O Beijo Mais Sombrio

O Beijo Mais Sombrio Gena Showalter




Resenhas - O Beijo Mais Sombrio


44 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Cris Paiva 23/05/2011

Gentem. a mocinha do livro, Anya, decididamente não tem respeito nenhum pelo Sr. Todo Poderoso Demonio da Morte. Ela avacalha com o coitado, chama ele de docinho, Flores e Lucy.
Tadinho do Lucien, ele simplesmente não sabe o que fazer com a doida deusa da Bagunça, e chupadora de pirulitos.
Pra piorar, ele ainda recebeu a ingrata missão de dar cabo da Deusa de Segunda Categoria, e ela não ta nem ai pra isso. Só quer ficar se esfregando no coitado e deixar ele subindo pelas paredes, e só na vontade! Kkkkkkk
Fora as avacalhações da Anya ainda tem o Croninho, deus todo poderoso que quer ver o oco do povo e fica desmandando no Lucy.
Ri muito com a dupla dinâmica Anya-Lucy. Ela deixa ele doido, mas desconfio que ele goste! Kkkkk
Cristine 24/05/2011minha estante
sou suspeita adoro esse livro - acho o Lucien e a Anya maravilhosos, adoro as loucuras da Anya e acho ela perfeita para o Lucien, a história dos dois é muito fofa.
ps. espero que o Willy ganhe um livro próprio, a história dele promete.


SuKa 05/07/2011minha estante
tbem estou lendo e adorando...muito engraçado esse livro.




Aline Mendes 13/07/2013

Surtei!
Lucien é fascinante, todos os senhores são incríveis! Sem tirar nem por, exceto que podia ter mais páginas e mais histórias, Fico com a sensação de orfã quando acaba o livro e a historia não teve final, eu tô querendo mais.
comentários(0)comente



Maria 26/08/2010

Melhor que o primeiro.
O livro é emocionante do início ao fim. E bem melhor do que o primeiro. Se manter este ritmo, vale a pena comprar todos os livros da série. Anya é a deusa da Anarquia, e totalmente pirada. Lucien, o guerreiro que traz dentro de si o demônio Morte. O que tem Anya de desbocada, irresponsável, alegre, divertida, tem Lucien de introspectivo, calmo, sério... Mas eles se encontram, e a coisa pega fogo (MESMO). Só que para ficarem juntos, eles terão que enfrentar Cronos, o líder dos Titãs e atualmente quem faz chover lá no mundo deles. Paralelamente a esta história, há a de Paris, Reyes e Aeron. Não dá para não ler.
Marcia 26/08/2010minha estante
Quero ler!! Amiga, dá para começar pelo segundo!!??


Vanessa 31/08/2010minha estante
Eu já acho esse pior que o primeiro kkk, para mim o primeiro é melhor que este, achei esse meio sem sal, não gostei tanto como o do primeiro.


Lizzy 25/10/2010minha estante
Olha Maria, sei que vc adora romances assim como eu, mas sinceramente, não gostei desse livro. A personagem feminina me enervou. Achei essa estória trash.


Illyana HimuraW 22/01/2011minha estante
Eu A.D.O.R.E.I. este livro - aqui tem tudo o que a Gena NÃO TEVE CORAGEM de ousar no primeiro casal!

A Anya é uma Deusa. Uma Deusa. Não é uma mulher humana, com tendencias a crises de boa-moça.
Como Deusa, ela não tem restrições, não tem medo.
Melhor de tudo: ela quer, ela vai atrás. Ela sente desejo, ela decide saciar este desejo. Ela quer, ela terá.
Graças à divina inspiração, a autora não a fez abrir mão da chave por nada, nem mesmo pelo Lucien - eu tinha medo de vê-la abrindo mão da chave 'por meu amor', aquela balela insuportável típica das mocinhas bem-comportadas que sofriam os maltratos mais absurdos dos mocinhos dementes que elas diziam amar, nos anos 70 e 80.
O mais bonito de tudo é que ela se apaixona, praticamente de cara, pelo Lucien. E tanto, que ignora as cicatrizes dele, por saber que um homem é mais do que isso.
E o Lucien é MARAVILHOSO. Com seus olhos de 2 cores, é o 1º mocinho em MUITO TEMPO que procura, faz de tudo, queima o cérebro para tentar salvar a mulher que ama, em vez de deixá-la se sacrificar de forma idiota. *__*

Quanto à Noite Mais Sombria, quase, quaaase, por muito pouco mesmo, não detesto o primeiro livro.

Sério, a Gena OUSOU maravilhas nele, porém por mais que tenha ousado com os demais personagens, com Maddox e Ashlyn ela não teve tanta coragem...
Ficou o casalzinho água com açúcar típico - em total contraste com TODOS os outros casais da saga.
Creio que por ser o 1º livro, ela decidiu ousar em tudo o que pudesse para sair do padrão das Dianas Palmers da vida, mas ficou com receio de ir muito longe no casal principal; os dois começam muito bem e depois pronto: ficaram o sem sal típico.
A caracterização de Maddox também deixa a desejar: como assim que o máximo que o Demônio da Violência faz qdo em crise de fúria é quebrar cadeiras? E que negócio é aquele de filho? Zeus, eles estão em guerra O_O aquilo não é hora nem situação para uma mulher humana - mesmo com poderes - ficar gravida!!
Arre - irrita mesmo *balança a cabeça*

Abraços, Maria o/
E por favor, me desculpe o texto muito longo ^^




Queria Estar Lendo 20/02/2018

Resenha: O Beijo Mais Sombrio
Gena Showalter é uma romancista de sucesso que coleciona séries tanto YAs quando Adultas. O Beijo Mais Sombrio é a continuação da série Senhores do Submundo mundo, iniciada em A Noite Mais Sombria. No segundo volume da série sobre imortais e demônios, Lucien, guardião da Morte, recebe uma tarefa do deus dos Titãs, Cronus: ele quer a Deusa da Anarquia morta.

Anya - a deusa - é ninguém menos do que a presença que ajudou Maddox e Ashlyn no final de A Noite mais Sombria e que desenvolveu uma estranha obsessão por Flores - seu apelido para Lucien, uma vez que ele carrega o cheiro de rosas da Morte.

Anya é petulante, audaciosa, não aceita ordens de ninguém, extremamente sexy e o pior, viciada nos beijos de Lucien. O demônio, por sua vez, é cauteloso e sério, tendo enfrentado problemas demais por causa de seu demônio, Lucien é receoso quando se trata de mulheres e Anya é exatamente aquilo que ele não precisava no momento.

Enquanto a fortaleza borbulha com as novidades de Ashlyn e Maddox, com a sede de sangue que os titãs impuseram em Aeron e os Caçadores por toda a parte, Anya promete que pode ajudar os senhores a encontrar os artefatos que eles precisam para, finalmente, descobrirem a localização da Caixa de Pandora e acabarem com o sofrimento que dura milênios.

"Ele quase podia ouvir Morte batendo palmas felizes em sua mente, e ele não achava que era porque o demônio estava ansioso para levar a alma de Anya. Ele não entendia porque o demônio se importava em vê-la, mas não tinha tempo para discutir isso."

O problema é que, quanto mais Lucien resiste ao impulso de matar Anya, mais fraco ele fica. Mas Anya parece irredutível quanto a entregar o que Cronus quer e salvar sua pele, guardando segredo sobre uma maldição imposta a ela que pode condená-la para sempre e um objeto valiosíssimo.

É nesse livro, também, que conhecemos Sienna Blackstone, a tormenta de Paris - o guardião de sexo/promiscuidade - e William, um imortal amigo de Anya e tão cheio de segredos e mistérios quanto a mesma.

"Meu nome é William. Mas você pode me chamar de sexy. Todo mundo chama."

Além de todas as características dadas acima a respeito de Anya, ela se mostra uma personagens bastante cativante e carismática, apesar de todos os anos e do caos que causa (uma necessidade devido a sua origem), ela é doce e preocupada. Embora esteja sempre no controle de sua vida, o que Anya mais espera é alguém que possa olhar suas costas quando ela estiver ocupada ou apenas cansada demais. Fugir por tantos anos acaba gerando esse efeito.

Já Lucien age, muitas vezes, como o líder do primeiro grupo de Imortais. Em O Beijo Mais Sombrio descobrimos que além dos senhores que nos foram apresentados no inicio da série - Maddox, Lucien, Aeron, Reyes, Paris e Torin - existem outros 6 - Sabin, Gideon, Kane, Strider, Amum e Cameo - cuja missão em vida tem sido reunir os artefatos sagrados que podem levá-los até a caixa de Pandora. Enquanto ainda tentam se entender a despeito do que aconteceu há muitos anos, quando caíram na terra, Lucien precisa lidar com com o seu passado mais recente e seus próprios sentimentos para poder enfrentar a decisão dos titãs.

No segundo livro, ainda, mergulhamos um pouco mais na história dos imortais ligados aos deuses, no que são os artefatos, em mitos gregos e aventuras ao redor do globo, recheando o romance com ação e aventura para ninguém botar defeito.

"Olhar você é como, por fim, entrar pelas portas do céu."

Lucien e Anya, para mim, são como os líderes da Fortaleza - embora Sabin possa vir a discordar - e lembro que li o livro muito rápido, tamanha a empolgação com eles. A Noite Mais Sombria é como colocar apenas o dedo na piscina de possibilidades dessa história, enquanto O Beijo Mais Sombrio é se jogar de vez, recebendo diversas informações e vendo o inicio de incontáveis plots. Com certeza foi o livro que mais me fez ansiar pelos demais.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2018/02/resenha-o-beijo-mais-sombrio.html
comentários(0)comente



Erika Oliveira 17/08/2013

Me apaixonei

O livro é simplesmente maravilhoso.Li a história do Maddox que é emocionante, mas a de Lucien é melhor ainda e bem mais hot, adorei as duas estórias.
comentários(0)comente



Bianca Soares 28/09/2013

O livro é extremamente sensual e engraçado. Anya é muito engraçada e complica e muito a vida de Lucien, como se a vida dele já não fosse complicada o suficiente.

. TRECHO INESQUECÍVEL:

Lucien sentiu uma centelha de fúria percorrer seu corpo e, na mesma hora, tratou de reprimi-la. Nada de raiva. Ele era Morte. Naquele momento, não tinha outro propósito. Emoções apenas serviriam para atrapalhá-lo. Sabia muito bem disso.

( Página 61)
comentários(0)comente



Carol 28/10/2010

Jesus me abana!rs

Tb quero um Lucien para mim! Será que todos os Senhores são assim?
Dá vontade de colocar ele no colo e dizer que ele é lindo de qualquer jeito... FOFO!!

A Anya é a minha personagem favorita!
Engraçada, dinâmica, geniosa e super autêntica! Mil estrelas para ela... e para esse livro que foi delicioso... uma disputa de gato e rato, e quando o gato alcança o rato, Jesus!!!rs
comentários(0)comente



Lilianne 28/11/2012

O Beijo Mais Sombrio - Gena Showalter # 2
Hummmm, esse livro, aff, o que que é aquele Lucien?!? alguém me explica! Esse é o segundo livro da série dos senhores. Ele é sobre Lucien, o guardião do demônio da morte,ele escolta as almas tanto para o céu, quanto para o inferno. Ele o recebeu pois foi o responsável por abrir a caixa.Ele é um ser enigmático, ele tem olhos de cores diferentes, azul e castanho o rosto todo marcado de cicatrizes e o por que é muito interessante ( vocês vão ter um treco) .
A tatoo dele é azul e fica no ombro esquerdo. Desde o livro anterior, A Noite Mais Sombria, Lucien sentia que estava sendo seguido, vigiado por alguém porém, sentia que não eram caçadores. Essa era Anya, deusa da anarquia.


" Deuses, como ele era sensual! Tinha os olhos mais loucos que ela já vira, um deles era azul ,e o outro, castanho, e ambos impregnados com a essência do homem e do demônio. E as cicatrizes . . . Tudo o que ela conseguia pensar, com o que conseguia sonhar, que conseguia desejar , era lambê-las. Eram lindas, uma evidência de toda a dor e sofrimento a que ele já sobrevivera."

Ela de cara ficou louquinha por ele, seduzida por ele, e foi a luta, ele tentando resistir com todas as forças pois achava impossível uma mulher daquelas se interessar por aquele rosto deformado.

"Anya puxou-lhe a cabeça para baixo e colou seus lábios nos dele. A boca de Lucien se abriu instantaneamente, e as duas línguas se encontraram numa arremetida profunda e úmida. Bombardeada pelos aromas inebriantes de rosas e menta, Anya sentiu uma intensa onda de calor lhe percorrer o corpo."

" Do lado de fora?, Anya se perguntou. Logo estava gemendo, sem se importar, e envolvendo a cintura de Lucien com as pernas, enquanto a língua dele conquistava a sua. Uma das mãos dele lhe esmagou o quadril, segurando-a com força. Deuses, ela adorou aquilo! A outra mergulhou nos seus cabelos, os dedos, mais uma vez, se enroscando apertadamento nos fartos fios, inclinando-lhe a cabeça para o lado, para um contato mais profundo.
- Você está . . . Você está . . . - ele sussurrou ferozmente. - Desesperada. Nada de falar. Mais beijos."

Em toda essa busca pela caixa, e o domínio de Cronos no Olimpo os Deuses iniciam uma onda de ordens e barganhas com alguns guerreiros e deuses e Lucien foi escolhido para uma missão cruel: dar fim a vida de Anya! Ele não tinha ideia do porque do Deus lhe determinar isso, mas sabia que Anya era amaldiçoada, só não tinha ideia de metade de todos os segredos que ela carregava. Ele ficou atraído por ela e por tudo que ela lhe proporcionava porém não queria permitir que esse sentimento crescesse, pois além da missão que recebido dos Deuses ele ainda tinha um trauma que lhe perseguia.
Eles ficam uma parte do livro tendo lutas super intensas um tentando matar o outro. Ele pela missão e ela por defesa. Ela tem informações privilegiadas para achar os artefatos que levam ao encontro da caixa e ele não tem forças para concretizar a missão, por isso resolvem uma trégua.
Nesse meio ele resolve ceder lentamente a ela e descobre por que Cronos a quer morta e principalmente e o melhor de todos por que ela foi amaldiçoada e qual a sua maldição. Gente esse homem é demais! Se ela tiver uma relação digamos "completa" ela se vincula eternamente a essa pessoa e só a essa pessoa!
- Deixe - Disse ele. - Eu . . . Eu . . . - Sua boca salivava. Pode ter prazer temer as consequências ... - Deixe-me possuí-la de todas as maneiras possíveis, sem penetrá-la de fato - ele disse, acariciando-lhe o pescoço com o nariz - Por favor, quero sentir o seu gosto. "
O problema é que toda desobediência a um Deus tem uma consequência e ele começa a tirar as forças de Lucien, que prefere morrer a ter que matá-la. Ela fica angustiada pois ao mesmo tempo que quer salvá-lo, não quer se desfazer do seu bem maior, a chave mestra, a chave que pode abrir qualquer corrente, qualquer prisão!

" - Você já sabia que Cronos tinha me abordado ontem . Bem, tinha razão. Ele me ameaçou, e foi por isso que eu fui tão cruel com você. Não queria que ele soubesse que eu estava... que eu ... Ela engoliu a seco. - Eu amo você, Anya - ele admitiu bruscamente. - Amo você e não posso, não vou, lhe fazer mal. Está entendendo?
O queixo de Anya caiu e ela largou as roupas.
- Lucien. Eu ... eu ... - Não precisa dizer nada. Eu passei a conhecê-la, Anya. Você é indomada e livre e fica apavorada só de pensar em amar um Homem."
Nessa busca eles acham um artefato que ela oferta a Lucien, porém ela se encontrará com os 2 maiores dilemas da vida dela: se vincular ou não a ele e realizar a troca de algo muito, muito importante pela chave que Cronos quer. Trama mega interessante, muitos conflitos e lutas e claro cenas hots! Adorei, curto muito esse casal e espero que realmente vocês tenham oportunidade de ler. Lembrando também que como comentei no primeiro livro, Gena deixa acontecimentos e personagens para os próximos livros. O próximo vai pegar fogo!



Hello
Can you hear me
Please don't go
Where are you going
Conversations go over my head
Isolation has an ugly face
Surround me with your love
Understand me I need you now
Surround me with your words
Understand me I need your love
I need your love
I need your love

Hello
I'm so lonely
And it feels like disease
Come and stay, stay beside me
Stay always forever don't go
Surround me with your love
Understand me I need you now
Surround me with your words
Understand me I need your love

Surround Me With Your Love
3 -11 Porter

http://estantedasamoras.blogspot.com.br/2012/10/o-beijo-mais-sombrio-gena-showalter-2.html
comentários(0)comente



maya 10/09/2012

Vive atrás da Morte,mas não quer morrrer.

Pense num livrinho que me arrancou rizadas das boas,a Anya é uma figura,não deixa o Lucien em paz,e solta cada pérola e dá apelidinhos carinhosos pra ele,que dá dó do bichinho.

Anya apareceu no primeiro livro e já tinha dado mostras do que veio fazer,ajudou aos mocinhos mas pediu em troca a ajuda e proteção dos Senhores.Porém a deusa da Anistia não esperava que não teria a oportunidade de cobrar a divida.Lucien,assim como os outros Senhores foi amaldiçoado com um demônio,o da Morte,durante muito tempo cumpriu o papel de comensal mas quando Cronos lhe pede pra tirar uma alma em especifico ,ele vai fazer de tudo pra evitar.

Sabe quando você começa um livro e já gosta de cara da mocinha,a minha empatia foi natural em relação a Anya,apesar de ter uma maldição que a impede de ter uma relação mais intima com o mocinho,ela não larga mão de estar sempre por perto,e não dá sossego pro pobre,chegando a ponto de chama-lo carinhosamente de Flores,só porque ele recende um cheiro de rosas,vê se pode,é desinibida e tem defeitos que poderiam colocar ela como uma anti- heroina,ela tem uma péssima mania de ficar roubando,mas a gente acaba entendendo o por que.Já o Lucien,é totalmente o contrario,é serio demais,e o fardo que carrega,sendo possuidor da Morte,não dá espaço pra alimentar mais sentimentos por outros e acabamos entendo o por que das cicatrizes que ele trás.

Quando Anya finalmente aparece a ele,as coisas começam a complicar,primeiro a atração é irresistível,e quando Cronos manda Lucien matar a mocinha a coisa fica feia,mesmo tentando evitar,eles acabam se enfrentando,e a luta é das boas,uma das melhores partes do livro.Mas mesmo sabendo que o mocinho tem ordens expressas de mata-la a mocinha não consegue se afastar dele,principalmente quando templos misteriosos começam a surgir,e que neles podem conter relíquias que possibilitam encontrar a caixa de Pandora,e que também podem ser uma moeda de troca pela vida de Anya.

Na busca pelas tais relíquias,temos outros acontecimentos,como o aparecimento de uma caçadora chamada Sienna,que causa uma reviravolta na vida de Paris- Promiscuidade,e a fuga de Aeron para cumprir a ordem que os titãs deram de matar Danika e sua família,o que ele não esperava era encontrar pelo caminho um Rayes.

Adorei o livro por tudo,mais ação,mais hot,com mocinhos cativantes e encantadores,e com um desfecho muito bom ,deixando quem lê curioso sobre o que vai acontecer aos outros personagens, pelo visto esssa serie já virou vicio.

Recomendadissimo !!
comentários(0)comente



Marii ;) 29/08/2010

Ai G-zuis, o Lucien é uma coisa de looouco mesmo hein?
KKKKKK... Adorei a Anya! Muito divertida e corajosa... Ah, o Cronos é um pé no saco! --'
Uma das coisas que mais me agradam no jeito de escrever de Gena é que ela não é enrolona como muitas autoras por aí que usam umas cinco páginas para fazer descrições. O leitor se sente traído, mas com os livros da série você não sente isso. Há as descrições, mas não são exageradas e você imagina rapidinho o lugar ou a pessoa.
Estou louca para ler o livro do Paris, mas ainda não foi lançado, acho. Agora é partir para o terceiro. ;)
comentários(0)comente



Rose 25/05/2011

Senhores do Submundo
Quando Anya (deusa da anarquia) e Lucien (guerreiro que abriga a morte) se conhecem, o que pode sair deste encontro? Pode está certo que é uma explosão de amor e sensualidade. Mas nada é tão simples, pois Lucien recebe a ordem de matar Anya e rouba-lhe a chave e Anya por sua vez apesar de louca por Lucien não pode se entregar totalmente, pois é amaldiçoada e o homem que possuir Anya será na verdade seu dono para toda a eternidade. Diante de várias dúvidas, eles terão que decidir o que é mais importante para cada um e se vale a pena arriscar a própria vida pela vida do outro. Um romance muito quente e que vale a pena ser lido.
comentários(0)comente



Jois Duarte 05/01/2012

Anya teve um papel muito importante no livro anterior. Ela é a Deusa menor da Anarquia, propagadora da desordem, ama gerar o caos. É muito engraçada, mas seu humor é um tanto perigoso, letal, literalmente.

Lucien é o Guardião do demônio da Morte. É ele o encarregado de escoltar as almas para o inferno ou o paraíso, aí vai depender de como o dito cujo agiu em sua vida kkkkkk

O caos se instaura quando Anya começa a dar em cima de Lucien... ele não entende com uma mulher linda pode estar afim de um homem que aloja um demônio e tem o rosto deformado por cicatrizes. Porém, quando tudo parecia estar caminhando bem para os dois, Lucien é convocado por Cronos, Rei dos Titãs, pra uma missão...

E o melhor de tudo é Anya chamando Lucien de "Flores"... imaginem um homem enooooorme, cheio de cicatrizes, sendo chamado de Flores... meigo kkkkkk
comentários(0)comente



GraziLisboa 17/06/2015

O que esperar do Flores? Que ele é forte, rabugento, cheio de cicatrizes, não quer se envolver e ah e que ele é o demônio da morte, que leva as almas para seu destino. Tem como não amar um homem com um olho azul e outro castanho? E com uma mariposa tatuada que tem vida própria e ronrona querendo sexo? HAHAH

Lucien é uma delicia assim como todo o livro e o par dele, Anya, deusa da anarquia é perfeito.

3Hot ;)
comentários(0)comente



Gabi Ranna 15/11/2011

Apaixonante e viciante!
Bem, repetindo o que coloquei no histórico de leitura: comecei esse livro ontem e terminei hoje.
É só porque eu sou como o Peixinho Prateado e devoro livros? claro que não! É porque mais uma vez a Gena Showalter se superou e escreveu um volume de continuação da saga dos Senhores do Mundo Subterrâneo que simplesmente te prende do inicio ao fim.

Esse livro é fenomenal, indo para a estante pertinho dos volumes da Irmandade da Adaga Negra e ocupando um lugar definitivo no meu coração!!
comentários(0)comente



Eli 25/07/2012

Segundo livro da Série Senhores do Mundo Subterrâneo. O que posso dizer? Bem mais hot do que o primeiro, aqui ficamos conhecendo um pouco mais da natureza de Lucien, o Guardião da Morte. Um homem que mantém suas emoções muito bem vigiadas, e que não permite que ninguém se aproxime para não se machucar. Até que uma certa deusa abusada aparece em seu caminho e o deixa completamente fora de combate. Anya, a deusa da Anarquia, está em fuga. Cronos quer sua cabeça de qualquer jeito, e ordena que Lucien a mate e entregue seu corpo a ele. Sem saber o que fazer, e completamente atraído pela deusa, nosso Senhor resolve "obedecer" ao seu novo mestre, indo atrás dela para cumprir o prometido. Mas quem disse que Anya vai facilitar as coisas? O clima entre os dois é por deveras tenso. Ambos parecem que vão incendiar as páginas, tamanha a tensão sexual entre eles. Anya sempre foi um espírito livre, que não abre mão de sua liberdade, nem mesmo em nome do amor. Muito cedo, ela foi amaldiçoada pela esposa de seu pai, que revoltada com a traição, jogou uma maldição em Anya. Não vou contar qual é a maldição, mas posso dizer que nossa "heroína" sofre horrores por causa disso. Ao ajudar o casal do primeiro livro, Maddox e Ashley, Anya se sente atraída de imediato por Lucien, que tenta manter a compostura de qualquer jeito, mas com aquela mulher ao seu lado, fica difícil. Ao longo do livro, vemos outros personagens passando por grandes dilemas: Paris acaba conhecendo uma mulher que o leva ao extremo do desejo, nos apresentando a sua possível companheira, uma certa moça sem atrativos, chamada Sienna. Reyes correndo atrás de Aeron, que consegue se soltar da masmorra e ir atrás das quatro mulheres inocentes que precisa matar, a mando de Cronos (cada livro que passa, odeio mais esse cara). Não nos fica claro se encontrou alguma delas, mas ele consegue chegar ao esconderijo de Danika, a mulher que tem tirado o sossego do Guardião da Dor. Fiquei simplesmente encantada com o relacionamento de Lucien e Anya. Dois sobreviventes que carregam uma maldição maior que as suas vidas, obrigados a abrir mão de algo que precisam fazer em nome do amor. Adorei também o fato de Anya não ser um mocinha típica: ela mente, rouba, seduz, sempre mantendo sua essência, nunca se enganando sobre quem ela realmente é. Em cada livro, a trama da caixa de Pandora vai se descortinando, dando mais elementos para que fiquemos grudados nos livros, aguardando com ansiedade os próximos.
comentários(0)comente



44 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3