos, os dedos, mais uma vez, se enroscando apertadamento nos fartos fios, inclinando-lhe a cabeça para o lado, para um contato mais profundo.
- Você está . . . Você está . . . - ele sussurrou ferozmente. - Desesperada. Nada de falar. Mais beijos."

Em toda essa busca pela caixa, e o domínio de Cronos no Olimpo os Deuses iniciam uma onda de ordens e barganhas com alguns guerreiros e deuses e Lucien foi escolhido para uma missão cruel: dar fim a vida de Anya! Ele não tinha ideia do porque do Deus lhe determinar isso, mas sabia que Anya era amaldiçoada, só não tinha ideia de metade de todos os segredos que ela carregava. Ele ficou atraído por ela e por tudo que ela lhe proporcionava porém não queria permitir que esse sentimento crescesse, pois além da missão que recebido dos Deuses ele ainda tinha um trauma que lhe perseguia.
Eles ficam uma parte do livro tendo lutas super intensas um tentando matar o outro. Ele pela missão e ela por defesa. Ela tem informações privilegiadas para achar os artefatos que levam ao encontro da caixa e ele não tem forças para concretizar a missão, por isso resolvem uma trégua.
Nesse meio ele resolve ceder lentamente a ela e descobre por que Cronos a quer morta e principalmente e o melhor de todos por que ela foi amaldiçoada e qual a sua maldição. Gente esse homem é demais! Se ela tiver uma relação digamos "completa" ela se vincula eternamente a essa pessoa e só a essa pessoa!
- Deixe - Disse ele. - Eu . . . Eu . . . - Sua boca salivava. Pode ter prazer temer as consequências ... - Deixe-me possuí-la de todas as maneiras possíveis, sem penetrá-la de fato - ele disse, acariciando-lhe o pescoço com o nariz - Por favor, quero sentir o seu gosto. "
O problema é que toda desobediência a um Deus tem uma consequência e ele começa a tirar as forças de Lucien, que prefere morrer a ter que matá-la. Ela fica angustiada pois ao mesmo tempo que quer salvá-lo, não quer se desfazer do seu bem maior, a chave mestra, a chave que pode abrir qualquer corrente, qualquer prisão!

" - Você já sabia que Cronos tinha me abordado ontem . Bem, tinha razão. Ele me ameaçou, e foi por isso que eu fui tão cruel com você. Não queria que ele soubesse que eu estava... que eu ... Ela engoliu a seco. - Eu amo você, Anya - ele admitiu bruscamente. - Amo você e não posso, não vou, lhe fazer mal. Está entendendo?
O queixo de Anya caiu e ela largou as roupas.
- Lucien. Eu ... eu ... - Não precisa dizer nada. Eu passei a conhecê-la, Anya. Você é indomada e livre e fica apavorada só de pensar em amar um Homem."
Nessa busca eles acham um artefato que ela oferta a Lucien, porém ela se encontrará com os 2 maiores dilemas da vida dela: se vincular ou não a ele e realizar a troca de algo muito, muito importante pela chave que Cronos quer. Trama mega interessante, muitos conflitos e lutas e claro cenas hots! Adorei, curto muito esse casal e espero que realmente vocês tenham oportunidade de ler. Lembrando também que como comentei no primeiro livro, Gena deixa acontecimentos e personagens para os próximos livros. O próximo vai pegar fogo!



Hello
Can you hear me
Please don't go
Where are you going
Conversations go over my head
Isolation has an ugly face
Surround me with your love
Understand me I need you now
Surround me with your words
Understand me I need your love
I need your love
I need your love

Hello
I'm so lonely
And it feels like disease
Come and stay, stay beside me
Stay always forever don't go
Surround me with your love
Understand me I need you now
Surround me with your words
Understand me I need your love

Surround Me With Your Love
3 -11 Porter

http://estantedasamoras.blogspot.com.br/2012/10/o-beijo-mais-sombrio-gena-showalter-2.html
comentários(0)comente



maya 10/09/2012

Vive atrás da Morte,mas não quer morrrer.

Pense num livrinho que me arrancou rizadas das boas,a Anya é uma figura,não deixa o Lucien em paz,e solta cada pérola e dá apelidinhos carinhosos pra ele,que dá dó do bichinho.

Anya apareceu no primeiro livro e já tinha dado mostras do que veio fazer,ajudou aos mocinhos mas pediu em troca a ajuda e proteção dos Senhores.Porém a deusa da Anistia não esperava que não teria a oportunidade de cobrar a divida.Lucien,assim como os outros Senhores foi amaldiçoado com um demônio,o da Morte,durante muito tempo cumpriu o papel de comensal mas quando Cronos lhe pede pra tirar uma alma em especifico ,ele vai fazer de tudo pra evitar.

Sabe quando você começa um livro e já gosta de cara da mocinha,a minha empatia foi natural em relação a Anya,apesar de ter uma maldição que a impede de ter uma relação mais intima com o mocinho,ela não larga mão de estar sempre por perto,e não dá sossego pro pobre,chegando a ponto de chama-lo carinhosamente de Flores,só porque ele recende um cheiro de rosas,vê se pode,é desinibida e tem defeitos que poderiam colocar ela como uma anti- heroina,ela tem uma péssima mania de ficar roubando,mas a gente acaba entendendo o por que.Já o Lucien,é totalmente o contrario,é serio demais,e o fardo que carrega,sendo possuidor da Morte,não dá espaço pra alimentar mais sentimentos por outros e acabamos entendo o por que das cicatrizes que ele trás.

Quando Anya finalmente aparece a ele,as coisas começam a complicar,primeiro a atração é irresistível,e quando Cronos manda Lucien matar a mocinha a coisa fica feia,mesmo tentando evitar,eles acabam se enfrentando,e a luta é das boas,uma das melhores partes do livro.Mas mesmo sabendo que o mocinho tem ordens expressas de mata-la a mocinha não consegue se afastar dele,principalmente quando templos misteriosos começam a surgir,e que neles podem conter relíquias que possibilitam encontrar a caixa de Pandora,e que também podem ser uma moeda de troca pela vida de Anya.

Na busca pelas tais relíquias,temos outros acontecimentos,como o aparecimento de uma caçadora chamada Sienna,que causa uma reviravolta na vida de Paris- Promiscuidade,e a fuga de Aeron para cumprir a ordem que os titãs deram de matar Danika e sua família,o que ele não esperava era encontrar pelo caminho um Rayes.

Adorei o livro por tudo,mais ação,mais hot,com mocinhos cativantes e encantadores,e com um desfecho muito bom ,deixando quem lê curioso sobre o que vai acontecer aos outros personagens, pelo visto esssa serie já virou vicio.

Recomendadissimo !!
comentários(0)comente



Eli 25/07/2012

Segundo livro da Série Senhores do Mundo Subterrâneo. O que posso dizer? Bem mais hot do que o primeiro, aqui ficamos conhecendo um pouco mais da natureza de Lucien, o Guardião da Morte. Um homem que mantém suas emoções muito bem vigiadas, e que não permite que ninguém se aproxime para não se machucar. Até que uma certa deusa abusada aparece em seu caminho e o deixa completamente fora de combate. Anya, a deusa da Anarquia, está em fuga. Cronos quer sua cabeça de qualquer jeito, e ordena que Lucien a mate e entregue seu corpo a ele. Sem saber o que fazer, e completamente atraído pela deusa, nosso Senhor resolve "obedecer" ao seu novo mestre, indo atrás dela para cumprir o prometido. Mas quem disse que Anya vai facilitar as coisas? O clima entre os dois é por deveras tenso. Ambos parecem que vão incendiar as páginas, tamanha a tensão sexual entre eles. Anya sempre foi um espírito livre, que não abre mão de sua liberdade, nem mesmo em nome do amor. Muito cedo, ela foi amaldiçoada pela esposa de seu pai, que revoltada com a traição, jogou uma maldição em Anya. Não vou contar qual é a maldição, mas posso dizer que nossa "heroína" sofre horrores por causa disso. Ao ajudar o casal do primeiro livro, Maddox e Ashley, Anya se sente atraída de imediato por Lucien, que tenta manter a compostura de qualquer jeito, mas com aquela mulher ao seu lado, fica difícil. Ao longo do livro, vemos outros personagens passando por grandes dilemas: Paris acaba conhecendo uma mulher que o leva ao extremo do desejo, nos apresentando a sua possível companheira, uma certa moça sem atrativos, chamada Sienna. Reyes correndo atrás de Aeron, que consegue se soltar da masmorra e ir atrás das quatro mulheres inocentes que precisa matar, a mando de Cronos (cada livro que passa, odeio mais esse cara). Não nos fica claro se encontrou alguma delas, mas ele consegue chegar ao esconderijo de Danika, a mulher que tem tirado o sossego do Guardião da Dor. Fiquei simplesmente encantada com o relacionamento de Lucien e Anya. Dois sobreviventes que carregam uma maldição maior que as suas vidas, obrigados a abrir mão de algo que precisam fazer em nome do amor. Adorei também o fato de Anya não ser um mocinha típica: ela mente, rouba, seduz, sempre mantendo sua essência, nunca se enganando sobre quem ela realmente é. Em cada livro, a trama da caixa de Pandora vai se descortinando, dando mais elementos para que fiquemos grudados nos livros, aguardando com ansiedade os próximos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



CarolM 21/06/2012

Esse livro vai nos mostrar um pouco mais sobre Lucien, que carrega consigo o demônio da morte, vamos entender melhor como ele lida com seu demônio e também seus medos e inseguranças, principalmente em relaçãos as mulheres. Claro, a historia ainda dá continuidade a batalha que esses guerrreiros vem travando desde o primeiro livro. Agora Lucien está livre da obrigação que carregava e, portanto, pode ajudar mais seus amigos nessa guerra.

Mas ele terá que lidar com outro conflito, a bela e caótica Anya, deusa da anarquia, e seu aparente interesse por ele. Mas para Lucien isso só podia ser mais uma das bricadeiras de Anya, pois essa linda deusa não poderia estar interessada em alguem tão feio e apavorante quanto ele.

Aqui está o típico conto de "A Bela e a Fera" incorporada em uma trama diferente. E essa é uma tendência que já observei em outros livros do gêreno, a mulher mais bonita se sentir atraída pelo homem mais feio e vice-versa, mostrando que o importante não está no exterior e que nem todos veem as coisas da mesma forma.

Anya é uma personagem que me agradou muito, uma deusa que se veste da forma mais sensual e provocante possível, tem a eternidade pela frente e cuja natureza é gerar o caos por onde passa, mas que busca formas de conter essa natureza evitando prejudicar os mortais, que aparenta ter uma vasta expêriencia sexual, mas no fundo é uma romântica e está, na verdade, em busca de um grande amor. Além de guardar um grande segredo e também lidar com sua própria maldição.

Lucien também é um personagem bastante interessante, alguém que precisa lidar com as almas recém falecidas e guiá-las para luz ou arrastá-las para o inferno, que foi capaz de deformar-se para não sofrer novamente a perda de alguém que ama e que, por isso, está acostumando a lidar com a rejeiçao e a repulsa da sexo oposto, não acreditando que alguém o aceitaria como é.

O que mais me cativou nesse livro foi, sem dúvida, os personagens, principalmente Anya que é na minha opinião uma das personagens mais divertidas da série. Novas descobertas são realizadas e novos personagens são introduzidos, deixando a trama mais envolvente. Prato cheio para quem gosta de romances aliados a ação e ao sobrenatural.

Resenha postada no blog Vida de Leitor
http://www.vidadeleitor.blogspot.com.br/2011/10/o-beijo-mais-sombrio-gena-showalter.html
comentários(0)comente



44 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3