A Oitava Cor

A Oitava Cor Venus T. Eros




Resenhas - A Oitava Cor


21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Mandy 25/12/2021

Um conto curto mas cheio de sentimentos. Algo tão verdadeiro que pode ser um pouco dolorido de mais.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fontana 06/05/2021

ai achei muito fofinho. Mas me deixou triste pq eu me identifiquei com a Ísis.
É triste que essa seja a realidade de muita gente
comentários(0)comente



nick 30/04/2021

a oitavo cor
ok mas esse final foi o maior tombo da minha vida que odioKKKKKKKKKKKK
achei fofo e bonitinho, mas o fato delas não ficarem juntas me deu uma dor no coração, queria um final feliz hmkk
comentários(0)comente



Vinicius.Novo 16/04/2021

A história apenas começou
É um conto que ao mesmo tempo carrega uma leveza no romance e trata de forma muito verdadeira as questões vivida pela comunidade LGBT.
Me identifiquei muito com a Isis por sua questão com os pais e a complexidade de ser alguém LGBT em uma família super conservadora e preconceiuosa, mas que ao mesmo tempo sem saber do seu verdadeiro Eu lhe apoia.
Adorei a escrita da autora e espero ler mais obras dela
comentários(0)comente



Vick 14/03/2021

Bom
Um livro bom e cru, com um enredo verdadeiro é tão real, gostei e recomendo a leitura.
comentários(0)comente



@jurietjens 08/02/2021

Obra apaixonante
É uma obra super apaixonante. Não digo isso só por causa dos personagens maravilhosos, mas sim porque a escrita da autora é tão envolvente que eu não conseguia parar de ler. Na história, vemos as inseguranças comuns às pessoas da comunidade LGBTQIA+, abordadas de maneira tão profunda que é só mais um passo para entender o outro. Afinal, para mim, o livro foi sobre isso: respeitar o tempo de cada um para se ter a coragem de ser quem é.
comentários(0)comente



aquilla 02/02/2021

triste e reflexivo
esse conto foi bem gostosinho de ler, eu adorei a forma que me vi na protagonista, na sua maneira de pensar e agir e confesso que doeu perceber que as inseguranças dela eram as mesmas que as minhas. o único ponto que não gostei foi que achei muito corrido, mas tirando isso eu amei, me prendeu e foi uma leitura super fluída
comentários(0)comente



aquilla 02/02/2021

triste e reflexivo
esse conto foi bem gostosinho de ler, eu adorei a forma que me vi na protagonista, na sua maneira de pensar e agir e confesso que doeu perceber que as inseguranças dela eram as mesmas que as minhas. o único ponto que não gostei foi que achei muito corrido, mas tirando isso eu amei, me prendeu e foi uma leitura super fluída
comentários(0)comente



Garota Final 25/01/2021

Não sei o que dizer....
O conto tem uma mensagem importante e bonita, mas achei que as coisas foram corridas demais. Mesmo que seja a narrativa em forma de história contada, faltou alguns detalhes, consegui ver alguns furos e, infelizmente, não consegui me conectar com os personagens. Sou uma mulher bissexual e não fiquei sentida pelas protagonistas porque faltou o trabalho de deixá-las mais profundas em suas histórias.
Acredito que os próximos da autora serão melhores nesse quesito e indico a leitura pra quem não gosta de final feliz.
comentários(0)comente



midesoufer 15/01/2021

Leve, realista e Fluido
A forma que os sentimentos de Ísis e Cecília são demonstrados ao decorrer das palavras me fez querer ler cada vez mais. Isís retrata o que sente através de desenhos, Cecília prefere falar, mas também pensa bastante sobre e guarda pra si. O conto é leve de se ler, as palavras são bem colocadas e dessa forma te instiga a continuar para saber o desfecho da história. Ao mesmo tempo que ele é realista, tudo bem que talvez não iremos virar a esquina e ver nosso rosto desenhado em um muro pela pessoa que gostamos, mas é realista pela forma que aborda esses sentimentos e o que aconteceria se eles virem atona, se descobrirem. O que aconteceria se a familia conservadors soubesse, a cidade curiosa onde todos sabem de tudo rápido demais.
Não é só o amor como foco no livro, fala sobre amizade, família, e várias outras coisas, com certeza não vai ser a última obra que eu leio da autora.
comentários(0)comente



14/01/2021

Seja o seu próprio arco-íris
E como não ter empatia por esse conto? No nosso LGBTQIA+ existem ainda muitos enfrentamentos e inseguranças sim, porém existe muito amor, esse que de fato não possui somente duas cores, ele pode ser infinito e quem te fará pensar diferente disso?
A oitava cor te desnuda, abra o seu arco-íris sem impedimentos e seja feliz.
Vale super a pena ler esse conto e refletir com as mensagens que são passadas através dele.
comentários(0)comente



nevermwind 04/01/2021

?A Oitava Cor? é um conto bem curtinho, com uma leitura rápida e fluida, mas que trás assuntos importantes a serem pensados e discutidos. Me surpreendi bastante, porque esperava uma história de amor e não um conto pessoal de Isis sobre inseguranças e medos. Apesar de tudo, temos momentos fofos o bastante entre Ceci e Isis para aquecer o coração. O final foi o mais surpreendente para mim, apesar de tudo, gostei, entendi o que a autora tentou passar para o leitor. Vale super a pena ler esse conto e refletir com as mensagens que são passadas através dele.
comentários(0)comente



Tathi (@Doidosporserieselivros) 29/12/2020

AMEI!!!
Cecília é uma garota super decidida que se encantou pela arte de um artista desconhecido, ela persegue os arco íris que foram pintados pela cidade, sem saber que a inspiração para eles, pode ser ela mesma.

🌈🌈 " Doeu. No fundo de sua alma, bem ali no cantinho escuro onde ela guardava suas preocupações, doeu. Porque não conseguia entender como, como em meio a tanto amor, a tanta mágica, a tanta cor, pessoas olhavam, apontavam e odiavam."

Com uma escrita super fluída e muita representatividade conhecemos o universo de pessoas que ainda não tiveram coragem de se assumir, e usam a arte para falar de seus temores e desejos.

Ísis é uma personagem tão real que a dor dela consegue causar extrema empatia no leitor, fazendo com que seja possível entender suas escolhas mesmo que não se concorde.

Além disso a obra nos fala sobre homofobia, cura gay, preconceito e
diferenças de classes sociais.

Achei o final totalmente fora dos padrões e por isso mesmo me surpreendeu, até pelo tom da narrativa esperei algo completamente diferente, porém gostei demais da realidade que o desfecho passou.

A Oitava Cor é mais do que um conto de amor, é sobre saber que todos tem seu próprio tempo, e que não devemos julgar a realidade de outra pessoa.
comentários(0)comente



Maluuu 24/12/2020

Adorei esse livro
É fofo
Esse livro explora as descobertas e as inseguranças
Muito bom
comentários(0)comente



21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR