A Sonata Perfeita

A Sonata Perfeita Rose Tremain




Resenhas - A Sonata Perfeita


47 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Natália Tomazeli 28/12/2021

Uma lição sobre não criar expectativas
"Ele nunca chorou. Apesar de sentir o choro se formando em seu peito com frequência, ele sempre se controlava, pois foi assim que Emilie o ensinou a se comportar no mundo. Ele devia ser mestre de si mesmo."

Gustav é um menino que vive com sua mãe em uma Suíça pós segunda guerra mundial e que tem Anton como amigo, um pianista judeu que sonha em fazer sucesso pelo mundo. Através de uma narrativa com saltos no tempo e diversos pontos de vista, conhecemos toda a história que envolve não só a família de Gustav, mas seu passado.

Vocês precisam primeiramente entender que tudo que falarei aqui sobre esse livro foi muito afetado por uma coisa chamada "expectativa".
Coloquei nesse livro uma expectativa de que ele fosse entregar e ser algo que ele não foi. Esperava que fosse um livro bem na vibe de "Ecos" da Pam Muñoz Ryan, que é um outro livro da darkside que irá tratar de segunda guerra mundial e que eu amo muito! "Ecos" é um livro aconchegante e fantástico em vários sentidos, uma leitura que reacende a esperança na humanidade. Eu queria ler algo assim quando peguei "A Sonata Perfeita" mas não foi nada disso que encontrei na história, que na verdade é o completo oposto de tudo isso!

Aqui encontramos um livro melancólico e desesperançoso. É uma história sobre como se isentar das coisas pode ser tão tóxico quanto fazer uma péssima escolha. O livro inteiro tem muito aquela frase do início, a ideia de ser "mestre de si mesmo" e o mais irônico é que nenhum dos personagens da história foi de fato isso, nenhum deles pegou as rédeas da vida e viveu o que realmente importava a eles, viveram a vida pensando e correndo atrás do que os outros queriam e precisavam. O que é então ser mestre de si mesmo, no final?

Enfim, a reflexão que fica pra mim, na verdade, é muito mais sobre não colocar expectativa nas leituras. Acho que se eu fosse ler esse livro não esperando nada do que esperei, teria gostado mais! Serviu de aprendizado pras próximas leituras...
comentários(0)comente



Dani.Landim 10/12/2021

Alguns sonhos persistem!
O livro é um vira páginas. Algumas partes nos deixam bastante envolvidos, mas de forma geral é um enredo meio picolé de chuchu rs.
comentários(0)comente



Lucy 13/11/2021

O livro fala sobre amor e aceitação, é bonito mas achei um pouco vago em muitos momentos.
Talvez eu não tenha pegado o espírito do livro, mas achei que no geral é uma nota 3,5
comentários(0)comente



Vanessa.Liandro 17/10/2021

???
Sabe aquele livro não te agradou, mas também não te chateou? Foi esse aqui. No começo estava até bem interessante por tratar de alguns assuntos bem pertinentes como maternidade frustrada, amizade, amores também frustrados e com pano de fundo a grande segunda guerra mundial. No entanto achei que foi tudo mal desenvolvido. O livro é dividido em 3 partes: 1 - Gustav e Anton da infância até mais ou menos a adolescência; 2 - História da mãe e do pai de Gustav; 3 - Gustav e Anton já na casa dos 50 anos lidando com suas frustrações na vida.
A relação de Gustav e Anton é toda baseada na amizade e você sente que há algo além disso, mas que pelas circunstâncias da época e de suas vidas nunca foi conversado e entendido. Diante disso tudo, sentia também que Anton não era uma pessoa que enfrentasse as coisas de frente, quase sempre ele meio que usava o Gustav para resolver. Isso aconteceu em diversos momentos e acredito que Anton necessitava de um acompanhamento psicológico.
Apesar do livro ser pequeno e rápido de ler, preferia sinceramente que fosse maior e bem trabalhado.
comentários(0)comente



Aline Sandoli 15/10/2021

Tocante??
O livro é dividido em 3 partes. A primeira narra a infância do pequeno Gustav. A segunda conta a história de seus pais. A terceira parte é nosso menino já idoso. Recomendo para quem gosta de livros como a guerra que salvou minha vida, livros com contexto de guerra e nazismo. Interessante conhecer um pouco da cultura da Suíça.
comentários(0)comente



Mys 09/10/2021

Muito diferente do que eu esperava
A estória dividida em três partes a primeira com a infância difícil e escassa de Gustav, a segunda sobre sua mãe e como conheceu o seu pai e como tudo deu errado até quando parecia impossível, e a terceira já sobre Gustav adulto e todo o oceano de sentimentos contidos, sua vontade de fazer o que tinha escolhido pra vida com devoção. Quando pequeno Gustav conhece Anton no jardim de infância, Anton estava tentando se adaptar a escola e cidade nova mas falhando miseravelmente mas com a ajuda de Gustav chegaria bem rápido a adaptação enquanto Gustav tinha uma vida extremamente simples Anton tinha uma realidade totalmente farta. Amillie, mãe de Gustav, não gostava muito a amizade por recalque de uma família judeu ter condições e ela não, e por culpar os judeus pela desgraça que se seguiu na sua vida depois de achar que jamais voltaria pra uma vida miserável. A estória passeia pelo início da perseguição aos judeus e como a Suíça se fechou muito rápido em relação ao acolhimento aos judeus mandando-os de volta para a fronteira, obviamente para morte.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gianziito 14/09/2021

Não recomendo..!
Ficamos o livro inteiro esperando que algo aconteça, mas nada acontece. O final na mina opinião estraga mais ainda o livro.
Mas uma coisa é boa, a editora dark side, com uma gramática impecável e escrita gostosa de se ler.
Gianziito 14/09/2021minha estante
A mas uma coisa a comentar, maior parte dos homens desse livro, são tarados...


Célia Roberta 15/09/2021minha estante
kkkkkk caraca leu rápido esse em


Gianziito 15/09/2021minha estante
Tentando dar uma acelerada na leitura kkk




Lara 01/09/2021

Sonata de Gustav
"Você precisa ser mestre se si mesmo".

Apesar de não ter grande expectativa com esse livro, foi um livro bem ruinzinho. É um livro bem escrito, isso eu posso dizer, mas eu não consegui me conectar com nenhum personagem e você fica esperando algo e não acontece nada.
O final é pior ainda , sem nenhum sentido, livro péssimo .
comentários(0)comente



Camila 04/08/2021

Marcas do passado
Uma boa história e com grande potencial, mas que em minha opinião, se perdeu no desenrolar dos fatos.
De início fiquei muito empolgada e amando a escrita da autora, e muito conectada com os personagens, porém, achei que o livro se perdeu um pouco e a história ficou arrastada.
Tiveram boas reflexões a respeito da vida, do amor e da família, em meio a um enredo marcado por traumas do passado e a guerra. Portanto, uma boa história, mas que deixou um pouco a desejar.
comentários(0)comente



Lilyan 04/08/2021

Não é uma leitura fácil, no sentido do que a autora nos apresenta, os dramas, as dores, a mudança de época, narrador.

Pós guerra, menino órfão de pai,..tem umas coisas que não curti, de como foi escrito e descrito, a história poderia ter sido bem mais deliciosa e prazerosa. Como não estava esperando nada da leitura, já que não pesquisei, e nem li nada sobre, foi bom por isso, a expectativa não estava grande.
comentários(0)comente



Bella 03/08/2021

Um livro que passa várias lições: como o amor de mãe faz diferença, as vezes os filhos acabam pagando por erro ou frustrações dos pais. Como perdemos tempo tentando ignorar o que realmente somos ou sentimos, e com isso perdemos tempo de nossa vida. E como é difícil "segurar a barra" de quem amamos como Gustav fazia por Anton, sempre ali suprindo todas as necessidades do amigo. Gostei!!
comentários(0)comente



Gustavo.Marques 10/07/2021

Péssimo
Sinceramente, estava animado pela leitura desse livro e coloquei uma grande expectativa e houve uma quebra logo de início, mas isso não influenciou na questão do que o livro foi pra mim. O que influenciou mesmo foi a na construção da história. Péssimo, com personagens mais do mesmo, história com péssimo desenvolvimento, não tem nada que fica bom e nada que surpreenda. Péssimo.
comentários(0)comente



Angélica Patriano 10/06/2021

Triste.
A sonata perfeita é um livro bem em tom de cinza.
O livro é dividido em três partes: infância, o início à sombra da guerra iminente, a vida no presente.
Gustav é um garoto mestre de si, assim como sua mãe o ensinou desde cedo. Criado sem quaisquer luxos por sua Mutti viúva e amargurada pela vida, bem como essa costumava pensar de sua própria mãe. Anton é um garoto que cresceu no luxo, com pais que se amam muito, porém, cuja mãe projeta seu sonho de fama no pequenino.
Eles se conhecem na escola quando Gustav recepciona a chegada de Anton, e naquele momento um vínculo é criado. Uma criança que possui tudo, uma criança carente do amor da mãe, que passam a conviver.
Anton não consegue lidar com a ansiedade, Gustav é o porto seguro em quem se pode confiar, pois ele vai resolver tudo.
Emilie, ou Mutti para Gustav, era uma garota do interior, que idealizou a sua vida e com garras foi atrás do que queria. Idealizar e criar expectativas quando se vive num mundo à parte, sem viver na realidade, conturba o relacionamento dela com Erich e ela vai embora. Erich é um homem que foi condenado ao salvar vidas, destituído de seu cargo, sua casa e sem a esposa, ele tem que se agarrar a algo para viver.
Gustav nunca entendeu ou conheceu quem foi seu pai, Mutti morre sem nunca ter amado o filho, e Anton precisa que Gustav o salve de si, mesmo após 50 anos de vida.

É um livro com uma carga de realidade grande.

Boa leitura!
comentários(0)comente



47 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR